Produtividade Cultura de Indicadores

1.063 visualizações

Publicada em

POR QUE
CAPACITAR
E COLOCAR A
PRODUTIVIDADE
NA ORDEM DO DIA NAS NOSSAS EMPRESAS?

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.063
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
440
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Produtividade Cultura de Indicadores

  1. 1. GESTÃO DA PRODUTIVIDADE CULTURA DE INDICADORES NA FORMA DE GESTÃO À VISTA GESTÃO DA PRODUTIVIDADE
  2. 2. GESTÃO DA PRODUTIVIDADE BAIXA PRODUTIVIDADE NAS EMPRESAS BRASILEIRAS
  3. 3. BAIXA PRODUTIVIDADE NAS EMPRESAS BRASILEIRAS GESTÃO DA PRODUTIVIDADE
  4. 4. BAIXA PRODUTIVIDADE NAS EMPRESAS BRASILEIRAS GESTÃO DA PRODUTIVIDADE
  5. 5. BAIXA PRODUTIVIDADE NAS EMPRESAS BRASILEIRAS GESTÃO DA PRODUTIVIDADE
  6. 6. BAIXA PRODUTIVIDADE NAS EMPRESAS BRASILEIRAS PRODUTIVIDADE = FATURAMENTO CUSTOS GESTÃO DA PRODUTIVIDADE
  7. 7. BAIXA PRODUTIVIDADE NAS EMPRESAS BRASILEIRAS PRODUTIVIDADE = FATURAMENTO CUSTOS 6% GESTÃO DA PRODUTIVIDADE INCREMENTO ANUAL DA MASSA SALARIAL E INFLAÇÃO
  8. 8. BAIXA PRODUTIVIDADE NAS EMPRESAS BRASILEIRAS CRESCIMENTO DO PIB 0,9% PRODUTIVIDADE = FATURAMENTO CUSTOS 6% GESTÃO DA PRODUTIVIDADE INCREMENTO ANUAL DA MASSA SALARIAL E INFLAÇÃO
  9. 9. BAIXA PRODUTIVIDADE NAS EMPRESAS BRASILEIRAS CRESCIMENTO DO PIB 0,9% PRODUTIVIDADE = FATURAMENTO CUSTOS INCREMENTO ANUAL DA MASSA SALARIAL E INFLAÇÃO 6% JÁ ESTAMOS PAGANDO MAIS CARO PELA MÃO DE OBRA! GESTÃO DA PRODUTIVIDADE
  10. 10. BAIXA PRODUTIVIDADE NAS EMPRESAS BRASILEIRAS CRESCIMENTO DO PIB 0,9% PRODUTIVIDADE = FATURAMENTO CUSTOS INCREMENTO ANUAL DA MASSA SALARIAL E INFLAÇÃO 6% JÁ ESTAMOS PAGANDO MAIS CARO PELA MÃO DE OBRA! PROJETE ISSO PARA UMA DÉCADA GESTÃO DA PRODUTIVIDADE
  11. 11. BAIXA PRODUTIVIDADE NAS EMPRESAS BRASILEIRAS A BOMBA ESTÁ NA MÃO DAS EMPRESAS CRESCIMENTO DO PIB 0,9% PRODUTIVIDADE = FATURAMENTO CUSTOS INCREMENTO ANUAL DA MASSA SALARIAL E INFLAÇÃO 6% JÁ ESTAMOS PAGANDO MAIS CARO PELA MÃO DE OBRA! PROJETE ISSO PARA UMA DÉCADA GESTÃO DA PRODUTIVIDADE
  12. 12. BAIXA PRODUTIVIDADE NAS EMPRESAS BRASILEIRAS A BOMBA ESTÁ NA MÃO DAS EMPRESAS CRESCIMENTO DO PIB 0,9% PRECISA AUMENTAR A PRODUTIVIDADE PELA VIA DO APORTE DE CONHECIMENTO PRODUTIVIDADE = FATURAMENTO CUSTOS INCREMENTO ANUAL DA MASSA SALARIAL E INFLAÇÃO 6% JÁ ESTAMOS PAGANDO MAIS CARO PELA MÃO DE OBRA! PROJETE ISSO PARA UMA DÉCADA GESTÃO DA PRODUTIVIDADE
  13. 13. GESTÃO DA PRODUTIVIDADE CULTURA DE INDICADORES NA FORMA DE EMENTA DO CURSO (MÓDULO COMPACTO) GESTÃO À VISTA GESTÃO DA PRODUTIVIDADE Melhorar a produtividade pela via do Aporte do Conhecimento no ambiente das nossas empresas é o grande propósito deste curso. Mas isso só se viabiliza se o conhecimento estiver formatado, pronto para ser usado e multiplicado. Na raiz deste processo está a cultura de indicadores, refletindo a eficácia ou não de tudo aquilo que é realizado no ambiente da empresa. Quando estes indicadores estão inseridos em uma cultura de monitoramento com base na gestão à vista, o processo de gestão e de aprendizado ganha uma nova dinâmica, o conhecimento aplicado vai revelando melhores resultados e a empresa acaba se familiarizando com uma cultura que privilegia os melhores métodos, tornando a gestão cada vez mais assertiva e competitiva. Definitivamente, o amadorismo (fazer de qualquer jeito) vai dando lugar a uma postura cada vez mais profissional (melhores métodos, com conhecimento agregado) e muito mais produtiva, com reflexos significativos não só para a empresa mas também para os funcionários e para os clientes. O curso revela as características do Trabalhador do Conhecimento, faz recomendações de como gerenciá-los e motivá-los. Em um ambiente onde o PIB cresce a taxas ridículas (1 a 2%) e o custo da mão de obra na faixa de 5 pontos percentuais por ano, qualquer projeção revela a corrosão das margens, que só podem ser recuperadas pela via do aumento da produtividade. Já que não existe a menor dúvida sobre o aumento anual das despesas, é chegada a hora do aumento da produtividade, sob pena de perdermos o bonde da história. Não se trata somente da competitividade das empresas. É a nossa vida que está em jogo. Cabeças à obra!
  14. 14. GESTÃO DA PRODUTIVIDADE CULTURA DE INDICADORES NA FORMA DE OS TEMAS ABORDADOS (MÓDULO COMPACTO) GESTÃO À VISTA  A BAIXA PRODUTIVIDADE COMO O GRANDE DESAFIO NAS EMPRESAS BRASILEIRAS  GRANDES CONTRIBUIÇÕES NA HISTÓRIA DA PRODUTIVIDADE  AGREGAR CONHECIMENTO AO TRABALHO: O PODER DA MULTIPLICAÇÃO  CONHECIMENTO TÁCITO E CONHECIMENTO EXPLÍCITO  DA OBTENÇÃO DOS DADOS, PASSANDO PELA INFORMAÇÃO, CONHECIMENTO E SABEDORIA. A CORRELAÇÃO COM AS NECESSIDADES DA EMPRESA.  RADIOGRAFIA DE INDICADORES E O MILAGRE DA GESTÃO À VISTA  METAS E MÉTODOS PARA ATINGIR AS METAS – A RECEITA PARA MELHORAR QUALQUER INDICADOR GESTÃO DA PRODUTIVIDADE  FONTES DE CONHECIMENTO E ANÁLISE EM TODOS OS AMBIENTES DA EMPRESA  AS RAZÕES DA GESTÃO À VISTA SER DEFENDIDA PELA DIREÇÃO DA EMPRESA  QUANDO O “ACHISMO” DÁ LUGAR A UMA GESTÃO BASEADA EM DADOS E FATOS  AS MÚLTIPLAS FACES DA GESTÃO À VISTA  DASHBOARD: O DIZEM OS GRÁFICOS E COMO INTERPRETÁ-LOS  A CONSTÂNCIA DE PROPÓSITO  PETER DRUCKER A A SUA A.P.O.  O SISTEMA EDUCACIONAL BRASILEIRO COMO UM FORNECEDOR DE PÉSSIMA QUALIDADE  GESTÃO DO DESEMPENHO E O PAPEL DO GERENTE MULTIPLICADOR
  15. 15. GESTÃO DA PRODUTIVIDADE CULTURA DE INDICADORES NA FORMA DE GESTÃO À VISTA O PÚBLICO ALVO  GERENTES DE LOJAS, OU DE SETORES EM GRANDES EMPRESAS ESTRUTURADAS  PROPRIETÁRIOS DE LOJAS, MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS DE QUALQUER RAMO DE ATIVIDADES, QUE ACABAM FAZENDO DE TUDO UM POUCO, POR TEREM SUAS EMPRESAS EM PROCESSO DE ESTRUTURAÇÃO  PESSOAS COM POTENCIAL PARA CARGO DE GERÊNCIA,  SUPERVISORES EM GERAL  ESTUDANTES  FUTUROS EMPREENDEDORES A MOTIVAÇÃO TAMBÉM PODE PARTIR DE ENTIDADES REPRESENTATIVAS E INSTITUIÇÕES GOVERNAMENTAIS GESTÃO DA PRODUTIVIDADE
  16. 16. GESTÃO DA PRODUTIVIDADE CULTURA DE INDICADORES NA FORMA DE GESTÃO À VISTA A MECÂNICA DO CURSO E VALOR DO INVESTIMENTO  DOIS DIAS (16 HORAS)  MÍNIMO DE 30 EMPRESAS  INVESTIMENTO POR PARTICIPANTE: R$ 950,00. SE MAIS DE UM POR EMPRESA O VALOR FICA EM R$ 700,00 POR PARTICIPANTE  DESPESAS DE ALIMENTAÇÃO E HOSPEDAGEM (SE OCORREREM) FICAM POR CONTA DOS PARTICIPANTES  CADA PARTICIPANTE RECEBERÁ UMA APOSTILA PARA ACOMPANHAMENTO E POSTERIOR FONTE DE CONSULTA.  EM CASOS ESPECIAIS O CURSO PODERÁ SER APLICADO IN COMPANY GESTÃO DA PRODUTIVIDADE
  17. 17. GESTÃO DA PRODUTIVIDADE
  18. 18. GESTÃO DA PRODUTIVIDADE INOVAÇÃO: É o único consultor especializado que atua com diversas mídias: presencial, plataforma de filmes, artigos, consultoria remota.
  19. 19. GESTÃO DA PRODUTIVIDADE
  20. 20. GESTÃO DA PRODUTIVIDADE
  21. 21. GESTÃO DA PRODUTIVIDADE CULTURA DE INDICADORES NA FORMA DE GESTÃO À VISTA APLICADO IN COMPANY APLICADO PARA PÚBLICO ABERTO CONSULTE consultoria@gilsoncoelho.com.br www.gilsoncoelho.com.br GESTÃO DA PRODUTIVIDADE

×