Lições Adultos Reavivamento e Reforma
Lição 13 - Reavivamento prometido: missão cumprida 21 a 28 de setembro
Sábado à tard...
paciência, até que receba a chuva temporã e serôdia. Sede vós também pacientes, fortalecei o vosso coração, porque já
a vi...
Reavivamento e Reforma
Os cristãos devem estar-se preparando para aquilo que logo irá cair sobre o mundo como terrível sur...
Como garantia deste concerto de Deus com os homens, um forno de fumo e uma tocha de fogo, símbolos da presença
divina, pas...
[Moisés] viu a Terra purificada pelo fogo e limpa de todo vestígio de pecado, de todo traço de maldição, renovada e
dada e...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Reavivamento prometido: missão cumprida_Resumo_1332013

279 visualizações

Publicada em

O Objetivo do resumo da lição não é substituí-la, pelo contrário e dar mais amplitude ao estudo do tema.
A ideia e colocar os textos bíblicos diretos que respondam as questões da lição, somados aos escritos de Ellen White que dão luz sobre o assunto, eu procuro comentar o mínimo possível, só detalhes referentes as questões e algumas definições todas neste tom de azul, pois se os textos forem realmente claros, que é intenção, não há necessidade de ficar comentando, e a aplicação, como e mais extensa, procuro fazer na nossa classe.
“Sempre darei a fonte, para que o conteúdo não seja anônimo, e todos tenham a oportunidade de achar, pesquisar e questionar”.
Que... “Deus tenha misericórdia de nós e nos abençoe; e faça resplandecer o seu rosto sobre nós. Para que se conheça na terra o teu caminho, e em todas as nações a tua salvação”. Sal. 67:1-2. 
Bom Estudo!

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
279
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Reavivamento prometido: missão cumprida_Resumo_1332013

  1. 1. Lições Adultos Reavivamento e Reforma Lição 13 - Reavivamento prometido: missão cumprida 21 a 28 de setembro Sábado à tarde - “Sede, pois, irmãos, pacientes, até à vinda do Senhor. Eis que o lavrador aguarda com paciência o precioso fruto da terra, até receber as primeiras e as últimas chuvas. Sede vós também pacientes e fortalecei o vosso coração, pois a vinda do Senhor está próxima.” Tg 5:7, 8. Não demorará muito até vermos Aquele em quem se centralizam as nossas esperanças de vida eterna. E em Sua presença, todas as provações e sofrimentos desta vida serão como nada. "Não rejeiteis pois a vossa confiança, que tem grande e avultado galardão. Porque necessitais de paciência, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, possais alcançar a promessa. Porque ainda um poucochinho de tempo, e O que há de vir virá, e não tardará." Heb. 10:35-37. Olhai para cima, olhai para cima, e deixai que a vossa fé aumente continuamente. Permiti que essa fé vos guie pelo caminho estreito que, através dos portais da cidade de Deus, conduz ao grande além, ao amplo, ilimitado futuro de glória destinado aos remidos. Testemunhos Seletos, vol. 3. p. 434. Objetivo: Entender que “o evangelho do Reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as gentes, e então virá o fim". Mt 24:14. E receberemos do poder de Cristo para está responsabilidade “E Recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis Minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria e até aos confins da Terra”. At 1: 8. Domingo - O poder prometido Ano Bíblico: Obadias e Jonas 1. A grande comissão de Cristo em Mateus 28:18-20 é acompanhada por uma grande promessa. Qual é essa promessa, o que significa na prática e como podemos obter conforto nela? Por que ela é tão importante para nós? A Promessa de Jesus a seus discípulos é “eis que eu estou convosco todos os dias, até à consumação dos séculos. Amém! ”. Mt 28:18-20. Mc 16:15; Jo 15:16; Jo 20:21; At 10:42. Através do Espírito Santo, Jesus cumpre Sua promessa, nos consolando e capacitando para realizar a comissão de pregar o evangelho ao mundo “Recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis Minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria e até aos confins da Terra”. At 1: 8. At 2:4; Is 2:3; Lc 24:48; Jo 15:27; At 2:32; At 3:15. Fiel à Sua promessa, o Divino Ser, exaltado nas cortes celestiais, comunicava de Sua plenitude aos Seus seguidores na Terra. Sua entronização à destra de Deus assinalou-se pelo derramamento do Espírito Santo sobre Seus discípulos. Pela obra de Cristo estes discípulos foram levados a sentir sua necessidade do Espírito; pelo ensino do Espírito, receberam seu preparo final, e saíram para a obra de sua vida. ... O mesmo Espírito que em Seu lugar foi enviado, para ser o instrutor de Seus primeiros coobreiros, Cristo comissionou para ser o instrutor de Seus coobreiros hoje. "Eis que Eu estou convosco todos os dias, até à consumação dos séculos" (Mat. 28:20), é Sua promessa. A presença do mesmo Guia na obra educativa hoje, produzirá os mesmos resultados que antigamente. Tal é o fim a que propende a verdadeira educação; tal é a obra que Deus deseja ela cumpra. Educação, 95-96. Tendes necessidade da graça de Cristo a fim de representardes convenientemente o seu serviço. E ao apresentardes a graça da verdade em serviço fiel e desinteressado, anjos estarão presentes para sustentar-vos. O Confortador estará convosco para cumprir a promessa do Salvador: "Eis que Eu estou convosco todos os dias, até à consumação dos séculos." Mat. 28:20. Carta 56, 1907. Necessita-se da graça divina no começo, da graça divina em cada passo de avanço; só a graça divina pode completar a obra. Não há lugar para nós descansarmos em descuidada atitude. ... Pela oração como pela fé devemos buscar continuamente mais do Espírito. Testemunhos Para Ministros e Obreiros Evangélicos, 508. E este evangelho do Reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as gentes, e então virá o fim. Mt 24:14. Segunda - Chuva temporã e chuva serôdia Ano Bíblico: Mq 1–4 2. Quais são os dois símbolos que os seguintes textos usam para representar derramamento do Espírito Santo? Como podemos entender o que eles significam? Jl 2:21-24, 28-32; Tg 5:7, 8 “vós, filhos de Sião, regozijai-vos e alegrai-vos no SENHOR, vosso Deus, porque ele vos dará ensinador de justiça e fará descer a chuva, a temporã e a serôdia, no primeiro mês.” Jl 2:21-24. “E há de ser que, depois, derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões. E também sobre os servos e sobre as servas, naqueles dias, derramarei o meu Espírito.” 2:28-32. “Sede, pois, irmãos, pacientes até a vinda do Senhor. Eis que o lavrador espera o precioso fruto da terra, aguardando-o com ramos@advir.comramos@advir.com
  2. 2. paciência, até que receba a chuva temporã e serôdia. Sede vós também pacientes, fortalecei o vosso coração, porque já a vinda do Senhor está próxima.” Tg 5:7-8. Os dois símbolos utilizados nesses textos são a Chuva temporã e a chuva serôdia, que representam a plenitude da atuação do Espírito Santo na humanidade, tanto para dar inicio, como para terminar a obra do evangelho. A Obra do Espírito Santo é Comparada à Chuva "E fará descer a chuva, a temporã e a serôdia." No Oriente a chuva temporã cai no tempo da semeadura. Ela é necessária, para que a semente possa germinar. Sob a influência de fertilizantes aguaceiros, brota o tenro rebento. Caindo perto do fim da estação, a chuva serôdia amadurece o grão, e o prepara para a foice. O Senhor utiliza esses elementos da natureza para representar a obra do Espírito Santo. (Zac. 10:1; Osé. 6:3; Joel 2:23 e 28.) Como o orvalho e a chuva são dados primeiro para fazer com que a semente germine, e então para amadurecer a colheita, assim é dado o Espírito Santo para levar avante, de um estágio para outro, o processo de crescimento espiritual. O amadurecimento do grão representa a terminação do trabalho da graça de Deus na alma. Pelo poder do Espírito Santo deve a imagem moral de Deus ser aperfeiçoada no caráter. Devemos ser completamente transformados à semelhança de Cristo. A chuva serôdia, amadurecendo a seara da Terra, representa a graça espiritual que prepara a igreja para a vinda do Filho do homem. Mas a menos que a chuva temporã haja caído, não haverá vida; a ramagem verde não brotará. Se a chuva temporã não fizer seu trabalho, a serôdia não desenvolverá a semente até a perfeição. Testemunhos Para Ministros, 506. Assim como a "chuva temporã" foi dada, no derramamento do Espírito Santo no início do evangelho, para efetuar a germinação da preciosa semente, a "chuva serôdia" será dada em seu final para o amadurecimento da seara. O Grande Conflito, pág. 611. Terça - Pré-requisitos para a chuva serôdia Ano Bíblico: Mq 5–7 3. O que os seguintes textos dizem sobre a preparação necessária para receber o poder do Espírito Santo em sua plenitude? At 1:14; Zc 10:1; At 3:18-20; 4:31; Sl 119:25; Jo 6:63 A preparação necessária para receber o poder do Espírito Santo; consiste em ouvir a sua voz, o que produz arrependimento e conversão, para o perdão de nossos pecados e o recebimento de Sua presença; “Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham, assim, os tempos do refrigério pela presença do Senhor.” At 1-19- 20. 1Co 3:16; 2Co 6:16; Ef 2:21; Hb 3:6; 1Pe 2:5. Seremos reavivados de acordo com a Palavra de Deus; “vivifica-me segundo a tua palavra.” Sl 119:25. “O espírito é o que vivifica, a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos disse são espírito e vida.” Jo 6:63. E assim estarmos unidos uns aos outros em oração; “Todos estes perseveravam unanimemente em oração e súplicas.” At 1:14, suplicando a chuva serôdia; “Pedi ao SENHOR chuva no tempo da chuva serôdia”... E seremos confirmados; “o SENHOR, que faz os relâmpagos, lhes dará chuveiro de água e erva no campo a cada um. Zc 10:1 “E, tendo eles orado, moveu-se o lugar em que estavam reunidos; e todos foram cheios do Espírito Santo e anunciavam com ousadia a palavra de Deus. At 4:31. A chuva serôdia, amadurecendo a seara da Terra, representa a graça espiritual que prepara a igreja para a vinda do Filho do homem. Mas a menos que a chuva temporã haja caído, não haverá vida; a ramagem verde não brotará. Se a chuva temporã não fizer seu trabalho, a serôdia não desenvolverá a semente até a perfeição. … Deve haver um desenvolvimento constante das virtudes cristãs, um avanço constante na experiência cristã. ... Cada indivíduo deve estar cônscio de sua própria necessidade. Deve o coração ser esvaziado de toda a mancha, purificado para habitação do Espírito. Foi pela confissão e pelo abandono do pecado, por meio de fervorosa oração e da entrega pessoal a Deus, que os discípulos se prepararam para o derramamento do Espírito Santo no dia de Pentecoste. O mesmo trabalho, apenas em grau mais elevado, deve ser feito agora. … Mas não se deve negligenciar a graça representada pela chuva temporã. Só os que estiverem vivendo de acordo com a luz que têm recebido poderão receber maior luz. A não ser que nos estejamos desenvolvendo diariamente na exemplificação das ativas virtudes cristãs, não reconheceremos as manifestações do Espírito Santo na chuva serôdia. Pode ser que ela esteja sendo derramada nos corações ao nosso redor, mas nós não a discerniremos nem a receberemos. Testemunhos Para Ministros, págs. 506 e 507. Temos esperança de ver toda a igreja reavivada? Tal tempo nunca há de vir. Há na igreja pessoas não convertidas, e que não se unirão em fervorosa, prevalecente oração. Precisamos entrar na obra individualmente. Precisamos orar mais, e falar menos. Mensagens Escolhidas, vol. 1, pág. 122. Vi que ninguém poderia participar do "refrigério" a menos que obtivesse a vitória sobre toda tentação, orgulho, egoísmo, amor ao mundo, e sobre toda má palavra e ação. Deveríamos, portanto, estar-nos aproximando mais e mais do Senhor, e achar-nos fervorosamente à procura daquela preparação necessária para nos habilitar a estar em pé na batalha do dia do Senhor. Lembrem todos que Deus é santo, e unicamente entes santos poderão morar em Sua presença. Vida e Ensinos, p. 111-113. Se buscardes o Senhor de todo o vosso coração, Ele será achado por vós. Review and Herald, 7 de novembro de 1898. cf. Jr 29:13; 2 Cr 15:12, 15; 31:21. ramos@advir.comramos@advir.com
  3. 3. Reavivamento e Reforma Os cristãos devem estar-se preparando para aquilo que logo irá cair sobre o mundo como terrível surpresa, e essa preparação deve ser feita mediante diligente estudo da Palavra de Deus e pelo viver em conformidade com os seus preceitos. ... Deus pede um reavivamento e uma reforma. Profetas e Reis, pág. 626. A maior e mais urgente de todas as nossas necessidades é um reavivamento da verdadeira piedade entre nós. Buscá-lo deve ser nosso primeiro trabalho. Review and Herald, 22 de março de 1887. 4. Qual é o resultado natural do reavivamento espiritual em nossa vida? Aonde todo reavivamento e reforma espirituais nos levam? Sl 51:10-13; At 4:13, 20; 5:33; 8:4. O reavivamento tem como resultado natural a ressurreição da morte espiritual, que é uma renovação da vida espiritual, através da purificação das faculdades do pensamento e das emoções. “Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova em mim um espírito reto.” Sl 51:10; O reavivamento traz novamente à alegria de estar salvo, e de servir ao Senhor com gratidão; “não podemos deixar de falar das coisas que vimos e ouvimos.” At 4:20; ensinado por preceito e exemplo, que é o testemunho prático aos que não conhecem os caminhos do Senhor, para que se convertam; “Torna a dar-me a alegria da tua salvação e sustém-me com um espírito voluntário. Então, ensinarei aos transgressores os teus caminhos, e os pecadores a ti se converterão. Sl 51:10-13; Pregando o evangelho em todos os lugares; “iam por toda parte anunciando a palavra.” At 8:4; mesmo em meio a acirradas perseguições; “Porém, ouvindo eles isto, se enfureceram e deliberaram matá- los.” At 5:33. Aquelas pessoas produziram frutos dignos de arrependimento. Creram e foram batizadas, e levantaram-se para andar em novidade de vida - como novas criaturas em Cristo Jesus; não para se conformarem aos desejos anteriores, mas, pela fé no Filho de Deus, seguir-Lhe os passos, refletir-Lhe o caráter, e purificar-se, assim como Ele é puro. As coisas que antes odiavam, agora amavam; e as que antes amavam, passaram a odiar. Os orgulhosos e presunçosos tornaram-se mansos e humildes de coração. Os vaidosos e arrogantes se fizeram graves e acessíveis. Os profanos se tornaram reverentes, sóbrios os ébrios, os devassos puros. As modas vãs do mundo foram postas de parte. Os cristãos procuravam não o "enfeite... exterior, no frisado dos cabelos, no uso de jóias de ouro, na compostura de vestes, mas o homem encoberto no coração, no incorruptível trajo de um espírito manso e quieto, que é precioso diante de Deus". I Ped. 3:3 e 4. Os reavivamentos resultaram em profundo exame de coração e humildade. Caracterizavam-se pelos apelos solenes e fervorosos ao pecador, pela terna misericórdia para com a aquisição efetuada pelo sangue de Cristo. Homens e mulheres oravam e lutavam com Deus pela salvação de outros. Os frutos de semelhantes avivamentos eram vistos nas pessoas que não fugiam da renúncia e do sacrifício, mas que se regozijavam de que fossem consideradas dignas de sofrer dificuldade e provação por amor de Cristo. Notava-se uma transformação na vida dos que tinham professado o nome de Jesus. A comunidade se beneficiava por sua influência. … Esse é o resultado da obra do Espírito de Deus. Não há prova de genuíno arrependimento a menos que ele opere reforma na vida. Se restitui o penhor, devolve o que tinha roubado, confessa os pecados e ama a Deus e seus semelhantes, o pecador pode estar certo de que encontrou paz com Deus. Foram esses os efeitos que, em anos anteriores, se seguiram às ocasiões de reavivamento espiritual. Julgados pelos seus frutos, sabia-se que eram abençoados por Deus para a salvação dos homens e para reerguimento da humanidade. Reavivamento e seus resultados, p. 8. Quarta - O batismo de fogo Ano Bíblico: Naum 5. O que o simbolismo do fogo representa na Bíblia? Êx 3:2-4; 24:17; 1Rs 18:24; Ml 3:2, 3; At 2:1-4;Hb 12:29 Em muitas ocasiões o fogo apresentado na Bíblia, simboliza à glória da presença visível de Deus, de Seu poder, e juízo; vemos isso ao chamar e orientar Moisés; “E apareceu-lhe o Anjo do SENHOR em uma chama de fogo, no meio de uma sarça; e olhou, e eis que a sarça ardia no fogo, e a sarça não se consumia” … “bradou Deus a ele do meio da sarça e disse: Moisés! Moisés! E ele disse: Eis-me aqui.” Ex 3:2-5. Ao guiar e proteger o povo pelo deserto “criará o SENHOR sobre toda a habitação do monte de Sião e sobre as suas congregações uma nuvem de dia, e uma fumaça, e um resplendor de fogo chamejante de noite; porque sobre toda a glória haverá proteção.” Is 4:5. Ao aparecer diante de todo o povo, concedendo Sua santa lei; “o aspecto da glória do SENHOR era como um fogo consumidor no cume do monte aos olhos dos filhos de Israel.” Ex 24:17. Ao responder à súplica de seus servos; “invocai o nome do vosso deus, e eu invocarei o nome do SENHOR; e há de ser que o deus que responder por fogo esse será Deus. E todo o povo respondeu e disse: É boa esta palavra. 1 Rs. 18:24, 36-39. Capacitando para evangelizar, como na manifestação do Espírito Santo no Pentecostes; “de repente, veio do céu um som, como de um vento veemente e impetuoso, e encheu toda a casa em que estavam assentados. E foram vistas por eles línguas repartidas, como que de fogo, as quais pousaram sobre cada um deles. E todos foram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem.” At 2:1-4. Concedendo purificação os pecadores; “Porque ele será como o fogo do ourives e como o sabão dos lavandeiros. E assentar-se-á, afinando e purificando a prata; e purificará os filhos de Levi e os afinará como ouro e como prata; então, ao SENHOR trarão ofertas em justiça.” Mal. 3:2-3. Deus é simbolizado pelo fogo que consome tudo o que é mal; “Porque o nosso Deus é um fogo consumidor.” Heb. 12:29. Dt 4:24; Ex 24:17; Dt 9:3. E consumirá para sempre o pecado; “Pois eis que aquele dia vem ardendo como fornalha; todos os soberbos, e todos os que cometem impiedade, serão como restolho; e o dia que está para vir os abrasará, diz o Senhor dos exércitos, de sorte que não lhes deixará nem raiz nem ramo.” Ml 4:1. Ob 1:15-18; Dn 7:11; Ap 14:10; 19:20; 20:10. ramos@advir.comramos@advir.com
  4. 4. Como garantia deste concerto de Deus com os homens, um forno de fumo e uma tocha de fogo, símbolos da presença divina, passaram por entre as vítimas repartidas, consumindo-as totalmente. Patriarcas e Profetas, 137. A presença pessoal de Cristo, por intermédio do Espírito Santo, é uma presença purificadora. O Espírito Santo sonda o íntimo de nosso ser, penetra os pensamentos, purifica o coração e fortalece a vida espiritual. LES. “batismo de fogo: “Trata-se aqui de uma frase explicativa, completando a ideia. É a maneira escriturística de repetir para salientar e reforçar um só pensamento. Devemos ser batizados com o fogo divino agora para escaparmos da destruição do fogo consumidor mais tarde”. LeRoy Froom em A Vinda do Consolador, p. 265, 266. Deus é simbolizado pelo fogo que consome tudo o que é mal, e seus filhos guiados pelo espírito santo devem ter a mesma característica. Isa. 61. O Shekinah [presença visível de Deus] se afastara do santuário, mas no Menino de Belém encontrava-se, velada, a glória ante a qual se curvam os anjos. Essa inconsciente criancinha era a Semente prometida, a quem apontava o primeiro altar, construído à porta do Éden. Este era Siló, o doador de paz. Fora Ele que Se declarara a Moisés como o EU SOU. Fora Ele quem, na coluna de fumo e fogo, servira de guia a Israel. O Desejado de Todas as Nações, 52. Fora Cristo que, por entre trovões e relâmpagos, proclamara a lei no monte Sinai. A glória de Deus, qual fogo devorador, repousara no cimo do monte, e este tremera ante a presença do Senhor. O Maior discurso de cristo, 45. "E todo o Monte de Sinai fumegava, porque o Senhor descera sobre ele em fogo; e o seu fumo subiu como fumo de um forno, e todo o monte tremia grandemente." "A glória do Senhor era como fogo devorador no cume do monte", à vista da multidão congregada. "E o sonido da buzina ia crescendo em grande maneira." Tão terríveis eram os sinais da presença de Jeová que as hostes de Israel tremeram de medo, e caíram prostrados perante o Senhor. Mesmo Moisés exclamou: "Estou todo assombrado, e tremendo." Heb. 12:21. Patriarcas e Profetas, 304. Quinta - O grande conflito terminou Ano Bíblico: Habacuque 6. Leia Apocalipse 12:17; 17:13, 14; 19:11-16. Qual é a mensagem central dessas passagens? Satanás faz gerra contra Cristo e Sua igreja. “O dragão (que é satanás Ap 12:7-9) irou-se contra a mulher (que é a igreja de Deus Isa. 54:4-6; 62:5; Jer. 3: 6, 14; Os 1:2-3; 2:19-20; II Cor. 11: 2; Efé 5:21-23, 25, 27, 31-32; Apoc. 12: 2, 9; 18:23; 19:5- 9; 21:2-3; 22: 17; etc.) e foi fazer guerra ao resto da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus Cristo”. Ap 12:17. A justa retribuição. “E vi o céu aberto, e eis um cavalo branco. O que estava assentado sobre ele chama-se Fiel e Verdadeiro e julga e peleja com justiça ... E da sua boca saía uma aguda espada, para ferir com ela as nações; e ele as regerá com vara de ferro e ele mesmo é o que pisa o lagar do vinho do furor e da ira do Deus Todo-poderoso. Ap 19:11-16. “E vi a besta, e os reis da terra, e os seus exércitos reunidos, para fazerem guerra àquele que estava assentado sobre o cavalo e ao seu exército. E a besta foi presa e, com ela, o falso profeta, que, diante dela, fizera os sinais com que enganou os que receberam o sinal da besta e adoraram a sua imagem. Estes dois foram lançados vivos no ardente lago de fogo e de enxofre. E os demais foram mortos com a espada que saía da boca do que estava assentado sobre o cavalo, e todas as aves se fartaram das suas carnes”. Ap 19:19-21. Cristo (o cordeiro de Deus Jo 1:29) vencerá a guerra; “têm um mesmo intento e entregarão o seu poder e autoridade à besta. Estes combaterão contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, porque é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis; vencerão os que estão com ele, chamados, eleitos e fiéis.” Ap 17:13-14. E reinará para sempre com Seu povo. “E ali não haverá mais noite, e não necessitarão de lâmpada nem de luz do sol, porque o Senhor Deus os alumia, e reinarão para todo o sempre.” Ap 22:5. Deus reivindicará Sua lei e livrará Seu povo. Satanás e todos quantos se lhe houverem unido em rebelião serão extirpados. O pecado e os pecadores perecerão, raiz e ramos (Mal. 4:1) - Satanás a raiz, e seus seguidores os ramos. Cumprir-se-á a palavra dirigida ao príncipe do mal: "Pois que estimas o teu coração como se fora o coração de Deus, ... te farei perecer, ó querubim protetor, entre pedras afogueadas. ... Em grande espanto te tornaste, e nunca mais serás para sempre." Ezeq. 28:6-19. Então "o ímpio não existirá; olharás para o seu lugar, e não aparecerá" (Sal. 37:10); "e serão como se nunca tivessem sido". Obad. 16. Isso não é um ato de poder arbitrário da parte de Deus. Os que Lhe rejeitavam a misericórdia ceifarão aquilo que semearam. Deus é a fonte da vida; e quando alguém escolhe o serviço do pecado, separa-se de Deus, desligando-se assim da vida. Ele está "separado da vida de Deus". Efés. 4:18. Cristo diz: "Todos os que Me aborrecem amam a morte." Prov. 8:36. Deus lhe dá existência por algum tempo, a fim de poderem desenvolver seu caráter e revelar seus princípios. Feito isso, receberão os resultados de sua própria escolha. Por uma vida de rebelião, Satanás e todos quantos a ele se unem colocam-se em tanta desarmonia com Deus, que Sua própria presença lhes é um fogo consumidor. A glória dAquele que é amor os destruirá. O Desejado de todas as nações, 763-764. ramos@advir.comramos@advir.com
  5. 5. [Moisés] viu a Terra purificada pelo fogo e limpa de todo vestígio de pecado, de todo traço de maldição, renovada e dada em possessão eterna aos santos. Manuscript Releases, vol. 10, pág. 158. Verdades sobre os Anjos, p. 297. ❉ Sexta - Conclusão: Ano Bíblico: Sofonias Em “Reavivamento prometido: missão cumprida” aprendi que … ✰ Domingo - O poder prometido: A Promessa de Jesus a seus discípulos é “eis que eu estou convosco todos os dias, até à consumação dos séculos. Amém! ”. Mt 28:18-20. Mc 16:15; Jo 15:16; Jo 20:21; At 10:42. Através do Espírito Santo, Jesus cumpre Sua promessa, nos consolando e capacitando para realizar a comissão de pregar o evangelho ao mundo “Recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis Minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria e até aos confins da Terra”. At 1: 8. At 2:4; Is 2:3; Lc 24:48; Jo 15:27; At 2:32; At 3:15. ✰ Segunda - Chuva temporã e chuva serôdia: “vós, filhos de Sião, regozijai-vos e alegrai-vos no SENHOR, vosso Deus, porque ele vos dará ensinador de justiça e fará descer a chuva, a temporã e a serôdia, no primeiro mês.” Jl 2:21-24. “E há de ser que, depois, derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões. E também sobre os servos e sobre as servas, naqueles dias, derramarei o meu Espírito.” 2:28-32. “Sede, pois, irmãos, pacientes até a vinda do Senhor. Eis que o lavrador espera o precioso fruto da terra, aguardando-o com paciência, até que receba a chuva temporã e serôdia. Sede vós também pacientes, fortalecei o vosso coração, porque já a vinda do Senhor está próxima.” Tg 5:7-8. Os dois símbolos utilizados nesses textos são a Chuva temporã e a chuva serôdia, que representam a plenitude da atuação do Espírito Santo na humanidade, tanto para dar inicio, como para terminar a obra do evangelho. ✰ Terça - Pré-requisitos para a chuva serôdia: A preparação necessária para receber o poder do Espírito Santo; consiste em ouvir a sua voz, o que produz arrependimento e conversão, para o perdão de nossos pecados e o recebimento de Sua presença; “Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham, assim, os tempos do refrigério pela presença do Senhor.” At 1-19-20. 1Co 3:16; 2Co 6:16; Ef 2:21; Hb 3:6; 1Pe 2:5. Seremos reavivados de acordo com a Palavra de Deus; “vivifica-me segundo a tua palavra.” Sl 119:25. “O espírito é o que vivifica, a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos disse são espírito e vida.” Jo 6:63. E assim estarmos unidos uns aos outros em oração; “Todos estes perseveravam unanimemente em oração e súplicas.” At 1:14, suplicando a chuva serôdia; “Pedi ao SENHOR chuva no tempo da chuva serôdia”... E seremos confirmados; “o SENHOR, que faz os relâmpagos, lhes dará chuveiro de água e erva no campo a cada um. Zc 10:1 “E, tendo eles orado, moveu-se o lugar em que estavam reunidos; e todos foram cheios do Espírito Santo e anunciavam com ousadia a palavra de Deus. At 4:31. O reavivamento tem como resultado natural a ressurreição da morte espiritual, que é uma renovação da vida espiritual, através da purificação das faculdades do pensamento e das emoções. “Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova em mim um espírito reto.” Sl 51:10; O reavivamento traz novamente à alegria de estar salvo, e de servir ao Senhor com gratidão; At 4:20; ensinado por preceito e exemplo, que é o testemunho prático aos que não conhecem os caminhos do Senhor, para que se convertam; Sl 51:10-13; Pregando o evangelho em todos os lugares; “iam por toda parte anunciando a palavra.” At 8:4; mesmo em meio a acirradas perseguições; “Porém, ouvindo eles isto, se enfureceram e deliberaram matá- los.” At 5:33. ✰ Quarta - O batismo de fogo: Em muitas ocasiões o fogo apresentado na Bíblia, simboliza à glória da presença visível de Deus, de Seu poder, e juízo; vemos isso ao chamar e orientar Moisés; Ex 3:2-5. Ao guiar e proteger o povo pelo deserto; Is 4:5. Ao aparecer diante de todo o povo, concedendo Sua santa lei; Ex 24:17. Ao responder à súplica de seus servos; 1 Rs. 18:24, 36-39. Capacitando para evangelizar, como na manifestação do Espírito Santo no Pentecostes; At 2:1-4. Concedendo purificação os pecadores; Mal. 3:2-3. Deus é simbolizado pelo fogo que consome tudo o que é mal; Heb. 12:29. Dt 4:24; Ex 24:17; Dt 9:3. E consumirá para sempre o pecado; Ml 4:1. Ob 1:15-18; Dn 7:11; Ap 14:10; 19:20; 20:10. A presença pessoal de Cristo, por intermédio do Espírito Santo, é uma presença purificadora. O Espírito Santo sonda o íntimo de nosso ser, penetra os pensamentos, purifica o coração e fortalece a vida espiritual. LES. “batismo de fogo: “Trata-se aqui de uma frase explicativa, completando a ideia. É a maneira escriturística de repetir para salientar e reforçar um só pensamento. Devemos ser batizados com o fogo divino agora para escaparmos da destruição do fogo consumidor mais tarde”. LeRoy Froom em “A Vinda do Consolador”, p. 265, 266. Deus é simbolizado pelo fogo que consome tudo o que é mal, e seus filhos guiados pelo espírito santo devem ter a mesma característica. Isa. 61. ✰ Quinta - O grande conflito terminou: Satanás faz gerra contra Cristo e Sua igreja. “O dragão (que é satanás Ap 12:7-9) irou-se contra a mulher (que é a igreja de Deus Isa. 54:4-6; 62:5; Jer. 3: 6, 14; Os 1:2-3; 2:19-20; II Cor. 11: 2; Efé 5:21-23, 25, 27, 31-32; Apoc. 12: 2, 9; 18:23; 19:5-9; 21:2-3; 22: 17; etc.) e foi fazer guerra ao resto da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus Cristo”. Ap 12:17. Cristo (o cordeiro de Deus Jo 1:29) vencerá a guerra; “têm um mesmo intento e entregarão o seu poder e autoridade à besta. Estes combaterão contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, porque é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis; vencerão os que estão com ele, chamados, eleitos e fiéis.” Ap 17:13-14. E reinará para sempre com Seu povo. “E ali não haverá mais noite, e não necessitarão de lâmpada nem de luz do sol, porque o Senhor Deus os alumia, e reinarão para todo o sempre.” Ap 22:5. ramos@advir.comramos@advir.com

×