Jesus, provedor e mantenedor_Resumo_Liç_812013

347 visualizações

Publicada em

O Objetivo do resumo da lição não é substituí-la, pelo contrário e dar mais amplitude ao estudo do tema.

A ideia e colocar os textos bíblicos diretos que respondam as questões da lição, somados aos escritos de Ellen White que dão luz sobre o assunto, eu procuro comentar o minimo possível, só detalhes referentes as questões e algumas definições todas neste tom de azul, pois se os textos forem realmente claros, que é intenção, não há necessidade de ficar comentando, e a aplicação, como e mais extensa, procuro fazer na nossa classe.

“Sempre darei a fonte, para que o conteúdo não seja anônimo, e todos tenham a oportunidade de achar, pesquisar e questionar”.

“Esse é o objetivo, que as pessoas estudem, debatam o assunto e entendam o que o Senhor tem revelado a nós como Seu povo escolhido”.

Que... Deus tenha misericórdia de nós e nos abençoe; e faça resplandecer o seu rosto sobre nós. Para que se conheça na terra o teu caminho, e em todas as nações a tua salvação. Sal. 67:1-2.

Bom Estudo!

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
347
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jesus, provedor e mantenedor_Resumo_Liç_812013

  1. 1. Jesus, provedor e mantenedorLição 8 16 a 23 de fevereiro VERSO PARA MEMORIZAR: “O meu Deus, segundo a Sua riqueza em glória, há de suprir, em Cristo Jesus, cada uma de vossas necessidades” (Fp 4:19).Toda promessa na Palavra de Deus nos fornece assunto de oração, apresentando a empenhada palavra deJeová como nossa garantia. Seja qual for a bênção espiritual de que necessitemos, cabe-nos o privilégio de reclamá-lapor meio de Jesus. Podemos dizer ao Senhor, com a singeleza de uma criança, justamente o que necessitamos. Podemosdeclarar-Lhe nossos negócios temporais, pedindo-Lhe pão e roupa da mesma maneira que o pão da vida e o vestido dajustiça de Cristo. Vosso Pai celeste sabe que tendes necessidade de todas estas coisas, e sois convidados apedir-Lhas. É mediante o nome de Jesus que se recebe todo favor. Deus honrará esse nome, e suprirávossas necessidades dos tesouros de Sua liberalidade.Não esqueçais, porém, que, ao vos chegardes a Deus como vosso Pai, reconheceis vossa relação de filho. Não somenteconfiais em Sua bondade, mas em tudo vos submeteis ao Seu querer, sabendo que Seu amor é imutável. Entregai-vospara fazer-Lhe o serviço. Foi àqueles a quem Jesus mandou que buscassem primeiro o reino de Deus e Suajustiça, que Ele deu a promessa: "Pedi e recebereis." João 16:24. O Maior Discurso de Cristo, págs. 133.Objetivo: Observar que Deus mantém o mundo, e reconhecer esse poder mantenedor em nossa vida, e ser Deledependente através da obediência.Domingo - O Mantenedor1. Qual é a função de Jesus na existência contínua do Universo? Hb 1:3; Cl 1:16, 17Ele, que é o resplendor da glória e a expressão exata do seu Ser, sustentando todas as coisas pela palavra do seupoder, depois de ter feito a purificação dos pecados, assentou-se à direita da Majestade, nas alturas, (Hebreus 1:3)pois, nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejamsoberanias, quer principados, quer potestades. Tudo foi criado por meio dele e para ele. Ele é antes de todas as coisas.Nele, tudo subsiste. (Colossenses 1:16-17)O Senhor Jesus sustenta todas a criação pelo poder de Sua palavra, Nele, tudo subsiste. Ele é Criador e O Mantenedordo Universo. Gn 1:1-3; Sl 33:6; João 1:1-3; Ef 3:8-9; Cl 1:15-17; Hb 1:1-3. Veja o Paralelo com “No princípio” e o “Verbo”de Gên. 1:1; Jo. 1-3 e I jo. 1:1-4; A “palavra” que tudo criou do nada (Bara) era cristo.Cristo, o Verbo, o Unigênito de Deus, era um com o eterno Pai - um em natureza, caráter, propósito - o único ser quepoderia penetrar em todos os conselhos e propósitos de Deus. "O Seu nome será Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte,Pai da Eternidade, Príncipe da Paz." Isa. 9:6. Suas "origens são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade".Miq. 5:2. E o Filho de Deus declara a respeito de Si mesmo: "O Senhor Me possuiu no princípio de Seus caminhos e antesde Suas obras mais antigas. ... Quando compunha os fundamentos da Terra, então, Eu estava com Ele e era Seu aluno; eera cada dia as Suas delícias, folgando perante Ele em todo o tempo". Prov. 8:22-30.O Pai operou por Seu Filho na criação de todos os seres celestiais. "NEle foram criadas todas as coisas, ... sejam tronos,sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por Ele e para Ele." Col. 1:16. Os anjos sãoministros de Deus, radiantes pela luz que sempre flui de Sua presença, e rápidos no voo para executarem Sua vontade.Mas o Filho, o Ungido de Deus, "a expressa imagem de Sua pessoa", o "resplendor da Sua glória", "sustentando todas ascoisas pela palavra do Seu poder", (Heb. 1:3) tem a supremacia sobre todos eles. "Um trono de glória, posto bem altodesde o princípio", (Jer. 17:12) foi o lugar de Seu santuário; "cetro de equidade é o cetro do Teu reino." Heb 1:8. Patriarcase Profetas, págs. 34.“O apóstolo Paulo, escrevendo pelo Espírito Santo, declarou acerca de Cristo: ‘Tudo foi criado por Ele e para Ele. E Ele éantes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por Ele’ (Cl 1:16, 17, RC). A mão que sustém os mundos noespaço, a mão que conserva em seu ordenado arranjo e incansável atividade todas as coisas através doUniverso de Deus, é a que na cruz foi pregada por nós”. Educação, p. 132.2. Como Paulo descreve nosso relacionamento com Jesus? 1Co 8:6; At 17:28todavia, para nós há um só Deus, o Pai, de quem são todas as coisas e para quem existimos; e um só Senhor, JesusCristo, pelo qual são todas as coisas, e nós também, por ele. (1 Coríntios 8:6)pois nele vivemos, e nos movemos, e existimos, como alguns dos vossos poetas têm dito: Porque dele tambémsomos geração. (Atos 17:28)Em Jesus são todas as coisas, e nós também, por ele, nos criou e mantém a nossa vida; nEle vivemos, nos movemos eexistimos, somos sua geração. Cl 1:15-17; Hb 1:1-3; 1 Jo. 3:1-3. “Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens” Jo.1:4.Não se deve supor que haja uma lei posta em movimento para que a semente se ative a si mesma; que a folha apareçapor dever assim fazer de si própria. Deus possui leis por Ele instituídas, mas elas são apenas servas mediante as quais ramos@advir.com
  2. 2. produz Ele os resultados. É por meio da atenção imediata de Deus que cada pequenina semente irrompe daterra e salta para a vida. Cada folha cresce, viceja cada flor, pelo poder de Deus.O organismo físico do homem acha-se sob a supervisão de Deus, mas não é como um relógio, que é posto emmovimento e deve continuar por si mesmo. O coração bate, pulsação sucede a pulsação, uma respiração segue a outra,mas o ser todo se acha sob a supervisão de Deus. "Vós sois lavoura de Deus e edifício de Deus." I Cor. 3:9. Em Deusvivemos, e nos movemos e existimos. Cada batida do coração, cada respiração, é a inspiração dAquele quesoprou nas narinas de Adão o fôlego de vida - a inspiração do Deus sempre presente, o grande EU SOU.Review and Herald, 8 de novembro de 1898.Segunda - Generoso ProvedorE disse Deus ainda: Eis que vos tenho dado todas as ervas que dão semente e se acham na superfície de todaa terra e todas as árvores em que há fruto que dê semente; isso vos será para mantimento. E a todos osanimais da terra, e a todas as aves dos céus, e a todos os répteis da terra, em que há fôlego de vida, toda erva verdelhes será para mantimento. E assim se fez. (Gênesis 1:29-30)3. O que a Bíblia indica sobre o interesse especial de Deus em prover para Adão e Eva? Gn 2:8, 9E plantou o SENHOR Deus um jardim no Éden, na direção do Oriente, e pôs nele o homem que havia formado. Dosolo fez o SENHOR Deus brotar toda sorte de árvores agradáveis à vista e boas para alimento; e também aárvore da vida no meio do jardim e a árvore do conhecimento do bem e do mal. (Gênesis 2:8-9)Deus criou um jardim e colocou aos cuidados de Adão e Eva, promoveu a alimentação e a vida, “fez o SENHOR Deusbrotar toda sorte de árvores agradáveis à vista e boas para alimento; e também a árvore da vida” e “no meio do jardim ea árvore do conhecimento do bem e do mal”. Gên. 2:8-9, está árvore era importante para que o homem tivesse o direitode escolha, também chamado livre-arbítrio, caso contrário não seria um ser como “disse Deus: Façamos o homem ànossa imagem, conforme a nossa semelhança”. Gên. 1:26.Aos cuidados de Adão e Eva foi confiado o jardim, "para o lavrar e o guardar". Gên. 2:15. Conquanto fossem ricos emtudo que o Possuidor do Universo pudesse proporcionar, não deveriam estar ociosos. Foi-lhes designada uma útilocupação, como uma bênção, para fortalecer-lhes o corpo, expandir a mente e desenvolver o caráter. Olivro da natureza, que estendia suas lições vivas diante deles, ministrava uma fonte inesgotável deinstrução e deleite. Educação, 21.Embora todas as coisas que Deus criou fossem belas e perfeitas, e aparentemente nada faltasse sobre a Terra criadapara fazer Adão e Eva felizes, ainda manifestou Seu grande amor plantando para eles um jardim especial. Umaporção de seu tempo devia ser ocupada com a feliz tarefa de cuidar do jardim, e a outra porção para receber a visita dosanjos, ouvir suas instruções, e em feliz meditação. Seu labor não seria cansativo, mas aprazível e revigorante. Este belojardim devia ser o seu lar.Neste jardim o Senhor colocou árvores de toda variedade para utilidade e beleza. Havia árvores carregadas deluxuriantes frutos, de rica fragrância, belos aos olhos e agradáveis ao paladar, designados por Deus paraalimento do santo par. História da Redenção, 21.Terça - Mal natural4. Leia Jó 42. O que esse capítulo nos responde? Que perguntas permanecem sem resposta?Então, respondeu Jó ao SENHOR: Bem sei que tudo podes, e nenhum dos teus planos pode ser frustrado. Quemé aquele, como disseste, que sem conhecimento encobre o conselho? Na verdade, falei do que nãoentendia; coisas maravilhosas demais para mim, coisas que eu não conhecia. Escuta-me, pois, havias dito, e eufalarei; eu te perguntarei, e tu me ensinarás. Eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te vêem.Por isso, me abomino e me arrependo no pó e na cinza. … (Jó 42:1-17)No Cap. 42 Jó compreende a mensagem do Senhor (vs. 1-3); Ele confessa a onipotência de Deus (v. 2); Ele tambémpercebe que falou em áreas em que ele não tinha conhecimento ou entendimento das obras de Deus (v. 3); Jó searrepende (vs. 4-6); O Senhor sugeriu que Jó tem que responder-lhe (38:3; 40:7) e agora Jó solicita a oportunidade paraque Deus o ouça (v. 4); Conquanto depois do primeiro discurso Jó tenha decidido ficar calado, ele agora se adiantaexpressando arrependimento por ter questionado Deus (vs. 5-6). Ele desconhecia o fato de ter sido oprimido peloinimigo, imaginado que fosse por Deus. Jó 2:10. Assim pela experiência de Jó aprendemos uma preciosa revelação sobreo caráter e a atuação do maligno, e que como Deus nós mantem nos momentos difíceis e nós da à vitória.Satanás também opera por meio dos elementos a fim de enceleirar sua messe de almas desprevenidas.Estudou os segredos dos laboratórios da Natureza, e emprega todo o seu poder para dirigir os elementostanto quanto o permite Deus. Quando lhe foi permitido afligir a Jó, quão rapidamente rebanhos e gado,servos, casas, filhos, foram assolados, seguindo-se em um momento uma desgraça a outra! É Deus queprotege as Suas criaturas, guardando-as do poder do destruidor. Mas o mundo cristão mostrou desdém pela leide Jeová; e o Senhor fará exatamente o que declarou que faria: retirará Suas bênçãos da Terra, removendo Seucuidado protetor dos que se estão revelando contra a Sua lei, e ensinando e forçando outros a fazerem omesmo. Satanás exerce domínio sobre todos os que Deus não guarda especialmente. Ajudará e faráprosperar alguns, a fim de favorecer os seus próprios intuitos; trará calamidade sobre outros, e levará oshomens a crer que é Deus que os aflige. ramos@advir.com
  3. 3. Ao mesmo tempo em que aparece aos filhos dos homens como grande médico que pode curar todas asenfermidades, trará moléstias e desgraças até que cidades populosas se reduzam a ruína e desolação.Mesmo agora está ele em atividade. Nos acidentes e calamidades no mar e em terra, nos grandes incêndios,nos violentos furacões e terríveis saraivadas, nas tempestades, inundações, ciclones, ressacas eterremotos, em toda parte e sob milhares de formas, Satanás está exercendo seu poder. Destrói a searaque está a amadurar, e seguem-se fome, angústia. Comunica ao ar infecção mortal, e milhares perecempela pestilência. Estas visitações devem tornar-se mais e mais frequentes e desastrosas. A destruição serátanto sobre o homem como sobre os animais. “A Terra pranteia e se murcha”, “enfraquecem os mais altos dopovo. ... Na verdade a Terra está contaminada por causa dos seus moradores; porquanto transgridem as leis, mudam osestatutos, e quebram a aliança eterna.” Isaías 24:4, 5. O Grande Conflito, pág. 589-590.O poder e malignidade de Satanás e seu exército deveriam com razão alarmar-nos, não fosse o caso depodermos encontrar refúgio e livramento no superior poder de nosso Redentor. ... Os que seguem a Cristoestão sempre seguros sob Sua proteção. Anjos magníficos em poder são enviados do Céu para protegê-los.O maligno não pode romper a guarda que Deus pôs em redor de Seu povo. O Grande Conflito, pág. 517.Não podemos senão esperar novas perplexidades na luta que está para vir, mas podemos fixar a vista no passado, damesma maneira que no futuro, e dizer: "Até aqui nos ajudou o Senhor." I Sam. 7:12. "E a tua força será como os teusdias." Deut. 33:25. As provações não excederão às forças que nos serão dadas para as suportar .Empreendamos, pois, nossa tarefa onde quer que a encontremos, crendo que, seja o que for que sobrevier,ser-nos-á concedida a força proporcional à provação. Caminho a Cristo, pág. 125.Quarta - Governando uma criação danificada5. Como Deus age na criação a fim de manter Suas criaturas? O que isso nos diz sobre Seu interesse no mundocriado? Mt 5:45; Sl 65:9, 10para que vos torneis filhos do vosso Pai celeste, porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons e vir chuvassobre justos e injustos. (Mateus 5:45)Tu visitas a terra e a regas; tu a enriqueces copiosamente; os ribeiros de Deus são abundantes de água; preparas ocereal, porque para isso a dispões, regando-lhe os sulcos, aplanando-lhe as leivas. Tu a amoleces com chuviscos e lheabençoas a produção. (Salmos 65:9-10)Deus faz nascer o seu sol sobre maus e bons e vir chuvas sobre justos e injustos para prover de alimento a sua criação.Mat. 5:45.Fazendo chover, Deus mostra o seu cuidado pela terra e a torna boa e rica. Com as chuvas do céu enche de água os rios, eassim a terra produz alimentos, pois para isso ele a preparou. Rega com muitas chuvas as terras aradas, e elas ficamamolecidas pela água. Com as chuvas, amacias bem as terras, e por isso crescem as plantações. Como é grande acolheita que vem da tua bondade! Por onde passas, há fartura. Os pastos estão cobertos de rebanhos, e os montes seenchem de alegria. Os campos estão cobertos de carneiros, e os vales estão cheios de trigo. Tudo grita e canta de alegria.Sal. 65:9-13.O Senhor nos dá comida e bebida, para que sejam supridas as necessidades do corpo. Deu Ele à terra diferentespropriedades, adaptadas à produção de mantimento para Seus filhos. Dá Ele a luz do Sol e os aguaceiros, a chuvatemporã e a serôdia. Forma as nuvens e envia o orvalho. Tudo são dons Seus. Tem-nos concedido liberalmente as Suasbênçãos. …Deus concedeu ao homem terra para ser cultivada. Mas para que possa ser colhida a seara, tem de haver açãoharmônica entre os instrumentos divinos e os humanos. O arado e outros implementos de trabalho têm de ser usados notempo devido. A semente tem de ser lançada em sua estação própria. O homem não deve faltar em sua parte. Se édescuidado e negligente, sua infidelidade testifica contra ele. A colheita será proporcional à energia que ele despendeu.Assim se dá nas coisas espirituais. ... Tem de haver parceria, relação divina entre o Filho de Deus e o pecadorarrependido. Somos feitos filhos e filhas de Deus. "A todos quantos O receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhosde Deus." João 1:12. Cristo provê a misericórdia e a graça tão abundantemente dadas a todos os que nEle crêem.Cumpre Ele as condições das quais depende a salvação. Mas temos de fazer nossa parte, aceitando a bênção com fé.Deus realiza, e realiza o homem. A resistência à tentação tem de vir do homem, que tem de derivar de Deus o poder.Assim ele se torna um parceiro de Cristo. Signs of the Times, 27 de fevereiro de 1901.6. Que fenômeno semelhante é observado nos textos seguintes? Gn 8:1; Êx 10:13; Nm 11:31Lembrou-se Deus de Noé e de todos os animais selváticos e de todos os animais domésticos que com ele estavam na arca;Deus fez soprar um vento sobre a terra, e baixaram as águas.(Gên. 8:1)"Então Moisés estendeu a sua mão sobre o mar, e o Senhor fez retirar o mar por um forte vento oriental toda aquelanoite; e o mar tornou-se em seco, e as águas foram partidas. E os filhos de Israel entraram pelo meio do mar em seco: eas águas foram-lhes como muro à sua direita e à sua esquerda." Êxo. 14:21 e 22.Estendeu, pois, Moisés o seu bordão sobre a terra do Egito, e o SENHOR trouxe sobre a terra um vento oriental todo aqueledia e toda aquela noite; quando amanheceu, o vento oriental tinha trazido os gafanhotos. (Êxo. 10:13 RA)Então, soprou um vento do SENHOR, e trouxe codornizes do mar, e as espalhou pelo arraial quase caminho de umdia, ao seu redor, cerca de dois côvados sobre a terra. (Núm. 11:31) ramos@advir.com
  4. 4. Deus de forma sobrenatural, usou nestes textos o vento, como instrumento para a realização de sua vontade.Deus é o superintendente, assim como Criador, de todas as coisas. O Ser Divino empenha-Se em manter as coisas porEle criadas. A própria mão que sustenta as montanhas e as mantém em posição, guia os mundos em sua misteriosamarcha em volta do Sol.Dificilmente se encontra uma operação da natureza à qual a Palavra de Deus não faça referência. A Palavra declara queDeus "faz que o Seu Sol se levante", e que a chuva caia. Mat. 5:45. Ele "faz brotar nos montes a erva". Ele "dá a nevecomo lã, esparge a geada como cinza. ... Manda a Sua palavra, e os faz derreter; faz soprar o vento, e correm as águas".Sal. 147:8, 16-18. "Faz subir os vapores das extremidades da Terra; faz os relâmpagos para a chuva; tira os ventos dosseus tesouros." Sal. 135:7.Estas palavras da Santa Escritura nada dizem de leis da natureza independentes. Deus fornece a matéria eas propriedades com as quais executar Seus planos. Emprega Seus instrumentos para que a vegetação cresça.Manda o orvalho e a chuva e o sol, para que a relva germine e estenda sobre a terra seu tapete verde; para que osarbustos e as árvores frutíferas desabrochem os botões e produzam. Não se pode supor que seja posta em ação uma leipara que a semente opere por si mesma, e a folha apareça porque isso tenha que fazer por si mesma. Deus instituiu leis,mas estas são apenas servos pelos quais Ele efetua resultados. É pela imediata atuação de Deus que cada pequeninasemente irrompe através da terra e surge para a vida. Cada folha cresce, cada flor desabrocha, pelo poder de Deus.Mensagens Escolhidas, Vol. 1 p. 294.Quinta - Provedor para uma criação danificada“Observai as aves do céu: não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo, vosso Pai celeste as sustenta.Porventura, não valeis vós muito mais do que as aves?” (Mt 6:26).7. Que mensagem importante Jesus nos apresenta sobre o cuidado de Deus? Como devemos entendê-la, em face dasprovações e tragédias que afetam de modo tão significativo a vida das pessoas? Mt 6:25-34Por isso, vos digo: não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer ou beber; nem pelo vosso corpo, quantoao que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo, mais do que as vestes? Observai as aves do céu:não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo, vosso Pai celeste as sustenta. Porventura, não valeisvós muito mais do que as aves? Qual de vós, por ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado ao curso da sua vida? E porque andais ansiosos quanto ao vestuário? Considerai como crescem os lírios do campo: eles não trabalham, nem fiam.Eu, contudo, vos afirmo que nem Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles. Ora, se Deusveste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós outros, homens depequena fé? Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que comeremos? Que beberemos? Ou: Com que nos vestiremos? Porque osgentios é que procuram todas estas coisas; pois vosso Pai celeste sabe que necessitais de todas elas; buscai, pois, emprimeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas . Portanto, não vosinquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados; basta ao dia o seu próprio mal. (Mateus6:25-34)Cristo Ensina para que não nós preocupemos com a comida e com a bebida que precisamos para viver nem com a roupaque precisamos para se vestir. Diz Ele: Afinal, será que a vida não é mais importante do que a comida? E será que o corponão é mais importante do que as roupas? Vejam os passarinhos que voam pelo céu: eles não semeiam, não colhem, nemguardam comida em depósitos. No entanto, o Pai de vocês, que está no céu, dá de comer a eles. Será que vocês nãovalem muito mais do que os passarinhos? Portanto, não fiquem preocupados, perguntando: “Onde é que vamos arranjarcomida? ” ou “Onde é que vamos arranjar bebida? ” ou “Onde é que vamos arranjar roupas? ” Pois os pagãos é que estãosempre procurando essas coisas. O Pai de vocês, que está no céu, sabe que vocês precisam de tudo isso. Portanto,ponham em primeiro lugar na sua vida o Reino de Deus e aquilo que Deus quer, e ele lhes dará todas essas coisas. Porisso, não fiquem preocupados com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã trará as suas próprias preocupações. Para cadadia bastam as suas próprias dificuldades. Mateus 6:25-34.Cristo ensinou a Seus discípulos que a medida da atenção divina concedida a qualquer das obras de Deus éproporcional à posição que esse objeto ocupa na escala da criação. O pequeno pardal, aparentemente o maisinferior dos pássaros, é vigiado pela Providência. Nenhum cai ao solo sem ser notado por nosso Pai celestial. As flores docampo, a grama que reveste a terra com verdor - todos compartilham da atenção e cuidado de nosso Pai celestial."Observai as aves do céu", disse Cristo: "não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo, vosso Pai celesteas sustenta. Porventura, não valeis vós muito mais do que as aves? Qual de vós, por ansioso que esteja, podeacrescentar um côvado ao curso da sua vida? E por que andais ansiosos quanto ao vestuário? Considerai como crescemos lírios do campo: eles não trabalham, nem fiam. Eu, contudo, vos afirmo que nem Salomão, em toda a sua glória, sevestiu como qualquer deles." Mat. 6:26-29.Se os lírios do campo são objetos aos quais o grande Artista Mestre tem dedicado atenção, fazendo-os tão belos quesuperam a glória de Salomão, o maior rei que já portou um cetro; se a erva do campo forma um belo tapete sobre aterra, podemos formar qualquer ideia do cuidado que Deus tem pelo homem que foi moldado à Sua imagem?Deus deu ao homem intelecto a fim de que ele possa compreender coisas maiores do que esses belos objetos nanatureza. Ele transporta o instrumento humano a um mais elevado compartimento da verdade, elevando a mente paramais alto, e ainda mais alto, e abrindo-lhe a mente divina. E no livro da providência divina, o volume da vida, cadaum tem uma página. Essa página contém cada detalhe de sua história. Até os cabelos de sua cabeça sãocontados. Os filhos de Deus nunca estão ausentes de Sua mente.E embora o pecado tenha existido por séculos, buscando contrariar a misericordiosa corrente de amor que flui de Deuspara a raça humana, ainda o amor e cuidado que Deus concede aos seres que criou à Sua própria imagem não deixou deaumentar em riqueza e abundância. "Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o Seu Filho unigênito, para que todo ramos@advir.com
  5. 5. o que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna." João 3:16. Ele coroou Sua benevolência com o inestimável dom deJesus. … Por assim lançar todo o tesouro do Céu neste mundo, por dar-nos em Cristo todo o próprio Céu, Deus adquiriu aafeição e habilidade humanas. Carta 4, 1896.Cristo dirige aí a mente à contemplação dos campos abertos da Natureza, e Seu poder toca os olhos e os sentidos paraque discirnam as maravilhosas obras do poder divino. Primeiro Ele chama a atenção para a Natureza, e, então,por meio desta para o Deus da Natureza, que sustém os mundos pelo Seu poder. Ele aponta para o botão quese abre. ... Cuida de pequenos pássaros. Nenhum pardal cai no chão sem que isso seja notado por vosso Pai celestial. …Cristo representa a atenção divina dispensada a [vários elementos de] Sua criação que parecem tão insignificantes, e aosobjetos da Natureza que Suas próprias mãos criaram. Toda árvore altaneira, todo arbusto, toda flor vicejante, olírio do campo e a Terra revestida de sua roupagem verde são mantidos em ordem e ocupam o tempo e aoportunidade para dar testemunho de que Deus ama o homem. Manuscrito 73, 1893.Sexta - Estudo adicional Conclusão: Em “Jesus, provedor e mantenedor” aprendi que …Domingo - O Senhor Jesus sustenta todas a criação pelo poder de Sua palavra, Nele, tudo subsiste. Ele é Criador e OMantenedor do Universo. Gn 1:1-3; Sl 33:6; João 1:1-3; Ef 3:8-9; Cl 1:15-17; Hb 1:1-3. Veja o Paralelo com “No princípio”e o “Verbo” de Gên. 1:1; Jo. 1-3 e I jo. 1:1-4; A “palavra” que tudo criou do nada (Bara) era cristo.“O apóstolo Paulo, escrevendo pelo Espírito Santo, declarou acerca de Cristo: ‘Tudo foi criado por Ele e para Ele. E Ele éantes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por Ele’ (Cl 1:16, 17, RC). A mão que sustém os mundos no espaço,a mão que conserva em seu ordenado arranjo e incansável atividade todas as coisas através do Universo de Deus, é aque na cruz foi pregada por nós”. Educação, p. 132.Em Jesus são todas as coisas, e nós também, por ele, nos criou e mantém a nossa vida; nEle vivemos, nos movemos eexistimos, somos sua geração. Cl 1:15-17; Hb 1:1-3; 1 Jo. 3:1-3. “Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens” Jo.1:4.Segunda - Deus o Generoso Provedor criou um jardim e colocou aos cuidados de Adão e Eva, promoveu a alimentaçãoe a vida, “fez o SENHOR Deus brotar toda sorte de árvores agradáveis à vista e boas para alimento; e também a árvoreda vida” e “no meio do jardim e a árvore do conhecimento do bem e do mal”. Gên. 2:8-9, está árvore era importante paraque o homem tivesse o direito de escolha, também chamado livre-arbítrio, caso contrário não seria um ser como “disseDeus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança”. Gên. 1:26.Terça - Mal natural: No Cap. 42 Jó compreende a mensagem do Senhor (vs. 1-3); Ele confessa a onipotência de Deus (v.2); Ele também percebe que falou em áreas em que ele não tinha conhecimento ou entendimento das obras de Deus (v.3); Jó se arrepende (vs. 4-6); O Senhor sugeriu que Jó tem que responder-lhe (38:3; 40:7) e agora Jó solicita aoportunidade para que Deus o ouça (v. 4); Conquanto depois do primeiro discurso Jó tenha decidido ficar calado, eleagora se adianta expressando arrependimento por ter questionado Deus (vs. 5-6). Ele desconhecia o fato de ter sidooprimido pelo inimigo, imaginado que fosse Deus. Jó 2:10.O poder e malignidade de Satanás e seu exército deveriam com razão alarmar-nos, não fosse o caso de podermosencontrar refúgio e livramento no superior poder de nosso Redentor. ... Os que seguem a Cristo estão sempre segurossob Sua proteção. Anjos magníficos em poder são enviados do Céu para protegê-los. O maligno não pode romper aguarda que Deus pôs em redor de Seu povo. O Grande Conflito, pág. 517.Quarta - Deus faz nascer o seu sol sobre maus e bons e vir chuvas sobre justos e injustos para prover de alimento a suacriação. Mat. 5:45. Mesmo após o pecado Deus não nós abandonou, continua Governando uma criação danificada.Fazendo chover, Deus mostra o seu cuidado pela terra e a torna boa e rica. Com as chuvas do céu enche de água os rios,e assim a terra produz alimentos, pois para isso ele a preparou. Rega com muitas chuvas as terras aradas, e elas ficamamolecidas pela água. Com as chuvas, amacias bem as terras, e por isso crescem as plantações. Como é grande acolheita que vem da tua bondade! Por onde passas, há fartura. Os pastos estão cobertos de rebanhos, e os montes seenchem de alegria. Os campos estão cobertos de carneiros, e os vales estão cheios de trigo. Tudo grita e canta dealegria. Sal. 65:9-13.O Senhor nos dá comida e bebida, para que sejam supridas as necessidades do corpo. Deu Ele à terra diferentespropriedades, adaptadas à produção de mantimento para Seus filhos. Dá Ele a luz do Sol e os aguaceiros, a chuvatemporã e a serôdia. Forma as nuvens e envia o orvalho. Tudo são dons Seus. Tem-nos concedido liberalmente as Suasbênçãos. Signs of the Times, 27 de fevereiro de 1901.Deus de forma sobrenatural, usou nestes textos (Gên. 8:1; Êxo. 10:13; 14:21, 22; Núm. 11:31) o vento, como instrumentopara a realização de sua vontade.Quinta - Cristo Ensina para que não nós preocupemos com a comida e com a bebida que precisamos para viver, nemcom a roupa que precisamos para se vestir, pois o pai é Provedor para uma criação danificada. Portanto, nãodevemos ficar preocupados, perguntando: “Como vamos conseguir comida?” ou “Onde vamos conseguir o que beber?”ou “Como vamos nós vestir?” Pois os pagãos é que estão sempre procurando essas coisas. O Pai, que está no céu, sabeque precisamos de tudo isso. Portanto, o dever e colocar em primeiro lugar em nossa vida o Reino de Deus e aquilo queDeus quer, e ele dará todas essas coisas. Por isso, não fiquemos preocupados com o dia de amanhã, pois o dia deamanhã trará as suas próprias preocupações. Para cada dia bastam as suas próprias dificuldades. Mateus 6:25-34. ramos@advir.com

×