CAPÍTULO 7 – BRASIL: A REPÚBLICA
NOVA
A ERA VARGAS
(1930-1945)
O “pai dos pobres” ou a “mãe dos ricos”?
ANTECEDENTES
 Movimento tenentista: movimento de oficiais de baixa
patente contra a política oligárquica, a situação econ...
Revolta dos 18 do Forte de Copacabana
ANTECEDENTES
O ROMPIMENTO DA POLÍTICA DO CAFÉ COM LEITE (1930)
Washington
Luís (SP)
Antônio Carlos
(MG)
Como
deveria ser:
...
A Revolução de 1930
 Aliança Liberal: os mineiros apoiaram os
candidatos de oposição Getúlio Vargas (RS) e João
Pessoa (P...
A ERA VARGAS
GOVERNO
PROVISÓRIO
GOVERNO
CONSTITUCIONAL
ESTADO NOVO
1930 1934 1937 1945
O GOVERNO PROVISÓRIO (1930-1934)
 Dissolução do Congresso Nacional, dos legislativos
estaduais e municipais.
 Os governa...
O GOVERNO PROVISÓRIO (1930-1934)
 Novo Código Eleitoral (1932): voto universal direto,
secreto e facultativo para brasile...
A REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA (1932)
O GOVERNO CONSTITUCIONAL (1934-1937)
 Constituição de 1934: criação de uma legislação
trabalhista, incorporação do código...
O GOVERNO CONSTITUCIONAL (1934-1937)
 Greves operárias: reivindicações dos trabalhadores
pelo cumprimento das leis trabal...
O GOVERNO CONSTITUCIONAL (1934-1937)
 Intentona Comunista: movimento armado liderado
pela ANL com o objetivo de depor Get...
OS GRUPOS POLÍTICOS DE OPOSIÇÃO
ANL (Aliança Nacional
Libertadora)
AIB (Ação Integralista
Brasileira)
Líder: Luís Carlos P...
O ESTADO NOVO (1937-1945)
 Fechamento dos partidos políticos e suspensão das
eleições.
 Criação de uma nova Constituição...
O ESTADO NOVO (1937-1945)
 Modernização e intervenção do governo na economia:
criação de indústrias de bens de produção c...
O ESTADO NOVO (1937-1945)
 Participação do Brasil ao lado dos Aliados na Segunda
Guerra Mundial (1944), com o envio da FE...
A Era Vargas
A Era Vargas
A Era Vargas
A Era Vargas
A Era Vargas
A Era Vargas
A Era Vargas
A Era Vargas
A Era Vargas
A Era Vargas
A Era Vargas
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A Era Vargas

346 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
346
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Era Vargas

  1. 1. CAPÍTULO 7 – BRASIL: A REPÚBLICA NOVA A ERA VARGAS (1930-1945) O “pai dos pobres” ou a “mãe dos ricos”?
  2. 2. ANTECEDENTES  Movimento tenentista: movimento de oficiais de baixa patente contra a política oligárquica, a situação econômica e a exclusão social da 1ª República. Defendiam o voto secreto e reformas sociais.  Revolta dos 18 do Forte de Copacabana (1922): protesto dos tenentes contra a candidatura de Arthur Bernardes (MG), sem grande adesão o protesto fracassou.  Coluna Prestes (1925): expedição militar liderada por Luís Carlos Prestes, que percorreu mais de 30 mil km no interior do Brasil, com o objetivo de denunciar os problemas do Brasil e pregar reformas políticas e sociais.
  3. 3. Revolta dos 18 do Forte de Copacabana
  4. 4. ANTECEDENTES O ROMPIMENTO DA POLÍTICA DO CAFÉ COM LEITE (1930) Washington Luís (SP) Antônio Carlos (MG) Como deveria ser: Júlio Prestes (SP) Como ocorreu:
  5. 5. A Revolução de 1930  Aliança Liberal: os mineiros apoiaram os candidatos de oposição Getúlio Vargas (RS) e João Pessoa (PB).  Júlio Prestes venceu as eleições utilizando-se de mecanismos fraudulentos.  Com o apoio dos tenentes, por meio de um golpe militar Getúlio Vargas depôs o presidente e tomou o poder iniciando a chamada Era Vargas (1930-1945).
  6. 6. A ERA VARGAS GOVERNO PROVISÓRIO GOVERNO CONSTITUCIONAL ESTADO NOVO 1930 1934 1937 1945
  7. 7. O GOVERNO PROVISÓRIO (1930-1934)  Dissolução do Congresso Nacional, dos legislativos estaduais e municipais.  Os governadores dos estados foram destituídos e interventores de confiança do presidente foram nomeados.  Criação de uma política de valorização do café, com o objetivo de superar os impactos da crise de 1929 no Brasil.  Criação do Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio para regular as relações entre patrões e empregados.
  8. 8. O GOVERNO PROVISÓRIO (1930-1934)  Novo Código Eleitoral (1932): voto universal direto, secreto e facultativo para brasileiros maiores de 21 anos inclusive as mulheres, à exceção de analfabetos, mendigos, soldados e padres.  Revolução Constitucionalista (1932): tentativa dos paulistas de recuperarem o poder, mas também buscavam pressionar Vargas a restabelecer a ordem constitucional.  Convocação de uma Assembleia Constituinte para a votação das novas leis para o país.
  9. 9. A REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA (1932)
  10. 10. O GOVERNO CONSTITUCIONAL (1934-1937)  Constituição de 1934: criação de uma legislação trabalhista, incorporação do código eleitoral, garantia do ensino primário gratuito e redução da autonomia dos estados da federação.  Leis Trabalhistas: lei das 8 horas (regulamentação da jornada de trabalho), descanso semanal remunerado, regulamentação das horas extras, férias remuneradas, indenização por acidentes de trabalho ou demissões, regulamentação do trabalho infantil e feminino, estabilidade à gestante e licença maternidade.  Getúlio Vargas foi eleito pela Assembleia como primeiro presidente após a revolução através de eleições indiretas.
  11. 11. O GOVERNO CONSTITUCIONAL (1934-1937)  Greves operárias: reivindicações dos trabalhadores pelo cumprimento das leis trabalhistas.  Surgimento dos grupos políticos: AIB – Ação Integralista Brasileira, de inspiração fascista; e ANL – Aliança Nacional Libertadora, de inspiração comunista e socialista.  Lei de Segurança Nacional: amplos poderes ao Executivo para reprimir os movimentos que colocassem em risco a ordem no país.
  12. 12. O GOVERNO CONSTITUCIONAL (1934-1937)  Intentona Comunista: movimento armado liderado pela ANL com o objetivo de depor Getúlio Vargas e assumir o governo no Brasil. A ANL foi colocada na ilegalidade e seus líderes foram presos, dentre eles Luís Carlos Prestes e Olga Benário.  Plano Cohen: documento “descoberto” pelo governo que descrevia um plano comunista de tomada do poder. Em 1945, foi revelado que o plano era uma farsa para justificar o golpe de Estado de Vargas.  O Golpe: Vargas aproveitou a atmosfera de pânico gerada pelo Plano Cohen, fechou o Congresso e implantou um governo ditatorial.
  13. 13. OS GRUPOS POLÍTICOS DE OPOSIÇÃO ANL (Aliança Nacional Libertadora) AIB (Ação Integralista Brasileira) Líder: Luís Carlos Prestes Líder: Plínio Salgado
  14. 14. O ESTADO NOVO (1937-1945)  Fechamento dos partidos políticos e suspensão das eleições.  Criação de uma nova Constituição (1937) com inspiração fascista baseada no modelo polonês: instituição da pena de morte para crimes contra a ordem pública.  Controle dos sindicatos por agentes do governo, proibição das greves.  Criação do Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP) para difundir a imagem de Vargas e censurar a imprensa.
  15. 15. O ESTADO NOVO (1937-1945)  Modernização e intervenção do governo na economia: criação de indústrias de bens de produção como, a Companhia Siderúrgica Nacional (1941) na área de produção do aço, e a Companhia Vale do Rio Doce (1942) na área de produção de minério de ferro.  Criação da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) em 1943: síntese da política trabalhista de Getúlio Vargas e criação da Justiça Eleitoral.  Instituição do Salário Mínimo fixado de acordo com as necessidades primárias de um trabalhador.
  16. 16. O ESTADO NOVO (1937-1945)  Participação do Brasil ao lado dos Aliados na Segunda Guerra Mundial (1944), com o envio da FEB (Força Expedicionária Brasileira) para lutar na Itália.  Contradição: internamente o Brasil era uma ditadura com inspiração fascista, mas externamente apoiava as democracias liberais na guerra.  Getúlio Vargas iniciou um processo de redemocratização do Brasil, permitiu a constituição de partidos políticos, renunciou ao cargo e convocou eleições, colocando um fim na Era Vargas.

×