Lição 2 - Amor e julgamento: o dilema de Deus (Oseias)                                                       6 a 13 de abr...
(Deut. 28 e 30). Pois já é tempo de vocês se voltarem para mim, o SENHOR, e eu farei chover sobre vocês a chuva dasalvação...
"Eu repreendo e castigo a todos quantos amo" Apoc. 3:19 (com mensagens de reprovação e advertência).Essas reprovações, eu ...
As promessas são condicionais, sempre tendo a obediência ao Senhor como a confirmação para sua realização em nossavida. (D...
a desastrosa perspectiva de seu mau caminho, as dez tribos deviam logo andar como vagabundas "entre as nações".Osé. 9:17. ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Amor e julgamento: o dilema de Deus_Resumo_Liç_222013

398 visualizações

Publicada em

O Objetivo do resumo da lição não é substituí-la, pelo contrário e dar mais amplitude ao estudo do tema.

A ideia e colocar os textos bíblicos diretos que respondam as questões da lição, somados aos escritos de Ellen White que dão luz sobre o assunto, eu procuro comentar o mínimo possível, só detalhes referentes as questões e algumas definições todas neste tom de azul, pois se os textos forem realmente claros, que é intenção, não há necessidade de ficar comentando, e a aplicação, como e mais extensa, procuro fazer na nossa classe.

“Sempre darei a fonte, para que o conteúdo não seja anônimo, e todos tenham a oportunidade de achar, pesquisar e questionar”.

Que... Deus tenha misericórdia de nós e nos abençoe; e faça resplandecer o seu rosto sobre nós. Para que se conheça na terra o teu caminho, e em todas as nações a tua salvação. Sal. 67:1-2.

Bom Estudo!

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
398
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Amor e julgamento: o dilema de Deus_Resumo_Liç_222013

  1. 1. Lição 2 - Amor e julgamento: o dilema de Deus (Oseias) 6 a 13 de abril“Converte-te a teu Deus, guarda o amor e o juízo e no teu Deus espera sempre” (Os 12:6).O primeiro afastamento das formas estabelecidas de adoração levara-os à introdução das mais grosseiras formas deidolatria, até que finalmente quase todos os habitantes da terra haviam-se entregue a sedutoras práticas de culto ànatureza. Esquecendo o seu Criador, os filhos de Israel "mui profundamente se corromperam". Osé. 9:9.Os profetas continuaram a protestar contra esses males, e a reclamar a prática do bem. "Semeai para vós emjustiça, ceifai segundo a misericórdia", apelava Oséias, "lavrai o campo da lavoura; porque é tempo de buscar aoSenhor, até que venha e chova a justiça sobre vós". Osé. 10:12. "Tu, pois, converte-te a teu Deus; guarda a beneficênciae o juízo, e em teu Deus espera sempre." Osé. 12:6. "Converte-te, ó Israel, ao Senhor teu Deus; porque pelos teuspecados tens caído. ... Dizei-Lhe: Expulsa toda a iniqüidade, e recebe o bem". Osé. 14:1 e 2. Profetas e Reis, 282-283.Objetivo: Pesquisar como o livro de Oseias revela o amor e fidelidade paternal de Deus por Israel, Seu filhodesobediente.Domingo - Enganado e insensato“Efraim é como uma pomba facilmente enganada e sem entendimento; ora apela para o Egito, ora volta-se paraa Assíria. Quando se forem, atirarei sobre eles a Minha rede; Eu os farei descer como as aves dos céus. Quandoos ouvir em sua reunião, Eu os apanharei” (Os 7:11, 12, NVI).1. Leia o contexto desses versos. Que advertência há neles? Que princípio podemos tirar desses versos para nossa vida?Efraim foi o nome dado as dez tribos de Israel, após sua divisão (I Reis 11:31-39; 14:21), também chamada o Reino doNorte (Ruben, Issacar, Zebulom, Dã, Nafitali, Gade, Aser, Efraim, Manasses, Simeão), Efraim é simbolizado como sendouma pomba sem entendimento, que não reconhece o perigo, e que é atraído pelas migalhas colocadas pelo seu caçador.Osé. 7:11, 12. Depositar sua confiança no Egito e na Assíria era loucura; na realidade do iminente perigo, seria suacompleta destruição; igualmente cometemos loucura quando confiamos em nossas próprias capacidades e condições ouem pessoas e circunstâncias, colocando em risco nossa salvação, em lugar de confiar no Deus altíssimo. Confiar em um éautomaticamente negar, e se rebelar contra o outro. (Jos. 24:15; 1Rs 18:21; 2Cr 15:12).De Efraim o profeta declarou: "Estrangeiros lhe comeram a força, e ele não o sabe; também as cãs seespalharam sobre ele, e não o sabe". Osé. 7:9. "Israel rejeitou o bem". Osé. 8:3. "Quebrantado no juízo" (Osé. 5:11),incapazes de discernir a desastrosa perspectiva de seu mau caminho, as dez tribos deviam logo andar comovagabundas "entre as nações". Osé. 9:17.Alguns dos líderes em Israel sentiam agudamente sua perda de prestígio, e desejavam poder reconquistá-lo. Mas emvez de abandonar aquelas práticas que haviam levado o enfraquecimento ao reino, continuaram eminiquidade, lisonjeando-se com o pensamento de que quando surgisse a ocasião, poderiam alcançar o poderpolítico desejado, aliando-se com os pagãos. "Quando Efraim viu a sua enfermidade, e Judá a sua chaga, subiuEfraim à Assíria". Osé. 5:13. "Efraim é como uma pomba enganada, sem entendimento; invocam o Egito, vão para aAssíria". Osé. 7:11. "Fazem aliança com a Assíria." Osé. 12:1.Por intermédio do homem de Deus que aparecera ante o altar de Betel, por intermédio de Elias e de Eliseu,de Amós e Oséias, o Senhor repetidamente expusera ante as dez tribos os males da desobediência. Nãoobstante as reprovações e rogos, Israel caiu cada vez mais baixo na apostasia. "Como uma vaca rebelde se rebelouIsrael" (Osé. 4:16), declarou o Senhor; "Meu povo é inclinado a desviar-se de Mim." Osé. 11:7. Profetas e Reis, 280-281.“A posição da Palestina a expunha à invasão desses dois antigos impérios. […] O prêmio muito cobiçado pelo qual essespoderosos impérios lutavam era a estrada que ligava as ricas bacias hidrográficas do Nilo e do Eufrates. Os reinos deIsrael e Judá foram envolvidos nesse conflito internacional e espremido entre os dois rivais. Em desespero, sem confiançaespiritual em seu Deus, Israel tolamente apelou primeiramente a um e depois ao outro em busca do apoio que só poderiase transformar em uma armadilha para seu próprio bem-estar nacional” (Ellen G. White, The SDA Bible Commentary[Comentário Bíblico Adventista], v. 4, p. 908, edição em inglês).Segunda - Bezerra domada2. Qual foi a mensagem do Senhor ao Seu povo em Oseias 10:11-13? Como podemos entender a frase “até que Ele venha, echova a justiça sobre vós”?“Porque Efraim era uma bezerra domada, que gostava de trilhar; coloquei o jugo sobre a formosura do seupescoço; atrelei Efraim ao carro. Judá lavrará, Jacó lhe desfará os torrões. Então, eu disse: semeai para vós outrosem justiça, ceifai segundo a misericórdia; arai o campo de pousio; porque é tempo de buscar ao SENHOR,até que ele venha, e chova a justiça sobre vós. Arastes a malícia, colhestes a perversidade; comestes o fruto damentira, porque confiastes nos vossos carros e na multidão dos vossos valentes.” (Oséias 10:11-13 RA)Converte-te a teu Deus, guarda o amor e o juízo e no teu Deus espera sempre. Os 12:6.A orientação divina era para que o povo se arrepende-se de seus maus caminhos “é tempo de buscar ao SENHOR”preparem os campos para a lavoura, semeiem a justiça e colham as bênçãos que o amor a Deus e ao próximo produzirá ramos@advir.com
  2. 2. (Deut. 28 e 30). Pois já é tempo de vocês se voltarem para mim, o SENHOR, e eu farei chover sobre vocês a chuva dasalvação (Joel 2:23; Osé. 6:3; Jr 4:3). Mas, em vez disso a maioria de vocês plantaram a maldade, colheram a injustiça ecomeram os frutos da mentira. Vocês confiaram nos seus carros de guerra e no grande número dos seus soldados, (Jó4:8; Jó 15:35; Pv 22:8) e por isso a guerra chegará até vocês, e as suas fortalezas serão destruídas. Osé. 10:11-14.“O Amor divino não deve ser ignorado, nem mal interpretado, não se deixem enganar: com Deus não se brinca, oassunto é seríssimo, por isso está escrito; o que o homem semear, isso também colherá ( Jó 4:8; 2Co 9:6). Quem semeiapara a sua carne, da carne colherá destruição; mas quem semeia para o Espírito, do Espírito colherá a vida eterna ( 1Co6:10). Portanto não devemos nós cansar de fazer o bem, confirmando que temos os frutos do Espírito Santo (Gál. 5:22-26) e no tempo próprio colheremos, se não desanimarmos (2Ts 3:13). Portanto, enquanto temos oportunidade, façamos obem a todos, em especial aos da família da fé”. Gál. 6:7-10. (1Tm 5:8; Ef 2:19).Considere todo membro da igreja o cultivo do campo, o cuidadoso limpar do solo, e o lançamento e cobertura dasemente, que é o laborioso trabalho do lavrador. É processo rude e rigoroso. O enterrar a semente nem sempre éagradável ao que a recebe, e por vezes o enfraquece porque ele não sente a virtude da Palavra e não setorna submisso sob o processo do destorroar, na vida espiritual.Os pecados cometidos requerem o sincero arrependimento do qual não há arrepender-se, mas quando osolo endurecido é lavrado e os teimosos torrões partidos em pedacinhos, então a preciosa semente podeser lançada e enterrada no solo. Isso representa a severa disciplina de Deus. Muitas vezes se manifestarebelião, e a disciplina de Deus tem de continuar até que seja quebrada a vontade obstinada e se alcance ofim proposto.Nas coisas espirituais assim como nas naturais tem de ser feita esta obra. Freqüentemente é necessária a severidadepara conseguir a colheita espiritual. Faz parte da grande lei de Deus que, sem a devida sementeira, e o cuidadodo solo, não haverá colheita. Falta determinada experiência. As bênçãos divinas esperam apenas que seja trabalhadoe cuidado o solo do coração humano, no sentido espiritual, enquanto o Senhor lança Sua semente.Como o homem semeia, assim também ceifará. Todos os que estudam a Palavra com firme propósito de excluir davida todo pecado, e que examinam as Escrituras para aprender o que é a verdade, acolherão a verdade da Palavra comoum Assim diz o Senhor. Arrepender-se-ão sob as severas repreensões da verdade bíblica. ... Se um homemsemeia o verdadeiro arrependimento, colherá a recompensa de sadias boas obras. Se continuar na fé,colherá a paz. Se se tornar santificado e purificado de seu apetite de coisas vulgares e loucas, ele... colherájustiça e perfeito amor. ... A continuação no bom trabalho feito rumo da vitória, torna-o um cotidiano vencedor, porisso que mantém sempre diante de si o alvo da perfeição de Cristo. Carta 291, 1903.Terça - Um filho aprendendo a andar“Quando Israel era menino, Eu o amei; e do Egito chamei o Meu filho. [...] Eu; tomei-os nos Meus braços, masnão atinaram que Eu os curava” (Os 11:1, 3).Havendo perdido de vista o verdadeiro caráter de Jeová, os israelitas ficaram sem escusa. Não raro havia Deus Serevelado a eles como "um Deus cheio de compaixão, e piedoso, sofredor, e grande em benignidade e em verdade". Sal.86:15. "Quando Israel era menino", Ele testificou, "Eu o amei, e do Egito chamei o Meu filho." Osé. 11:1.Ternamente havia o Senhor tratado com Israel em seu livramento do cativeiro egípcio e em sua jornadapara a terra prometida. "Em toda angústia deles foi Ele angustiado, e o anjo de Sua face os salvou; pelo Seu amor, epela Sua compaixão Ele os remiu; e os tomou, e os conduziu todos os dias da antiguidade." Isa. 63:9."Irá a Minha presença contigo" (Êxo. 33:14), foi a promessa feita durante a viagem através do deserto. Essa garantiafoi acompanhada por uma maravilhosa revelação do caráter de Jeová, a qual capacitou Moisés a proclamara todo o Israel a bondade de Deus, e a instruí-lo cabalmente quanto aos atributos do seu invisível Rei ."Passando pois o Senhor perante a sua face, clamou: Jeová, o Senhor, Deus misericordioso e piedoso, tardio em iras egrande em beneficência e verdade; que guarda a beneficência em milhares; que perdoa a iniquidade, e a transgressão, eo pecado; que ao culpado não tem por inocente." Êxo. 34:6 e 7. Profetas e Reis, 311-312.3. Leia Deuteronômio 8:5, Provérbios 13:24, Hebreus 12:6 e Apocalipse 3:19. Qual é o ponto comum desses textos? Que confortoencontramos neles?“Sabe, pois, no teu coração, que, como um homem disciplina a seu filho, assim te disciplina o SENHOR, teuDeus.” (Deuteronômio 8:5 RA)“O que retém a vara aborrece a seu filho, mas o que o ama, cedo, o disciplina.” (Provérbios 13:24 RA)“porque o Senhor corrige a quem ama e açoita a todo filho a quem recebe.” (Hebreus 12:6 RA)“Eu repreendo e disciplino a quantos amo. Sê, pois, zeloso e arrepende-te.” (Apocalipse 3:19 RA)Deus ama por isso repreende e disciplina Seus filhos, e a maneira com que faz isso, é através do ensino da sua palavracontida nas escrituras “Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar oerro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver”. II Tim. 3:16. Sendo obediente ao ensino divino enfrentaremosas provações desta vida o que confirmará se somos ou não fieis independente das circunstâncias (Dan. 3.15-18), porémdevemos avaliar constantemente se estamos passamos por momentos difíceis ocasionados por consequências dosnossos próprios erros (Sal. 139:23-24), e se for deve-se pedir perdão a Deus e abandoná-los para que cesse o mal. (Prov.28:13; Sl 32:3-5; 1Jo 1:9-10).A graça de Deus é que nós faz suportar as adversidades e vencer os conflitos, através de severa disciplina (I Cor. 9:24-26; Fp 2:16; 2Tm 4:7) e oração (Sal. 55:22; 37:5; Prov. 16:3). ramos@advir.com
  3. 3. "Eu repreendo e castigo a todos quantos amo" Apoc. 3:19 (com mensagens de reprovação e advertência).Essas reprovações, eu não ignoro. Tenho dado advertências porque o Espírito do Senhor me tem constrangido a fazê-lo, etenho proferido reprovações porque o Senhor me tem dado palavras de reprovação. Não tenho recuado de declarartodo o conselho de Deus, que me tem sido dado para a Igreja. Direi no temor de Deus: Sei que o Senhortem pensamentos de amor e misericórdia para restaurá-los e curá-los de todas as suas prevaricações. Eletem uma obra para a Sua Igreja fazer. Eles não devem ser declarados Babilônia, mas serem o sal da Terra, a luz domundo. Devem ser os mensageiros vivos para proclamar uma mensagem viva nestes últimos dias. A IgrejaRemanescente, 60.Não é fora das provas mas em meio a elas que o caráter cristão se desenvolve. O achar-se exposto à repulsa eoposição leva o seguidor de Cristo a maior vigilância e mais fervente oração ao poderoso Ajudador. Severa provaresistida pela graça de Deus desenvolve a paciência, a vigilância, a resistência e uma profunda epermanente confiança em Deus. A vitória da fé cristã consiste em que ela capacita seu seguidor a sofrer e ser forte; asubmeter-se e assim conquistar; a morrer em todo o tempo e contudo viver; a levar a cruz, e assim alcançar a coroa deglória. Atos dos Apóstolos, 467 e 468.Cristãos, revela-Se Cristo em nós? Devemos procurar ter corpo sadio e mente forte, que não se enfraqueçam facilmente -mente que olhe para além do próprio eu, para a causa e o resultado de todo avanço feito. Então estaremos em boasituação para suportar durezas, como bons soldados. Precisamos de uma mentalidade capaz de prever asdificuldades e transpô-las, com a sabedoria provinda de Deus - mentalidade apta para lutar com problemascomplexos e resolvê-los. O problema mais difícil é o que requer a crucifixão do próprio eu, suportando contratemposna vida espiritual e educando a alma por severa disciplina. Isso talvez a princípio não traga satisfação plena, mas o efeitoposterior será paz e felicidade. Carta 43, 1899.A experiência religiosa só é ganha através de conflitos, através de desapontamento, através de severadisciplina de si mesmo, mediante fervorosa oração. Os passos rumo do Céu têm de ser dados um por um, ecada passo para a frente dá forças para o próximo. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 100.“Todos os que neste mundo prestam verdadeiro serviço a Deus ou ao homem, recebem um preparo na escola dasaflições. Quanto mais pesado for o encargo e mais elevado o serviço, maior será a prova e mais severa adisciplina” (Ellen G. White, Educação, p. 151).Quarta - Compaixão mais forte do que a ira“Como te deixaria, ó Efraim? Como te entregaria, ó Israel? Como te faria como a Admá? Como fazer-te um Zeboim? Meucoração está comovido dentro de Mim, as Minhas compaixões, à uma, se acendem. Não executarei o furor da Minhaira; não tornarei para destruir a Efraim, porque Eu sou Deus e não homem, o Santo no meio de ti; nãovoltarei em ira” (Os 11:8, 9).4. Leia Romanos 5:8, 1 Pedro 2:24 e Gálatas 3:13. Como esses textos, ainda mais do que os de Oseias, revelam aextensão do amor de Deus pela humanidade?Mas Deus prova o seu amor para conosco em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores.Romanos 5:8.levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados,pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados. 1 Pedro 2:24.Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós, porque está escrito: Maldito todo aqueleque for pendurado no madeiro; Gálatas 3:13.Deus prova o seu amor para conosco em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores. Rom. 5:8; (Jo. 3:16; 1Jo4:9; Rom 8:31). Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós, porque está escrito: Maldito todoaquele que for pendurado no madeiro (Deut. 21:23); Gál. 3:13. levando ele mesmo em seu corpo as nossos culpas sobreo madeiro, para que, mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fomos sarados. 1Ped. 2:24. (Mt 8:17; Rom 6:10-11; Is 53:4-5; At 5:30; 1Co 15:3).Tudo quanto Deus pode fazer, tem feito a fim de vos manifestar Seu grande amor e misericórdia. Ele "amou omundo de tal maneira que deu o Seu filho unigênito, para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vidaeterna". João 3:16. Então descansai na certeza do amor de Deus. ... Não porque nós O amássemos primeiro, éque Deus nos amou; mas "sendo nós ainda pecadores" (Rom. 5:8), Cristo morreu por nós, tomando abundantesprovidências para nossa redenção. Embora por nossa desobediência tenhamos merecido o desagrado divino, Suacondenação, todavia Deus não nos abandonou, deixando-nos agarrados com o poder do inimigo em nossas própriasforças finitas. Anjos celestes batalham por nós, e, cooperando com eles, poderemos ser vitoriosos sobre asforças do mal. ... Ao nos aproximarmos dEle pela fé, Ele Se aproxima de nós, adotando-nos em Sua família,tornando-nos Seus filhos e filhas. Carta 98, 1896.Confiando em Cristo como nosso Salvador pessoal, podemos ser "mais do que vencedores, por Aquele que nosamou". Rom. 8:37. Review and Herald, 15 de setembro de 1896.Quinta - Curado, amado e sustentado5. Que condições são necessárias para que as promessas sejam cumpridas? A situação é diferente para nós hoje? Os 14:9“Quem é sábio, que entenda estas coisas; quem é prudente, que as saiba, porque os caminhos do SENHOR são retos,e os justos andarão neles, mas os transgressores neles cairão.” (Oséias 14:9 RA) ramos@advir.com
  4. 4. As promessas são condicionais, sempre tendo a obediência ao Senhor como a confirmação para sua realização em nossavida. (Deut. 30:15-19). Os sábios e prudentes entendem que os caminhos do Senhor são justos e andam por ele comprazer e realização, já os transgressores tropeçam e caem, porque querem o nome de Deus e o benefício que eleconcede, mas não estão dispostos a serem obedientes, portanto não se realiza, continuando assim, o seu fim será dedesgraça e morte. Sal. 1:1-6. Como isso é princípio divino, é universal, atingindo a todos, em todas as épocas e culturas.O que Deus prometeu, a todo tempo é capaz de cumprir, e a obra que confiou a Seu povo a pode perfeitamente realizarpor seu intermédio. Se este estiver disposto a andar em conformidade com toda a palavra que Deus falou,toda boa palavra e promessa serão cumpridas. Mas se faltar à perfeita obediência, as grandes e preciosaspromessas não serão obtidas e não se cumprirão. Conselhos Sobre Saúde, 378.Em Oséias 14:1-3 estão os pontos principais que Deus espera do que se desvia:Osé. 14:1 Converte-te, ó Israel, ao SENHOR, teu Deus; porque, pelos teus pecados, tens caído. 2 Tomai convosco palavrase convertei-vos ao SENHOR; dizei-lhe: Expulsa toda a iniquidade e recebe o bem; e daremos como bezerros os sacrifíciosdos nossos lábios. 3 Não nos salvará a Assíria, não iremos montados em cavalos e à obra das nossas mãos não diremosmais: Tu és o nosso Deus; porque, por ti, o órfão alcançará misericórdia.1- Voltar-se para Deus. “Converte-te, ó Israel, ao SENHOR, teu Deus”. Osé. 14:1.2- Reconhecer os próprios pecados. “porque, pelos teus pecados, tens caído”. Osé. 14:1.3- Confessar o pecado e pedir perdão, se arrepender verdadeiramente expulsando toda a iniquidade (1 João 1:9; Prov.28:13; Sl 32:3; Sl 32:5) “Tomai convosco palavras e convertei-vos ao SENHOR; dizei-lhe: Expulsa toda a iniquidade erecebe o bem; e daremos como bezerros os sacrifícios dos nossos lábios”. Osé. 14:2.4- Reconhecer ao Deus da nossa salvação e louvar altamente a sua justiça. (Sal. 51:13-17). “e daremos como bezerros ossacrifícios dos nossos lábios”. Osé. 14:2.5- Abandonar as aparentes soluções humanas. “Não nos salvará a Assíria, não iremos montados em cavalos e à obra dasnossas mãos não diremos mais”. Osé. 14:3.6- Confiar unicamente em Deus. “Tu és o nosso Deus; porque, por ti, o órfão alcançará misericórdia”. Osé. 14:3.Cumprindo com as condições, a promessa é certa pois fiel é o que prometeu (Heb. 10:23).Osé. 14:4 Eu sararei a sua perversão, eu voluntariamente os amarei; porque a minha ira se apartou deles. 5 Eu serei,para Israel, como orvalho; ele florescerá como o lírio e espalhará as suas raízes como o Líbano. 6 Estender-se-ão as suasvergônteas, e a sua glória será como a da oliveira, o seu odor, como o do Líbano. 7 Voltarão os que se assentarem à suasombra; serão vivificados como o trigo e florescerão como a vide; a sua memória será como o vinho do Líbano. 8 Efraimdirá: Que mais tenho eu com os ídolos? Eu o tenho ouvido e isso considerarei; eu sou como a faia verde; de mim éachado o teu fruto. 9 Quem é sábio, para que entenda estas coisas? Prudente, para que as saiba? Porque os caminhos doSENHOR são retos, e os justos andarão neles, mas os transgressores neles cairão.1- Ele cura a infidelidade. “Eu sararei a sua perversão”. Osé. 14:4.2- Ele ama e perdoa o arrependido. (Osé. 2:14-20; 11:8-11; Eze. 16; João 3:16). “eu voluntariamente os amarei; porque aminha ira se apartou deles”. Osé. 14:4.3- Ele restaura a todo que se arrepende. “Eu serei, para Israel, como orvalho; ele florescerá como o lírio e espalhará assuas raízes como o Líbano”. Osé. 14:5.4- Ele passa a atrair a outros por nosso intermédio. “Estender-se-ão as suas vergônteas, e a sua glória será como a daoliveira, o seu odor, como o do Líbano. Voltarão os que se assentarem à sua sombra; serão vivificados como o trigo eflorescerão como a vide; a sua memória será como o vinho do Líbano”. Osé. 14:6-7.5- Ele nós faz ter visão de como os ídolos (que é substituir a Deus pelo egoísmo) arruínam a vida. “Efraim dirá: Que maistenho eu com os ídolos? Eu o tenho ouvido e isso considerarei; eu sou como a faia verde; de mim é achado o teu fruto”.Osé. 14:8.6- Ele nós torna sábios e prudentes para entender e para andar em seus caminhos (Deut. 28:9). “Quem é sábio, para queentenda estas coisas? Prudente, para que as saiba? Porque os caminhos do SENHOR são retos, e os justos andarão neles,mas os transgressores neles cairão”. Osé. 14:9.Sexta - Conclusão: Em “Amor e julgamento: o dilema de Deus” aprendi que …Domingo - Enganado e insensato: “Efraim é como uma pomba facilmente enganada e sem entendimento; ora apelapara o Egito, ora volta-se para a Assíria. Quando se forem, atirarei sobre eles a Minha rede; Eu os farei descer como asaves dos céus. Quando os ouvir em sua reunião, Eu os apanharei” (Os 7:11, 12, NVI).Efraim foi o nome dado as dez tribos de Israel, após sua divisão (I Reis 11:31-39; 14:21), também chamada o Reino doNorte (Ruben, Issacar, Zebulom, Dã, Nafitali, Gade, Aser, Efraim, Manasses, Simeão), Efraim é simbolizado como sendouma pomba sem entendimento, que não reconhece o perigo, e que é atraído pelas migalhas colocadas pelo seu caçador.Osé. 7:11, 12. Depositar sua confiança no Egito e na Assíria era loucura; na realidade do iminente perigo, seria suacompleta destruição; igualmente cometemos loucura quando confiamos em nossas próprias capacidades e condições ouem pessoas e circunstâncias, colocando em risco nossa salvação, em lugar de confiar no Deus altíssimo. Confiar em um éautomaticamente negar, e se rebelar contra o outro. (Jos. 24:15; 1Rs 18:21; 2Cr 15:12).De Efraim o profeta declarou: "Estrangeiros lhe comeram a força, e ele não o sabe; também as cãs se espalharam sobreele, e não o sabe". Osé. 7:9. "Israel rejeitou o bem". Osé. 8:3. "Quebrantado no juízo" (Osé. 5:11), incapazes de discernir ramos@advir.com
  5. 5. a desastrosa perspectiva de seu mau caminho, as dez tribos deviam logo andar como vagabundas "entre as nações".Osé. 9:17. Profetas e Reis, 280.Segunda - Bezerra domada: “Porque Efraim era uma bezerra domada, que gostava de trilhar; coloquei o jugo sobre aformosura do seu pescoço; atrelei Efraim ao carro. Judá lavrará, Jacó lhe desfará os torrões. Então, eu disse: semeai paravós outros em justiça, ceifai segundo a misericórdia; arai o campo de pousio; porque é tempo de buscar ao SENHOR, atéque ele venha, e chova a justiça sobre vós. Arastes a malícia, colhestes a perversidade; comestes o fruto da mentira,porque confiastes nos vossos carros e na multidão dos vossos valentes.” (Oséias 10:11-13 RA)A orientação divina era para que o povo se arrepende-se de seus maus caminhos “é tempo de buscar ao SENHOR”preparem os campos para a lavoura, semeiem a justiça e colham as bênçãos que o amor a Deus e ao próximo produzirá(Deut. 28 e 30). Pois já é tempo de vocês se voltarem para mim, o SENHOR, e eu farei chover sobre vocês a chuva dasalvação (Joel 2:23; Osé. 6:3; Jr 4:3). Mas, em vez disso a maioria de vocês plantaram a maldade, colheram a injustiça ecomeram os frutos da mentira. Vocês confiaram nos seus carros de guerra e no grande número dos seus soldados, (Jó4:8; Jó 15:35; Pv 22:8) e por isso a guerra chegará até vocês, e as suas fortalezas serão destruídas. Osé. 10:11-14.“O Amor divino não deve ser ignorado, nem mal interpretado, não se deixem enganar: com Deus não se brinca, oassunto é seríssimo, por isso está escrito; o que o homem semear, isso também colherá ( Jó 4:8; 2Co 9:6). Quem semeiapara a sua carne, da carne colherá destruição; mas quem semeia para o Espírito, do Espírito colherá a vida eterna ( 1Co6:10). Portanto não devemos nós cansar de fazer o bem, confirmando que temos os frutos do Espírito Santo (Gál. 5:22-26) e no tempo próprio colheremos, se não desanimarmos (2Ts 3:13). Portanto, enquanto temos oportunidade, façamos obem a todos, em especial aos da família da fé”. Gál. 6:7-10. (1Tm 5:8; Ef 2:19).Terça - Um filho aprendendo a andar: “Quando Israel era menino, Eu o amei; e do Egito chamei o Meu filho. [...] Eu;tomei-os nos Meus braços, mas não atinaram que Eu os curava” (Os 11:1, 3).Deus ama por isso repreende e disciplina Seus filhos, e a maneira com que faz isso, é através do ensino da sua palavracontida nas escrituras “Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar oerro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver”. II Tim. 3:16. Sendo obediente ao ensino divino enfrentaremosas provações desta vida o que confirmará se somos ou não fieis independente das circunstâncias (Dan. 3.15-18), porémdevemos avaliar constantemente se estamos passamos por momentos difíceis ocasionados por consequências dosnossos próprios erros (Sal. 139:23-24), e se for deve-se pedir perdão a Deus e abandoná-los para que cesse o mal. (Prov.28:13; Sl 32:3-5; 1Jo 1:9-10).A graça de Deus é que nós faz suportar as adversidades e vencer os conflitos, através de severa disciplina (I Cor. 9:24-26; Fp 2:16; 2Tm 4:7) e oração (Sal. 55:22; 37:5; Prov. 16:3).Não é fora das provas mas em meio a elas que o caráter cristão se desenvolve. O achar-se exposto à repulsa e oposiçãoleva o seguidor de Cristo a maior vigilância e mais fervente oração ao poderoso Ajudador. Severa prova resistida pelagraça de Deus desenvolve a paciência, a vigilância, a resistência e uma profunda e permanente confiança em Deus . Avitória da fé cristã consiste em que ela capacita seu seguidor a sofrer e ser forte; a submeter-se e assim conquistar; amorrer em todo o tempo e contudo viver; a levar a cruz, e assim alcançar a coroa de glória. Atos dos Apóstolos, 467 e468.Quarta - Compaixão mais forte do que a ira: “Como te deixaria, ó Efraim? Como te entregaria, ó Israel? Como tefaria como a Admá? Como fazer-te um Zeboim? Meu coração está comovido dentro de Mim, as Minhas compaixões, àuma, se acendem. Não executarei o furor da Minha ira; não tornarei para destruir a Efraim, porque Eu sou Deus e nãohomem, o Santo no meio de ti; não voltarei em ira” (Os 11:8, 9).Deus prova o seu amor para conosco em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores. Rom. 5:8; (Jo. 3:16; 1Jo4:9; Rom 8:31). Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós, porque está escrito: Maldito todoaquele que for pendurado no madeiro (Deut. 21:23); Gál. 3:13. levando ele mesmo em seu corpo as nossos culpas sobreo madeiro, para que, mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fomos sarados. 1Ped. 2:24. (Mt 8:17; Rom 6:10-11; Is 53:4-5; At 5:30; 1Co 15:3).Confiando em Cristo como nosso Salvador pessoal, podemos ser "mais do que vencedores, por Aquele que nos amou".Rom. 8:37. Review and Herald, 15 de setembro de 1896.Quinta - Curado, amado e sustentado: Quem é sábio, que entenda estas coisas; quem é prudente, que as saiba,porque os caminhos do SENHOR são retos, e os justos andarão neles, mas os transgressores neles cairão. (Oséias 14:9)As promessas são condicionais, sempre tendo a obediência ao Senhor como a confirmação para sua realização em nossavida. (Deut. 30:15-19). Os sábios e prudentes entendem que os caminhos do Senhor são justos e andam por ele comprazer e realização, já os transgressores tropeçam e caem, porque querem o nome de Deus e o benefício que eleconcede, mas não estão dispostos a serem obedientes, portanto não se realiza, continuando assim, o seu fim será dedesgraça e morte. Sal. 1:1-6. Como isso é princípio divino, é universal, atingindo a todos, em todas as épocas e culturas.O que Deus prometeu, a todo tempo é capaz de cumprir, e a obra que confiou a Seu povo a pode perfeitamente realizarpor seu intermédio. Se este estiver disposto a andar em conformidade com toda a palavra que Deus falou, toda boapalavra e promessa serão cumpridas. Mas se faltar à perfeita obediência, as grandes e preciosas promessas não serãoobtidas e não se cumprirão. Conselhos Sobre Saúde, 378. “A vós graça e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e da do Senhor Jesus Cristo”. Efé. 1:2. ramos@advir.com

×