Lição 12                                                                                                      15 a 22 de s...
Domingo                                                         Ano Bíblico: Os 1–4O problema (2Ts 2:1-3)1. Qual é o tema ...
Segunda                                                         Ano Bíblico: Os 5–9A breve resposta de Paulo (2Ts 2:3, 4)N...
II Tess. 2:3               Ninguém de modo algum vos engane; porque isto não sucederá sem que venha primeiro a apostasia e...
Vi emergir do mar uma besta que tinha dez chifres e sete cabeças e, sobre os chifres, dez diademas e, sobre as cabeças,nom...
serem julgados todos quantos não deram crédito à verdade; antes, pelo contrário, deleitaram-se com a injustiça. (2 Ts2:8-1...
lista uma série de eventos que deveriam ocorrer anteriormente. Quais são eles?B. Até que ponto os eventos listados por Pau...
semelhante, talvez, à moderna convicção das Testemunhas de Jeová, que sustentam que a segunda vinda de Cristo tevelugar es...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O Anticristo (2Ts 2:1-12)_Lição da Escola Sabatina_original_com_textos

1.280 visualizações

Publicada em

https://www.facebook.com/gerson.g.ramos

https://twitter.com/@ramosgerson7

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.280
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Anticristo (2Ts 2:1-12)_Lição da Escola Sabatina_original_com_textos

  1. 1. Lição 12 15 a 22 de setembro O Anticristo (2Ts 2:1-12)Sábado à tarde Ano Bíblico: Dn 10–12VERSO PARA MEMORIZAR: “Não deixem que ninguém os engane de modo algum. Antes daquele dia virá a apostasia e,então, será revelado o homem do pecado, o filho da perdição” (2Ts 2:3, NVI).Leituras da semana: 2Ts 2:1-12; Mt 24:1-14; Zc 3:1; Dn 8:8-11; At 2:22Pensamento-chave: Ao corrigir a falsa teologia dos eventos finais dos tessalonicenses, Paulo revela a verdade sobre osenganos do fim dos tempos.Em meio a todas as palavras de encorajamento e exortação, Paulo escreve sobre os eventos do fim dos tempos, incluindoo maior de todos: a segunda vinda de Jesus.No texto desta semana, embora ele tenha falado sobre o fim, sua ênfase é um pouco diferente do texto anterior. Por umlado, ele já havia apresentado aos tessalonicenses os detalhes enquanto estivera com eles. Por outro lado, seu objetivonesse texto era pastoral: acalmá-los, persuadi-los a ser mais pacientes a respeito dos eventos do fim dos tempos eadverti-los sobre a difusão de falsos ensinos sobre esse assunto.A abertura do texto desta semana (2Ts 2:1, 2) contém várias palavras gregas que apontam para 1 Tessalonicenses 4:13–5:11,como a vinda de nosso Senhor (1Ts 4:15), o encontro (1Ts 4:17), e o dia do Senhor (1Ts 5:2). Até certo ponto, esse texto é umesclarecimento do que Paulo disse anteriormente. Nele, o apóstolo revela verdades que nós mesmos precisamosentender hoje.Irmãos, no que diz respeito à vinda de nosso Senhor Jesus Cristo e à nossa reunião com ele, nós vos exortamos a que nãovos demovais da vossa mente, com facilidade, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola,como se procedesse de nós, supondo tenha chegado o Dia do Senhor. (2 Ts 2:1-2)Não queremos, porém, irmãos, que sejais ignorantes com respeito aos que dormem, para não vos entristecerdes como osdemais, que não têm esperança. Pois, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também Deus, mediante Jesus,trará, em sua companhia, os que dormem. Ora, ainda vos declaramos, por palavra do Senhor, isto: nós, os vivos, os queficarmos até à vinda do Senhor, de modo algum precederemos os que dormem. Porquanto o Senhor mesmo, dada a suapalavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristoressuscitarão primeiro; depois, nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens,para o encontro do Senhor nos ares, e, assim, estaremos para sempre com o Senhor. Consolai-vos, pois, uns aos outroscom estas palavras. Irmãos, relativamente aos tempos e às épocas, não há necessidade de que eu vos escreva; pois vósmesmos estais inteirados com precisão de que o Dia do Senhor vem como ladrão de noite. Quando andarem dizendo: Paze segurança, eis que lhes sobrevirá repentina destruição, como vêm as dores de parto à que está para dar à luz; e denenhum modo escaparão. Mas vós, irmãos, não estais em trevas, para que esse Dia como ladrão vos apanhe desurpresa; porquanto vós todos sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite, nem das trevas. Assim, pois, nãodurmamos como os demais; pelo contrário, vigiemos e sejamos sóbrios. Ora, os que dormem dormem de noite, e os quese embriagam é de noite que se embriagam. Nós, porém, que somos do dia, sejamos sóbrios, revestindo-nos da couraçada fé e do amor e tomando como capacete a esperança da salvação; porque Deus não nos destinou para a ira, mas paraalcançar a salvação mediante nosso Senhor Jesus Cristo, que morreu por nós para que, quer vigiemos, quer durmamos,vivamos em união com ele. Consolai-vos, pois, uns aos outros e edificai-vos reciprocamente, como também estaisfazendo. (1 Ts 4:13-5:11)Ora, ainda vos declaramos, por palavra do Senhor, isto: nós, os vivos, os que ficarmos até à vinda do Senhor, de modoalgum precederemos os que dormem. (1 Ts 4:15)depois, nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro doSenhor nos ares, e, assim, estaremos para sempre com o Senhor. (1 Ts 4:17)pois vós mesmos estais inteirados com precisão de que o Dia do Senhor vem como ladrão de noite. (1 Ts 5:2) Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões: Gerson G. Ramos. e-mail: ramos@advir.com
  2. 2. Domingo Ano Bíblico: Os 1–4O problema (2Ts 2:1-3)1. Qual é o tema abordado por Paulo no capítulo 2 da segunda carta aos Tessalonicenses? Qual é a importância dessaspalavras para nós hoje? Apesar das diferenças do nosso contexto, temos desafios semelhantes a respeito dos eventosfinais (marcação de datas, teorias da conspiração, etc.)? Enfrentamos tendências semelhantes às que o textoapresenta? 2Ts 2:1-3Irmãos, no que diz respeito à vinda de nosso Senhor Jesus Cristo e à nossa reunião com ele, nós vos exortamos a que nãovos demovais da vossa mente, com facilidade, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola,como se procedesse de nós, supondo tenha chegado o Dia do Senhor. Ninguém, de nenhum modo, vos engane, porqueisto não acontecerá sem que primeiro venha a apostasia e seja revelado o homem da iniqüidade, o filho da perdição, (2Ts 2:1-3)Nesse texto, não há evidência clara de que a igreja estivesse fazendo perguntas sobre a segunda vinda de Jesus. Opróprio Paulo percebeu o problema e o abordou. O conceito da “reunião com Ele” lembra o que Paulo escreveu naprimeira carta (1Ts 4:15-17).Ora, ainda vos declaramos, por palavra do Senhor, isto: nós, os vivos, os que ficarmos até à vinda do Senhor, de modoalgum precederemos os que dormem. Porquanto o Senhor mesmo, dada a sua palavra de ordem, ouvida a voz doarcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro; depois, nós, osvivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e,assim, estaremos para sempre com o Senhor. (1 Ts 4:15-17)No trecho que estamos estudando, suas palavras recordam a advertência que o próprio Jesus havia dado (Mt 24:1-13).Com facilidade, os tessalonicenses haviam sido desestabilizados por informações conflitantes recebidas no curtointervalo após a primeira carta de Paulo.Tendo Jesus saído do templo, ia-se retirando, quando se aproximaram dele os seus discípulos para lhe mostrar asconstruções do templo. Ele, porém, lhes disse: Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobrepedra que não seja derribada. No monte das Oliveiras, achava-se Jesus assentado, quando se aproximaram dele osdiscípulos, em particular, e lhe pediram: Dize-nos quando sucederão estas coisas e que sinal haverá da tua vinda e daconsumação do século. E ele lhes respondeu: Vede que ninguém vos engane. Porque virão muitos em meu nome,dizendo: Eu sou o Cristo, e enganarão a muitos. E, certamente, ouvireis falar de guerras e rumores de guerras; vede, nãovos assusteis, porque é necessário assim acontecer, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação,reino contra reino, e haverá fomes e terremotos em vários lugares; porém tudo isto é o princípio das dores. Então, sereisatribulados, e vos matarão. Sereis odiados de todas as nações, por causa do meu nome. Nesse tempo, muitos hão de seescandalizar, trair e odiar uns aos outros; levantar-se-ão muitos falsos profetas e enganarão a muitos. E, por semultiplicar a iniqüidade, o amor se esfriará de quase todos. Aquele, porém, que perseverar até o fim, esse será salvo.(Mat. 24:1-13)O apóstolo não identificou a fonte específica dessa confusão. Talvez isso nem tivesse sido revelado a ele. A expressão“espírito” (2Ts 2:2), provavelmente fosse uma referência a um ensinamento profético, proveniente de um falso profeta oude uma compreensão equivocada da primeira carta. A segunda possível fonte teria sido a palavra falada, umensinamento passado de boca em boca entre os membros da igreja. A expressão “carta supostamente vinda de nós”(NVI), foi uma referência de Paulo a uma possível carta forjada em seu nome ou a um mau uso de uma de suas cartasgenuínas.a que não vos demovais da vossa mente, com facilidade, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, querpor epístola, como se procedesse de nós, supondo tenha chegado o Dia do Senhor. (2 Ts 2:2)Por mais que um pastor cuide zelosamente de uma igreja, existem várias maneiras pelas quais ideias falsas podem criarraízes. Para os membros da igreja, às vezes é mais fácil aceitar um boato ou rumor do que examinar cuidadosamente asEscrituras. Às vezes, as novas ideias podem até ser bíblicas até certo ponto, mas são promovidas em desarmonia com osdemais ensinamentos da Bíblia.Esse último parece ter sido o problema em Tessalônica. Os tessalonicenses conheciam muitas coisas corretas sobre asegunda vinda de Jesus e os eventos que a precederão. Mas eles tendiam a enfatizar um extremo ou outro doensinamento sem suas perspectivas de equilíbrio. Tinham deixado de ouvir a advertência de Jesus a respeito de procurarsinais de Sua vinda (Mt 24:4-8). Como resultado, conforme 1 Tessalonicenses, eles lamentavam a demora da vinda deJesus (1Ts 4:13-15). No capítulo 2 da segunda carta aos Tessalonicenses, eles parecem ter chegado à conclusão de que jáestavam no meio dos eventos finais.E ele lhes respondeu: Vede que ninguém vos engane. Porque virão muitos em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo, eenganarão a muitos. E, certamente, ouvireis falar de guerras e rumores de guerras; vede, não vos assusteis, porque énecessário assim acontecer, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, reino contra reino, ehaverá fomes e terremotos em vários lugares; porém tudo isto é o princípio das dores. (Mat. 24:4-8)Não queremos, porém, irmãos, que sejais ignorantes com respeito aos que dormem, para não vos entristecerdes como osdemais, que não têm esperança. Pois, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também Deus, mediante Jesus,trará, em sua companhia, os que dormem. Ora, ainda vos declaramos, por palavra do Senhor, isto: nós, os vivos, os queficarmos até à vinda do Senhor, de modo algum precederemos os que dormem. (1 Ts 4:13-15) Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões: Gerson G. Ramos. e-mail: ramos@advir.com
  3. 3. Segunda Ano Bíblico: Os 5–9A breve resposta de Paulo (2Ts 2:3, 4)No curto intervalo entre 1 e 2 Tessalonicenses, os membros da igreja de Tessalônica ficaram confusos sobre o significadodo que Paulo havia escrito na primeira carta. Eles chegaram à conclusão de que a segunda vinda de Cristo estavapróxima ou já havia ocorrido de algum modo secreto (2Ts 2:2). Qual foi a breve resposta de Paulo a esse problema? “Issonão pode ser verdade. Há muitas coisas que ainda não aconteceram.”A confusão em Tessalônica fez com que Paulo escrevesse seu esboço mais extenso dos eventos finais. Sem essa respostado apóstolo, uma mensagem importante não teria sido preservada.2. O que Paulo nos diz sobre “o homem da iniquidade”? Que princípios nos ajudam a entender o que ele estavaapresentando? 2Ts 2:3, 4Ninguém, de nenhum modo, vos engane, porque isto não acontecerá sem que primeiro venha a apostasia e seja reveladoo homem da iniqüidade, o filho da perdição, o qual se opõe e se levanta contra tudo que se chama Deus ou é objeto deculto, a ponto de assentar-se no santuário de Deus, ostentando-se como se fosse o próprio Deus. (2 Ts 2:3-4)No original, os versos 3 e 4 são uma frase incompleta. A expressão “porque isto não acontecerá” (RA), “não será assim”(RC) ou “Antes daquele dia” (NVI) está faltando no grego e foi inserida na maioria das traduções. Paulo relacionou ascoisas que devem acontecer antes da vinda de Jesus. Haverá uma “apostasia” (da palavra grega apostasia, equivalente aabandono da fé), e depois “o homem da iniquidade” será revelado. Essa revelação é descrita em 2 Tessalonicenses 2:8-10 como ação de Satanás (NVI) pouco antes da segunda vinda de Cristo (o que examinaremos em detalhes na lição dequarta-feira). Mas, antes dessa revelação da iniquidade, haveria um período de “mistério” e restrição (2Ts 2:6, 7).então, será, de fato, revelado o iníquo, a quem o Senhor Jesus matará com o sopro de sua boca e o destruirá pelamanifestação de sua vinda. Ora, o aparecimento do iníquo é segundo a eficácia de Satanás, com todo poder, e sinais, eprodígios da mentira, e com todo engano de injustiça aos que perecem, porque não acolheram o amor da verdade paraserem salvos. (2 Ts 2:8-10)E, agora, sabeis o que o detém, para que ele seja revelado somente em ocasião própria. Com efeito, o mistério dainiqüidade já opera e aguarda somente que seja afastado aquele que agora o detém; (2 Ts 2:6-7)O verso 4 é uma descrição do homem do pecado (ou “iniquidade”), que operaria secretamente por algum tempo e,finalmente, seria revelado. Ele se oporia a Deus, se exaltaria acima de Deus, se assentaria no templo e proclamaria serDeus. Esse verso está repleto de alusões a textos do Antigo e do Novo Testamento. O “oponente” lembra SatanásemZacarias 3:1. A exaltação de si mesmo acima de Deus e a usurpação do lugar de Deus no templo celestial lembra ochifre pequeno de Daniel 8. A ostentação de si mesmo “como se fosse o próprio Deus” lembra Satanás em Isaías14 e Ezequiel 28; isso aponta também para o poder blasfemador de Daniel 11:36-39. Assim, a descrição do homem do pecadocontém elementos que apontam tanto para o próprio Satanás quanto para um perverso agente de Satanás ao longo dahistória cristã.o qual se opõe e se levanta contra tudo que se chama Deus ou é objeto de culto, a ponto de assentar-se no santuário deDeus, ostentando-se como se fosse o próprio Deus. (2 Ts 2:4)Deus me mostrou o sumo sacerdote Josué, o qual estava diante do Anjo do SENHOR, e Satanás estava à mão direita dele,para se lhe opor. (Zac. 3:1)Este rei fará segundo a sua vontade, e se levantará, e se engrandecerá sobre todo deus; contra o Deus dos deuses falarácoisas incríveis e será próspero, até que se cumpra a indignação; porque aquilo que está determinado será feito. Nãoterá respeito aos deuses de seus pais, nem ao desejo de mulheres, nem a qualquer deus, porque sobre tudo seengrandecerá. Mas, em lugar dos deuses, honrará o deus das fortalezas; a um deus que seus pais não conheceram,honrará com ouro, com prata, com pedras preciosas e coisas agradáveis. Com o auxílio de um deus estranho, agirácontra as poderosas fortalezas, e aos que o reconhecerem, multiplicar-lhes-á a honra, e fá-los-á reinar sobre muitos, elhes repartirá a terra por prêmio. (Dan. 11:36-39)De que maneiras sutis podemos ter o mesmo tipo de atitude reveladas pelo “homem do pecado”?Terça Ano Bíblico: Os 10–14O detentor (2Ts 2:5-7)3. De acordo com Paulo, que duas coisas caracterizavam a situação do mundo no momento em que ele escrevia? Comopodemos ver o grande conflito revelado nesses versos? 2Ts 2:6, 7E, agora, sabeis o que o detém, para que ele seja revelado somente em ocasião própria. Com efeito, o mistério dainiqüidade já opera e aguarda somente que seja afastado aquele que agora o detém; (2 Ts 2:6-7)Combinando esses versos com os anteriores, percebemos que Paulo estava descrevendo três fases da história desde seutempo até o fim. A fase final começa na segunda vinda de Cristo. Antes dessa fase há a revelação do homem do pecado(2Ts 2:3), também conhecido como o iníquo (2Ts 2:8). E antes dessa fase há o tempo de mistério e restrição (2Ts 2:6, 7). Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões: Gerson G. Ramos. e-mail: ramos@advir.com
  4. 4. II Tess. 2:3 Ninguém de modo algum vos engane; porque isto não sucederá sem que venha primeiro a apostasia e seja 4revelado o homem do pecado, o filho da perdição, aquele que se opõe e se levanta contra tudo o que se chama Deus 5ou é objeto de adoração, de sorte que se assenta no santuário de Deus, apresentando-se como Deus. Não vos lembrais 6de que eu vos dizia estas coisas quando ainda estava convosco? E agora vós sabeis o que o detém para que a seu 7próprio tempo seja revelado. Pois o mistério da iniqüidade já opera; somente há um que agora o detém até que seja 8posto fora; e então será revelado esse iníquo, a quem o Senhor Jesus matará como o sopro de sua boca e destruirá com 9a manifestação da sua vinda; a esse iníquo cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás com todo o poder e sinais eprodígios de mentira,Ainda que tivéssemos um grande desejo de compreender plenamente a intenção de Paulo, há uma série de incertezasnesses versos. O poder refreador é neutro (uma coisa), no verso 6, e masculino (uma pessoa) no verso 7. O iníquo(masculino, v. 8) é neutro no verso 7 (“mistério da iniquidade”); também não está claro (v. 7) se o poder refreador é tiradodo caminho ou tem autoridade para remover a si mesmo (a Bíblia ESV [English Standard Version] traduz corretamente aexpressão: “até que ele esteja fora do caminho”; corresponde à expressão “até que do meio seja tirado” [RC]).Quem é o detentor ou poder refreador, nesses versos? Ele estava presente nos dias de Paulo, estava defendendo a lei(um poder que restringe a iniquidade, v. 7), estava em um tempo de missão divina e era poderoso o suficiente pararestringir a atuação de Satanás (v. 9).4. De acordo com outras passagens do Novo Testamento, o que está detendo a segunda vinda de Cristo? Mt 24:14; Mc13:10; Ap 14:6, 7E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então, virá o fim. (Mat.24:14)Mas é necessário que primeiro o evangelho seja pregado a todas as nações. (Mar. 13:10)Vi outro anjo voando pelo meio do céu, tendo um evangelho eterno para pregar aos que se assentam sobre a terra, e acada nação, e tribo, e língua, e povo, dizendo, em grande voz: Temei a Deus e dai-lhe glória, pois é chegada a hora doseu juízo; e adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas. (Apoc. 14:6-7)Em grande parte do Novo Testamento, os eventos que conduzem à segunda vinda de Jesus começam com a proclamaçãofinal do evangelho (Mt 24:14; Mc 13:10; Ap 14:6, 7). Nesse caso, é possível que o detentor sobre o qual Paulo falou fosse opróprio Deus, que detém os eventos finais até que todos tenham a oportunidade de ouvir o evangelho.Você precisa de muita restrição em sua vida? Isto é, quando tentado, como você pode aprender a clamar pelo poder deDeus para restringi-lo de fazer o que você sabe que é errado?Quarta Ano Bíblico: JoelO Anticristo revelado (2Ts 2:8-10)5. Leia 2 Tessalonicenses 2:8-10. Como podemos entender esses eventos? O que é especialmente importante a respeito daexpressão “não acolheram o amor da verdade”?então, será, de fato, revelado o iníquo, a quem o Senhor Jesus matará com o sopro de sua boca e o destruirá pelamanifestação de sua vinda. Ora, o aparecimento do iníquo é segundo a eficácia de Satanás, com todo poder, e sinais, eprodígios da mentira, e com todo engano de injustiça aos que perecem, porque não acolheram o amor da verdade paraserem salvos. (2 Ts 2:8-10)O homem da iniquidade foi introduzido em 2 Tessalonicenses 2:3, 4. Durante grande parte da história cristã, ele operou paraenfraquecer a lei de Deus (principalmente o sábado) e usurpar poderes que pertencem somente a Cristo. Em passagenscomo Daniel 7:20-25 (o chifre pequeno) e Apocalipse 13:1-7 (a besta que surge do mar), esse mesmo poder atua após a quedado Império Romano pagão, combinando a autoridade religiosa com o poder secular para perseguir os santos de Deus. Opapado é o único poder na história que se ajusta a todas as especificações dessas profecias. Muitos intérpretes da IdadeMédia, e até hoje, têm designado essa instituição como o Anticristo (somente nos últimos dois séculos, a grande maioriados cristãos tem se afastado dessa interpretação, uma mudança interessante à luz do nosso entendimento dos eventosdos últimos dias). Essa identificação do papado se encaixa nas especificações de 2 Tessalonicenses 2, de que o homem dainiquidade seria tanto masculino (uma pessoa) quanto neutro (um poder ou instituição mundial).Ninguém, de nenhum modo, vos engane, porque isto não acontecerá sem que primeiro venha a apostasia e seja reveladoo homem da iniqüidade, o filho da perdição, o qual se opõe e se levanta contra tudo que se chama Deus ou é objeto deculto, a ponto de assentar-se no santuário de Deus, ostentando-se como se fosse o próprio Deus. (2 Ts 2:3-4)e também a respeito dos dez chifres que tinha na cabeça e do outro que subiu, diante do qual caíram três, daquele chifreque tinha olhos e uma boca que falava com insolência e parecia mais robusto do que os seus companheiros. Eu olhava eeis que este chifre fazia guerra contra os santos e prevalecia contra eles, até que veio o Ancião de Dias e fez justiça aossantos do Altíssimo; e veio o tempo em que os santos possuíram o reino. Então, ele disse: O quarto animal será umquarto reino na terra, o qual será diferente de todos os reinos; e devorará toda a terra, e a pisará aos pés, e a fará empedaços. Os dez chifres correspondem a dez reis que se levantarão daquele mesmo reino; e, depois deles, se levantaráoutro, o qual será diferente dos primeiros, e abaterá a três reis. Proferirá palavras contra o Altíssimo, magoará os santosdo Altíssimo e cuidará em mudar os tempos e a lei; e os santos lhe serão entregues nas mãos, por um tempo, doistempos e metade de um tempo. (Dan. 7:20-25) Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões: Gerson G. Ramos. e-mail: ramos@advir.com
  5. 5. Vi emergir do mar uma besta que tinha dez chifres e sete cabeças e, sobre os chifres, dez diademas e, sobre as cabeças,nomes de blasfêmia. A besta que vi era semelhante a leopardo, com pés como de urso e boca como de leão. E deu-lhe odragão o seu poder, o seu trono e grande autoridade. Então, vi uma de suas cabeças como golpeada de morte, mas essaferida mortal foi curada; e toda a terra se maravilhou, seguindo a besta; e adoraram o dragão porque deu a suaautoridade à besta; também adoraram a besta, dizendo: Quem é semelhante à besta? Quem pode pelejar contra ela?Foi-lhe dada uma boca que proferia arrogâncias e blasfêmias e autoridade para agir quarenta e dois meses; e abriu aboca em blasfêmias contra Deus, para lhe difamar o nome e difamar o tabernáculo, a saber, os que habitam no céu. Foi-lhe dado, também, que pelejasse contra os santos e os vencesse. Deu-se-lhe ainda autoridade sobre cada tribo, povo,língua e nação; (Apoc. 13:1-7)No verso 7, “mistério da iniquidade” é uma designação adequada para sua atividade. Mas no fim da história, pouco antesda segunda vinda de Jesus, haverá um desafio aberto a Deus e Suas leis, de modo ainda mais abrangente. Acontinuidade dos poderes, tanto nesse como em outros textos (Dn 7 e Ap 13), indica que, no fim do tempo, o papadotambém desempenhará um papel importante.Com efeito, o mistério da iniqüidade já opera e aguarda somente que seja afastado aquele que agora o detém; (2 Ts 2:7)6. Que obra anterior de Deus ao longo da história será falsificada por Satanás no engano final? Compare 2Ts 2:9 com At2:22Ora, o aparecimento do iníquo é segundo a eficácia de Satanás, com todo poder, e sinais, e prodígios da mentira, (2 Ts2:9)Varões israelitas, atendei a estas palavras: Jesus, o Nazareno, varão aprovado por Deus diante de vós com milagres,prodígios e sinais, os quais o próprio Deus realizou por intermédio dele entre vós, como vós mesmos sabeis; (Atos 2:22)O texto para hoje abre a cortina para revelar um anticristo ainda maior por trás daquele que atuou entre as nações nocurso da história. O próprio Satanás é o autor e consumador dos enganos do tempo do fim. À medida que se aproxima avinda de Jesus, os eventos irão forçá-lo a um ato final de desespero. Ele deixará a prudência de lado e aparecerápessoalmente para imitar o ministério terreno de Jesus (veja a lição de sexta-feira). Por meio de falsos milagres, eletentará desviar a atenção das pessoas do evangelho (a vida, morte e ressurreição de Jesus) e até mesmo da segundavinda de Cristo.Pense na ideia do “amor da verdade”. Como podemos receber esse amor? Por que é tão importante receber esse amor afim de não ser envolvido por enganos espirituais, especialmente nos últimos dias? Como podemos aprender a acolher “oamor da verdade?”Quinta Ano Bíblico: Am 1–4Verdade e mentiras (2Ts 2:10-12)7. Por que Deus permite que tantas pessoas sejam enganadas? O que os perversos rejeitaram? 2Ts 2:10-12II Tess. 2:10 e com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para serem 11 12salvos. E por isso Deus lhes envia a operação do erro, para que creiam na mentira; para que sejam julgados todosos que não creram na verdade, antes tiveram prazer na injustiça.O verso 11 é um texto que muitas pessoas acham extremamente desafiador. Paulo afirmou de modo muito direto que“Deus lhes manda a operação do erro, para darem crédito à mentira” (2Ts 2:11). A resposta instintiva a esse texto é algocomo: “Como pode o Deus da verdade enviar o engano? Como Ele pode agir de modo idêntico ao de Satanás?(Compare 2Ts 2:11com 2Ts 2:9).Ora, o aparecimento do iníquo é segundo a eficácia de Satanás, com todo poder, e sinais, e prodígios da mentira, (2 Ts2:9)No texto para hoje, Paulo abriu a cortina e nos deu um vislumbre do grande conflito entre Cristo e Satanás, que envolvemuito mais do que apenas os assuntos da Terra e sua história. Satanás acusou Deus de ser injusto, tirano e enganador.Na crise final da história da Terra, Deus “envia” um engano sobre os ímpios. Não se trata de mentira da parte dEle, masEle permite que os ímpios escolham mentiras em lugar da verdade para, assim, expor a consequência de decisõestomadas por eles (2Ts 2:12). Ele simplesmente permite que eles colham os frutos de suas ações erradas. Os eventos dotempo do fim revelam diante de todos, de modo claro, a mente e o caráter de Satanás e seus seguidores.O processo do engano começa quando as pessoas rejeitam o evangelho de Jesus Cristo. No verso 10, o ímpio se recusa areceber o amor da verdade. A oferta de salvação no evangelho é a mensagem implícita por trás dos poderesapocalípticos de 2 Tessalonicenses 2. Por meio de seus ensinamentos e práticas, o papado tem prejudicado o evangelho. Essaobra continuará até ser exposta pelos eventos finais descritos em 2 Tessalonicenses 2:8-12. Assim, a proclamação final doevangelho (Mt 24:14; Ap 14:6, 7) prepara o caminho tanto para o juízo final quanto para os enganos do tempo do fim.então, será, de fato, revelado o iníquo, a quem o Senhor Jesus matará com o sopro de sua boca e o destruirá pelamanifestação de sua vinda. Ora, o aparecimento do iníquo é segundo a eficácia de Satanás, com todo poder, e sinais, eprodígios da mentira, e com todo engano de injustiça aos que perecem, porque não acolheram o amor da verdade paraserem salvos. É por este motivo, pois, que Deus lhes manda a operação do erro, para darem crédito à mentira, a fim de Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões: Gerson G. Ramos. e-mail: ramos@advir.com
  6. 6. serem julgados todos quantos não deram crédito à verdade; antes, pelo contrário, deleitaram-se com a injustiça. (2 Ts2:8-12)E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então, virá o fim. (Mat.24:14)Vi outro anjo voando pelo meio do céu, tendo um evangelho eterno para pregar aos que se assentam sobre a terra, e acada nação, e tribo, e língua, e povo, dizendo, em grande voz: Temei a Deus e dai-lhe glória, pois é chegada a hora doseu juízo; e adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas. (Apoc. 14:6-7)No fim, sejam quais forem as manifestações políticas e religiosas exteriores do grande conflito, que ocorre na Terra, oevangelho de Jesus Cristo, não eventos políticos, sempre tem sido o principal divisor entre o bem e o mal ao longo dahistória cristã. O Anticristo revela seu verdadeiro caráter usurpando a vida, morte e reinado celestial de Jesus. Todos osoutros atores no drama desempenham papéis secundários.Leia com atenção 2 Tessalonicenses 2:12. Qual é a principal razão para as pessoas não receberem a verdade? Vocêexperimentou esse princípio em sua vida? Isto é, o “prazer” da injustiça, ainda que de modo sutil, tem impedido suamente de se abrir para a verdade?Sexta Ano Bíblico: Am 5–9Estudo adicionalComo ato culminante no grande drama do engano, o próprio Satanás personificará Cristo... Em tom manso e compassivoapresentará algumas das mesmas verdades celestiais e cheias de graça que o Salvador proferia; curará as doenças dopovo, e então, em seu pretenso caráter de Cristo, alegará ter mudado o sábado para o domingo, ordenando a todos quesantifiquem o dia que ele abençoou... “Somente os que forem diligentes estudantes das Escrituras e receberem o amorda verdade estarão ao abrigo dos poderosos enganos que dominam o mundo” (Ellen G. White, O Grande Conflito, p. 624,625).“Ao apresentar a mensagem, não façam investidas pessoais contra outras igrejas, nem mesmo à católica romana. Osanjos de Deus veem nas diversas denominações muitos que só podem ser alcançados com a maior precaução. Portanto,sejamos cuidadosos com nossas palavras... Sobre esses temas, o silêncio é eloquente. Muitos se acham enganados.Falem a verdade em tons e palavras de amor” (Ellen G. White, Evangelismo, p. 576).Perguntas para reflexão1. Muitos acreditam que o papado mudou e, em alguns aspectos, ele mudou. No entanto, ele ainda procura usurpar tudoo que Cristo fez e faz por nós, e ainda é o poder representado na profecia. Como podemos permanecer na nossa posiçãoa respeito de Roma, mas de modo amoroso, paciente e delicado?2. Somos constantemente confrontados com pessoas que surgem com novas datas para os eventos finais, novosgráficos, novas teorias da conspiração sobre este grupo ou aquele. Embora devamos permanecer abertos à nova luz,como devemos lidar com esses desafios?Resumo: Ao corrigir algumas ideias erradas dos tessalonicenses acerca dos eventos dos últimos dias, Paulo apresentapreciosas verdades sobre o tema. Porém, a questão fundamental dos últimos dias não é o tempo dos eventos, nemmesmo todos os detalhes, mas de que lado estamos no grande conflito.Respostas sugestivas: 1: Ideias erradas sobre o tempo da segunda vinda de Cristo; profecias que devem se cumprir antesdesse dia, envolvendo o homem do pecado e a apostasia mundial; devemos manter a esperança e a fidelidade, evitandoos enganos dos últimos dias. 2: Ele se opõe e se levanta contra Deus, se assenta no santuário de Deus e ostenta-se comose fosse Deus. 3: O mistério da iniquidade operava, mas era detido por um poder antagônico, indicando possivelmenteum conflito entre o bem e o mal. 4: O fato de que o evangelho ainda não foi pregado a todo o mundo e o fato de quetodos ainda não foram julgados, até porque Deus julgará a todos com base na oportunidade que tiveram de ouvir oevangelho. 5: O anticristo será destruído pela glória de Cristo, porque não poderá suportar a contemplação do Senhor;ele é um instrumento de Satanás; o anticristo engana aos que não amam a verdade e, por isso, não se salvam. 6: A obrade Jesus, que realizou milagres, prodígios e sinais entre o povo, para instruir, salvar e libertar; o homem da iniquidadefalsificará essa obra, para dizer que Cristo veio novamente, e assim enganar, destruir e escravizar. 7: Porque rejeitam averdade, o amor de Deus e a salvação; Deus permite que o erro entre em sua vida porque eles escolheram a mentira,porque encontraram nela seu prazer; eles serão julgados com base nessa escolha. Resumo da Lição 12 – O Anticristo (2Ts 2:1-12)Texto-chave: 2 Tessalonicenses 2:1-12O aluno deverá...Saber: Que o único recurso que protegerá contra os enganos de Satanás nos tempos finais é nutrir o amor à verdadeespiritual.Sentir: A necessidade de crescer no conhecimento e no amor à verdade, tal qual revelada nas Escrituras.Fazer: Decidir estudar a Palavra de Deus diariamente e permitir que ela transforme a vida.EsboçoI. Saber: A verdade divina protege contra os enganosA. Para corrigir o equívoco de que a segunda vinda de Jesus já houvesse acontecido secretamente em seus dias, Paulo Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões: Gerson G. Ramos. e-mail: ramos@advir.com
  7. 7. lista uma série de eventos que deveriam ocorrer anteriormente. Quais são eles?B. Até que ponto os eventos listados por Paulo já se cumpriram?C. Antes da volta de Cristo, Satanás tentará enganar o mundo. Que palavras do texto-chave apontam para a falsidade ouengano? Qual é a única proteção contra o engano?II. Sentir: O desejo de conhecer a verdadeA. Jesus disse: “E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará" (Jo 8:32, NVI). De que verdade Jesus está falando?Você experimentou o poder libertador da verdade divina?B. Que razões alguém poderia ter para não querer conhecer a verdade? Qual é o perigo dessa atitude?III. Fazer: Aprendendo a amar a verdadeA. Na vida cotidiana, o que significa amar a verdade?B. Como uma pessoa pode passar do simples conhecimento da verdade para o amor à verdade?Resumo: Aprender a amar a verdade da Palavra de Deus é a única proteção contra os enganos de Satanás.Ciclo do aprendizadoMotivaçãoConceito-chave para o crescimento espiritual: O amor à verdade protegerá os servos de Deus dos poderosos enganosmundiais que serão apresentados por Satanás pouco antes da volta de Cristo.A maioria dos habitantes do mundo poderia ser iludida pelo último engano do tempo do fim, a ser realizado por Satanás?Embora a ideia possa parecer difícil de acreditar a princípio, indivíduos certamente menos capazes que o Mestre doengano têm iludido nosso “sofisticado mundo com seus ardis. Um exemplo disso é a descoberta dos “Diários de Hitler”em abril de 1983. De acordo com os relatos, os diários manuscritos de Hitler tinham sido resgatados por um generalalemão dentre os destroços de um desastre aéreo nazista, acontecido nas cercanias de Dresden em 1945. A revistaalemã Stern soube da descoberta em 1980, e pagou cinco milhões de dólares para ter os documentos contrabandeadospara fora da Alemanha Oriental. Os direitos de publicação em inglês foram vendidos às revistas Newsweek e SundayTimes.A fim de determinar a autenticidade dos diários, a Stern encomendou três análises independentes de uma página, de umdos diários, a especialistas europeus e norte-americanos. Os peritos estavam de acordo em todos os casos: era a escritade Hitler. Além desses testes, o Sunday Times pediu a Hugh Trevor-Rope, um perito de primeira classe sobre a vida deHitler, para examinar detalhadamente os volumes. Depois de dar uma examinada prévia nos volumes, Trevor-Ropeescreveu para o Sunday Times, dizendoque em sua opinião profissional, os diários eram autênticos.Dois dias antes da publicação do primeiro artigo no Sunday Times, Hugh Trevor-Rope começou a expressar dúvidas sobreos documentos. Depois da realização de testes complementares, os diários foram declarados falsos. Eles foramfinalmente rastreados até Konrad Kujau, um trapaceiro de uma pequena cidade com talento para a falsificação. Kujauexplicou depois como enganou os peritos. Ele havia colhido detalhes da vida de Hitler de biografias já publicadas, depoisinventou pormenores incidentais, imitou a caligrafia de Hitler, embebeu as páginas em chá e as bateu contra uma mesa,a fim de criar uma aparência envelhecida e desgastada. Ele foi preso e sentenciado a quase cinco anos de prisão(“Konrad Kujau", London Times, 14 de setembro de 2000).Pense nisto: Se um malandro do interior pôde enganar tantos especialistas, imagine a sutileza que terão os enganosfinais de Satanás. O que podemos fazer a fim de ter certeza de que não seremos ludibriados?CompreensãoComentário BíblicoI. Permanecendo no caminho (Recapitule com a classe 2 Tessalonicenses 2:1-3.)Embora nossa tendência seja, provavelmente, avançar de imediato para os enganos dos últimos dias contra os quaisPaulo nos adverte nessa passagem, é importante primeiramente entender o contexto no qual o apóstolo coloca suasobservações posteriores. Nos primeiros três versos do capítulo 2, vemos que a grande preocupação de Paulo é pelo bem-estarespiritual dos novos conversos de Tessalônica. Eles tiveram um bom começo, mas Paulo descobriu que a especulaçãosobre o fim dos tempos os havia deixado tão preocupados que eles estavam em perigo de perder seu foco com relação àmaneira de viver no presente.Paulo descreve o tipo de agitação espiritual que eles estavam enfrentando com duas palavras: abalar e alarmar. Apalavra abalar refere-se ao tipo de movimento oscilante produzido por ventos ou ondas. Aqui Paulo parece ter em mentea imagem de um navio quase a ponto de se depreender de suas amarras e ser lançado na tempestade. O uso dapalavra alarmaraponta para as mais íntimas emoções de temor que alguém experimenta quando assustado. Esse tipo deânsia espiritual é altamente destrutivo à vida cristã. Isso deixa as pessoas tão agitadas sobre o que vai ocorrer no futuro,que elas lutam para viver pela fé no presente. Jesus advertiu contra esse perigo em Mateus 24, onde diz: “E ouvireis deguerras e rumores de guerras. Vede que não vos alarmeis” (Mt 24:6, English Standard Version, tradução nossa).Qual é a causa do alarme dos tessalonicenses? Alguns deles haviam chegado à conclusão de que Cristo já haviaretornado. Estranho como possa parecer, isso não nos deveria surpreender. Os novos crentes sempre são maissuscetíveis aos falsos ensinos, visto não terem tido tempo suficiente para se firmarem nas Escrituras. Visto que umainterpretação literal da segunda vinda de Cristo se oporia claramente à ideia de que Jesus já havia voltado, podemosconcluir apenas que alguns dos tessalonicenses devem ter suposto que Jesus havia regressado espiritualmente. Algo Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões: Gerson G. Ramos. e-mail: ramos@advir.com
  8. 8. semelhante, talvez, à moderna convicção das Testemunhas de Jeová, que sustentam que a segunda vinda de Cristo tevelugar espiritualmente em 1914.Pense nisto: A preocupação de Paulo era que os tessalonicenses ficassem tão alarmados com os eventos finais quedeixassem de viver para Cristo no presente. Enquanto aguardamos a breve volta de Cristo, como podemos evitar quenossa fé vá para um extremo ou outro?II. A grande rebelião (Recapitule com a classe 2 Tessalonicenses 2:3-12.)Tendo já dito aos tessalonicenses que o retorno de Cristo seria repentino e inesperado (1Ts 5:2), Paulo explicou que Cristoainda não poderia ter voltado porque havia certos acontecimentos que precisavam ocorrer anteriormente. O primeiroevento seria uma grande “apostasia” (2Ts 2:3) ou uma "rebelião" (no grego "apostasia") contra Deus, orquestrada pelospoderes do mal (compare com Mt 24:10-12; At 20:29, 30; 1Tm 4:1; 2Tm 3:1-5; 4:3, 4).Além da apostasia espiritual, Paulo acrescenta que o homem do pecado (ou da iniquidade) deveria ser revelado. O fatode que esse homem deveria ser revelado indica que ele era um indivíduo que preferia manter oculta sua identidade.Ainda que Paulo não identifique especificamente esse personagem, as características que ele menciona fornecemalgumas pistas. Primeiro, suas ações são semelhantes ao comportamento maligno do próprio Satanás. Como Satanás, elereivindica ser Deus e deseja assentar-se no trono de Deus (Is 14; Ez 28). E como Satanás se opõe a Deus e aos Seusseguidores (Zc 3:1, 2), assim o homem do pecado é aquele que se opõe a Deus e à Sua obra. Mas, como a lição tambémmostra, a terminologia do homem do pecado, usada por Paulo em 2 Tessalonicenses 2:8-10, é comparável à descrição dopoder do chifre pequeno de Daniel, que foi usado por Satanás para combater os servos de Deus e Sua obra (compararcom Dn 8:9-12, 23-25). Essas duas pistas apontam para o próprio Satanás e seus vários representantes, usados ao longodos séculos em sua obra de enganar.No fim do tempo, o próprio Satanás tentará conquistar a adoração do mundo, executando o maior de todos os enganos –uma falsificação da segunda vinda de Jesus! Paulo aponta esse fato usando a mesma palavra que ele havia utilizado parafalar sobre a volta de Jesus (no grego, parousia), para descrever a "vinda" do homem do pecado (no grego, parousia, 2Ts2:9). Na tentativa de legitimar sua falsa “segunda vinda”, Satanás aparecerá “com todo poder, e sinais, e prodígios dementira”, quase a mesma expressão que o apóstolo Pedro empregou para testificar da veracidade do ministério de Jesus(At 2:22).A mensagem de Paulo é clara: o engano final será tão convincente que apenas os que estiverem dispostos a acolher “oamor da verdade” (2Ts 2:10) não serão enganados (comparar com Mt 24:24; Mc 13:22).Pense nisto: De acordo com o ensino dos reformadores protestantes, os adventistas do sétimo dia têm identificadohistoricamente o homem do pecado com o papado. Porém, que perigo há em focalizar exclusivamente o papel do papadonos eventos finais? Isto é, embora jamais devamos esquecer sua atuação, as questões são maiores do que apenas opapel do papado.AplicaçãoPerguntas para reflexão1. Além da história em que Jacó enganou seu pai Isaque, que outras histórias bíblicas mostram uma pessoa enganandooutra? O que podemos aprender dessas narrativas com relação às maneiras de evitar os enganos?2. Paulo diz que os que se perderem “rejeitaram o amor à verdade” (2Ts 2:10, NVI). Conquanto o destino dessas pessoasdeva ser lamentado, que “boas novas” podem ser vistas no uso da palavra rejeitaram?3. Pilatos certa vez perguntou a Jesus: "O que é a verdade?" (Jo 18:38). Levando em conta a importância que Paulo atribuià “verdade” em 2 Tessalonicenses 2:10, 12, como você responderia a essa pergunta?Perguntas de aplicação1. Deus é descrito como Aquele que restringe o mal por meio da pregação de Sua Palavra. O poder divino de restrição semanifesta em sua vida?2. Muitas pessoas serão iludidas pelos enganos de Satanás. O que você pode fazer você agora, não apenas para seproteger, mas também aos que estão em sua esfera de influência?CriatividadeSó para o professor: Como a lição de sexta-feira destaca, muitas pessoas hoje não veem o papado como uma ameaça, etambém não o consideram o principal protagonista que se opõe ao povo de Deus nos eventos finais da história terrena.Pensando nisso e mantendo totalmente diante de nós a perspectiva adventista sobre o papado (que é firmementeapoiada na Bíblia e no Espírito de Profecia), ainda seria prudente lidar com esse assunto com sensibilidade. A atividadeseguinte pode ser útil nesse assunto.Atividade: Mostre para a classe que Satanás tem trabalhado ativamente desde a ressurreição de Cristo para arruinar aobra do Salvador neste mundo e na vida de Seus seguidores. Divida a classe em grupos e peça-lhes que sugiram umalista de pessoas e instituições que poderiam ser classificadas como “manifestações” do principal “homem do pecado”nos tempos finais. Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões: Gerson G. Ramos. e-mail: ramos@advir.com

×