O grande conflito: fundamento de nossas crenças_Resumo_Liç_142012_Esc_Sab.

522 visualizações

Publicada em

https://www.facebook.com/gerson.g.ramos

https://twitter.com/@ramosgerson7

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
522
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O grande conflito: fundamento de nossas crenças_Resumo_Liç_142012_Esc_Sab.

  1. 1. O grande conflito: fundamento de nossas crençasLição 1 29 de setembro a 6 de outubroVERSO PARA MEMORIZAR: “Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o Seu descendente. Este te ferirá a cabeça, e tu Lhe ferirás o calcanhar” (Gn 3:15).Quando Adão e Eva foram colocados no Jardim do Éden, eram inocentes e puros, em perfeita harmonia com Deus.A inimizade não tinha existência natural em seu coração. Quando transgrediram, entretanto, sua natureza deixou de sersanta. Tornaram-se ímpios, já que se haviam colocado ao lado do inimigo caído, fazendo exatamente aquilo que Deus lhesespecificara não fizessem. Não tivesse havido interferência da parte de Deus, os seres humanos caídos teriamformado uma firme aliança com Satanás contra o Céu. Mas quando foram proferidas as palavras “Porei inimizadeentre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente. Este te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar”(Gênesis 3:15), Satanás soube que, embora tivesse obtido êxito em fazer com que os seres humanos pecassem, emboraos houvesse levado a crer em sua mentira e questionar a Deus, embora tivesse sido bem-sucedido em depravar a naturezahumana, alguma providência fora tomada, mediante a qual os seres caídos seriam colocados em posição vantajosa,sua natureza renovada em piedade. Viu que suas ações, ao tentá-los, deporiam contra si mesmo, e ele seriacolocado onde não pudesse tornar-se vencedor. … Deus comprometeu-Se a introduzir no coração dos sereshumanos um novo princípio - o ódio ao pecado, ao engano, à presunção, a tudo que trouxesse as marcas datraição de Satanás. Cristo Triunfante , p. 26.Objetivo: Reconhecer que estamos diretamente relacionados com o grande conflito que se iniciou no céu e desceu aTerra, por isso devemos aprender o máximo possível sobre o assunto, a salvação de cada um depende desse interesse,por isso Deus nos ensina com detalhes através das escrituras, que é a base da revelação e única guia autorizada denossas doutrinas fundamentais. Domingo: O conflito e seus atores1. Quais são os atores principais no conflito? Embora símbolos às vezes sejam utilizados para descrever os atores, porque acreditamos que os poderes descritos são seres reais, literais? O que aconteceria com todo o nosso sistema decrenças se entendêssemos apenas de modo espiritual a realidade do grande conflito entre Cristo e Satanás e nosso papelnele? Gn 3:15; Ap 12:1-17Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente. Este te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás ocalcanhar. (Gên. 3:15)… Houve peleja no céu. Miguel e os seus anjos pelejaram contra o dragão. Também pelejaram o dragão e seus anjos;todavia, não prevaleceram; nem mais se achou no céu o lugar deles. E foi expulso o grande dragão, a antiga serpente, que sechama diabo e Satanás, o sedutor de todo o mundo, sim, foi atirado para a terra, e, com ele, os seus anjos. ... (Apoc. 12:1-17)- Cristo e seus anjos contra Satanás e seus anjos em uma luta invisível a nossos olhos, mas real pelo predomínio docoração humano, com escolhas e consequências eternas.Pudesse ser erguido o véu que separa o mundo visível do invisível, e pudesse o povo de Deus contemplar ogrande conflito que se trava entre Cristo e os santos anjos, e Satanás e suas forças malignas, acerca da redençãodo homem; pudesse compreender a maravilhosa obra de Deus em favor da salvação de almas da escravidão do pecado ea constante operação de Seu poder para sua proteção da maldade do maligno, e estariam melhor preparados para resistiràs armadilhas de Satanás. Sentiriam no espírito uma impressão solene em vista da vasta extensão e importância do planoda redenção e da grandeza da obra que se lhes depara, como colaboradores de Cristo. Conselhos para a Igreja, p. 359.Muitos há que não consideram esse conflito entre Cristo e Satanás como tendo relação especial com sua própriavida; pouco interesse tem para eles. Mas, essa luta repete-se nos domínios de cada coração. O Desejado de Todasas Nações, p. 72. Segunda: A queda de Lúcifer2. Em 1 Timóteo 3:6, Paulo adverte contra a ordenação de um novo converso, alertando que isso pode levar a pessoa a setornar vaidosa e a cair na mesma condenação do diabo. Como a declaração de Paulo esclarece Isaías 14:4-21 e Ezequiel28:12-19? De que forma essas três passagens nos ajudam a entender algumas questões do conflito?não seja neófito, para não suceder que se ensoberbeça e incorra na condenação do diabo. (1 Tim. 3:6)... Tu também, como nós, estás fraco? E és semelhante a nós? Derribada está na cova a tua soberba, e, também, o som da tuaharpa; por baixo de ti, uma cama de gusanos, e os vermes são a tua coberta. Como caíste do céu, ó estrela da manhã, filho daalva! Como foste lançado por terra, tu que debilitavas as nações! Tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu; acima dasestrelas de Deus exaltarei o meu trono e no monte da congregação me assentarei, nas extremidades do Norte; subireiacima das mais altas nuvens e serei semelhante ao Altíssimo. ... (Isa. 14:4-21) ramos@advir.com
  2. 2. Filho do homem, levanta uma lamentação contra o rei de Tiro e dize-lhe: Assim diz o SENHOR Deus: Tu és o sinete daperfeição, cheio de sabedoria e formosura. Estavas no Éden, jardim de Deus; de todas as pedras preciosas te cobrias: osárdio, o topázio, o diamante, o berilo, o ônix, o jaspe, a safira, o carbúnculo e a esmeralda; de ouro se te fizeram os engastes eos ornamentos; no dia em que foste criado, foram eles preparados. Tu eras querubim da guarda ungido, e te estabeleci;permanecias no monte santo de Deus, no brilho das pedras andavas. Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia emque foste criado até que se achou iniqüidade em ti. Na multiplicação do teu comércio, se encheu o teu interior deviolência, e pecaste; pelo que te lançarei, profanado, fora do monte de Deus e te farei perecer, ó querubim da guarda, emmeio ao brilho das pedras. Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causado teu resplendor; lancei-te por terra, diante dos reis te pus, para que te contemplem. ... (Ezeq. 28:12-19)- Satanás era um querubim da guarda ungido, sinete da perfeição, cheio de sabedoria e formosura, ele era perfeito em teuscaminhos, desde o dia em que foste criado, até que se achou nele iniquidade, se tornou soberbo, elevou o seu coração porcausa da formosura que tinha, corrompeu a sua sabedoria por causa de seu resplendor ao ponto de querer ser igual aDeus, e cobiçar a adoração dos anjos, “ subirei acima das mais altas nuvens e serei semelhante ao Altíssimo”, rebelou-secontra a lei de Deus, dando assim origem ao grande conflito.A rebelião contra a lei de Deus foi iniciada por Satanás no Céu. ... Satanás insistia em que Deus não havia lidado comele de maneira justa. Criticou os planos do governo de Deus. Declarou a lei divina como arbitrária, prejudicial aosinteresses do universo celeste, e carente de mudanças. Manuscrito 1,1902.O primeiro pecador foi um a quem Deus exaltara grandemente. Ele é representado sob a figura do príncipe de Tiroflorescendo em poder e magnificência. Pouco a pouco Satanás veio a condescender com o desejo de exaltaçãoprópria. ... Embora toda a sua glória proviesse de Deus, este poderoso anjo veio a considerá-la como pertencente asi mesmo. Não contente com sua posição, embora honrado acima das hostes do Céu, atreveu-se a cobiçar ahomenagem devida somente ao Criador. Em vez de procurar fazer a Deus supremo na afeição e fidelidade de todos osseres criados, empenhou-se em atrair para si o serviçalismo e lealdade deles. SDA Bible Commentary, vol. 4, pág. 1.162.Desde o início do grande conflito no Céu, tem sido o intento de Satanás subverter a lei de Deus. Foi para realizaristo que entrou em rebelião contra o Criador; e, posto que fosse expulso do Céu, continuou a mesma luta na Terra.Enganar os homens, levando-os assim a transgredir a lei de Deus, é o objetivo que perseverantemente tem procuradoatingir. Quer seja isto alcançado pondo de parte toda a lei, quer rejeitando um de seus preceitos, o resultado será finalmenteo mesmo. Aquele que tropeçar "em um só ponto", manifesta desprezo pela lei toda; sua influência e exemplo estão dolado da transgressão; torna-se "culpado de todos". Tia. 2:10. O Grande Conflito, p. 582.Nada é mais claramente ensinado nas Escrituras do que o fato de não haver sido Deus de maneira alguma responsávelpela manifestação do pecado; e de não ter havido qualquer retirada arbitrária da graça divina, nem deficiência no governodivino, para que dessem motivo ao irrompimento da rebelião. O pecado é um intruso, por cuja presença nenhuma razão sepode dar. É misterioso, inexplicável; desculpá-lo corresponde a defendê-lo. Se para ele se pudesse encontrar desculpa, oumostrar-se causa para a sua existência, deixaria de ser pecado. O Grande Conflito, págs. 492 e 493.É no trono de Lúcifer que toda a obra má tem o seu ponto de partida, e obtém amparo. Carta 43, 1895. Terça: A arma de Deus3. De que forma o grande conflito é revelado em Gênesis 3:15?“Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente. Este te ferirá a cabeça, e tu lheferirás o calcanhar.” Esta declaração contém a primeira promessa evangélica feita ao homem. No Deserto daTentação, p. 23.Deus comprometeu-Se a introduzir no coração dos seres humanos um novo princípio - o ódio ao pecado, aoengano, à presunção, a tudo que trouxesse as marcas da traição de Satanás. Cristo Triunfante , p. 26.A graça que Cristo implanta na alma, ... cria no homem a inimizade contra Satanás. Sem esta graça que converte, eeste poder renovador, o homem continuaria cativo de Satanás, como servo sempre pronto a executar-lhe as ordens. Mas onovo princípio na alma cria o conflito onde até então houvera paz. O poder que Cristo comunica, habilita o homem aresistir ao tirano e usurpador. Quem quer que se ache a aborrecer o pecado em lugar de o amar, que resista a essaspaixões que têm dominado interiormente e as vença, evidencia a operação de um princípio inteiramente de cima. OGrande Conflito, 506.4. Que assuntos envolvidos no grande conflito são esclarecidos nos textos a seguir? Por que o plano da salvação é centralnessa questão?- O plano da salvação é central, porque afeta todas as áreas de nossa vida, resultando em perdição ou salvação eterna.“… Deve enxergar como esse conflito penetra em todos os aspectos da experiência humana; como em cadaato da vida ele revela um ou outro daqueles dois princípios antagônicos; e como, quer queira ou não, ele estáagora mesmo decidindo de que lado do conflito estará”. Educação, p. 190.A) Compare Gn 4:4 com Hb 11:4; ramos@advir.com
  3. 3. Abel, por sua vez, trouxe das primícias do seu rebanho e da gordura deste . Agradou-se o SENHOR de Abel e de sua oferta;(Gên. 4:4)Pela fé, Abel ofereceu a Deus mais excelente sacrifício do que Caim; pelo qual obteve testemunho de ser justo, tendo aaprovação de Deus quanto às suas ofertas. Por meio dela, também mesmo depois de morto, ainda fala. (Heb. 11:4)- Abel representa a adoração verdadeira, que é obediente a orientação divina, já a de Caim é presunçosa, oferece o quebem lhe parece, e confirma de fato sua rebelião contra a orientação de Deus.B) Compare Gn 12:3 e 22:18 com Gl 3:16;Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; em ti serão benditas todas as famílias da terra.(Gên. 12:3)e em tua descendência serão benditas todas as nações da terra; porquanto obedeceste à minha voz. (Gên. 22:18)Ora, as promessas foram feitas a Abraão e ao seu descendente. Não diz: E aos descendentes, como se falando de muitos,porém como de um só: E ao teu descendente, que é Cristo. (Gál. 3:16)- A Benção e estendida a todas as famílias da terra, e ratificada nos que aceitam a Jesus cristo, que é o prometidodescendente de Abraão, o descendente da mulher de Gênesis 3:15."Abençoar-te-ei", declarou Jeová, "e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção. E abençoarei os que teabençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da Terra." Gên. 12:2 e 3.Na repetição do concerto pouco antes do nascimento de Isaque, o propósito de Deus para a humanidade fora maisuma vez tornado claro. "Nele serão benditas todas as nações da Terra" (Gên. 18:18), foi a afirmação do Senhorcom respeito ao filho da promessa. E mais tarde, o visitante celestial uma vez mais declarou: "Em tuasemente serão benditas todas as nações da Terra." Gên. 22:18. Profetas e Reis, 368.C) Compare Êx 25:9 com Hb 4:2;Segundo tudo o que eu te mostrar para modelo do tabernáculo e para modelo de todos os seus móveis, assim mesmo ofareis. (Êxo. 25:9)Porque também a nós foram anunciadas as boas-novas, como se deu com eles; mas a palavra que ouviram não lhesaproveitou, visto não ter sido acompanhada pela fé naqueles que a ouviram. (Heb. 4:2)- O santuário terrestre, apresentava no Antigo Testamento as boas novas de salvação, e seu ritual à participação ativanele, “também a nós foram anunciadas as boas-novas, como se deu com eles”, tanto lá como hoje aqui, a fématerializada em boas obras confirma a aceitação humana no plano divino, se não for assim de nada se aproveita.D) Compare Is 53:6 com Rm 5:8;Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo caminho, mas o SENHOR fez cair sobre ele ainiquidade de nós todos. (Isa. 53:6)Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores .(Rom. 5:8)- Deus nos mostrou o quanto nos ama: Cristo morreu por nós quando ainda vivíamos no pecado, o SENHOR fez cair sobreele a iniquidade de nós todos ; fez com que ele sofresse o castigo que nós merecíamos, para que desse modo pudesse nossalvar.E) Leia Mt 16:18; 18:16-20;Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contraela. (Mat. 16:18)Se, porém, não te ouvir, toma ainda contigo uma ou duas pessoas, para que, pelo depoimento de duas ou três testemunhas, todapalavra se estabeleça. E, se ele não os atender, dize-o à igreja; e, se recusar ouvir também a igreja, considera-o comogentio e publicano. Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na terra terá sido ligado nos céus, e tudo o quedesligardes na terra terá sido desligado nos céus. Em verdade também vos digo que, se dois dentre vós, sobre a terra,concordarem a respeito de qualquer coisa que, porventura, pedirem, ser-lhes-á concedida por meu Pai, que está nos céus.Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, ali estou no meio deles. (Mat. 18:16-20)- À igreja foi conferido o poder de agir em lugar de Cristo, para a conservação da ordem e disciplina entre Seu povo."Em verdade vos digo", prossegue Jesus, "que tudo o que ligardes na Terra será ligado no Céu, e tudo o que desligardesna Terra será desligado no Céu." Mat. 18:18.Estas palavras de Cristo conservam sua autoridade em todos os tempos. À igreja foi conferido o poder de agir emlugar de Cristo. É a agência de Deus para a conservação da ordem e disciplina entre Seu povo. A ela oSenhor delegou poderes para dirimir todas as questões concernentes à sua prosperidade, pureza e ordem.Sobre ela impôs a responsabilidade de excluir de sua comunidade os que dela são indignos, que por seuprocedimento anticristão acarretam desonra para a causa da verdade. Tudo quanto a igreja fizer emconformidade com as instruções dadas na Palavra de Deus, será sancionado no Céu. ramos@advir.com
  4. 4. Surgem muitas vezes questões graves que têm que ser liquidadas pela igreja. Os ministros de Deus, por Eleordenados para guia de Seu povo, devem, depois de fazer sua parte, submeter todo o caso à igreja a fim de quepossa haver unidade na decisão a tomar.O Senhor exige muito cuidado da parte de Seus seguidores no trato recíproco. Sua missão é elevar, restaurar ecurar. Todavia, cumpre não negligenciar a disciplina da igreja. Os membros devem considerar-se alunos de umaescola, cumprindo-lhes aprender a formar caráter digno de sua alta vocação.Na igreja, da Terra, os filhos de Deus devem ser preparados para a grande reunião da igreja no Céu. Os que aqui levamvida de conformidade com a doutrina de Cristo, podem ter a certeza de um lugar perpétuo na família dosremidos. Testemunhos Seletos, Vol. 3, 203-204.F) Leia Hb 8:1, 2Ora, o essencial das coisas que temos dito é que possuímos tal sumo sacerdote, que se assentou à destra do trono daMajestade nos céus, como ministro do santuário e do verdadeiro tabernáculo que o Senhor erigiu, não o homem. (Heb. 8:1-2)- O Essencial é saber que temos um sumo sacerdote perfeito, que conhece nosso limite, e ministra com seu própriosangue, diante do pai, em nosso favor. Quarta: A batalha de Satanás5. Como Satanás procurou usurpar e destruir a verdade sobre o plano da salvação, especialmente a verdade revelada nosistema de sacrifícios? Rm 1:20-28; Dt 32:17, 18Sacrifícios ofereceram aos demônios, não a Deus; a deuses que não conheceram, novos deuses que vieram há pouco, dos quaisnão se estremeceram seus pais. Olvidaste a Rocha que te gerou; e te esqueceste do Deus que te deu o ser. (Deut. 32:17-18)- O inimigo busca enganar aos homens levando-os a se orgulhar de seus conhecimentos, e em vez de adorarem ao Deusimortal, adoram ídolos que se parecem com seres humanos, ou com pássaros, ou com animais de quatro patas, ou comanimais que se arrastam pelo chão. … Eles trocam a verdade sobre Deus pela mentira e adoram e servem as coisas queDeus criou, em vez de adorarem e servirem o próprio Criador, que deve ser louvado para sempre. Se dizem sábios, mas naprática são tolos, pois oferecem sacrifícios aos demônios, a deuses falsos por isso são entregues à imundícia, pelasconcupiscências de seu próprio coração, para desonrarem o seu corpo entre si; esquecem o seu protetor; desprezaram oseu Pai e Criador.Os antigos filósofos jactavam-se de seus superiores conhecimentos. Leiamos como entendia a questão o apóstoloinspirado: "Dizendo-se sábios", diz ele, "tornaram-se loucos. E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhançada imagem de homem corruptível, e das aves, e de quadrúpedes, e de répteis. ... Pois mudaram a verdade de Deus emmentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador." Rom. 1:22-25. Em sua sabedoria humana não pode omundo conhecer a Deus. Seus homens sábios reúnem um imperfeito conhecimento de Deus, por Suas obras criadas, eentão, em sua loucura, exaltam a natureza e as leis da natureza acima do Deus da natureza. Os que não possuem umconhecimento de Deus mediante a aceitação da revelação que de Si mesmo deu em Cristo, esses só obterão umconhecimento imperfeito dEle, na natureza; e este conhecimento, longe de proporcionar conceitos elevadosacerca de Deus, e colocar o ser inteiro em conformidade com Sua vontade, fará dos homens idólatras.Professando-se sábios, tornar-se-ão loucos. Mensagens Escolhidas 1, p. 295.6. De que maneiras Satanás trabalhou contra Jesus? Mt 2:1-18; 4:1-11; 16:21-23; 27:39-42... Vendo-se iludido pelos magos, enfureceu-se Herodes grandemente e mandou matar todos os meninos de Belém e detodos os seus arredores, de dois anos para baixo, conforme o tempo do qual com precisão se informara dos magos.Então, se cumpriu o que fora dito por intermédio do profeta Jeremias: Ouviu-se um clamor em Ramá, pranto, [choro] e grandelamento; era Raquel chorando por seus filhos e inconsolável porque não mais existem. (Mat. 2:1-18)... Então, o tentador, aproximando-se, lhe disse: Se és Filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães.Jesus, porém, respondeu: Está escrito: Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus.Então, o diabo o levou à Cidade Santa, colocou-o sobre o pináculo do templo e lhe disse: Se és Filho de Deus, atira-te abaixo,porque está escrito: Aos seus anjos ordenará a teu respeito que te guardem; e: Eles te susterão nas suas mãos, para nãotropeçares nalguma pedra. Respondeu-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor, teu Deus. Levou-o ainda o diaboa um monte muito alto, mostrou-lhe todos os reinos do mundo e a glória deles e lhe disse: Tudo isto te darei se, prostrado, meadorares. Então, Jesus lhe ordenou: Retira-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a ele darás culto.Com isto, o deixou o diabo, e eis que vieram anjos e o serviram. (Mat. 4:1-11)Desde esse tempo, começou Jesus Cristo a mostrar a seus discípulos que lhe era necessário seguir para Jerusalém e sofrermuitas coisas dos anciãos, dos principais sacerdotes e dos escribas, ser morto e ressuscitado no terceiro dia. E Pedro,chamando-o à parte, começou a reprová-lo, dizendo: Tem compaixão de ti, Senhor; isso de modo algum te acontecerá .Mas Jesus, voltando-se, disse a Pedro: Arreda, Satanás! Tu és para mim pedra de tropeço, porque não cogitas das coisasde Deus, e sim das dos homens. (Mat. 16:21-23)Os que iam passando blasfemavam dele, meneando a cabeça e dizendo: Ó tu que destróis o santuário e em três dias oreedificas! Salva-te a ti mesmo, se és Filho de Deus, e desce da cruz! De igual modo, os principais sacerdotes, com osescribas e anciãos, escarnecendo, diziam: Salvou os outros, a si mesmo não pode salvar-se. É rei de Israel! Desça dacruz, e creremos nele. (Mat. 27:39-42) ramos@advir.com
  5. 5. - Por meio do cruel Herodes tentou matar o menino Jesus; pessoalmente através de suas tentações procurou levar acristo, a ser independente do pai; tento desviar o caminho do sacrifício expiatório de cristo por intermédio de Pedroutilizando do sentimentalismo; através do desafio e de provocações procurou fazer Jesus a desistir e descer da cruz.Geração após geração, ao longo das eras, tem Satanás reunido agentes humanos através dos quais podeexecutar seus diabólicos propósitos e conseguir a realização de seus planos e artimanhas na Terra. Agrande e pútrida fonte do mal tem estado a fluir continuamente por meio da sociedade humana.Embora incapaz de expulsar a Deus de Seu trono, Satanás O tem acusado com atributos satânicos e reivindicado comoseus os atributos de Deus. ... Por meio da astúcia da serpente, por meio de suas tortuosas práticas, tematraído a si a homenagem que os seres humanos deveriam prestar a Deus, e tem estabelecido seu satânicotrono entre o adorador humano e o Pai divino. Manuscrito 39, 1894. Quinta: Escolhas7. Apocalipse 14 descreve o contra-ataque divino às manobras de Satanás, durante as etapas finais do conflito, com oobjetivo de encerrar a guerra. De que maneira algumas questões do grande conflito serão reveladas? Ap 14:6-13- Em uma tríplice mensagem angélica revelada em Apoc. 14:6-13, o evangelho eterno será pregado a todos aos que seassentam sobre a terra, e a cada nação, e tribo, e língua, e povo; na mensagem está contida a importância de adorarsomente ao criador, porque vinda e a hora de seu juízo; diz também que babilônia a grande meretriz cairá, os adoradoresda besta sofrerão as consequências de suas escolhas ao se submeterem aos homens que não tem o que oferecer diantedo juízo, e aos que escolheram adorar ao criador receberão, livramento e vida eterna.A fim de preparar um povo para estar em pé no dia de Deus, deveria realizar-se uma grande obra de reforma. Deus viuque muitos dentre Seu povo professo não estavam edificando para a eternidade, e em Sua misericórdia estava prestes aenviar uma mensagem de advertência a fim de despertá-los de seu torpor e levá-los a preparar-se para a vinda de Jesus.Esta advertência, temo-la em Apocalipse 14. Apresenta-se-nos ali uma tríplice mensagem como sendoproclamada por seres celestiais, e imediatamente seguida pela vinda do Filho do homem para recolher acolheita da Terra. O Grande Conflito, 311. Sexta: Estudo adicionalConclusão: Em “O grande conflito: fundamento de nossas crenças” aprendi que …Estamos diretamente relacionados com o grande conflito que se iniciou no céu e desceu a Terra, por isso devemosaprender o máximo possível sobre o assunto, a salvação de cada um depende desse interesse, por isso Deus nos ensinacom detalhes através das escrituras, que é a base da revelação e única guia autorizada de nossas doutrinasfundamentais.- Cristo e seus anjos contra Satanás e seus anjos, em uma luta invisível a nossos olhos, mas intensa pelo predomínio detodo o coração humano. O conflito e seus atores, são reais, com escolhas e consequências eternas.- A queda de Lúcifer se deu no céu, ele neste tempo era um querubim da guarda ungido, sinete da perfeição, cheio desabedoria e formosura, era perfeito em teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que se achou nele iniquidade,se tornou soberbo, elevou o seu coração por causa da formosura que tinha, corrompeu a sua sabedoria por causa de seuresplendor ao ponto de querer ser igual a Deus, e cobiçar a adoração dos anjos, “ subirei acima das mais altas nuvens eserei semelhante ao Altíssimo”, rebelou-se contra a lei de Deus, dando assim origem ao grande conflito.- A arma de Deus é implantar no coração humano a inimizade contra o mal, O plano da salvação é central, porque afetatodas as áreas de nossa vida, resultando em perdição ou salvação eterna.A graça que Cristo implanta na alma, ... cria no homem a inimizade contra Satanás. O Grande Conflito, 506.Deus comprometeu-Se a introduzir no coração dos seres humanos um novo princípio - o ódio ao pecado, ao engano, àpresunção, a tudo que trouxesse as marcas da traição de Satanás. Cristo Triunfante , p. 26.- A batalha de Satanás consiste em enganar aos homens levando-os a se orgulhar de seus conhecimentos, e em vez deadorarem ao Deus imortal, adorarem ídolos que se parecem com seres humanos, ou com pássaros, ou com animais dequatro patas, ou com animais que se arrastam pelo chão. … Eles trocam a verdade sobre Deus pela mentira e adoram eservem as coisas que Deus criou, em vez de adorarem e servirem o próprio Criador, que deve ser louvado para sempre. Sedizem sábios, mas na prática são tolos, pois oferecem sacrifícios aos demônios, a deuses falsos por isso são entregues àimundícia, pelas concupiscências de seu próprio coração, para desonrarem o seu corpo entre si; esquecem o seu protetor;desprezaram o seu Pai e Criador.- Escolhas: Em uma tríplice mensagem angélica revelada em Apoc. 14:6-13, o evangelho eterno será pregado a todosaos que se assentam sobre a terra, e a cada nação, e tribo, e língua, e povo; na mensagem está contida a importância deadorar somente ao criador, porque vinda e a hora de seu juízo; diz também que babilônia a grande meretriz cairá, osadoradores da besta sofrerão as consequências de suas escolhas ao se submeterem aos homens que não tem o queoferecer diante do juízo, e aos que escolheram adorar ao criador receberão, livramento e vida eterna. ramos@advir.com

×