ELABORAÇÃO DE MATERIAL PARA APRENDIZAGEM
PARA EDUCAÇÃO ON LINE
TUTOR: MARCOS POUBEL DE ARAÚJO FRANÇA
Aluna: Regina Trindad...
TEORIAS SÓCIO-CULTURAIS
Teoria Sócio-Cultural – Vygotsky
Biografia de Vygotsky– breves palavras:
• Lev Semyonovitch Vygotsky - nasceu na Bielorrússia, em 5
de Novembro de 1896 e f...
Perspectiva Teórica: Sócio-Cultural
• Vygostsky é considerado um autor de perspectiva sócio
cultural, e isto implica dizer...
Vygotsky, um autor marxista, acreditava e defendia que o
homem se constitui homem através da produção de
conhecimento, que...
* O desenvolvimento POTENCIAL: representa o
conhecimento parcial, onde o indivíduo necessita
de ajuda e intervenção de out...
O professor, é considerado um importante mediador, que
deverá propor atividades, tarefas e ações que
impulsionem aos aluno...
É inegável as contribuições legadas por Vygotsky ao campo da
Educação, no entanto, ficaram algumas lacunas, quanto a quest...
A perspectiva sócio-cultural de Vygostky se baseia em uma
relação dialética, mediada pela linguagem, pela cultura e
sobret...
Referências
Mapa conceitual:
http://professordenyssales.blogspot.com.br/2012/04/mapa-conceitual-sobre-
teoria.html
Acesso ...
Slide vygotsky
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Slide vygotsky

619 visualizações

Publicada em

1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • O seu trabalho ficou muito interessante e destaco a zona de desenvolvimento proximal que é a fase importante no processo de ensino aprendizagem
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
619
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Slide vygotsky

  1. 1. ELABORAÇÃO DE MATERIAL PARA APRENDIZAGEM PARA EDUCAÇÃO ON LINE TUTOR: MARCOS POUBEL DE ARAÚJO FRANÇA Aluna: Regina Trindade Lev Semenovitch Vygotsky (1896-1934) TEORIAS SÓCIO-CULTURAIS O
  2. 2. TEORIAS SÓCIO-CULTURAIS Teoria Sócio-Cultural – Vygotsky
  3. 3. Biografia de Vygotsky– breves palavras: • Lev Semyonovitch Vygotsky - nasceu na Bielorrússia, em 5 de Novembro de 1896 e foi contemporâneo de Piaget. Morreu, vítma de tuberculose aos 37 anos de idade. Em vida, produziu mais de 200 artigos científicos e teve uma atuação rica e produtiva, promovendo um interessante diálogo interdisciplinar entre a psicologia e a educação. Atuou como professor e pesquisador em Literatura e Psicologia.
  4. 4. Perspectiva Teórica: Sócio-Cultural • Vygostsky é considerado um autor de perspectiva sócio cultural, e isto implica dizer que sua opção conceitual se baseia no entendimento de que toda forma de produção de conhecimento se dá a partir das interações entre o sujeito e o meio social, cultural, no qual está imerso. Esta interação está mediada pela linguagem, que por sua vez representa uma construção essencialmente humana, repleta de sentidos, símbolos e significados, que estão em constante dinamismo, exatamente por ser uma produção humana não pode ser entendida como algo cristalizado no tempo.
  5. 5. Vygotsky, um autor marxista, acreditava e defendia que o homem se constitui homem através da produção de conhecimento, que se dá por meio da determinada pela materialidade deste mundo. De acordo com sua teoria, o conhecimento produzido, na relação entre a aquisição da aprendizagem e desenvolvimento se dá por meio das seguintes perspectivas: * O desenvolvimento REAL: representa o conhecimento autônomo, isto é, aquilo que o indivíduo consegue realizar de forma individual, sozinho, sem a ajuda de outros. Este desenvolvimento está intimamente ligado com a formação das funções psicológicas superiores e ao desenvolvimento cognitivo.
  6. 6. * O desenvolvimento POTENCIAL: representa o conhecimento parcial, onde o indivíduo necessita de ajuda e intervenção de outros para concluir determinada tarefa. O conhecimento está em processo e não foi totalmente internalizado. * Zona de Desenvolvimento proximal: é entendida como a fase entre o desenvolvimento real e o potencial, ou seja entre o que foi aprendido e o que está em desenvolvimento.
  7. 7. O professor, é considerado um importante mediador, que deverá propor atividades, tarefas e ações que impulsionem aos alunos, que se encontram em diferentes níveis de aprendizagem, ao encontro para o movimento, para o aprender, para o desafio do novo, para a constante aprendizagem, ontológica e sobretudo social. “Para qualquer situação de aprendizagem há um processo histórico-cultural precedente, ao mesmo tempo que produz algo inteiramente novo no desenvolvimento cognitivo do indivíduo. Nesta perspectiva, a inteligência é entendida como a habilidade para aprender e pode ser alcançada através da interacção entre o sujeito e o meio; o meio social. Daí que Vygotsky nega a existência da "natureza e essência humanas", pois, segundo ele, “somos primeiro sociais e depois nos individualizamos” (NEVES & DAMIANI, 2006).”
  8. 8. É inegável as contribuições legadas por Vygotsky ao campo da Educação, no entanto, ficaram algumas lacunas, quanto a questão da aprendizagem, que para o autor, tem na linguagem oral um papel central, mas hoje há diferentes estudos que buscam demonstrar que existem aprendizagem e desenvolvimento para além da linguagem verbal, apenas, e ainda em relação a mediação do professor, que pode ser também “transcultural”. Vale ressaltar ainda, que a teoria de Vygostky, veio contribuir para a construção de uma nova concepção de aprendizagem, que não a tradicional e objetiva, pautada nos princípios de objetividade, verdade, positividade que vigoravam nos movimentos filosóficos ocidentais no início das décadas do século XX. Para além de uma posição conformista e reprodutivista, Vygotsky propõe uma nova compreensão de educação, mediada, historicamente posicionada, com situações concretas de interação e socialização. O professor não é mais visto como o dono do saber, onde suas aulas deveriam ser pautadas apenas na oralidade, cabendo aos alunos não questionar, mas apenas reproduzir o que o professor, considerado centro do saber, transmitia.
  9. 9. A perspectiva sócio-cultural de Vygostky se baseia em uma relação dialética, mediada pela linguagem, pela cultura e sobretudo pela interação dos seres humanos culturais. E o desenvolvimento da produção do conhecimento passa a ser vista como processual, reflexo das inferências e das condições reais, e sociais em que o sujeito se encontra. A perspectiva sócio-cultural é ainda atual, no sentido de que ainda presenciamos práticas e concepções tradicionais em muitas realidades educacionais brasileiras. Pensar em atividades na EAD, nesta perspectiva, pode parecer ainda mais distante, mas é possível, basta que a organização da disciplina, curso, proponham tarefas desafiadoras, que busquem o estudo, a interação, que haja diálogo e respeito as heterogeneidades de saberes entre colegas, tutores. A afetividade, a sensibilidade pode sim ultrapassar os computadores de diferentes casas e ao mesmo tempo atingir diferentes percepções e promover conhecimento!
  10. 10. Referências Mapa conceitual: http://professordenyssales.blogspot.com.br/2012/04/mapa-conceitual-sobre- teoria.html Acesso em: 30/3/2014 Neves, R. A. & Damiani, M. F. (2006). Vygotsky e as teorias da aprendizagem [versão electrônica]. UNIrevista, 1, n 2, 1809-4651. OSTERMANN, Fernanda. CAVALCANTI, Cláudio José de Holanda. Teorias de Aprendizagem _Texto introdutório. U F R G S, 2010 Disponível em: http://outros.cead.unirio.br/euni/file.php/29/Teorias_de_aprendizagem.pdf Acesso: 30/3/2014 VYGOTSKY, L.S. ; LURIA, A.R. e LEONTIEV, A.N. Linguagem, Desenvolvimento e Aprendizagem. São Paulo ; Ícone, 1989.

×