O aperfeiçoamento da fé_242014_GGR

215 visualizações

Publicada em

O Objetivo deste material e colocar os textos bíblicos diretos em negrito e sublinhado, somados aos escritos de Ellen White que trazem mais luz sobre o assunto, para facilitar o entendimento, e capacitar a responder as questões da lição com maior amplitude.

“Sempre darei a fonte, para que o conteúdo não seja anônimo, e todos tenham a oportunidade de achar, pesquisar e questionar”.

Que... “Deus tenha misericórdia de nós e nos abençoe; e faça resplandecer o seu rosto sobre nós. Para que se conheça na terra o teu caminho, e em todas as nações a tua salvação”. Sal. 67:1-2.

Bom Estudo!

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
215
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O aperfeiçoamento da fé_242014_GGR

  1. 1. Lições Adultos Carta de Tiago Lição 2 - O aperfeiçoamento da fé 4 a 11 de outubro Sábado - “Olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus.” Hb 12:2, ARA À medida que alguém se familiariza com a história do Redentor, descobre em si mesmo sérios defeitos... Ele toma as expressões, o espírito de seu amado Senhor. Contemplando, "olhando para Jesus, autor e consumador da fé" (Heb. 12:2), transforma-se segundo a mesma imagem. Não é olhando em direção diversa da figura de Jesus que Lhe imitamos a vida, porém falando nEle, detendo-nos em Sua perfeição, procurando refinar o gosto e elevar o caráter, tentando, pela fé e o amor, e por sincero e perseverante esforço, aproximar-nos do Modelo perfeito. Tendo conhecimento de Cristo - Suas palavras, Seus hábitos e Suas lições de instrução - como que tomamos emprestadas as virtudes do caráter que tão detidamente temos estudado, e ficamos imbuídos do espírito que tanto temos admirado. Jesus se nos torna "o primeiro entre dez mil", aquele que é "totalmente desejável". Cant. 5:16. Review and Herald, 15 de março de 1887. Domingo - A fé persevera Ano Bíblico: Mt 1–4 1. Qual é a atitude de Tiago e Pedro em relação às provações? Como devemos nos relacionar com esse preceito bíblico? Tg 1:2, 3; 1Pe 1:6, 7; 4:12, 13 2 Meus irmãos, tende grande gozo quando cairdes em várias tentações; 3 Sabendo que a prova da vossa fé opera a paciência. Tg 1:2-3, ACF 6 em que vós grandemente vos alegrais, ainda que agora importa, sendo necessário, que estejais por um pouco contristados com várias tentações, 7 para que a prova da vossa fé, muito mais preciosa do que o ouro que perece e é provado pelo fogo, se ache em louvor, e honra, e glória na revelação de Jesus Cristo; 1Pe 1:6-7, JFA-RC 12 Amados, não vos assusteis com a provação que surge entre vós, como fogo ardente, com o objetivo de provar a vossa fé. Não entendais isso como se algo estranho vos estivesse acontecendo. 13 Contudo, alegrai-vos por serdes participantes dos sofrimentos de Cristo, para que também vos alegreis e exulteis na revelação da sua glória. 1Pe 4:12-13, KJA O texto não quer dizer que devemos ter grande alegria quando caímos diante da tentação, mas quando caimos em tentações. [Isto é, quando nos sobrevêm tentações, sem que nelas caiamos.] Não é necessário cairmos na tentação, pois a tentação nos sobrevém para provar nossa fé. E a prova da fé produz a paciência, não irritação e murmurações. Se pusermos em Jesus nossa confiança, Ele nos guardará em todos os tempos, e será nossa força e escudo. Devemos aprender valiosas lições de nossas provas. Diz Paulo: "Também nos gloriamos nas tribulações, sabendo que a tribulação produz a paciência; e a paciência, a experiência; e a experiência, a esperança. E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nosso coração pelo Espírito Santo que nos foi dado." Rom. 5:3-5. Pensam muitos que é impossível não cair quando tentados, visto não terem poder para vencer; e pecam contra Deus com os lábios, incutindo desânimo e dúvidas, em vez de fé e coragem. Cristo foi tentado em tudo, como nós o somos, mas sem pecado. Disse Ele: "Se aproxima o príncipe deste mundo e nada tem em Mim." João 14:30. Que quer dizer isto? - Quer dizer que o príncipe do mal não encontrava em Cristo terreno para suas tentações; e assim se pode dar conosco também. … Quando incutimos desânimo e tristeza, Satanás escuta com perversa alegria, pois apraz-lhe saber que vos prendeu em seu cativeiro. Satanás não pode ler nossos pensamentos, mas pode ver nossos atos, ouvir nossas palavras; e, em virtude de seu longo conhecimento da família humana, pode elaborar suas tentações de modo a se prevalecerem de nossos pontos fracos de caráter. E quantas vezes deixamos que ele penetre o segredo de como pode alcançar a vitória sobre nós! rraammooss@@aaddvviirr..ccoomm
  2. 2. Temos de aprender a chegar a Deus em toda e qualquer emergência, como uma criança se chega a seus pais. ... Não vades a outros com vossas provas e tentações; Deus, unicamente, pode ajudar-vos. Se cumprirdes as condições das promessas de Deus, estas se vos cumprirão. ... Tereis para vossa vida uma âncora firme e segura. Review and Herald, 19 de maio de 1891. Para termos forças, precisamos de exercício. Para possuir fé robusta, importa que sejamos colocados em circunstâncias em que nossa fé seja exercitada. ... Através de muita tribulação é que havemos de entrar no reino de Deus. Nosso Salvador foi provado por todos os modos possíveis, e todavia triunfou continuamente em Deus. É nosso privilégio, na força do Senhor, ser fortes em todas as circunstâncias, e gloriar-nos na cruz de Cristo. Testemunhos Seletos, vol. 1, pág. 480. Os seguidores de Cristo pouco sabem das tramas que Satanás e suas hostes contra eles estão formando. Aquele, porém, que Se assenta nos Céus, encaminhará todos esses estratagemas para o cumprimento de Seus profundos desígnios. O Senhor permite que Seu povo seja submetido à atroz prova da tentação, não porque tenha prazer em sua aflição e angústia, mas porque tal operação é indispensável à sua vitória final. O Grande Conflito, pág. 528. A perfeição do caráter cristão só pode ser obtida mediante esforços, conflitos, abnegação. … Conservemos em mente quão inestimavelmente preciosos são os dons de Deus - as graças de Seu Espírito - e não recuaremos do difícil processo, por mais penoso ou humilhante que nos seja. Carta 9, 1873. Quem amar ao Redentor, alegrar-se-á em todas as ocasiões, de participar das Suas humilhações e insultos. O amor de Jesus torna doces os sofrimentos. O Maior Discurso de Cristo, pág. 30. Segunda - Perfeição Ano Bíblico: Mt 5–7 2. Que atitude os cristãos devem ter em relação à “perfeição”? Ef 4:13; Fp 3:12-15 13 Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo; Ef 4:13, ACF 12 Não que eu já tenha obtido tudo isso ou tenha sido aperfeiçoado, mas prossigo para alcançá-lo, pois para isso também fui alcançado por Cristo Jesus. 13 Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante, 14 prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus. 15 Todos nós que alcançamos a maturidade devemos ver as coisas dessa forma, e se em algum aspecto vocês pensam de modo diferente, isso também Deus lhes esclarecerá. Fp 3:12-15, NVI À medida que avançardes na vida cristã, estareis crescendo constantemente para a medida da estatura completa de Cristo. Estareis demonstrando em vossa experiência, qual é o comprimento e a largura, a profundidade e altura do amor de Deus, que excede a todo entendimento. Sentireis vossa indignidade. Não vos sentireis dispostos a pretender perfeição de caráter, mas unicamente a exaltar a perfeição de vosso Redentor. Quanto mais completa e rica for a vossa experiência no conhecimento de Jesus, tanto mais humilde será a ideia que fareis do próprio eu. … Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a vós mesmos, eis a verdadeira santificação. A conversão bíblica conduzirá a constante e permanente atividade, a qual será isenta de todo egoísmo, toda exaltação própria, e toda vaidosa pretensão de santidade. Se estais verdadeiramente convertidos a Deus, exercereis forte e eficaz influência em favor da verdade. O inteligente conhecimento do que significa ser cristão, tornar-vos-á uma bênção onde quer que fordes. Seja que tenhais um, dois, ou cinco talentos, todos serão consagrados ao serviço dAquele que vo-los confiou, para que não recebais a graça de Deus em vão. … Não é intenção de Deus que vossa luz brilhe de maneira que vossas boas obras vos tragam a vós os louvores dos homens; mas que o Autor de todo bem seja glorificado e exaltado. Em Sua vida, Jesus deu um exemplo de caráter aos homens. Quão pouco poder teve o mundo sobre Ele para moldá-Lo segundo suas normas! Toda a sua influência era rejeitada. Review and Herald, 16 de outubro de 1888. Não podeis deter-vos; ou avançais, ou retrocedeis. ... Onde há saúde espiritual, há crescimento. O filho de Deus cresce até à plena estatura de homem ou mulher em Cristo. Não há limites a seu desenvolvimento. Testimonies, vol. 5, págs. 264 e 265. rraammooss@@aaddvviirr..ccoomm
  3. 3. Terça - Pedir com fé Ano Bíblico: Mt 8–10 3. Qual é a diferença entre sabedoria e conhecimento? Que conexão Tiago faz entre sabedoria e fé? Tg 1:5- 6 5 Se algum de vocês tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá livremente, de boa vontade; e lhe será concedida. 6 Peça-a, porém, com fé, sem duvidar, pois aquele que duvida é semelhante à onda do mar, levada e agitada pelo vento. Tg 1:5-6, NVI 13 Existe entre vocês alguém que seja sábio e inteligente? Pois então que prove isso pelo seu bom comportamento e pelas suas ações, praticadas com humildade e sabedoria. 14 Mas, se no coração de vocês existe inveja, amargura e egoísmo, então não mintam contra a verdade, gabando-se de serem sábios. 15 "Essa espécie de sabedoria não vem do céu; ela é deste mundo, é da nossa natureza humana e é diabólica." 16 Pois, onde há inveja e egoísmo, há também confusão e todo tipo de coisas más. 17 "A sabedoria que vem do céu é antes de tudo pura; e é também pacífica, bondosa e amigável. Ela é cheia de misericórdia, produz uma colheita de boas ações, não trata os outros pela sua aparência e é livre de fingimento." 18 Pois a bondade é a colheita produzida pelas sementes que foram plantadas pelos que trabalham em favor da paz. Tg 3:13-18, NTLH "Se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada." Tia. 1:5. Essa promessa é de maior valia do que ouro e prata. Se com o coração humilde buscardes a direção divina em qualquer dificuldade ou embaraço que tiverdes, Sua palavra vos será garantida de que vos será dada resposta misericordiosa. E Sua palavra não pode falhar. Testemunhos Seletos, vol. 2, págs. 136 e 137. Os mandamentos de Deus e o testemunho de Jesus, eis a mensagem que temos de apresentar ao mundo. A Palavra de Deus não é unilateral, é verdade para ser praticada. É luz que se estende a todos os lados como os raios do Sol. É luz para alumiar a todo homem que ler e entender e praticar seus ensinos. "Se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada." Tia. 1:5. Carta 103, 1894. 4. Costumamos pensar em sabedoria como algo que sabemos. Qual é o outro aspecto da verdadeira sabedoria? Tg 1:19-21; 2:15, 16; 3:13 19 Meus amados irmãos, tenham isto em mente: Sejam todos prontos para ouvir, tardios para falar e tardios para irar-se, 20 pois a ira do homem não produz a justiça de Deus. 21 Portanto, livrem-se de toda impureza moral e da maldade que prevalece, e aceitem humildemente a palavra implantada em vocês, a qual é poderosa para salvá-los. Tg 1:19-21, NVI 15 Se um irmão ou irmã estiver necessitando de roupas e do alimento de cada dia 16 e um de vocês lhe disser: "Vá em paz, aqueça-se e alimente-se até satisfazer-se", sem porém lhe dar nada, de que adianta isso? Tg 2:15-16, NVI 13 Se vocês forem sábios, vivam uma vida de constante bondade, para que dela emanem somente as boas ações. E se vocês não fizerem alarde a respeito delas, então serão verdadeiramente sábios! Tg 3:13, VIVA ❉ A verdadeira interpretação do evangelho Somente pela manifestação de interesse altruísta pelos que estão em necessidade é que podemos dar uma demonstração prática das verdades do evangelho. "Se o irmão ou a irmã estiverem nus e tiverem falta de mantimento cotidiano, e algum de vós lhes disser: Ide em paz, aquentai-vos e fartai-vos; e lhes não derdes as coisas necessárias para o corpo, que proveito virá daí? Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma." Tia. 2:15-17. "Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; porém o maior destes é o amor." I Cor. 13:13. Na pregação do evangelho está incluído muito mais que meramente fazer sermões. Deve esclarecer-se o ignorante, erguer-se o desanimado, os enfermos devem ser curados. A voz humana deve desempenhar sua parte na obra de Deus. Palavras de bondade, simpatia e amor devem dar testemunho da verdade. Ferventes e sinceras orações devem trazer para perto os anjos. … O Senhor vos dará sucesso nesta rraammooss@@aaddvviirr..ccoomm
  4. 4. obra. ... Ela está entretecida com a vida prática quando é vivida e praticada. A união de obra cristã para o corpo e obra cristã para a alma é a verdadeira interpretação do evangelho. Review and Herald, 4 de março de 1902. Quarta - O outro lado da fé Ano Bíblico: Mt 11–13 5. Leia Tiago 1:6-8. O que ele está nos dizendo nesse texto? 6 Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; porque o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento, e lançada de uma para outra parte. 7 Não pense tal homem que receberá do Senhor alguma coisa. 8 O homem de coração dobre é inconstante em todos os seus caminhos. Tg 1:6-8, ACF Deus responde por toda promessa e não podemos desonrá-Lo mais do que duvidando e vacilando, pedindo e não crendo, e dando então expressão à dúvida. Se não recebeis imediatamente o que pedis, haveis de prosseguir em obstinação e descrença? Crede; crede que Deus fará exatamente o que Ele prometeu. Continuai elevando as vossas orações, e vigiai, trabalhai e esperai. Combatei o bom combate da fé. Dizei a vosso coração: "Deus me convidou a ir a Ele. Ouviu minha oração. Empenhou Sua palavra prometendo receber-me, e cumprirá Sua promessa. Posso confiar em Deus; porque de tal maneira me amou que deu o Seu Filho unigênito para morrer por mim. O Filho de Deus é o meu Redentor." "Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á." Mat. 7:7. "Se, vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos Céus, dará bens aos que Lhe pedirem?" Mat. 7:11. Fundamentos da Educação Cristã, 299-300. 6. Leia Lucas 17:5, 6. O que Jesus está nos dizendo sobre fé? 5 Disseram então os apóstolos ao Senhor: Acrescenta-nos a fé. 6 E disse o Senhor: Se tivésseis fé como um grão de mostarda, diríeis a esta amoreira: Desarraiga-te daqui, e planta-te no mar; e ela vos obedeceria. Lc 17:5-6, ACF "Se tiverdes fé como um grão de mostarda", disse Jesus, "direis a este monte: Passa daqui para acolá - e há de passar." Mat. 17:20. Se bem que o grão de mostarda seja tão pequeno, encerra aquele mesmo misterioso princípio vital que produz o crescimento na mais altaneira árvore. Ao lançar-se na terra a semente da mostarda, o minúsculo germe aproveita todo elemento provido por Deus para sua nutrição e desenvolve-se rapidamente, num crescimento vigoroso. Se tendes fé como essa, haveis de lançar mão da Palavra de Deus e de todos os meios eficazes por Ele designados. Assim se robustecerá a vossa fé, trazendo em vosso auxílio o poder do Céu. Os obstáculos amontoados por Satanás através de vosso caminho, conquanto pareçam intransponíveis como as montanhas eternas, desaparecerão em face da exigência da fé. "Nada vos será impossível." Mat. 17:20. O Desejado de todas as Nações, 431. Quinta - O rico e o pobre Ano Bíblico: Mt 14–16 7. Faça as seguintes comparações: Tiago 1:9-11 com Lucas 8:14; Tiago 1:27 com Mateus 25:37-40; Tiago 2:15, 16 com Lucas 10:29-37; e Tiago 5:1-4 com Lucas 12:16-21. Qual é a mensagem comum nesses textos? Que advertências e exortações encontramos neles? 9 Mas glorie-se o irmão abatido na sua exaltação, 10 E o rico em seu abatimento; porque ele passará como a flor da erva. 11 Porque sai o sol com ardor, e a erva seca, e a sua flor cai, e a formosa aparência do seu aspecto perece; assim se murchará também o rico em seus caminhos. Tg 1:9-11, ACF 14 E a que caiu entre espinhos, esses são os que ouviram e, indo por diante, são sufocados com os cuidados e riquezas e deleites da vida, e não dão fruto com perfeição; Lc 8:14, ACF 27 A religião pura e imaculada para com Deus, o Pai, é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção do mundo. Tg 1:27, ACF 37 Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber? 38 E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos? 39 E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te? 40 E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes. Mt 25:37-40, ACF rraammooss@@aaddvviirr..ccoomm
  5. 5. 15 E, se o irmão ou a irmã estiverem nus, e tiverem falta de mantimento quotidiano, 16 E algum de vós lhes disser: Ide em paz, aquentai-vos, e fartai-vos; e não lhes derdes as coisas necessárias para o corpo, que proveito virá daí? Tg 2:15-16, ACF 29 Ele, porém, querendo justificar-se a si mesmo, disse a Jesus: E quem é o meu próximo? 30 E, respondendo Jesus, disse: Descia um homem de Jerusalém para Jericó, e caiu nas mãos dos salteadores, os quais o despojaram, e espancando-o, se retiraram, deixando-o meio morto. 31 E, ocasionalmente descia pelo mesmo caminho certo sacerdote; e, vendo-o, passou de largo. 32 E de igual modo também um levita, chegando àquele lugar, e, vendo-o, passou de largo. 33 Mas um samaritano, que ia de viagem, chegou ao pé dele e, vendo-o, moveu-se de íntima compaixão; 34 E, aproximando-se, atou-lhe as feridas, deitando-lhes azeite e vinho; e, pondo-o sobre a sua cavalgadura, levou-o para uma estalagem, e cuidou dele; 35 E, partindo no outro dia, tirou dois dinheiros, e deu-os ao hospedeiro, e disse-lhe: Cuida dele; e tudo o que de mais gastares eu to pagarei quando voltar. 36 Qual, pois, destes três te parece que foi o próximo daquele que caiu nas mãos dos salteadores? 37 E ele disse: O que usou de misericórdia para com ele. Disse, pois, Jesus: Vai, e faze da mesma maneira. Lc 10:29-37, ACF 1 Eia, pois, agora vós, ricos, chorai e pranteai, por vossas misérias, que sobre vós hão de vir. 2 As vossas riquezas estão apodrecidas, e as vossas vestes estão comidas de traça. 3 O vosso ouro e a vossa prata se enferrujaram; e a sua ferrugem dará testemunho contra vós, e comerá como fogo a vossa carne. Entesourastes para os últimos dias. 4 Eis que o jornal dos trabalhadores que ceifaram as vossas terras, e que por vós foi diminuído, clama; e os clamores dos que ceifaram entraram nos ouvidos do Senhor dos exércitos. Tg 5:1-4, ACF 16 E propôs-lhe uma parábola, dizendo: A herdade de um homem rico tinha produzido com abundância; 17 E ele arrazoava consigo mesmo, dizendo: Que farei? Não tenho onde recolher os meus frutos. 18 E disse: Farei isto: Derrubarei os meus celeiros, e edificarei outros maiores, e ali recolherei todas as minhas novidades e os meus bens; 19 E direi a minha alma: Alma, tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe e folga. 20 Mas Deus lhe disse: Louco! esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será? 21 Assim é aquele que para si ajunta tesouros, e não é rico para com Deus. Lc 12:16-21, ACF ❉ Tiago 1:9-11 com Lucas 8:14; A riqueza para muitos pode representar um laço, devemos empregar nossos meios e talentos para glorificar a Deus e ajudar nosso próximo, do contrário será inevitável sermos sufocados com os cuidados, riquezas e deleites desta vida, e não daremos os frutos esperados. ❉ Tiago 1:27 com Mateus 25:37-40; É importante tomar cuidado com as corrupções deste mundo, para vivermos a verdadeira religião e beneficiar os necessitados em suas tribulações, do qual o próprio Senhor se identifica tão intimamente como sendo ele mesmo. ❉ Tiago 2:15, 16 com Lucas 10:29-37; As boas obras, como resultado da comunhão divina, será natural, espontânea, professar a religião de Cristo sem a piedade prática para o necessitado que está sobre nosso alcance, é no mínimo representa-lo muito mal diante dos homens, por isso devemos nós avaliar diariamente e seguir o exemplo de Jesus. ❉ Tiago 5:1-4 com Lucas 12:16-21; Os recursos, quando mal empregados, serão o testemunho contra o próprio administrador infiel, juntar tesouros para desenvolver o egoísmo Deus chama de loucura, porque não traz alivio ao necessitado e leva a própria pessoa a perdição eterna. A extensão e a felicidade da vida não consiste na quantidade de bens terrestres. Esse rico insensato, em seu supremo egoísmo, depositara para si tesouros que não podia usar. Vivera só para si. Aproveitara-se de outros nos negócios, fizera contratos astutos, e não exercera misericórdia ou o amor de Deus. Roubara o órfão e a viúva, e defraudara seus semelhantes a fim de ajuntar a seu crescente depósito de bens terrenos. Ele poderia ter depositado seu tesouro no Céu, em sacos que não envelhecem; mas devido a sua cobiça perdeu ambos os mundos. Aqueles que, humildemente, usam para glória de Deus os meios que lhes são confiados, receberão afinal seu tesouro da mão do Mestre, com a bênção: "Bem está bom e fiel servo; ... entra no gozo do teu Senhor." Mat. 25:23. Testemunhos seletos, v. 1. p. 382. “Enquanto houver famintos no mundo de Deus para serem alimentados, nus a ser vestidos, pessoas perecendo pelo pão e água da salvação, toda indulgência desnecessária, todo capital acumulado, clamam em favor dos pobres e nus.” Beneficência Social, p. 269. rraammooss@@aaddvviirr..ccoomm

×