Lições Adultos Busque ao Senhor e Viva!Lição 9 - O Dia do Senhor (Sofonias e Naum) 25 de maio a 1 de junhoSábado à tarde A...
dia do furor do SENHOR, mas, pelo fogo do seu zelo, toda esta terra será consumida, porque certamente fará de todos osmora...
Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o Reino dos céus. Mat. 5:3.Bem-aventurados os mansos, porque eles he...
Deus, e os profetas não falavam a verdade.“Durante o reinado de Josias, a palavra do Senhor veio a Sofonias, especificando...
vingador! Seu furor é terrível! O SENHOR executa vingança contra os seus adversários e manifesta o seu furor contra osseus...
4. Pense mais sobre o Senhor Se alegrando e Se regozijando em Seu povo com brados de alegria. Costumamos pensarem nós mesm...
escondem nEle no Dia do Senhor. Ele protege, abriga e salva. Todos que confiam no nome do Senhor serão escondidos eredimid...
sobre cada um de nós!Outra função do cântico de júbilo é expressar vitória. Veja, por exemplo, o cântico de Moisés e o cân...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O Dia do Senhor_Lição original com textos_922013

753 visualizações

Publicada em

A lição original com os textos bíblicos tem como finalidade facilitar a leitura ou mesmo o estudo, os versos estão na sequência correta, evitando a necessidade de procurá-los, o que agiliza, para os que tem o tempo limitado, vc pode levá-la no ipad, no pendrive, celular e etc, ler a qualquer momento e em qualquer lugar que desejar, até sem a necessidade de estar conectado na internet.

Que... “Deus tenha misericórdia de nós e nós abençoe; e faça resplandecer o seu rosto sobre nós. Para que se conheça na terra o teu caminho, e em todas as nações a tua salvação”. Sal. 67:1-2.

Bom Estudo!

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
753
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Dia do Senhor_Lição original com textos_922013

  1. 1. Lições Adultos Busque ao Senhor e Viva!Lição 9 - O Dia do Senhor (Sofonias e Naum) 25 de maio a 1 de junhoSábado à tarde Ano Bíblico: Ne 1–4VERSO PARA MEMORIZAR: “O Senhor será terrível contra eles, porque aniquilará todos os deuses da Terra; todas as ilhas dasnações, cada uma do seu lugar, O adorarão” (Sf 2:11).Leituras da Semana: Sf 1:14-18; Jl 2:1-11; Sf 2:1-3; Is 11:4; Sf 3:1-5; Is 62:5; Na 1-3Pensamento-chave: O juízo está vindo, mas a graça e a misericórdia ainda estão disponíveis aos que as buscamfervorosamente.Se os livros dos profetas fossem colocados em ordem cronológica, Sofonias estaria entre Isaías e Jeremias. Durante oreinado de Manassés, o mais perverso rei de Judá, a pregação de Sofonias deu apoio a Jeremias e, juntos, eles ajudarama desencadear um reavivamento durante o reinado de Josias, neto de Manassés.A pregação de Sofonias condenou a extrema corrupção encontrada na sociedade judaica. Ele apontou para anecessidade de arrependimento com base no fato de que o amor de Deus ainda estava chamando Seu povo à humildadee fidelidade. Sua mensagem foi dupla: há uma ameaça de um juízo iminente e universal, que incluirá até mesmo o povode Deus. No entanto, também há a promessa de que os salvos de todas as nações se unirão ao remanescente de Israelem servir a Deus e desfrutar de Suas bênçãos. A lição desta semana mostra que a mensagem de Sofonias ainda éimportante para os que proclamam a divina mensagem de esperança para o mundo caído.Domingo - Dia de trevas Ano Bíblico: Ne 5–8O ponto central da mensagem de Sofonias é o “Dia do Senhor” (Sf 1:7). Para os profetas bíblicos, o Dia do Senhor serefere a um período específico de tempo em que Deus intervém nos assuntos humanos, para salvar e julgar. A maioriadas pessoas do antigo Israel acreditava que nesse dia o Senhor salvaria e exaltaria Israel, enquanto as nações inimigasseriam destruídas para sempre. Para grande surpresa dos que o ouviam, o profeta declarou que o Dia do Senhor seria decondenação até mesmo para o povo de Deus (Sf 1:1-5), porque as pessoas haviam pecado contra Ele (Sf 1:17).Aviso de destruição1 Palavra do SENHOR vinda a Sofonias, filho de Cusi, filho de Gedalias, filho de Amarias, filho de Ezequias, nos dias deJosias, filho de Amom, rei de Judá. 2 Inteiramente consumirei tudo sobre a face da terra, diz o SENHOR. 3 Arrebatarei oshomens e os animais, consumirei as aves do céu, e os peixes do mar, e os tropeços com os ímpios; e exterminarei oshomens de cima da terra, disse o SENHOR.Ameaça contra Judá4 E estenderei a minha mão contra Judá e contra todos os habitantes de Jerusalém e exterminarei deste lugar o resto deBaal e o nome dos quemarins com os sacerdotes; 5 e os que sobre os telhados se curvam ao exército do céu; e os que seinclinam jurando ao SENHOR e juram por Malcã; 6 e os que deixam de andar em seguimento do SENHOR, e os que nãobuscam ao SENHOR, nem perguntam por ele. 7 Cala-te diante do Senhor JEOVÁ, porque o dia do SENHOR está perto,porque o SENHOR preparou o sacrifício e santificou os seus convidados. 8 E acontecerá que, no dia do sacrifício doSENHOR, hei de castigar os príncipes, e os filhos do rei, e todos os que se vestem de vestidura estranha. Sof. 1:1-5.1. Compare Sofonias 1:14-18 com Joel 2:1-11 e Amós 5:18-20. Como eles descrevem “o Dia do Senhor?”O dia do juízo do Senhor14 O grande dia do SENHOR está perto, está perto, e se apressa muito a voz do dia do SENHOR; amargamente clamaráali o homem poderoso. 15 Aquele dia é um dia de indignação, dia de angústia e de ânsia, dia de alvoroço e de desolação,dia de trevas e de escuridão, dia de nuvens e de densas trevas, 16 dia de trombeta e de alarido contra as cidades fortes econtra as torres altas. 17 E angustiarei os homens, e eles andarão como cegos, porque pecaram contra o SENHOR; e oseu sangue se derramará como pó, e a sua carne, como esterco. 18 Nem a sua prata nem o seu ouro os poderá livrar noramos@advir.comramos@advir.com
  2. 2. dia do furor do SENHOR, mas, pelo fogo do seu zelo, toda esta terra será consumida, porque certamente fará de todos osmoradores da terra uma destruição total e apressada. Sof. 1:14-18.Um exército de gafanhotos1 Tocai a buzina em Sião e clamai em alta voz no monte da minha santidade; perturbem-se todos os moradores da terra,porque o dia do SENHOR vem, ele está perto; 2 dia de trevas e de tristeza; dia de nuvens e de trevas espessas; como aalva espalhada sobre os montes, povo grande e poderoso, qual desde o tempo antigo nunca houve, nem depois delehaverá pelos anos adiante, de geração em geração. 3 Diante dele um fogo consome; e atrás dele uma chama abrasa; aterra diante dele é como o jardim do Éden, mas atrás dele um desolado deserto; sim, nada lhe escapará. 4 O seu parecer écomo o parecer de cavalos; e correrão como cavaleiros. 5 Como o estrondo de carros sobre os cumes dos montes, irãoeles saltando; como o ruído da chama de fogo que consome a pragana, como um povo poderoso, ordenado para ocombate. 6 Diante dele temerão os povos; todos os rostos são como a tisnadura da panela. 7 Como valentes correrão,como homens de guerra subirão os muros; e irá cada um nos seus caminhos, e não se desviarão da sua fileira. 8 Ninguémapertará a seu irmão; irá cada um pelo seu carreiro; sobre a mesma espada se arremessarão e não serão feridos. 9 Irãopela cidade, correrão pelos muros, subirão às casas, pelas janelas entrarão como o ladrão. 10 Diante dele tremerá a terra,abalar-se-ão os céus; o sol e a lua se enegrecerão, e as estrelas retirarão o seu resplendor. 11 E o SENHOR levanta a suavoz diante do seu exército; porque muitíssimos são os seus arraiais; porque poderoso é, executando a sua palavra; porqueo dia do SENHOR é grande e mui terrível, e quem o poderá sofrer? Joel 2:1-11.O dia do Senhor18 Ai daqueles que desejam o dia do SENHOR! Para que quereis vós este dia do SENHOR? Trevas será e não luz. 19Como se um homem fugisse de diante do leão, e se encontrasse com ele o urso ou como se, entrando em uma casa, a suamão encostasse à parede, e fosse mordido por uma cobra. 20 Não será, pois, o dia do SENHOR trevas e não luz? Nãoserá completa escuridade sem nenhum resplendor? Amós 5:18-20.Sofonias comparou o iminente juízo à destruição de toda forma de vida nos dias do grande dilúvio (Gn 6–8). A lista dadestruição em Sofonias 1:2, 3 foi organizada até certo ponto em ordem inversa em relação à criação original de Deus:humanidade, animais terrestres, aves do céu e peixes do mar (compare com Gn 1:20-27).2 Inteiramente consumirei tudo sobre a face da terra, diz o SENHOR. 3 Arrebatarei os homens e os animais, consumirei asaves do céu, e os peixes do mar, e os tropeços com os ímpios; e exterminarei os homens de cima da terra, disse oSENHOR. Sof. 1:2-3.O profeta advertiu as pessoas de que elas não poderiam pagar para se livrarem do juízo (Sf 1:18). Nem prata nem ouroos protegeriam da ira do Senhor. As pessoas complacentes em Jerusalém afirmavam que Deus não fazia bem, nem mal.Elas simplesmente não esperavam que o Senhor fizesse alguma coisa (Sf 1:12). Mas os juízos divinos revelam quantoDeus trabalha ativamente para assegurar que haja um futuro para Seu povo fiel.Nem a sua prata nem o seu ouro os poderá livrar no dia do furor do SENHOR, mas, pelo fogo do seu zelo, toda esta terraserá consumida, porque certamente fará de todos os moradores da terra uma destruição total e apressada. Sof. 1:18.E há de ser que, naquele tempo, esquadrinharei Jerusalém com lanternas e castigarei os homens que estão assentadossobre as suas fezes, que dizem no seu coração: O SENHOR não faz bem nem faz mal. Sof. 1:12.Sofonias deixa claro que o juízo divino não é apenas punitivo, mas também corretivo. O Senhor estende uma promessade abrigo aos que O buscam (Sf 2:3). O Dia do Senhor é mais do que o fim do mundo. É o começo do futuroestabelecimento do governo de Deus, que durará para sempre.Leia Sofonias 1:18. Que tipo de situações temos enfrentado nas quais todo o dinheiro do mundo não poderia nos salvar?Segunda - Os humildes da Terra Ano Bíblico: Ne 9–11Em Sofonias 2:1-3, vemos o chamado do profeta ao arrependimento. Embora a destruição fosse iminente, ainda haviatempo para se proteger da calamidade, mas somente se a nação se arrependesse. Os ímpios que se recusassem a searrepender, no dia do juízo seriam consumidos como a palha. No Salmo 1:4 os ímpios também são comparados à palhae, no fim, eles perecem.1 Congrega-te, sim, congrega-te, ó nação que não tens desejo, 2 antes que saia o decreto, e o dia passe como a palha;antes que venha sobre vós a ira do SENHOR; sim, antes que venha sobre vós o dia da ira do SENHOR. 3 Buscai oSENHOR, vós todos os mansos da terra, que pondes por obra o seu juízo; buscai a justiça, buscai a mansidão;porventura sereis escondidos no dia da ira do SENHOR. Sof. 2:1-3.Não é o caso dos ímpios! São como palha que o vento leva. Sal. 1:4.Com as palavras “Buscai ao Senhor”, Sofonias estava encorajando os que se humilhavam diante de Deus a se manteremfirmes na fé. O profeta ensinou que buscar ao Senhor é o mesmo que procurar justiça e humildade. Essa atitude dearrependimento era essencial a fim de escapar do juízo vindouro.2. Sofonias chama o povo arrependido de “mansos da Terra” (Sf 2:3). Como as seguintes passagens lançam luz sobreessa expressão, que também é traduzida como “humildes da Terra”? Mt 5:3; Sl 76:9; Is 11:4; Am 8:4ramos@advir.comramos@advir.com
  3. 3. Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o Reino dos céus. Mat. 5:3.Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra. Mat. 5:5.Quando Deus se levantou para julgar, para livrar a todos os mansos da terra. Sal. 76:9.Mas julgará com justiça os pobres, e repreenderá com equidade os mansos da terra, e ferirá a terra com a vara de suaboca, e com o sopro dos seus lábios matará o ímpio. Isa. 11:4.Ouvi isto, vós que anelais o abatimento do necessitado e destruís os miseráveis da terra. Amós 8:4.Os mansos são os que se mantêm fiéis a Deus e que são guiados e ensinados por Ele. O salmista diz: “Bom e reto é oSenhor, por isso, aponta o caminho aos pecadores. Guia os humildes na justiça e ensina aos mansos o Seu caminho”(Sl 25: 8, 9).Os humildes são chamados a se prepararem para o juízo iminente, buscando a Deus, a justiça e a humildade.A possibilidade de sobrevivência para os mansos que são fiéis é expressa pela palavra porventura. Sobrevivênciadependia unicamente da graça divina, e a graça nunca deve ser desprezada. Diante da destruição iminente, haviaesperança para o futuro em Deus, que é misericordioso. O Senhor havia prometido proteger todos que confiassem nEle (Jl3:16; Na 1:7). Esse tipo de confiança expulsa a autossuficiência, a astúcia e o engano.“Ninguém é aparentemente mais desamparado, e na realidade mais invencível, do que a pessoa que sente sua nulidadee confia inteiramente nos méritos do Salvador. Pela oração, pelo estudo de Sua Palavra, pela fé em Sua constantepresença, a mais fraca das criaturas humanas pode viver em contato com o Cristo vivo, e Ele a segurará com mão quenunca a soltará” (Ellen G. White, A Ciência do Bom Viver, p. 182).Qual tem sido sua experiência com essas promessas maravilhosas? Como você pode aprender a ter esse tipo decomunhão profunda com o Senhor?Terça - Cidade corrupta Ano Bíblico: Ne 12, 13Um provérbio chinês diz que a mancha mais escura no quarto está localizada logo abaixo da vela. Esse provérbio podeser aplicado à condição moral de Jerusalém no tempo de Sofonias. O profeta havia acabado de fazer o pronunciamentodos juízos divinos sobre os países vizinhos de Judá (Sf 2), como a Filístia, no oeste, Moabe e Amom, no leste, Etiópia, nosul e Assíria, no leste. No entanto, ele não parou por aí e passou a expor os pecados dos que habitavam na própriacidade de Deus na Terra, Jerusalém.3. Leia Sofonias 3:1-5. Quem está sendo condenado, e por quê? Como o povo de Deus, tendo recebido tanta luz everdade, pôde se tornar tão corrompido? Como podemos evitar que a mesma coisa aconteça conosco?O futuro de Jerusalém1 Ai da rebelde e manchada, da cidade opressora! 2 Não ouve a voz, não aceita o castigo, não confia no SENHOR, nem seaproximou do seu Deus. 3 Os seus príncipes são leões rugidores no meio dela; os seus juízes são lobos da tarde, que nãodeixam os ossos para o outro dia. 4 Os seus profetas são levianos e criaturas aleivosas; os seus sacerdotes profanaram osantuário e fizeram violência à lei. 5 O SENHOR é justo, no meio dela; ele não comete iniqüidade; cada manhã traz o seujuízo à luz; nunca falta; mas o perverso não conhece a vergonha.A capital de Judá estava no centro das preocupações de Sofonias. Ele acusou seus líderes a respeito da degradação moralda cidade. A corrupção surgiu diretamente do fracasso de seus líderes em viver de acordo com as funções eresponsabilidades que lhes haviam sido designadas (compare com Jr 18:18; Ez 22:23-30).Então, disseram: Vinde, e maquinemos projetos contra Jeremias; porquanto não perecerá a lei do sacerdote, nem oconselho do sábio, nem a palavra do profeta; vinde, e firamo-lo com a língua e não escutemos nenhuma das suas palavras.Jer. 18:18.23 E veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo: 24 Filho do homem, dize-lhe: Tu és uma terra que não está purificada eque não tem chuva no dia da indignação. 25 Conjuração dos seus profetas há no meio dela, como um leão que ruge, quearrebata a presa; eles devoram as almas; tesouros e coisas preciosas tomam, multiplicam as suas viúvas no meio dela. 26Os seus sacerdotes transgridem a minha lei, e profanam as minhas coisas santas; entre o santo e o profano não fazemdiferença, nem discernem o impuro do puro; e de meus sábados escondem os seus olhos, e assim sou profanado no meiodeles. 27 Os seus príncipes no meio dela são como lobos que arrebatam a presa, para derramarem o sangue, paradestruírem as almas, para seguirem a avareza. 28 E os seus profetas têm feito para eles reboco de cal não adubada, vendovaidade, e predizendo-lhes mentira e dizendo: Assim diz o Senhor JEOVÁ; sem que o SENHOR tivesse falado. 29 Ao povoda terra oprimem gravemente, e andam roubando, e fazem violência ao aflito e ao necessitado, e ao estrangeiro oprimemsem razão. 30 E busquei dentre eles um homem que estivesse tapando o muro e estivesse na brecha perante mim por estaterra, para que eu não a destruísse; mas a ninguém achei. Eze. 22:23-30.O tribunal corrupto dirigido pelos príncipes foi comparado a “leões rugidores” e os juízes foram caracterizados como“lobos do cair da noite.” O templo não estava em uma situação melhor porque os sacerdotes não ensinavam a Palavra deramos@advir.comramos@advir.com
  4. 4. Deus, e os profetas não falavam a verdade.“Durante o reinado de Josias, a palavra do Senhor veio a Sofonias, especificando claramente os resultados da continuadaapostasia e chamando a atenção da verdadeira igreja para a gloriosa perspectiva de além. Suas profecias de juízoimpendente sobre Judá se aplicam com igual força aos juízos que devem cair sobre um mundo impenitente por ocasiãoda segunda vinda de Cristo” (Ellen G. White, Profetas e Reis, p. 389).Olhe ao seu redor. Por mais atraente que seja, o mundo está condenado à destruição final. Não é preciso acreditar naBíblia para ver como essa destruição pode acontecer facilmente. Por que o Senhor é a nossa única esperança, e comopodemos aprender a confiar nEle mais e mais e não confiar nas coisas vãs e vazias deste mundo?Quarta - O maior deleite de Deus Ano Bíblico: Et 1–4“O Senhor, teu Deus, está no meio de ti, poderoso para salvar-te; Ele Se deleitará em ti com alegria; renovar-te-á no Seuamor, regozijar-Se-á em ti com júbilo” (Sf 3:17).Na seção final de seu livro (Sf 3:9-20), Sofonias passa do tema da ira para o da restauração. Além do juízo, chegamos aosobjetivos finais de Deus. Quando as nações forem disciplinadas, todas elas invocarão o Senhor e O servirão de todo ocoração. Os lábios do povo serão purificados para que todos adorem e louvem ao Senhor, servindo-O. Um remanescentepequeno, e também humilde e fiel, sobreviverá em Judá e tomará o lugar dos líderes orgulhosos.9 Porque, então, darei lábios puros aos povos, para que todos invoquem o nome do SENHOR, para que o sirvam com ummesmo espírito. 10 Dalém dos rios da Etiópia os meus zelosos adoradores, a filha da minha dispersão, me trarão sacrifício.11 Naquele dia, não te envergonharás de nenhuma das tuas obras, com que te rebelaste contra mim; porque então tirareido meio de ti os que exultam na sua soberba, e tu nunca mais te ensoberbecerás no meu monte santo. 12 Mas deixarei nomeio de ti um povo humilde e pobre; e eles confiarão no nome do SENHOR. 13 O remanescente de Israel não cometeráiniqüidade, nem proferirá mentira, e na sua boca não se achará língua enganosa; porque serão apascentados, deitar-se-ão,e não haverá quem os espante. 14 Canta alegremente, ó filha de Sião; rejubila, ó Israel; regozija-te e exulta de todo ocoração, ó filha de Jerusalém. 15 O SENHOR afastou os teus juízos, exterminou o teu inimigo; o SENHOR, o rei de Israel,está no meio de ti; tu não verás mais mal algum. 16 Naquele dia, se dirá a Jerusalém: Não temas, ó Sião, não seenfraqueçam as tuas mãos. 17 O SENHOR, teu Deus, está no meio de ti, poderoso para te salvar; ele se deleitará em ticom alegria; calar-se-á por seu amor, regozijar-se-á em ti com júbilo. 18 Os que em ti se entristeceram, por causa dareunião solene, eu os congregarei; esses para os quais o peso foi uma afronta. 19 Eis que, naquele tempo, procedereicontra todos os que te afligem, e salvarei os que coxeiam, e recolherei os que foram expulsos; e lhes darei um louvor e umnome em toda a terra em que foram envergonhados. 20 Naquele tempo, vos trarei, naquele tempo, vos recolherei;certamente, vos darei um nome e um louvor entre todos os povos da terra, quando reconduzir os vossos cativos diante dosvossos olhos, diz o SENHOR. Sof. 3:9-20.Ainda mais importante, Deus habitará com Seu povo e corrigirá os erros do passado. Os fiéis não mais precisarão vivercom medo, porque o Senhor estará com Seu povo, habitando no meio deles. Ele será seu Libertador e Salvador. “Serãoapascentados, deitar-se-ão, e não haverá quem os espante” (Sf 3:13).Tais bênçãos normalmente fariam com que o povo de Deus se alegrasse nEle, mas o profeta declarou que será Deus queSe regozijará neles. Seu amor e alegria em relação ao Seu povo serão tão grandes que Ele exclamará com júbilo porcausa deles.4. Como o profeta Isaías descreve a alegria de Deus em Seu povo redimido? Is 62:5; 65:19Porque, como o jovem se casa com a donzela, assim teus filhos se casarão contigo; e, como o noivo se alegra com a noiva,assim se alegrará contigo o teu Deus. Isa. 62:5.E folgarei em Jerusalém e exultarei no meu povo; e nunca mais se ouvirá nela voz de choro nem voz de clamor. Isa. 62:19.O grande Rei, o Guerreiro divino, protegerá e reivindicará Seu povo. Ele nos concederá todos os benefícios de Sua vitóriaconquistada para nós na cruz. Ele exaltará o humilde e transformará a vergonha, sofrimento e alienação em umaexperiência de honra, bênçãos e de Sua própria presença. O coxo e o rejeitado seriam destacados, um tema que está nocentro da mensagem proclamada por Jesus Cristo.Mesmo em meio a essas advertências terríveis, o Senhor ofereceu esperança ao Seu povo. Como podemos aprender a terconfiança na promessa da segunda vinda de Cristo? Como podemos aprender a manter viva essa esperança,especialmente em momentos de dificuldade, quando o mundo não nos oferece nada além de tristeza?Quinta - Deus é nossa força Ano Bíblico: Et 5–75. Leia Naum 1–3. O que esses capítulos nos ensinam sobre o caráter de Deus? Como podemos aplicar o que é visto ali ànossa compreensão dos eventos dos últimos dias?Deus é zeloso e vingador sobre a maldade das nações; é tardio em irar-Se e grande em poder; é justo e bom, umafortaleza no dia da angústia e conhece os que nEle se refugiam. O Senhor condenará os incrédulos e perversos eresgatará os fiéis.1 Advertência contra Nínive. Livro da visão de Naum, de Elcós. 2 O SENHOR é Deus zeloso e vingador! O SENHOR éramos@advir.comramos@advir.com
  5. 5. vingador! Seu furor é terrível! O SENHOR executa vingança contra os seus adversários e manifesta o seu furor contra osseus inimigos. 3 O SENHOR é muito paciente, mas o seu poder é imenso; o SENHOR não deixará impune o culpado. Oseu caminho está no vendaval e na tempestade, e as nuvens são a poeira de seus pés. Naum 1:1-3.A profecia de Naum é a Palavra de Deus contra os reinos deste mundo representados por Nínive. Quando o profetaobservou o mundo, viu a mão de Deus se movendo contra o Império Assírio. Ele anunciou que sua capital, Nínive, embreve cairia, para nunca mais se levantar novamente. Naum falou com absoluta confiança porque conhecia o caráter deDeus e, pelo dom da profecia (Na 1:1), o Senhor lhe havia mostrado o que aconteceria. O Senhor não deixará impune oculpado (Na 1:3; Êx 34:6, 7).6 Passando, pois, o SENHOR perante a sua face, clamou: JEOVÁ, o SENHOR, Deus misericordioso e piedoso, tardio emiras e grande em beneficência e verdade; 7 que guarda a beneficência em milhares; que perdoa a iniqüidade, e atransgressão, e o pecado; que ao culpado não tem por inocente; que visita a iniqüidade dos pais sobre os filhos e sobre osfilhos dos filhos até à terceira e quarta geração. Êxo. 34:6-7.Os assírios tinham saqueado muitas nações e tinham desejo insaciável de poder. Sua crueldade era notória. Como“navalha” de Deus (Is 7:20), eles haviam tosquiado avidamente seus vizinhos. Então, chegou o momento de quebrar anavalha. Instrumentos do juízo divino não estão isentos do julgamento. Nínive não mais existe, mas o testemunhoprofético permanece vivo. Isso nos faz lembrar que, embora a justiça de Deus pareça lenta, no fim das contas, nada podeimpedi-la.Naquele dia, refará o Senhor com uma navalha alugada, que está além do rio, isto é, com o rei da Assíria, a cabeça e oscabelos dos pés e até a barba totalmente tirará. Isa. 7:20.Como vimos em uma lição anterior, anos antes do tempo de Naum, os ninivitas, tendo ouvido a pregação de Jonas, searrependeram e Deus poupou a cidade. Mas o arrependimento não durou. O povo voltou aos seus velhos caminhos.Muitos países que haviam sofrido sob seu jugo opressivo teriam recebido a notícia da queda de Nínive com estrondosaaclamação. Um mensageiro viria para trazer as boas notícias (Is 52:7) de que o poder da Assíria estava quebrado e seusdeuses haviam sido derrotados. O povo de Deus poderia novamente adorar em paz (Na 1:15).Quão suaves são sobre os montes os pés do que anuncia as boas-novas, que faz ouvir a paz, que anuncia o bem, que fazouvir a salvação, que diz a Sião: O teu Deus reina! Isa. 52:7.Eis sobre os montes os pés do que traz boas-novas, do que anuncia a paz! Celebra as tuas festas, ó Judá, cumpre os teusvotos, porque o ímpio não tornará mais a passar por ti; ele é inteiramente exterminado. Naum 1:15.Ainda que a ira divina seja grande, maior é a ternura de Sua misericórdia. Ele protege os que esperam a plenitude da Suabondade. Naum ensina que Deus cuida dos que nEle confiam, mas mostra que, com um dilúvio avassalador Eleperseguirá Seus inimigos com trevas (Na 1:8). Deus estava por trás de tudo, pois Ele havia determinado que o dia dojuízo de Nínive havia chegado.E com uma inundação transbordante acabará de uma vez com o seu lugar; e as trevas perseguirão os seus inimigos. Naum1:8.O profeta mostra que Deus tem grande poder. Diante dEle, toda a criação treme. Ele não tolera o pecado para sempre.Ao mesmo tempo, Ele é o Salvador dos que confiam nEle. Não há meio termo. Estamos de um lado ou do outro. Jesusdisse: “Quem não é por Mim é contra Mim” (Mt 12:30).Sexta - Estudo adicional Ano Bíblico: Et 8–10“Com infalível exatidão, o Infinito ainda ajusta conta com as nações. Enquanto Sua misericórdia é oferecida, comchamados para o arrependimento, essa conta permanece aberta; mas quando as cifras alcançam certo montanteestabelecido por Deus, começa o ministério de Sua ira. A conta é encerrada. Cessa a divina paciência. A misericórdia nãomais pleiteia em seu benefício” (Ellen G. White, Profetas e Reis, p. 364).“Perante os mundos não caídos e o Universo celeste, o mundo terá de dar contas ao Juiz de toda a Terra, o mesmo queeles condenaram e crucificaram. Que dia de acerto de contas será esse! O grande dia da vingança de Deus! Cristo nãoestará então no tribunal de Pilatos. Pilatos, Herodes e todos os que dEle zombaram, O açoitaram, rejeitaram ecrucificaram, então compreenderão o que significa sentir a ira do Cordeiro. Seus atos aparecerão diante deles em seuverdadeiro caráter” (Ellen G. White, Testemunhos para Ministros, p. 132).Perguntas para reflexão1. Algumas pessoas do tempo de Sofonias faziam coisas terríveis contra o Senhor e contra seus compatriotas, enquantooutras eram complacentes quando tais males ocorriam. Qual desses dois pecados é pior aos olhos de Deus?2. Leia novamente o texto de Ellen G. White do livro A Ciência do Bom Viver, p. 182, citado na lição de segunda-feira. Oque significa confiar “inteiramente nos méritos do Salvador”? Como essas palavras nos revelam a grande verdade dasalvação pela fé unicamente em Cristo, e por que essa verdade é tão central para nossas crenças?3. Por que é tão fácil, especialmente para os que vivem na riqueza e conforto, esquecer sua completa dependência deDeus? Como podemos nos proteger dessa ilusão fatal?ramos@advir.comramos@advir.com
  6. 6. 4. Pense mais sobre o Senhor Se alegrando e Se regozijando em Seu povo com brados de alegria. Costumamos pensarem nós mesmos cantando e nos alegrando em Deus e no que Ele fez por nós. O que significa que Ele Se alegra e Seregozija em nós com brados de alegria? Como pode ser isso, considerando o estado patético em que nos encontramos?Respostas sugestivas: 1. Será um dia de juízo, destruição, amargura e aflição; no dia do Senhor, a Terra seria assoladapor um exército de guerreiros poderosos, símbolo do exército do Senhor; o dia do Senhor seria como fugir de um leão eencontrar um urso. 2. Somente os humildes serão salvos da ira divina e herdarão o reino de Deus; eles suportarãoperseguição com paciência; Deus dará a recompensa justa aos mansos e aos seus inimigos. 3. A cidade de Jerusalém, opovo judeu e seus líderes, porque se afastaram de Deus e de Sua lei, e passaram a oprimir as pessoas. Eles preferiram opecado em lugar da santidade. 4. Como o noivo se alegra em sua noiva, assim Deus Se alegrará em Seu povo; emJerusalém não se ouvirá mais a voz de choro nem de clamor. 5. Deus é zeloso e vingador sobre a maldade das nações; étardio em irar-Se e grande em poder; é justo e bom, uma fortaleza no dia da angústia e conhece os que nEle se refugiam.O Senhor condenará os incrédulos e perversos e resgatará os fiéis.Auxiliar – ResumoTexto-chave: Sofonias 3:12, 13, 17O aluno deverá...Saber: Que os juízos de Deus mostram Sua grandeza para com todas as pessoas. Muitas, de diferentes nações, virão e Oreconhecerão.Sentir: Alegria no fato de que Deus mostra Seu incomparável amor por Seu povo, ao salvá-lo, deleitar-Se nele, acalmarsuas ansiedades e Se alegrar nele com cânticos.Fazer: Confiar, obedecer e adorar a Deus, como parte do Seu povo remanescente, e servir ao próximo, em resposta à Suaimensa bondade.EsboçoI. Saber: Conhecer a Deus conduz à adoraçãoA. A partir do livro de Sofonias, demonstre que Deus quer salvar todos.B. Como o verdadeiro conhecimento de Deus leva à verdadeira adoração?II. Sentir: Deus Se alegra e cantaA. O que você sente ao saber que Deus Se alegra e canta por causa de Seu povo?B. Como os pais acalmam seus filhos quando eles estão ansiosos, experimentam o fracasso, ou estão com problemas?Como Deus supera as habilidades humanas para confortar? Qual é a diferença da resposta do Pai celestial ao lidar comSeus filhos?III. Fazer: Viver a ética do remanescenteA. Como podemos mudar nosso comportamento, em lugar de apenas fazer ajustes?B. O que significa dizer que o remanescente não cometerá injustiça?C. Como sua igreja seria diferente se ninguém mentisse ou se comportasse de maneira enganosa?Resumo: O Deus vivo é o Deus de todas as nações. Ele não somente ama a todos, mas deseja que todos sejam salvos.Ele Se deleita quando uma pessoa responde ao Seu amor, vai a Ele, torna-se uma nova pessoa, e O adora.Ciclo do AprendizadoMotivaçãoFocalizando a Palavra: Sofonias 2:11; 3:12, 13, 17Conceito-chave para o crescimento espiritual: Sofonias apresentou um Deus maravilhoso que julgará o mundo inteiro. Elenão apenas anunciou a vinda do Dia do Senhor, mas declarou quem (e como) poderá suportar o dia do juízo. Emresultado, o remanescente fiel de todas as nações virá e adorará o único Deus verdadeiro.Só para o professor: A lição desta semana enfatiza a imagem de Deus como Juiz que convida as pessoas a searrependerem. Esse Deus preserva e salva os remanescentes das nações e de Judá, abraçando-os com Seu amorincomparável e alegre.Discussão de aberturaGeralmente, a reação ao juízo de Deus é o medo. Um pregador, que perguntou a pessoas de todos os continentes domundo sobre o que elas achavam do juízo de Deus, disse o seguinte: “Independentemente de etnia, idade, sistemapolítico e formação educacional, a resposta foi unânime: ‘Medo!’” Qual é a sua primeira reação, sentimento epensamento, quando ouve que Deus irá julgá-lo?Lembre-se sempre de que não somos salvos por causa dos nossos sentimentos, mas por causa da Palavra de Deus. OSenhor disse que, se confessarmos os nossos pecados, Ele nos purificará de toda injustiça (1Jo 1:9). Por isso, podemosconfiar nessa promessa. Podemos crer que Deus salva os pecadores arrependidos (Sf 2:3; 3:12, 13, 17). O significado donome do profeta Sofonias (O Senhor esconde ou abriga) é uma poderosa mensagem. O Senhor esconde os que seramos@advir.comramos@advir.com
  7. 7. escondem nEle no Dia do Senhor. Ele protege, abriga e salva. Todos que confiam no nome do Senhor serão escondidos eredimidos. Portanto, não precisamos temer o juízo de Deus.Perguntas para discussão:1. Qual é a sua única esperança no juízo divino?2. Como as pessoas podem ser salvas? O que a cruz e a vitória de Jesus no Calvário têm a ver com isso?CompreensãoSó para o professor: O profeta Sofonias era da linhagem real do rei Ezequias. Ele viveu no sétimo século antes de Cristo,no tempo da decadência moral e espiritual e declínio político do povo de Deus. Ele provavelmente tenha despertado aúltima reforma entre o povo de Deus em Judá e exercido influência positiva sobre o rei Josias (641-609 a.C.), que realizoureavivamento e reforma espirituais. Durante seu reinado, o livro da lei foi encontrado e o monarca quis fazer tudo deacordo com a Palavra de Deus (2Rs 23:1-25; 2Cr 34:29-32; 34:1-33).Comentário BíblicoA expressão “O Dia do Senhor” ocorre sete vezes no livro de Sofonias (Sf 1:7, 8, 14 [duas vezes], 18; 2:2, 3). Será um diaterrível, um dia da ira de Deus, e esse dia de juízo está próximo.Sofonias mencionou a palavra remanescente três vezes (Sf 2:7, 9; 3:13). O remanescente será formado pelas pessoasresgatadas e salvas no fim.Quando as pessoas estão em situação muito difícil, da qual não há escapatória, a única solução é a oração, súplica pelagraça e misericórdia de Deus, em atitude de arrependimento. Em Seu amor, Deus responde ao coração contrito e àsações humildes.A mais bonita e encorajadora imagem de Deus no livro de Sofonias é apresentada no capítulo 3:17, que resume bem asatividades únicas de Deus por Seu povo fiel.I. O Senhor é um guerreiro poderoso (Recapitule com a classe Êx 15:3.)Deus é por nós. Ele é um poderoso guerreiro que luta por nós e derrota nossos inimigos. O pecado, o mal, Satanás e seusaliados não podem prevalecer sobre o povo de Deus. O Senhor traz vitória e salvação.Em seu cântico de vitória em Êxodo 15, Moisés expressou a ideia de que Deus é um guerreiro (Êx 15:3). Ele derrotou oexército do antigo Egito e derrubou o orgulho e arrogância humanos. A grandeza de Sua majestade destruiu todos osSeus adversários. Ele é o Vencedor, não por causa de Sua força, mas por Sua força moral e o poder do Seu amor.Pense nisto: Jesus é por você. Ele luta por sua salvação porque não quer perdê-lo, enquanto Satanás deseja destruí-lo.Quais são as armas divinas contra Satanás? Qual é a base do status divino de Vencedor sobre Satanás?II. O Senhor Se deleita em você (Recapitule com a classe Lc 15:7.)A imagem divina de Sofonias é muito pessoal. É como se o Senhor estivesse nos dizendo: “Pode ser que algumas pessoasdesprezem você e não o levem a sério. Eu Sou diferente. Você tem enorme valor para Mim. Eu o amo tanto que até morripor você! Eu o amo mais do que você ama a si mesmo. Eu, seu Deus, regozijo-Me em você!”Jesus declarou a razão pela qual Deus Se alegra: “Digo-vos que, assim, haverá maior júbilo no Céu por um pecador quese arrepende do que por noventa e nove justos que não necessitam de arrependimento” (Lc 15:7).Pense nisto: Deus Se deleita em Seus fiéis seguidores. O que a descrição feita por Sofonias nos revela sobre quem Ele é?Que razão Jesus deu para a alegria de Deus sobre nós?III. O Senhor o renovará com Seu amor (Recapitule com a classe Sf 3:17.)Deus nos fala em Sua linguagem de amor, assim como um pai, com toques amorosos, beijos e palavras gentis, acalmaum filho que está aflito, chorando, com medo e decepcionado, até que ele fique tranquilo e durma em seus braços,confiando e descansando nesse amor. Da mesma forma, Deus dá a Seus filhos a certeza de que eles estão seguros eprotegidos em Seu amor e, assim, Ele nos acalma.Essa expressão bíblica (“renovar-te-á no Seu amor” [verso 17]) também pode ser traduzida de maneira diferente, quetraz outra importante nuance do amor de Deus. A New American Standard Bible [Nova Bíblia Americana Padrão] traduz aexpressão da seguinte maneira: “Ele Se acalmará em seu amor”. Essa ambiguidade textual provavelmente sejaintencional para lembrar vários sentimentos positivos. O texto diz que o Senhor “o acalmará com Seu amor” (NKJV; NVI).Assim, depois de assegurar que nos ama com amor eterno, Ele Se acalma, de modo que descansemos em Seus braçosde amor e desfrutemos o calor de Sua presença.Pense nisto: Que palavras ou ações de Deus fazem você se sentir seguro em Seus braços de amor? Como Deus nosacalma com Seu amor? O que significa o fato de que Deus Se acalma depois de nos assegurar Seu amor?IV. O Senhor Se alegra em você com júbilo (Recapitule com a classe Ap 15:3.)Uma função desse júbilo é expressar amor. Deus manifesta Seu amor e alegria em nós. Ele canta um cântico especialramos@advir.comramos@advir.com
  8. 8. sobre cada um de nós!Outra função do cântico de júbilo é expressar vitória. Veja, por exemplo, o cântico de Moisés e o cântico do Cordeiro (Gn49; Êx 15; Ap 15:3).Pense nisto: Por que recebemos a graça de Deus? Podemos recebê-la por mérito pessoal?Pergunta para discussão: Existe algum lugar em que talvez possamos nos esconder de Deus? Sofonias não diz quepodemos nos “esconder” de Deus ou do Dia do Senhor, a fim de evitá-lo. Ele enfatiza que poderemos ser “escondidos”naquele dia, o que significa só poderemos ser abrigados “no Senhor”, a fim de ser protegidos e salvos.Discussão: Você não precisa ficar aterrorizado com o juízo de Deus. Ao contrário, você pode ter plena confiança, ousadiae alegria da salvação diante do juízo divino. Isso é possível porque o significado primário do juízo divino é justificar, salvare libertar as pessoas que têm fé nEle. Comente com a classe textos bíblicos como Gênesis 15:6, Salmo 76:8, 9, Isaías35:4, Daniel 7:22, João 5:24, 1 João 2:28 e 4:17. Enfatize a esperança e o Deus que ama as pessoas, quer salvá-las eexpressar Sua misericórdia duradoura, e que não Se alegra com a punição, condenação ou destruição (Ez 18:23, 32).Destaque a singularidade da calorosa imagem descrita por Sofonias 3:17. Analise cada expressão com muito cuidado eem linguagem criativa, de modo que aqueles que o ouvem vejam, entendam e sejam tocados pela beleza e amor donosso Deus.AplicaçãoSó para o professor: Deus Se deleita e Se alegra em Seu povo. O que você pode fazer para que os membros de suaclasse sejam mais animados e felizes em suas interações e relacionamentos com outras pessoas da igreja?ramos@advir.comramos@advir.com

×