Criação e evangelhoLição 12                                                                                               ...
O Senhor Jesus Cristo preparou uma vestimenta - o manto de Sua própria justiça - que Ele colocará sobretoda pessoa arrepen...
A Inspiração declara: "O sacrifício dos ímpios é abominação; quanto mais oferecendo-o com intenção maligna." Prov.21:27. O...
divindade com a humanidade, para que a humanidade pudesse pôr-se em contato com a humanidade, e adivindade apoderar-se da ...
Pela transformadora influência de Sua graça, a imagem de Deus se reproduz no discípulo; torna-se umanova criatura. O Desej...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Criação e evangelho_Resumo_Lição_1212013

204 visualizações

Publicada em

A lição original com os textos bíblicos tem como finalidade facilitar a leitura ou mesmo o estudo, os versos estão na sequência correta, evitando a necessidade de procurá-los, o que agiliza, para os que tem o tempo limitado, vc pode levá-la no ipad, no pendrive, celular e etc, ler a qualquer momento e em qualquer lugar que desejar, até sem a necessidade de estar conectado na internet.

O esbouço tem como objetivo facilitar para aqueles que querem responder a lição, mas tem pouco espaço na revista para isso. Ele vem com as perguntas e com os textos relacionados na ordem para respondê-las, sem nenhum tipo de comentários, para vc poder meditar e ligar a pergunta com o texto sugerido para a sua resposta. Você também tem a facilidade de poder pesquisar através do computador e copiar e colar textos, o que acrescenta muito a sua lição, e ainda podendo deixá-la armazenada para pesquisas posteriores sobre o mesmo assunto, estes são algumas, entre muitas outra vantagens.

Que... “Deus tenha misericórdia de nós e nós abençoe; e faça resplandecer o seu rosto sobre nós. Para que se conheça na terra o teu caminho, e em todas as nações a tua salvação”. Sal. 67:1-2.

Bom Estudo!

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
204
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Criação e evangelho_Resumo_Lição_1212013

  1. 1. Criação e evangelhoLição 12 16 a 23 de março VERSO PARA MEMORIZAR: “Assim como, em Adão, todos morrem, assim também todos serão vivificados em Cristo” (1Co 15:22).Objetivo: Conhecer mais sobre a criação, e sobre o plano da salvação, que manifesta a maravilhosa graça de Deus.Cristo é chamado o segundo Adão. Em pureza e santidade, ligado com Deus e por Ele amado, começou ondecomeçou o primeiro Adão. …Cristo foi tentado por Satanás por Satanás de maneira cem vezes mais severa do que Adão, e sob circunstâncias cadavez mais difíceis. O enganador apresentou-se como anjo de luz, mas Cristo lhe resistiu à tentações. Redimiu a quedainfeliz de Adão, e salvou o mundo. ... Viveu segundo a lei de Deus, e honrou-a num mundo de transgressão,revelando Satanás ao universo celeste e a todos os filhos e filhas de Adão, para que por Sua graça ahumanidade pudesse observar a lei de Deus.A vitória de Cristo foi tão completa quanto a falha de Adão. Assim podemos resistir à tentação, e forçarSatanás a afastar-se de nos. Meditações Matinais 1953, Maravilhosa Graça, p. 40.Domingo - Graça no Jardim1. Leia Gênesis 3:9-15. Qual foi a resposta de Deus ao pecado de Adão e Eva?“E chamou o SENHOR Deus ao homem e lhe perguntou: Onde estás? Ele respondeu: Ouvi a tua voz no jardim, e,porque estava nu, tive medo, e me escondi. Perguntou-lhe Deus: Quem te fez saber que estavas nu? Comeste da árvorede que te ordenei que não comesses? Então, disse o homem: A mulher que me deste por esposa, ela me deu da árvore, eeu comi. Disse o SENHOR Deus à mulher: Que é isso que fizeste? Respondeu a mulher: A serpente me enganou, e eucomi. Então, o SENHOR Deus disse à serpente: Visto que isso fizeste, maldita és entre todos os animais domésticos e o ésentre todos os animais selváticos; rastejarás sobre o teu ventre e comerás pó todos os dias da tua vida. Porei inimizadeentre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente. Este te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás ocalcanhar.” (Gênesis 3:9-15 RA)- O Senhor visitou o casal, interagiu com eles (Gên. 3:9-15) e através de perguntas, demonstrou que o pecado, que é ainimizade com Ele, não tem rasão justa para existir, e prometeu a salvação por meio do Descendente da mulher, deu aocasal a oportunidade de verificar as consequências da desobediência, e assumir a responsabilidade por suas ações, epela sua graça ofereceu o arrependimento e a restauração.- Graça: Heb. jên, jesed, gr. Jaris. significa "favor" ou "bondade". Jesed é frequentemente traduzida como éleos,"misericórdia", aparece também como "benevolência", "fidelidade", "amor permanente", dikaiosúne, "justiça";elemosún, "piedade", "clemencia"; elpís, "esperança", y dóxa, "gloria", "honra". Na prática, graça é receber o favor oua bondade que não merecíamos, e a misericórdia é não receber a condenação que merecíamos, é Deus perdoando ahumanidade caída, e por Seu amor, nós concede uma nova chance, a oportunidade e a capacidade de viver novamente,conforme a Sua vontade, é aceitá-lo como pai e viver em íntimo relacionamento com Ele, o que traz como resultado, valor,dignidade, realização, felicidade e vida eterna.O Senhor visitou Adão e Eva, e tornou conhecidas as consequências de sua transgressão. Em sua inocênciae santidade tinham eles alegremente recebido a majestosa aproximação de Deus, mas agora escondiam-sede Sua inspeção. Mas "chamou o Senhor Deus a Adão, e disse-lhe: Onde estás? E ele disse: Ouvi a Tua voz soar nojardim, e temi, porque estava nu, e escondi-me. E Deus disse: Quem te mostrou que estavas nu? Comeste tu da árvorede que te ordenei que não comesses?" Gên. 3:9-11. Esta pergunta foi formulada pelo Senhor, não porque Elenecessitasse de informação, mas para fixar a responsabilidade do culpado par. Que fizeste para te tornaresenvergonhado e com medo? Adão reconheceu sua transgressão, não porque estivesse arrependido de sua grandedesobediência, mas para lançar censura a Deus: "A mulher que me deste por companheira, ela me deu da árvore, e eucomi." Gên. 3:12. Quando foi perguntado à mulher: "Por que fizeste isto?" ela respondeu: "A serpente me enganou, e eucomi." Gên. 3:13. História da Redenção, 39.2. Leia Gênesis 3:21. Que outro ato de graça foi revelado?- “Fez o SENHOR Deus vestimenta de peles para Adão e sua mulher e os vestiu.” Gên. 3:21. Ao Deus vestir Adão e Evacom uma roupa de peles, isso envolveu a morte de um animal inocente, no caso um cordeiro, se tornando assim umsímbolo da graça que substitui os pecados passando a morte para uma vítima isenta de culpa, ao qual simbolizava aJesus cristo. "Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!" João 1:29."Eis que venho como vem o ladrão. Bem-aventurado aquele que vigia e guarda as suas vestes, para não andar nu, e nãose veja a sua vergonha." Apoc. 16:15. Depois de sua transgressão, Adão e Eva estavam nus, pois a vestimentade luz e proteção se apartara deles. Manuscript Releases, vol. 14, págs. 96 e 97.Em humilde e inexprimível tristeza, Adão e Eva deixaram o aprazível jardim onde tinham sido tão felizes antes de suadesobediência aos mandamentos de Deus. A atmosfera estava mudada. Não era mais invariável como antes datransgressão. Deus vestiu-os com roupas de pele para protegê-los da sensação de frio e calor a queestavam expostos. História da Redenção, 46. (A Veste serviu de Proteção Física). Acrescentei o parêntese. ramos@advir.com
  2. 2. O Senhor Jesus Cristo preparou uma vestimenta - o manto de Sua própria justiça - que Ele colocará sobretoda pessoa arrependida e crente que a receberá pela fé. Disse João: "Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecadodo mundo!" João 1:29. O pecado é a transgressão da lei. Cristo morreu para tornar possível a todo homem ter seuspecados perdoados. (A Veste serviu de Proteção Mental e Espiritual; eliminado a culpa, trazendo a alegria da absolvição e dorelacionamento direto com Deus). Acrescentei o parêntese.Um abrigo de folhas de figueiras nunca cobrirá nossa nudez. O pecado deve ser removido, e o manto dajustiça de Cristo deve cobrir o transgressor da lei de Deus. Então, quando o Senhor olha para o pecadorarrependido, Ele vê, não as folhas de figueira que o cobrem, mas a própria justiça de Cristo, que é a perfeitaobediência à lei de Jeová - o homem tem sua nudez oculta, não sob a cobertura das folhas de figueira, mas sob omanto da justiça de Cristo.Cristo fez um sacrifício para satisfazer os requisitos da justiça. Que preço o Céu teve de pagar pelo resgate dotransgressor da lei de Jeová. ... Contudo, essa santa lei não podia ter preço inferior. Em lugar de se abolir a lei para queesta poupasse o homem caído em sua condição pecaminosa, ela foi mantida em toda sua santa dignidade. Em Seu Filho,Deus ofereceu-Se para salvar todos os que nEle crêem, da ruína eterna.O pecado é deslealdade para com Deus, e merece punição. As folhas da figueira têm sido empregadasdesde os dias de Adão, e no entanto a nudez da alma do pecador não foi coberta. Todos os argumentoslevantados por aqueles interessados nesse manto de fina espessura se transformarão em nada. O pecado é atransgressão da lei. Cristo foi manifesto em nosso mundo para tirar a transgressão e o pecado, e substituir acobertura das folhas de figueira pelo manto impecável de Sua justiça. A lei de Deus permanece vindicadapelo sofrimento e morte do unigênito Filho do Deus infinito.A transgressão da lei de Deus em qualquer caso, por menor que seja, representa pecado. E a não execução dapenalidade estipulada para esse pecado seria um crime na administração divina. Deus é um juiz, o Aplicador da justiçaque é a morada e fundamento de Seu trono. Ele não pode dispensar Sua lei; Ele não pode passar por alto o mínimo itema fim de condescender com o pecado e perdoá-lo. A retidão, a justiça e a excelência moral da lei devem ser mantidas evindicadas perante o universo celestial e os mundos não caídos. Manuscrito 145, 1897.Segunda - Pecado e morte3. Leia Gênesis 2:7; Salmo 104:29, 30; João 1:4; Atos 17:24, 25. Qual é o significado fundamental desses textos para nós? Comoessa verdade deve afetar nossa maneira de viver?“Então, formou o SENHOR Deus ao homem do pó da terra e lhe soprou nas narinas o fôlego de vida , e ohomem passou a ser alma vivente.” (Gênesis 2:7 RA)“Se ocultas o rosto, eles se perturbam; se lhes cortas a respiração, morrem e voltam ao seu pó. Envias o teufôlego, e são criados; e assim renovas a face da terra.” (Salmos 104:29-30 RA)“A vida estava nele e a vida era a luz dos homens.” (João 1:4 RA)“O Deus que fez o mundo e tudo o que nele existe, sendo ele Senhor do céu e da terra, não habita em santuários feitospor mãos humanas. Nem é servido por mãos humanas, como se de alguma coisa precisasse; pois ele mesmo é quem atodos dá vida, respiração e tudo mais;” (Atos 17:24-25 RA)- Deus é o criador “formou o SENHOR Deus ao homem do pó da terra e lhe soprou nas narinas o fôlego de vida, e ohomem passou a ser alma vivente.” Gên. 2:7; (Atos 17:24-25) e a vida (Sal. 104:29-30; João 1:4).Esse Deus vivente é digno de nosso pensamento, nosso louvor, nossa adoração, como o Criador do mundo,como o Criador do homem. Devemos louvar a Deus, pois de modo assombrosamente maravilhoso fomosfeitos. Nossa substância não Lhe esteve oculta quando fomos formados em segredo. Seus olhos viram nossa substância,mesmo sendo imperfeita, e em Seu livro todos os nossos membros foram registrados mesmo quando não havia nenhumdeles. Ele soprou dentro de nossas narinas o fôlego de vida. A inspiração de Deus nos deu entendimento. Asfaculdades do homem foram postas em atividade por Deus e podem ser mantidas saudáveis por serem inteligente eproporcionadamente utilizadas. Manuscrito 117, 1898.A existência de um Deus pessoal, a unidade de Cristo com Seu Pai, permanecem como fundamento de toda verdadeiraciência. Da natureza podemos obter somente uma imperfeita ideia da grandeza e majestade de Deus. Vemosa operação de Seu poder e Sua sabedoria, mas Ele próprio está além de nossa compreensão. Manuscrito 30,1904.4. Leia Isaías 59:2. Como o pecado afeta nosso relacionamento com o Doador da vida?“Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seurosto de vós, para que vos não ouça.” (Isaías 59:2 RA)- As nossas transgressões para com a lei divina fazem separação entre nós e o nosso Deus ( Andarão dois juntos, se nãoestiverem de acordo? Amós 3:3); e os nossos pecados encobrem o seu rosto de nós, para que não nos atenda. (Isaías59:2). Deus é a própria vida (Jo. 17:3; Jo 5:26; 1Jo 5:11; Jo 11:25; Jo 14:6). Quando rejeitamos Deus, rejeitamos a fonte davida, escolhemos a morte e nós tornamos assim suicidas “Mas quem pecar de propósito, tanto o israelita de nascimentocomo o estrangeiro, será culpado de ofender a Deus, o SENHOR. Essa pessoa será morta, pois rejeitou o que o SENHORdisse e desobedeceu ao seu mandamento porque quis. Essa pessoa será responsável pela sua própria morte”. Êxo.15:30. NTLH. ramos@advir.com
  3. 3. A Inspiração declara: "O sacrifício dos ímpios é abominação; quanto mais oferecendo-o com intenção maligna." Prov.21:27. O Deus dos Céus é "tão puro de olhos", que não pode "ver o mal, e a vexação" não pode "contemplar". Hab.1:13. Não é porque não esteja disposto a perdoar que Ele Se afasta do transgressor; mas porque o pecadorse recusa a servir-se da abundante provisão de graça, torna-se impossível a Deus livrar do pecado. "A mãodo Senhor não está encolhida, para que não possa salvar; nem o Seu ouvido agravado, para que não possa ouvir. Mas asvossas iniqüidades fazem divisão entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o Seu rosto de vós, para quevos não ouça." Isa. 59:1 e 2. Profetas e reis, 323.Terça - Quando éramos pecadores5. Leia Romanos 5:6-11. Como esses versos nos ajudam a entender o que significa a graça de Deus?“Porque Cristo, quando nós ainda éramos fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios. Dificilmente, alguém morreria por umjusto; pois poderá ser que pelo bom alguém se anime a morrer. Mas Deus prova o seu próprio amor para conoscopelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores. Logo, muito mais agora, sendojustificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira. Porque, se nós, quando inimigos, fomos reconciliadoscom Deus mediante a morte do seu Filho, muito mais, estando já reconciliados, seremos salvos pela sua vida; e nãoapenas isto, mas também nos gloriamos em Deus por nosso Senhor Jesus Cristo, por intermédio de quem recebemos,agora, a reconciliação.” (Romanos 5:6-11 RA)- A Graça prometida no Éden (Gên. 3:15) foi materializada por meio de Cristo ao morrer em lugar do seres humanos, nósjustificou e salvou por meio do Seu sangue, derramado em sacrifício expiatório.Ele Se identificou com os nossos interesses, desnudou o peito ao golpe da morte, tomou a culpa do homeme sua pena, e ofereceu em favor dele um completo sacrifício a Deus. Em virtude dessa expiação, Ele tem poderde oferecer ao homem justiça perfeita e plena salvação. Quem quer que nEle creia como Salvador pessoal, não perecerá,mas terá a vida eterna. SDA Bible Commentary, vol. 7, pág. 925.Mediante a criação e a redenção, pela natureza e por Cristo, são reveladas as glórias do caráter divino. Pelamaravilhosa manifestação de Seu amor em dar "Seu Filho unigênito, ..." João 3:16. é revelado o caráter de Deusaos seres do universo. Por meio de Cristo nosso Pai celeste é tornado conhecido como o Deus de amor.Special Testimonies, 13 de fevereiro de 1893."Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que nem mesmo a Seu próprio Filho poupou, antes, O entregou portodos nós, como nos não dará também com Ele todas as coisas?" Rom. 8:31 e 32."Porque estou certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem opresente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor deDeus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor!" Rom. 8:38 e 39.Foi pago o preço da redenção do homem, e tudo quanto ele possui e é deve ser aspergido com o sangue de Cristo,dedicado a Deus; pois Lhe pertence. Signs of the Times, 1º de agosto de 1900.Pelos méritos de Seu sangue, podeis vencer todo inimigo espiritual, e remediar todo defeito de caráter. The YouthsInstructor, 6 de agosto de 1884.Quarta - Portador de pecados6. Tendo em mente a divindade de Cristo, pense nas implicações desse texto. O que Deus estava disposto a fazer paranos salvar? Qual é o resultado da rejeição do sacrifício de Cristo em nosso favor? Gl 3:13“Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se ele próprio maldição em nosso lugar (porque está escrito:Maldito todo aquele que for pendurado em madeiro),” (Gálatas 3:13 RA)- O Comandante celestial, depôs Sua posição real (Filip. 2:5-8), e revestiu Sua divindade com a humanidade (Isa. 9:6; Miq.5:2; Mt 2:6; Jo 7:42) Cristo nos resgatou da maldição da lei, indo além do que se poderia imaginar fazendo-se ele própriomaldição em nosso lugar (Gál. 3:13), porque assim está escrito: “Maldito todo aquele que for pendurado em madeiroDeut. 21:23”. E Sua motivação ao dar o filho foi o amor pela humanidade (Jo. 3:16). "Quem crê nele não é condenado”;agora o resultado de rejeitar o sacrifício de Cristo é “ quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome dounigênito Filho de Deus." (Jo. 3:18)."E quando chegaram ao lugar chamado a Caveira, ali O crucificaram." Luc. 23:33. "Para santificar o povo pelo Seu própriosangue", Cristo "padeceu fora da porta." Heb. 13:12. Pela transgressão da lei divina, Adão e Eva foram banidos do Éden.Cristo, nosso substituto, devia sofrer fora dos limites de Jerusalém. Ele morreu fora da porta, onde eram executadosmalfeitores e homicidas. Plenas de sentido são as palavras: "Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-Se maldiçãopor nós." Gál. 3:13. O Desejado de Todas as Nações, pág. 741.Quando nosso coração é santificado pela verdade, ele estará em harmonia com o coração de Cristo. Diz o apóstolo: "Hajaem vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus." Filip. 2:5. Estão o egoísmo e a exaltação própriaimiscuindo-se em vossa alma? Contemplai a Jesus vosso Salvador. Pensai sobre como Ele humilhou-Se a Simesmo. Era o Comandante nas cortes celestiais, mas depôs Sua coroa e Sua vestimenta real, e revestiu Sua ramos@advir.com
  4. 4. divindade com a humanidade, para que a humanidade pudesse pôr-se em contato com a humanidade, e adivindade apoderar-se da divindade. Ele humilhou-Se por amor ao homem caído. Manuscrito 187, 1898.Cristo, igual a Deus, o resplendor da glória do Pai, "e a expressa imagem da Sua Pessoa" (Heb. 1:3), revestiu dehumanidade a Sua divindade, e desceu à Terra para sofrer e morrer pelos pecadores. O unigênito Filho de Deushumilhou-Se, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Trazendo em Seu corpo a maldição do pecado, colocou afelicidade e a imortalidade ao alcance de todos.Alguém honrado por todo o Céu veio a este mundo para, revestido da natureza humana, postar-Se à cabeceira dahumanidade, testificando aos anjos caídos e aos habitantes dos mundos não caídos que, pelo auxílio divino que foiprovido, todos podem andar na vereda da obediência aos mandamentos de Deus. O Filho de Deus morreu por aquelesque não tinham direito ao Seu amor. Mensagens Escolhidas, Vol. 1. 308-309.O pecado do mundo inteiro foi lançado sobre Jesus; a Divindade teve no mais alto apreço o sofrimento humano em Jesus,de sorte que o mundo inteiro pudesse ser perdoado mediante a fé no Substituto. O mais culpado não precisa ter medo deque Deus o não perdoe, pois devido a eficácia do divino sacrifício, a penalidade da lei será extinta. Através de Cristo opecador pode voltar à sua lealdade para com Deus. Review and Herald, 28 de novembro de 1912.7. Tendo em mente Gálatas 3:13, leia Mateus 27:46. O que as palavras de Jesus revelam sobre o que Ele sofreu na cruz?“Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se ele próprio maldição em nosso lugar (porque está escrito:Maldito todo aquele que for pendurado em madeiro),” (Gálatas 3:13 RA)“Por volta da hora nona, clamou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá sabactâni? O que quer dizer: Deus meu, Deusmeu, por que me desamparaste?” (Mateus 27:46 RA)- Cristo fez a reconciliação sendo um substituto (Gál. 3:13), carregou a profunda angústia, humilhação, sofrimento, dor emorte, que é o resultado do pecado; que significa primeiramente separação de Deus (Isa. 59:1-2) e como resultado levaa transgredir a lei (I Jo. 3:4); ao levar sobre si o pecado da humanidade (Sal. 22) produziu então a justiça divina, livrandoo pecador arrependido e crente da morte eterna, fazendo com que esse fique sem mancha diante de Deus e com odireito a vida eterna que é o resultado de Sua (de Cristo) obediência perfeita.Em meio da horrível escuridão, aparentemente abandonado por Deus, sofrera Cristo as pioresconsequências da miséria humana. Durante aquelas horas pavorosas, apoiara-Se às provas que anteriormente Lhehaviam sido dadas quanto à aceitação de Seu Pai. Estava familiarizado com o caráter de Deus; compreendia-Lhe a justiça, a misericórdia e o grande amor. Descansava, pela fé nAquele a quem Se deleitara sempreem obedecer. E à medida que em submissão Se confiava a Deus, o sentimento da perda do favor do Pai sedesvanecia. Pela fé saiu Cristo vitorioso. O Desejado de Todas as Nações, pág. 756.“Naquela densa treva ocultava-Se a presença de Deus. Ele fez da treva Seu pavilhão, e escondeu Sua glória dosolhos humanos. Deus e Seus santos anjos estavam ao pé da cruz. O Pai estava com o Filho. Sua presença, noentanto, não foi revelada. Houvesse Sua glória irrompido da nuvem, e todo espectador humano teria sido morto. Enaquela tremenda hora, Cristo não devia ser confortado com a presença do Pai. Pisou sozinho o lagar, e dospovos nenhum havia com Ele”. O Desejado de Todas as Nações, p. 753, 754.Quinta - Nova criação8. Leia o Salmo 51:10; Ezequiel 36:26, 27; Colossenses 3:10; 2 Coríntios 5:17. Que promessas bíblicas estão ligadas ao conceito deDeus como Criador, conforme revelado em Gênesis 1 e 2?“Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova dentro de mim um espírito inabalável.” (Salmos 51:10 RA)“Dar-vos-ei coração novo e porei dentro de vós espírito novo; tirarei de vós o coração de pedra e vos dareicoração de carne. Ainda porei dentro de vós o meu Espírito, e farei que andeis nos meus estatutos, eguardeis as minhas ordenanças, e as observeis.” (Ezequiel 36:26 RA)“e vos revestistes do novo homem que se refaz para o pleno conhecimento, segundo a imagem daquele queo criou;” (Colossenses 3:10 RA)“E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeramnovas.” (2 Coríntios 5:17 RA)- O Senhor é o único que tem poder para criar: Um coração puro e renovar dentro de nós um espírito inabalável. Sal.51:10; De tirar o coração de pedra e dar um coração de carne e fazer de nós uma habitação para o Seu Espírito para queandemos nos seus estatutos, e nas suas ordenanças, e as sigamos conforme a sua vontade. Eze. 36:26; e paratransformar em uma nova criatura 2 Cor. 5:17. O conhecimento e a prática de andar com Cristo nos renova segundo Suaimagem. Col. 3:10.Embora a imagem moral de Deus estivesse quase esquecida pelo pecado de Adão, pelos méritos e poder de Cristo elapôde ser renovada. O homem pode permanecer com a imagem moral de Deus em seu caráter, pois Jesus lho concederá.Foi coisa maravilhosa para Deus criar o homem, fazer a mente. A glória de Deus deve ser revelada na criação do homemà imagem de Deus e em sua redenção. Uma pessoa é de mais valor que um mundo. ... O Senhor Jesus Cristo é oAutor de nosso ser, e é também o Autor de nossa redenção, e todo o que quiser entrar no reino de Deusadquirirá um caráter que é uma réplica do caráter de Deus. SDA Bible Commentary, vol. 6, págs. 1.087 e 1.105. ramos@advir.com
  5. 5. Pela transformadora influência de Sua graça, a imagem de Deus se reproduz no discípulo; torna-se umanova criatura. O Desejado de Todas as Nações, pág. 391.É o Espírito Santo, o Confortador, que Jesus disse enviaria ao mundo, que muda o nosso caráter à imagemde Cristo; e quando isto é realizado, refletimos, como num espelho, a glória do Senhor. SDA Bible Commentary, vol. 6,pág. 1.097. Sexta - Conclusão: Em “Criação e evangelho” aprendi que …Domingo - O Senhor visitou o casal, interagiu com eles (Gên. 3:9-15) e através de perguntas, demonstrou que o pecado,que é a inimizade com Ele, não tem rasão justa para existir, e prometeu a salvação por meio do Descendente da mulher,concedeu Graça no Jardim dando ao casal a oportunidade de verificar as consequências da desobediência, e assumir aresponsabilidade por suas ações, e pela mesma graça ofereceu o arrependimento e a restauração.Graça: Heb. jên, jesed, gr. Jaris. significa "favor" ou "bondade". Jesed é frequentemente traduzida como éleos,"misericórdia", aparece também como "benevolência", "fidelidade", "amor permanente", dikaiosúne, "justiça";elemosún, "piedade", "clemencia"; elpís, "esperança", y dóxa, "gloria", "honra". Na prática, graça é receber ofavor ou a bondade que não merecíamos, e a misericórdia é não receber a condenação que merecíamos, é Deusperdoando a humanidade caída, e por Seu amor, nós concede uma nova chance, a oportunidade e a capacidade de vivernovamente, conforme a Sua vontade, é aceitá-lo como pai e viver em íntimo relacionamento com Ele, o que traz comoresultado, valor, dignidade, realização, felicidade e vida eterna.“Fez o SENHOR Deus vestimenta de peles para Adão e sua mulher e os vestiu.” Gên. 3:21. Ao Deus vestir Adão e Evacom uma roupa de peles, isso envolveu a morte de um animal inocente, no caso um cordeiro, se tornando assim umsímbolo da graça que substitui os pecados passando a morte para uma vítima isenta de culpa, ao qual simbolizava aJesus cristo. "Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!" João 1:29.Segunda - Pecado e morte: Deus é o criador “formou o SENHOR Deus ao homem do pó da terra e lhe soprou nasnarinas o fôlego de vida, e o homem passou a ser alma vivente.” Gên. 2:7; (Atos 17:24-25) e a vida (Sal. 104:29-30; João1:4).As nossas transgressões para com a lei divina fazem separação entre nós e o nosso Deus (Andarão dois juntos, se nãoestiverem de acordo? Amós 3:3); e os nossos pecados encobrem o seu rosto de nós, para que não nos atenda. (Isaías 59:2).Deus é a própria vida (Jo. 17:3; Jo 5:26; 1Jo 5:11; Jo 11:25; Jo 14:6). Quando rejeitamos Deus, rejeitamos a fonte da vida,escolhemos a morte e nós tornamos assim suicidas “Mas quem pecar de propósito, tanto o israelita de nascimento comoo estrangeiro, será culpado de ofender a Deus, o SENHOR. Essa pessoa será morta, pois rejeitou o que o SENHOR disse edesobedeceu ao seu mandamento porque quis. Essa pessoa será responsável pela sua própria morte”. Êxo. 15:30.NTLH.Terça - A Graça prometida no Éden (Gên. 3:15) foi materializada por meio de Cristo ao morrer em lugar do sereshumanos, nós justificou e salvou por meio do Seu sangue, derramado em sacrifício expiatório. "Deus provou o seu próprioamor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, Quando éramos pecadores. Logo, muito mais agora, sendojustificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira." Rom. 5:8-9."Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que nem mesmo a Seu próprio Filho poupou, antes, O entregou portodos nós, como nos não dará também com Ele todas as coisas?" Rom. 8:31 e 32."Porque estou certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem opresente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor deDeus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor!" Rom. 8:38 e 39.Quarta - O Comandante celestial, depôs Sua posição real (Filip. 2:5-8), e revestiu Sua divindade com a humanidade (Isa.9:6; Miq. 5:2; Mt 2:6; Jo 7:42) Cristo nos resgatou da maldição da lei, indo além do que se poderia imaginar fazendo-seele próprio maldição em nosso lugar (Gál. 3:13), porque assim está escrito: “Maldito todo aquele que for pendurado emmadeiro Deut. 21:23”. Se tornou o Portador de pecados, e Sua motivação foi o amor pela humanidade (Jo. 3:16)."Quem crê nele não é condenado”; agora o resultado de rejeitar o sacrifício de Cristo é “quem não crê já está condenado,porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus." (Jo. 3:18).Cristo fez a reconciliação sendo um substituto (Gál. 3:13), carregou a profunda angústia, humilhação, sofrimento, dor emorte, que é o resultado do pecado; que significa primeiramente separação de Deus (Isa. 59:1-2) e como resultado levaa transgredir a lei (I Jo. 3:4); ao levar sobre si o pecado da humanidade (Sal. 22) produziu então a justiça divina, livrandoo pecador arrependido e crente da morte eterna, fazendo com que esse fique sem mancha diante de Deus e com odireito a vida eterna que é o resultado de Sua (de Cristo) obediência perfeita.Quinta - O Senhor é o único que tem poder para fazer uma Nova criação: Um coração puro e renovar dentro de nós umespírito inabalável. Sal. 51:10; De tirar o coração de pedra e dar um coração de carne e fazer de nós uma habitação parao Seu Espírito para que andemos nos seus estatutos, e nas suas ordenanças, e as sigamos conforme a sua vontade. Eze.36:26; e para transformar em uma nova criatura 2 Cor. 5:17. O conhecimento e a prática de andar com Cristo nos renovasegundo Sua imagem. Col. 3:10. ramos@advir.com

×