Falando em futuro...EXTERNALIDADES SETORIAISNossa programação para 2012
Os estudos setoriais realizados nos mostraram uma certa “perda de foco” naagenda de sustentabilidade                    EX...
Os estudos setoriais realizados nos mostraram uma certa “perda de foco” naagenda de sustentabilidade                      ...
Que acaba por refletir no âmbito interno das empresas                    VISÃO REALISTA DO CONTEXTO      A maioria dos to...
Que acaba por refletir no âmbito interno das empresas                VISÃO PRÁTICA AÇÕES E RESULTADOS   Não há, quase sem...
No intuito de contribuir e compartilhar, em 2012...   ENCONTROS SETORIAIS DE SUSTENTABILIDADE 2012                   Repre...
Agenda 2012                              Eventos demais, tempo de menos Apenas 1 dia: planejado, concentrado, útil para qu...
Falando em futuro...Contamos com vocês !EXTERNALIDADES SETORIAISvicente.manzione@gestaoorigami.com.brNossa programação par...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Vicente Manzione Filho - Sustentabilidade e Externalidades Setoriais - Proposta da Gestão Origami para 2012

1.418 visualizações

Publicada em

Proposta de estudos setoriais com foco em sustentabilidade para 2012 - Apresentação que fechou o evento de comemoração dos 2 anos da Gestão Origami - 19/10/2011.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.418
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
728
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Opção 1
  • Opção 1
  • Vicente Manzione Filho - Sustentabilidade e Externalidades Setoriais - Proposta da Gestão Origami para 2012

    1. 1. Falando em futuro...EXTERNALIDADES SETORIAISNossa programação para 2012
    2. 2. Os estudos setoriais realizados nos mostraram uma certa “perda de foco” naagenda de sustentabilidade EXTERNALIDADESO QUE REALMENTE IMPORTA PARA O NEGÓCIO E PARA A SOCIEDADE SETORES EXTERNALIDADES CRÍTICAS Mineração 9 Siderurgia 4 Construção Civil 3 Carne e derivados 9 Agronegócio 7 Sistema Financeiro 4 Papel e Celulose 8 Energia 8 Petróleo 18 Bioenergia 3
    3. 3. Os estudos setoriais realizados nos mostraram uma certa “perda de foco” naagenda de sustentabilidade Mas... • Empresas reportam de forma superficial as externalidades críticas • Comparabilidade comprometida por falta de padrões • Reporte de risco à SEC Americana, por ser mais rigoroso, abrange temas críticos não reportados nos relatórios de sustentabilidade • Pesquisas das entidades de reporte apontam claramente o fato de os relatórios não serem instrumentos de leitura pela grande maioria dos supostos interessados • Empresas se questionando sobre a relação esforço / resultado do disclosure • Empresas se questionando sobre os benefícios de constarem em índices nacionais e internacionais de sustentabilidade • Agendas estratégicas de sustentabilidade nas empresas difusas, amplas e por muitas vezes, superficiais
    4. 4. Que acaba por refletir no âmbito interno das empresas VISÃO REALISTA DO CONTEXTO  A maioria dos tomadores de decisão não conhecem sua cadeia de negócio em amplitude e profundidade sobre os impactos socioambientais correlacionados com os econômicos;  Na medida que passam a conhecer, pergunta-se quem já está fazendo algo, quando então os benchmarks não permitem comparar empresas distintas em termos métricos, apenas nas iniciativas  A pergunta agora não é mais “o que”, mas “como”.  Não rejeitam a visão de longo prazo, principalmente quando compreendem a natureza dos impactos e a urgência de empreender esforços no presente com foco no longo prazo Em resumo: há menos resistência e mais desconhecimento
    5. 5. Que acaba por refletir no âmbito interno das empresas VISÃO PRÁTICA AÇÕES E RESULTADOS  Não há, quase sempre, uma clara conexão entre os elementos de posicionamento e as práticas do negócio em sustentabilidade  Não há, quase sempre, um conjunto de focos estratégicos claros que façam a “diferença” do negócio no campo da sustentabilidade (as poucas, porém profundas externalidades críticas)  Muitas medidas tomadas consomem tempo e orçamento, porém os efeitos concretos destas são pouco mensurados e, quando o são, reportam resultados muito aquém dos reais impactos provocados e recebidos pelo negócioEm resumo: agendas amplas, porém às vezes pouco efetivas em termos de transformação da realidade
    6. 6. No intuito de contribuir e compartilhar, em 2012... ENCONTROS SETORIAIS DE SUSTENTABILIDADE 2012 Representantes sistêmicos do Convidados setor-foco Compreender a extensão do Empresas Especialistas Proposta setor, discutir as externalidades críticas Propósito Compartilhar conhecimentos SETOR-FOCO Sociedade Governo Estudo setorial contendo os Civil elementos de longo prazo que influenciarão o setor pela ótica Resultados da sustentabilidade e as externalidades críticas de Sistema Financeiro consenso Continuidade A definir, se e como
    7. 7. Agenda 2012 Eventos demais, tempo de menos Apenas 1 dia: planejado, concentrado, útil para que cada um a seu tempo e à sua necessidade, aproveite os resultados • Apresentação dos estudos DisponibilizaçãoEstudos setoriais Distribuição ao Sistematização • Painéis temáticos pública dosrealizados serão grupo de dos resultados e participativos resultados condensados participantes produção final obtidos • Consolidação das externalidades  Agronegócio + alimentos (1º semestre)  Mineração + construção civil (2º semestre)
    8. 8. Falando em futuro...Contamos com vocês !EXTERNALIDADES SETORIAISvicente.manzione@gestaoorigami.com.brNossa programação para 2012

    ×