As três estratégias genéricas competitivas de Porter são:
1. Custo: A empresa que possui estratégia em custos, deve produz...
De que maneira se dão os processos de aquisição e fusão?
As operações de fusão normalmente se dão por meio da troca de açõ...
como restaurantes, todos servem comida, mas cada restaurante tem sua diferenciação no
ambiente único, no tempero, na recei...
fracassos de gestao empresarial que decore de abuso de poder erros extrategicos e
fraudes
CONSELHO DE ADMINISTRACAO (CA)
E...
• Nível intermedio (gerentes e executivos)
• Nível operacional (chefe e supervisores)
Cultura
Cultura organizacional é o c...
Também no BSC a vertente financeira está presente, sendo os indicadores financeiros
fundamentais para concluir acerca das ...
devem focar-se nos processos internos que terão maior impacto na satisfação dos
clientes e também na satisfação dos object...
ESTRATÉGIA CORPORATIVA VERSUS NEGÓCIO
NÍVEIS DE ESTRATÉGIA CORPORATIVA
• Diversificação
• Fusões e Aquisições
• Integração...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Exercicio%20de%20estrategia%20empresarial

161 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
161
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Exercicio%20de%20estrategia%20empresarial

  1. 1. As três estratégias genéricas competitivas de Porter são: 1. Custo: A empresa que possui estratégia em custos, deve produzir em grande volume para minimizar gastos de todo o processo de fabricação, divulgação e distribuição do produto, tendo como principal atrativo o preço. 2. Diferenciação: A opção de estratégia por diferenciação faz com que a empresa tenha obrigação de investir na imagem e marca a fim de realizar uma grande diferenciação do seu produto ou serviço diante dos concorrentes. Para isso, a pesquisa de mercado é essencial, bem como uma distribuição diferenciada dos produtos oferecidos. O objetivo principal desta estratégia é oferecer produtos diferenciados. 3. Foco: A estratégia de foco de uma empresa resume-se em escolher segmentos ou nichos específicos por meio da diferenciação ou dos custos. A fusão é uma operação societária que envolve duas ou mais empresas que juntam seus patrimônios para formar uma nova sociedade comercial, o que faz com que elas passem a não existir mais individualmente. Na maioria dos casos, envolve empresas do mesmo porte. Já na aquisição, o patrimônio total de uma empresa de menor porte passa a ser controlado total ou parcialmente por uma de maior porte. O que leva as empresas a realizar fusões e aquisições? Um dos principais fatores que motivam as companhias é a racionalização da produção, ou seja, produzir mais e melhor a um custo menor, eliminando a duplicidade de atividades e redundâncias operacionais. Além disso, as empresas buscam o acesso a novos mercados consumidores e/ou o reforço da posição competitiva no setor de atuação. Em alguns casos, o objetivo também é assumir posição dominante (ou até mesmo monopolista) num determinado mercado, o que pode, em tese, trazer mais prejuízos que benefícios aos consumidores.
  2. 2. De que maneira se dão os processos de aquisição e fusão? As operações de fusão normalmente se dão por meio da troca de ações. Em linhas gerais, as ações das empresas A e B são substituídas pelas da nova empresa C. A proporção dessa troca é calculada a partir do valor das empresas A e B em relação a C. Já na aquisição, a empresa compradora paga o valor negociado com os controladores da empresa alvo e assume seus ativos. CONCEITO DE DIVERSIFICAÇÃO A Diversificação consiste numa estratégia empresarial com a qual se pretende a produção de novos produtos ou serviços e destinados a diferentes mercados. Opõe- se assim à especialização em que as empresas canalizam os seus esforços e fatores produtos para determinadas competências centrais. As razões para a adoção de estratégias de diversificação por muitas empresas grupos empresariais prende-se com o aproveitamento de oportunidades em negócios de elevado potencial de crescimento ou em negócios que de alguma forma permitam um melhor desempenho do negócio central. Segundo Michael Porter, deve-se levar em consideração três formulações principais para a estratégia, LIDERANÇA NO CUSTO, DIFERENCIAÇÃO, ENFOQUE (NICHO). Liderança no custo é ter o melhor preço, uma condição especial, uma situação logística que melhora resultados. Neste tipo de estratégia, a empresa procura tornar-se no produtor com mais baixos custos no seu sector de atividade. Diferenciação é quando você consegue ter algo que o diferencia do mercado um todo, é
  3. 3. como restaurantes, todos servem comida, mas cada restaurante tem sua diferenciação no ambiente único, no tempero, na receita no chef, e isso faz com que possa obter um preço maior de seu produto. Já o enfoque ou o nicho é quando se busca ou a liderança pelo custo ou a diferenciação mas não no mercado como um todo mas sim numa parte dele, por exemplo eu tenho um restaurante que atende não só quem deseja comer fora de casa (o mercado como um todo) mas que são pessoas que não comem carne (nicho). Detalhe nicho significa compartimento. GOVERNANCIA COORPORATIVA Governança corporativa corresponde aos processos, costumes, políticas, leis e instituições que são usados para fazer a administração de uma empresa. IMPORTÂNCIA As boas práticas de governança corporativa têm a finalidade de aumentar o valor da sociedade, facilitar seu acesso ao capital e contribuir para a sua sustentabilidade a médio e longo termo. OBJETIVOS Figura um dos principais objetivos a recuperação e a garantia da confiabilidade da empresa perante aos seus acionistas. A partir de criação de mecanismos eficientes de incentivos e de monitoria com vista a assegurar que os comportamentos dos executivos não estejam desfasados com os interesses dos proprietários/acionistas. Um dos impactos de um sistema de governança corporativa é na eficiência econômica, com ênfase no bem-estar dos acionistas. VANTAGENS OU BENEFICIOS DA GOVERNAÇÃO CORPORATIVA A governacao corporativa contribui para um desenvolvimento economico sustentavel proporcionando melhorias no desempenho das empresas alem do maior asseco as fontes externas de capital. O aprimoramento de um sistema de governacao corporativa de qualidade e o uso de ferramentas respectivas eficientes e eficasmente evita erros e
  4. 4. fracassos de gestao empresarial que decore de abuso de poder erros extrategicos e fraudes CONSELHO DE ADMINISTRACAO (CA) E o mais eficiente e versatil instrumento de gestao de participacoes societarias porque pocibilita de forma ampla a orientacao e o acompanhamento dos negocios da empresa, seja por parte dos accionistas controladores e investidores, seja por parte dos demis accionistas minoritarios nos casos previstos em lei. E um orgao de deliberacao colegiada, cuja funcao principal e servir como instrumentodos accionistas na governabilidade dos activos da companhia. Cabe tambem ao CA elaborar planeamentos estrategicos que busca a maximizacao de lucros e a criacao de valor para accionista. Cabe ao CA proteger o patrimonio da companhia e orientar a directoria executiva na busca de retornos sustentado dos investimentos, consonancia com a legislacao o estatuto social da empresa e eventualmente o acordo de acionistas. O CA tem o papel de incetivador de melhores praticas de governcao corporativas e de fiscalizador de gestao da directoria ex cutiva. FUNCAO DOS AUDITORES INDEPENDENTES (AI) Analisar, verificar e opinar acerca da demostracao financeira da companhia, observando a consonancia as normas e procedimentos contabilisticos e a fidedgnidade das informacoes prestadas pela administracao. CONSELHO FISCAL (CF) E um orgao de deliberacao colegiada. Não se configura como parte integrante dos orgaos da administracao. Cabe ao conselho fiscal fiscalizar os actos de gestao administrativa de modo a proteger os intereces da companhia e dos seus accionistas. E um forum permanente para o aperfesuamento das rotinas de gestao e da estrutura administrativa, operacional e financeira da empresa. O conselho fiscal tem como missao fundamental representar os assionistas nas actividades de fiscalizacao e acompanhamento das operacaoes realizadas pelos administradores da companhia. IMPLEMENTAÇÃO DA ESTRATEGIA Estrutura organizacional: • Nível institucional (presidentes e diretores)
  5. 5. • Nível intermedio (gerentes e executivos) • Nível operacional (chefe e supervisores) Cultura Cultura organizacional é o conjunto de pressupostos básicos que um grupo inventou, descobriu ou desenvolveu ao aprender como lidar com os problemas de adaptação externa e integração interna e que funcionaram bem o suficiente para serem considerados válidos e ensinados a novos membros como a forma correta de perceber, pensar e sentir, em relação a esses problemas. Gestão de mudanças • Processos atuais e futuros, assim como o seguimento e controle dos mesmos, • Determinar os recursos necessários para as diferentes ações e como estabelecer quem é responsável por cada uma. • Apresentar uma estrutura humana como pilar da implantação. Lideranca Como um conjunto de atividades de um individuo que ocupa uma posição hierarquicamente superior, dirigidas para a condução e orientação das atividades dos outros membros, com o objetivo de atingir eficazmente o objetivo do grupo. CRITERIOS DE AVALIAÇÃO E CONTROLO DE DESEMPENHO ( BALANCED SCORECARD) Balanced Scorecard é uma metodologia de medição e gestão de desempenho desenvolvida pelos professores da Harvard Business School Robert Kaplan e David Norton, em 1992. PRESPECTIVA FINANCEIRA O BSC deve contar a história da estratégia, começando pelos objetivos financeiros de longo prazo e relacionando-os às ações que precisam ser tomadas em relação às demais perspectivas, para que o desempenho econômico seja alcançado no longo prazo. É necessário a preocupação da empresa na visão do cliente, identificando suas necessidades, anseios e conquistando a fidelidade dos clientes existentes e buscando novos clientes. O principal objetivo de uma empresa é conseguir obter retornos do capital investido, pelo que a vertente financeira assume um papel preponderante.
  6. 6. Também no BSC a vertente financeira está presente, sendo os indicadores financeiros fundamentais para concluir acerca das consequências inerentes às ações levadas a cabo pela empresa. A elaboração do BSC deverá funcionar como um estímulo a que as diferentes unidades de negócio da empresa estabeleçam objetivos financeiros, sempre de acordo com a estratégia global da empresa. Os objetivos e indicadores da perspectiva financeira do BSC devem ser definidos tendo em conta a fase em que se encontra a empresa e as suas unidades de negócio. A esta perspectiva poderá também chamar-se perspectiva do acionista, em virtude de serem eles os principais interessados na empresa, procurando a melhor rentabilidade para o capital investido, logo dando uma importância extrema às questões financeiras. PRESPECTIVA DOS CLIENTES A perspectiva dos clientes do BSC traduz a missão e a estratégia da empresa em objetivos específicos para segmentos focalizados que podem ser comunicados a toda a organização. Além disso, permite a clara identificação e avaliação das propostas de valor dirigidas a esses segmentos. É inquestionável que cada vez mais as empresas se voltam para o exterior, para os clientes e para o mercado onde estão inseridas, tendo como principal objetivo a satisfação das suas necessidades, sabendo que é esta a única forma de sustentar a rentabilidade no longo prazo. Segundo a perspectiva do cliente, deve ser utilizado um conjunto de indicadores relativos ao mercado, a clientes e a potenciais clientes, devendo estabelecer-se entre eles uma cadeia de relações: quota de mercado; retenção de clientes; aquisição de clientes; satisfação de clientes e rendibilidade de clientes. PROCESSOS INTERNOS Constitui-se na análise dos processos internos da organização, incluindo a identificação dos recursos e das capacidades necessárias para elevar o nível interno de qualidade. Contudo, cada vez mais, os elos entre os processos internos da companhia e os de outras, das companhias colaboradoras, estão muito unidos, a ponto de exigirem que também sejam considerados. O BSC considera os processos internos de toda a cadeia de valor da empresa e inclui o processo de inovação, de operações e de pós-venda. O desempenho de qualquer organização perante os clientes é determinado pelos processos, decisões e ações desenvolvidas no seu interior. Na perspectiva do BSC, a empresa deve identificar quais as atividades e quais os processos necessários para assegurar a satisfação das necessidades dos clientes. Os indicadores internos do BSC
  7. 7. devem focar-se nos processos internos que terão maior impacto na satisfação dos clientes e também na satisfação dos objectivos financeiros da empresa. Assim, os gestores deverão ser capazes de identificar quais os processos e competências onde a empresa pode obter vantagens competitivas o que lhe permitirá diferenciar-se da concorrência. Estas vantagens competitivas têm origem em diversas actividades que a empresa executa, desde o planejamento, o marketing, a produção, a entrega e acompanhamento pós-venda do seu produto. PERSPECTIVA DO APRENDIZADO E CRESCIMENTO O objetivo desta perspectiva é oferecer a infraestrutura que possibilita a consecução de objetivos ambiciosos nas outras perspectivas. A habilidade de uma organização inovar, melhorar e aprender relaciona-se diretamente com seu valor. Essa perspectiva apresenta objetivos voltados à capacidade dos funcionários, dos sistemas de informação e motivação, empowerment e alinhamento. Nesta perspectiva do BSC, deve identificar-se qual a infra-estrutura que a empresa deve adoptar para poder crescer e desenvolver-se no longo prazo. Assim sendo, toda a envolvente interna da empresa (trabalhadores, gestores) deve trabalhar em conjunto no processo contínuo de aprendizagem e aperfeiçoamento da organização. Monitoria e avaliação •Favorecem a formulação de objetivos e metas exequíveis •Permitem identificar pontos fortes e fracos nas intervenções públicas •Facilitam os esforço para alcançar eficácia, eficiência e efetividade (...) nas ações governamentais •São decisivo para o monitoramento, avaliação e para o processo de aprendizagem institucional •Contribuem para as atividades de controle interno, externo, e controle social •Favorecem a transparência e responsabilização por desempenho
  8. 8. ESTRATÉGIA CORPORATIVA VERSUS NEGÓCIO NÍVEIS DE ESTRATÉGIA CORPORATIVA • Diversificação • Fusões e Aquisições • Integração Vertical NÍVEIS DE ESTRATÉGIA DE NEGOCIO • Liderança em custos • Diferenciação • Nicho de mercado/Enfoque

×