Lições Adultos Ensinos de Jesus 
Lição 13 - A segunda vinda de Jesus 20 a 27 de setembro 
Sábado à tarde Ano Bíblico: Am 1...
no tempo presente, expressando certeza. Poderia ser traduzida literalmente como: “Eu estou vindo outra 
vez.” 
Jesus nos d...
O que é importante sobre a promessa de Mateus 16:27 é que a justiça será feita. Temos apenas que esperar 
por isso. Além d...
Quando Jesus disse a respeito do templo: “Não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derribada” (Mt 
24:2), os discípu...
6. Por que é fundamental sempre vigiar e estar pronto para a vinda de Jesus? Mt 24:42, 44 
Vigiai, pois, porque não sabeis...
mais e mais brilhante e gloriosa, até se tornar uma grande nuvem branca, mostrando na base uma glória 
semelhante ao fogo ...
III. Fazer: Preparação espiritual é necessária para o encontro com Cristo nos ares 
A. Quais rotinas e práticas diárias pr...
graça, a justificação e o perdão de Deus. Por que a graça e o perdão de Deus não têm sentido sem o juízo? 
II. A forma e o...
Comente cada parábola de Mateus 25, procurando princípios que possam ser aplicados às circunstâncias do 
nosso tempo. Essa...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A segunda vinda de Jesus_Lição_original com textos_1332014

261 visualizações

Publicada em

A lição original com os textos bíblicos tem como finalidade; facilitar a leitura ou mesmo o estudo, os versos estão na sequência correta, evitando a necessidade de procurá-los, o que agiliza, para os que tem o tempo limitado, vc pode levá-la no ipad, no pendrive, celular e etc, ler a qualquer momento e em qualquer lugar que desejar, até sem a necessidade de estar conectado na internet.

Também facilita se for imprimir por usar bem menos tinta que a lição convencional.

Que... “Deus tenha misericórdia de nós e nós abençoe; e faça resplandecer o seu rosto sobre nós. Para que se conheça na terra o teu caminho, e em todas as nações a tua salvação”. Sal. 67:1-2.

Bom Estudo!

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
261
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A segunda vinda de Jesus_Lição_original com textos_1332014

  1. 1. Lições Adultos Ensinos de Jesus Lição 13 - A segunda vinda de Jesus 20 a 27 de setembro Sábado à tarde Ano Bíblico: Am 1–4 VERSO PARA MEMORIZAR: “Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em Mim. Na casa de Meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, Eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar. E, quando Eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para Mim mesmo, para que, onde Eu estou, estejais vós também.” Jo 14:1-3, ARC Leituras da Semana: Jo 14:1-3; Mt 16:27; 1Ts 4:13-18; Mt 24:3-14; 24:42, 44 A segunda vinda de Jesus, mencionada mais de 300 vezes no Novo Testamento, é o ponto alto dos nossos ensinamentos. É essencial para nossa identidade como cristãos adventistas do sétimo dia. Essa doutrina está gravada em nosso nome e é parte fundamental do evangelho que somos chamados a proclamar. Sem a promessa de Sua vinda, nossa fé seria inútil. Essa gloriosa verdade nos dá um senso de destino e motiva nosso trabalho missionário. Pode-se argumentar que a extensão do tempo de espera além das nossas expectativas poderia enfraquecer nossa crença na promessa da volta de Jesus. No entanto, isso não aconteceu. Para muitos, nossa paixão pelo retorno de Cristo é mais forte do que nunca. Nesta semana, analisaremos o que Jesus disse sobre “a bendita esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus” (Tt 2:13). Escolha um amigo e ajude-o a se dedicar mais ao estudo da Lição da Escola Sabatina. Incentive alguém a fazer a assinatura da lição em sua igreja. Domingo - A promessa Ano Bíblico: Am 5–9 Após a última ceia, Jesus disse aos discípulos que iria para um lugar ao qual, pelo menos por enquanto, eles não poderiam ir (Jo 13:33). O pensamento de estar separados do Mestre encheu o coração deles de tristeza e medo. Pedro perguntou: “Senhor, para onde vais? [...] por que não posso seguir-Te agora? (Jo 13:36, 37). Cristo conhecia o desejo deles e assegurou-lhes que a separação seria apenas temporária. 1. Leia as promessas de Cristo em João 14:1-3. Aplique essas palavras a você. Por que elas devem ter um significado importante em sua vida? 1 No princípio, era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. 2 Ele estava no princípio com Deus. 3 Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez. Jo 14:1-3, ARC A promessa do nosso Senhor não poderia ter sido mais enfática. Em grego, a promessa “virei outra vez” está Conheça este e outros mmaatteerriiaaiiss ppeelloo ssiittee hhttttpp::////wwwwww..ccppbb..ccoomm..bbrr//
  2. 2. no tempo presente, expressando certeza. Poderia ser traduzida literalmente como: “Eu estou vindo outra vez.” Jesus nos deu a segurança da Sua segunda vinda. Ele não disse: “Eu posso voltar”, mas “Eu voltarei”. Toda vez que mencionou Sua volta, Ele Se referiu a ela com convicção. Às vezes, fazemos promessas que depois não podemos cumprir, apesar dos nossos melhores esforços e determinação. Esse não é o caso com Cristo. Muitas vezes, Ele provou inequivocamente que Sua palavra é confiável. Referindo-se à Sua encarnação, o Senhor anunciou profeticamente por intermédio de Davi: “Eis aqui venho” (Sl 40:7). E Ele veio (Hb 10:5-7). A realidade de Sua primeira vinda sustenta a certeza da segunda vinda. 5 Por isso, entrando no mundo, diz: Sacrifício e oferta não quiseste, Mas corpo me preparaste; 6 Holocaustos e oblações pelo pecado não te agradaram. 7 Então disse: Eis aqui venho (No princípio do livro está escrito de mim), Para fazer, ó Deus, a tua vontade. Hb 10:5-7 ACF Durante Seu ministério terrestre, Jesus prometeu a um pai desesperado: “Não temas, crê somente, e ela será salva” (Lc 8:50). E a filha de Jairo foi libertada, embora estivesse morta. Cristo anunciou que três dias depois de Sua morte Ele ressuscitaria, e ressuscitou. Ele prometeu o Espírito Santo aos discípulos, e O enviou na hora certa. Se nosso Senhor honrou todas as Suas promessas no passado, mesmo aquelas que, de uma perspectiva humana, pareciam impossíveis, podemos estar certos de que Ele cumprirá Sua promessa de voltar. Como você pode manter acesa em seu coração a paixão pela segunda vinda de Jesus? Participe do projeto “Reavivados por Sua Palavra”: acesse o site http://reavivadosporsuapalavra.org/ Segunda - O propósito da segunda vinda de Jesus Ano Bíblico: Obadias e Jonas O grande plano da redenção terá seu ponto culminante na segunda vinda de Jesus. Sem o retorno de Cristo à Terra, Sua encarnação, morte e ressurreição não teriam nenhum efeito para nossa salvação. 2. Qual é uma das razões básicas para a segunda vinda de Jesus? Mt 16:27 Porque o Filho do Homem virá na glória de seu Pai, com os seus anjos; e, então, dará a cada um segundo as suas obras. Mt 16:27, ARC A vida nem sempre é justa. Na verdade, muitas vezes ela é injusta. Nem sempre vemos justiça em nossa sociedade. Pessoas inocentes sofrem enquanto as más parecem prosperar. Muitas pessoas não recebem o que merecem. Mas o mal e o pecado não reinarão para sempre. Jesus virá “para retribuir a cada um segundo as suas obras” (Ap 22:12). Essa afirmação implica que um julgamento deve ocorrer antes da volta de Cristo. Quando Ele vier, o destino de cada ser humano já terá sido decidido. Jesus sugeriu claramente esse juízo investigativo na parábola das bodas (Mt 22:11-13). O fato de que somos julgados pelas obras não significa que somos salvos por elas ou por nossos próprios méritos. A salvação é pela graça de Deus e recebida pela fé em Jesus (Mc 16:16; Jo 1:12), que demonstramos por nossas ações. 11 E o rei, entrando para ver os convidados, viu ali um homem que não estava trajado com veste de núpcias. 12 E disse-lhe: Amigo, como entraste aqui, não tendo veste nupcial? E ele emudeceu. 13 Disse, então, o rei aos servos: Amarrai-o de pés e mãos, levai-o, e lançai-o nas trevas exteriores; ali haverá pranto e ranger de dentes. Mt 22:11-13 ACF 16 Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado. Mc 16:16 ACF 12 Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome; Jo 1:12 ACF Conheça este e outros mmaatteerriiaaiiss ppeelloo ssiittee hhttttpp::////wwwwww..ccppbb..ccoomm..bbrr//
  3. 3. O que é importante sobre a promessa de Mateus 16:27 é que a justiça será feita. Temos apenas que esperar por isso. Além disso, na segunda vinda de Cristo, os que dormem nEle serão ressuscitados para a vida eterna. Como vimos anteriormente, visto que sabemos que os mortos estão dormindo na sepultura, as promessas da segunda vinda e da ressurreição para a vida eterna que se segue são especialmente importantes para nós. 27 Porque o Filho do homem virá na glória de seu Pai, com os seus anjos; e então dará a cada um segundo as suas obras. Mt 16:27 ACF “Por entre as vacilações da Terra, o clarão do relâmpago e o ribombo do trovão, a voz do Filho de Deus chama os santos que dormem. Ele olha para a sepultura dos justos e, levantando as mãos para o céu, brada: ‘Despertai, despertai, despertai, vós que dormis no pó, e surgi!’ Por todo o comprimento e largura da Terra, os mortos ouvirão aquela voz, e os que ouvirem viverão. E a Terra inteira ressoará com o passar do exército extraordinariamente grande de toda nação, tribo, língua e povo. Do cárcere da morte eles vêm, revestidos de glória imortal, clamando: ‘Onde está, ó morte, a tua vitória? Onde está, ó morte, o teu aguilhão?’ (1Co 15:55). E os vivos justos e os santos ressuscitados unem as vozes em prolongada e jubilosa aclamação de vitória” (Ellen G. White, O Grande Conflito, p. 644). Terça - Como Jesus virá? Ano Bíblico: Mq 1–4 Em Seu sermão profético, Cristo manifestou preocupação a respeito dos ensinamentos errados acerca da Sua segunda vinda, e advertiu os discípulos contra pessoas que viriam em Seu nome dizendo: “Eu sou o Cristo” (Mt 24:5, 23-26). Ele não quer que Seus seguidores sejam enganados. Por isso, indicou claramente de que modo virá. 3. De acordo com Mateus 24:27, como Jesus voltará? Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do Homem. Mt 24:27, ARC O relâmpago não pode ser escondido nem falsificado. Ele se manifesta e brilha em todo o céu de tal forma que todos podem vê-lo. Assim será a segunda vinda de Jesus. Nenhuma propaganda será necessária para chamar a atenção das pessoas com relação a ela. Todos os seres humanos, bons e maus, salvos e perdidos, e “até mesmo aqueles que O traspassaram” (Ap 1:7) verão a Sua vinda (Mt 26:64). Então cuspiram-lhe no rosto e lhe davam punhadas, e outros o esbofeteavam. Mt 26:64, ACF 4. De acordo com Paulo, como será a segunda vinda de Jesus? 1Ts 4:13-18 A vinda do Senhor 13 Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança. 14 Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem Deus os tornará a trazer com ele. 15 Dizemo-vos, pois, isto pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem. 16 Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro; 17 depois, nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. 18 Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras. 1Ts 4:13-18, ARC Em Seu segundo advento, Cristo será visto com toda a Sua glória divina como “REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES” (Ap 19:16). Na encarnação, o Filho veio sozinho e sem nenhum esplendor externo. “Nenhuma beleza havia que nos agradasse” (Is 53:2). Mas desta vez Ele descerá com toda a Sua majestade e magnificência, rodeado por “todos os santos anjos” (Mt 25:31, ARC) e “com grande som de trombeta” (Mt 24:31, NVI). Se tudo isso não bastasse, os mortos em Cristo ressuscitarão para a imortalidade. Se confiamos no Senhor a respeito de um evento tão extraordinário como a Sua segunda vinda, por que não deveríamos confiar nEle acerca de todos os aspectos da nossa vida? Quarta - Quando Jesus virá? Ano Bíblico: Mq 5–7 Conheça este e outros mmaatteerriiaaiiss ppeelloo ssiittee hhttttpp::////wwwwww..ccppbb..ccoomm..bbrr//
  4. 4. Quando Jesus disse a respeito do templo: “Não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derribada” (Mt 24:2), os discípulos ficaram admirados e perguntaram: “Dize-nos, quando acontecerão essas coisas? E qual será o sinal da Tua vinda e do fim dos tempos?” (v. 3, NVI). Em seu pensamento, a destruição do templo coincidiria com o fim da História na volta de Jesus. A resposta de Jesus combinou de modo habilidoso os sinais para os dois eventos: a queda de Jerusalém em 70 d.C. e Sua segunda vinda, porque os discípulos não estavam preparados para compreender a diferença entre eles. É importante entender a natureza e o propósito desses sinais. Eles não foram dados para que determinemos a data da volta de Jesus, pois “a respeito daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos dos Céus, nem o Filho, senão o Pai” (Mt 24:36). Ao contrário, os sinais mostram a tendência histórica de eventos, a fim de nos alertar de que Sua vinda está próxima, às portas. Embora nunca devamos marcar datas, jamais devemos ignorar o tempo em que vivemos. 5. Leia Mateus 24:3-14, 21-26, 29, 37-39 (se possível, leia também Marcos 13 e Lucas 21). Que quadro do mundo Jesus apresentou nesses textos? Essa descrição se harmoniza com o mundo em que vivemos? E, estando assentado no monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos, em particular, dizendo: Dize-nos quando serão essas coisas e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo? Mt 24:3, ARC E este evangelho do Reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as gentes, e então virá o fim.Mt 24:14, ARC 21 porque haverá, então, grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco haverá jamais. 22 E, se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria; mas, por causa dos escolhidos, serão abreviados aqueles dias. 23 Então, se alguém vos disser: Eis que o Cristo está aqui ou ali, não lhe deis crédito, 24 porque surgirão falsos cristos e falsos profetas e farão tão grandes sinais e prodígios, que, se possível fora, enganariam até os escolhidos. 25 Eis que eu vo-lo tenho predito. 26 Portanto, se vos disserem: Eis que ele está no deserto, não saiais; ou: Eis que ele está no interior da casa, não acrediteis. Mt 24:21-26, ARC Pois onde estiver o cadáver, aí se ajuntarão as águias. Mt 24:29, ARC 37 E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do Homem. 38 Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, 39 e não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do Homem. Mt 24:37-39, ARC A ideia mais importante que Jesus quis gravar na mente dos discípulos era a de que Sua vinda está próxima. Na verdade, todo o Seu sermão profético dirigiu-se aos apóstolos como se eles devessem estar vivos quando Jesus viesse (Mt 24:32, 33, 42). 32 Aprendei, pois, esta parábola da figueira: quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão. 33 Igualmente, quando virdes todas essas coisas, sabei que ele está próximo, às portas. Mt 24:32-33, ARC Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor. Mt 24:42, ARC Na verdade, da perspectiva pessoal de cada um de nós, a segunda vinda de Jesus nunca está mais distante do que um momento depois da nossa morte. A morte é um sono inconsciente e profundo. Fechamos os olhos na morte e, quer tenham passado um ano ou mil anos, o acontecimento seguinte, para nós, será a segunda vinda de Jesus. Assim, a ideia da proximidade da vinda de Cristo, que Paulo, Pedro e Tiago também compartilharam, faz todo o sentido. Para cada um de nós, individualmente, Sua vinda nunca acontece mais do que um momento depois que morremos. Como esse conceito nos ajuda a entender a “iminência” da segunda vinda de Cristo? Quinta - Vigiar e estar pronto Ano Bíblico: Naum Conheça este e outros mmaatteerriiaaiiss ppeelloo ssiittee hhttttpp::////wwwwww..ccppbb..ccoomm..bbrr//
  5. 5. 6. Por que é fundamental sempre vigiar e estar pronto para a vinda de Jesus? Mt 24:42, 44 Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor. Mt 24:42, ARC Por isso, estai vós apercebidos também, porque o Filho do Homem há de vir à hora em que não penseis. Mt 24:44, ARC A nota tônica do sermão profético de Jesus é o imperativo para vigiar e estar alerta. Isso não significa esperar ociosamente, mas estar ativamente vigilante, como está o proprietário de uma casa, que permanece atento contra qualquer possível ladrão (Mt 24:43). Enquanto esperamos de modo vigilante, temos algo a fazer, como o servo fiel que executa as tarefas que seu mestre lhe confiou durante a ausência dele (Mt 24:45; Mc 13:34-37). 43 Mas considerai isto: se o pai de família soubesse a que vigília da noite havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria minar a sua casa. Mt 24:43 ACF 45 Quem é, pois, o servo fiel e prudente, que o seu senhor constituiu sobre a sua casa, para dar o sustento a seu tempo? Mt 24:45 ACF 7. Que atitude seria fatal para nós que afirmamos crer na segunda vinda de Jesus? Como evitar essa atitude? Por que é tão fácil cometer esse erro, se não formos cuidadosos? Mt 24:48-51; Lc 21:34, 35 48 Porém, se aquele mau servo disser consigo: O meu senhor tarde virá, 49 e começar a espancar os seus conservos, e a comer, e a beber com os bêbados, 50 virá o senhor daquele servo num dia em que o não espera e à hora em que ele não sabe, 51 e separá-lo-á, e destinará a sua parte com os hipócritas; ali haverá pranto e ranger de dentes. Mt 24:48-51, ARC 34 E olhai por vós, não aconteça que os vossos corações se carreguem de glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e venha sobre vós de improviso aquele dia. 35 Porque virá como um laço sobre todos os que habitam na face de toda a terra. Lc 21:34-35 ACF A parábola do servo mau é muito séria, especialmente para nós, adventistas do sétimo dia. Esse servo representa os que professam crer que Cristo virá outra vez, mas não imediatamente. Acreditando que o Senhor está atrasado, pensam que ainda há tempo para viver de forma egoísta e desfrutar de prazeres pecaminosos, porque, certamente, haverá tempo de sobra para se preparar para a segunda vinda de Jesus. Infelizmente, essa ideia é uma armadilha mortal, porque ninguém sabe quando Ele virá. Além disso, mesmo que Cristo não venha logo, qualquer um de nós pode ser chamado para descansar de forma inesperada, o que acaba com nossa oportunidade de acertar as contas com Deus. Mas, acima de tudo, a repetida indulgência com o pecado endurece gradualmente a consciência e tira dela a sensibilidade, tornando mais difícil o arrependimento. O diabo não se importa que acreditemos teoricamente na segunda vinda de Jesus, desde que ele nos leve a adiar nossa preparação para esse dia. Como podemos estar prontos hoje? Arrependendo-nos e confessando os pecados a Jesus, renovando nossa fé em Sua morte expiatória na cruz em nosso favor, e entregando-Lhe totalmente nossa vontade. Andando em comunhão com Ele, podemos desfrutar a paz profunda de estar cobertos por Seu manto de justiça. Quanto você pensa sobre a segunda vinda de Jesus? A realidade desse evento afeta sua vida? Como podemos encontrar o equilíbrio entre lidar com nosso trabalho diário e ainda viver na expectativa do retorno de Cristo? Sexta - Estudo adicional Ano Bíblico: Dn 1–3 Leia, de Ellen G. White, O Desejado de Todas as Nações, p. 627-636: “O Monte das Oliveiras”; O Grande Conflito, p. 299-316: “A Esperança que Infunde Alegria”. “Surge logo no Oriente uma pequena nuvem negra, aproximadamente da metade do tamanho da mão de um homem. É a nuvem que rodeia o Salvador, e que, a distância, parece estar envolta em trevas. O povo de Deus sabe ser esse o sinal do Filho do homem. Em solene silêncio fitam-na enquanto se aproxima da Terra, Conheça este e outros mmaatteerriiaaiiss ppeelloo ssiittee hhttttpp::////wwwwww..ccppbb..ccoomm..bbrr//
  6. 6. mais e mais brilhante e gloriosa, até se tornar uma grande nuvem branca, mostrando na base uma glória semelhante ao fogo consumidor. Sobre ela está o arco-íris do concerto. Jesus, na nuvem, avança como poderoso vencedor. [...] Com antífonas de melodia celestial, os santos anjos, em vasta e inumerável multidão, O acompanham em Seu avanço. O firmamento parece repleto de formas radiantes – ‘milhões de milhões e milhares de milhares’ (Ap 5:11). Nenhuma linguagem humana pode descrever a cena, mente mortal alguma é apta para conceber seu esplendor” (Ellen G. White, O Grande Conflito, p. 640, 641). Perguntas para reflexão 1. Embora precisemos acreditar na proximidade do retorno de Cristo, como podemos evitar os perigos do fanatismo? Será que os fanáticos têm consciência de sua situação? 2. Será que a segunda vinda de Cristo está muito distante de nós? Será que estamos muito longe da morte? Tendo consciência da nossa fragilidade, qual deve ser a nossa atitude? 3. Como você responde aos que zombam da ideia da segunda vinda de Cristo? Antes de responder a eles, tente colocar-se no lugar deles, olhando para as coisas da perspectiva deles. Depois de fazer isso e conhecer seus argumentos, pense em maneiras de responder. 4. Se você soubesse que Jesus voltaria na próxima semana, o que mudaria em sua vida agora? Respostas sugestivas: 1. Diante das lutas da vida, precisamos manter firme em nosso coração a certeza de que Jesus Cristo virá e nos levará para Seu reino. Quando isso ocorrer, a morte, dor e sofrimento terão fim. Estaremos para sempre na presença do Senhor. 2. Cristo virá para retribuir a cada um conforme as suas obras. 3. Jesus virá de forma visível e impressionante. 4. A vinda de Cristo será visível, audível, poderosa e libertadora. Os salvos se alegrarão, enquanto os ímpios fugirão da face do Senhor. 5. A degradação do mundo antes da vinda de Cristo atinge os aspectos morais, sociais, políticos, religiosos e naturais. Tudo o que foi profetizado está se cumprindo integralmente em nossa geração. 6. Porque não sabemos o dia da segunda vinda de Jesus. É necessário, portanto, que em todo tempo estejamos prontos para herdar a salvação em Cristo. 7. Alimentar em nosso coração a indiferença em relação à segunda vinda de Cristo, professando crer no advento iminente, mas vivendo como se isso não fosse acontecer. Os cristãos não devem aguardar o retorno do Senhor em expectativa ociosa. Enquanto esperam e observam, devem estar vigilantes para purificar a vida pela obediência à verdade e na dedicação com que trabalham pelos outros. A indiferença pode nos acometer se permitirmos que a aparente demora do retorno de Cristo ocupe espaço em nossa vida, abrindo caminho para que a natureza carnal tome conta de nosso ser. Auxiliar - Resumo Ensinos de Jesus Texto-chave: Marcos 2:27, 28 O aluno deverá: Conhecer: A natureza do prometido retorno de Cristo. Sentir: A certeza da segunda vinda de Cristo. Fazer: Preparar-se espiritualmente para o encontro com o Senhor nos ares. Esboço I. Conhecer: Cristo definiu claramente a natureza e as condições de Sua vinda A. Quais são as características distintas do prometido retorno de Cristo? B. Quais são as consequências da segunda vinda de Cristo para os remidos e os condenados? C. O que sinaliza a proximidade da volta de Cristo? II. Sentir: A vinda de Cristo dá a cada cristão uma sensação de paz, segurança e certeza A. Que sentimentos os cristãos podem experimentar ao contemplar a vinda de Cristo? B. Por que os sinais do breve retorno de Cristo devem gerar alegria, em vez de ansiedade? C. O propósito da vinda de Cristo nos leva a apreciar mais o amor de Deus pela humanidade. Conheça este e outros mmaatteerriiaaiiss ppeelloo ssiittee hhttttpp::////wwwwww..ccppbb..ccoomm..bbrr//
  7. 7. III. Fazer: Preparação espiritual é necessária para o encontro com Cristo nos ares A. Quais rotinas e práticas diárias preparam os cristãos para a volta de Cristo? B. Como os cristãos podem ajudar os incrédulos a se prepararem para a vinda de Cristo? C. De que forma a comunhão cristã contribui para a preparação espiritual? Resumo: O prometido retorno de Cristo é mais do que um sonho distante. Não é um escapismo religioso, mas o reconhecimento do fato de que um Salvador amoroso deseja profundamente reunir Seu povo escolhido. Os cristãos são admoestados a ter uma preparação espiritual diária e constante vigilância para que a vinda de Cristo não os encontre despreparados nem desatentos. Ciclo do Aprendizado Motivação Focalizando as Escrituras: João 14:1–3 Conceito-chave para o crescimento espiritual: O clímax glorioso da fé cristã será o encontro com Cristo em Sua prometida segunda vinda. Somente para o professor: Enfatize para seus alunos que a importância da vinda de Cristo é destacada por sua frequente menção nas Escrituras. Atividade de abertura Você já participou de um reencontro com antigos companheiros da classe da Escola Sabatina ou com familiares que não via há muito tempo? Talvez tenha sido um reencontro com sua turma de formandos na escola ou faculdade. Qual foi a sensação de ver antigos colegas de novo? Peça que os alunos imaginem o momento do reencontro mais emocionante de todos: a segunda vinda de Jesus. Com base nas descrições das Escrituras, como será esse momento? Incentive-os a envolver o maior número possível de seus sentidos, pintando coletivamente, como classe, um quadro do breve retorno de Cristo. Como seria esse evento? Como eles imaginam que se sentiriam diante desse acontecimento? O mais importante: peça que alguns membros compartilhem com suas próprias palavras a resposta para a seguinte pergunta: O que significa para você se reunir com Cristo? Comente com a classe: Reunir significar se encontrar novamente. A maioria das pessoas que estiverem presentes na primeira ressurreição, com exceção dos discípulos de Jesus, O verão face a face pela primeira vez. No entanto, por que a segunda vinda de Cristo será uma reunião entre Cristo e Seu povo? Compreensão Somente para o professor: Embora divididos sobre outras doutrinas e as particularidades da segunda vinda de Jesus, muitos cristãos concordam em declarar que Jesus voltará para Se reencontrar com Seu povo. Comentário Bíblico I. A promessa e o propósito da segunda vinda de Jesus (Recapitule com a classe Jo 14:1-3; Mt 16:27.) Mateus 16:27 faz alusão à profecia apocalíptica de Daniel quanto ao juízo final (Dn 7:13, 14). Os ensinamentos de Cristo reuniram declarações do Antigo Testamento nos livros de Zacarias, Daniel, Isaías, entre outros, para formular o ensino do Novo Testamento sobre Sua vinda. A certeza desse ensino estabeleceu a base a partir da qual Ele ordenou: “Não se turbe o vosso coração” (Jo 14:1). Neste planeta assolado pela guerra, doenças incontroláveis, genocídios, acidentes nucleares, racismo, divórcio, incerteza econômica, etc., essa segurança se torna um mandamento desafiador. No entanto, todo o sofrimento que experimentemos aqui não pode ser comparado com a compensação prometida por Deus. “Mesmo que o nosso homem exterior se corrompa, contudo, o nosso homem interior se renova de dia em dia. Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós eterno peso de glória, acima de toda comparação” (2Co 4:16, 17). Pense nisto: Muitos teólogos rejeitam ou minimizam o juízo como algo que, de alguma forma, diminui a Conheça este e outros mmaatteerriiaaiiss ppeelloo ssiittee hhttttpp::////wwwwww..ccppbb..ccoomm..bbrr//
  8. 8. graça, a justificação e o perdão de Deus. Por que a graça e o perdão de Deus não têm sentido sem o juízo? II. A forma e o tempo da vinda de Jesus (Recapitule com a classe Mt 24; Ap 1:7.) Há três posições teológicas básicas sobre o tempo da volta de Cristo. Os pós-milenistas acreditam que acontecerão mil anos de progresso antes da volta de Cristo. Durante o século XIX, quando houve grande avanço tecnológico, muitos aceitaram essa crença. Expectativas diminuídas, em grande parte por causa da extensa guerra, destruíram quase completamente essa crença. Os amilenistas não acreditam que haverá um período literal de mil anos, mas entendem isso como linguagem figurada. Portanto, o tempo da segunda vinda de Cristo, com referência ao milênio é irrelevante para os amilenistas. O último grupo, conhecido como pré-milenista, é dividido em dois subgrupos: dispensacionalistas e historicistas. Os dispensacionalistas acreditam que Deus trabalha de forma diferente com as pessoas durante diferentes períodos de tempo. Um desses períodos é do Calvário até o início da grande tribulação, classificado como a “era da igreja”. O arrebatamento secreto da igreja acontece no fim dessa era, com a segunda vinda de Cristo ocorrendo sete anos depois, no encerramento da tribulação de sete anos (há pequenas variações dentro desse grupo sobre a sequência exata). Os pecadores têm outra chance de se arrepender durante esse período de tribulação de sete anos. As inconsistências bíblicas dessa posição são numerosas demais para detalhar neste espaço limitado, mas, sem dúvida, algumas são aparentes. A posição bíblica é mais bem expressa através da exegese pré-milenista historicista. Ela ensina que Cristo virá no início do milênio (depois da tribulação ou “tempo de angústia”) para resgatar os santos vivos e mortos (na primeira ressurreição). Os pecadores vivos serão destruídos pelo resplendor de Sua vinda. Então, eles dormirão, juntamente com todos os injustos da História, até o fim do milênio, quando a ressurreição dos condenados terá lugar. Depois dessa segunda ressurreição, eles serão finalmente destruídos. A maneira da segunda vinda de Cristo é mencionada em vários lugares, revelando claramente suas características distintivas. Ela (1) será pública (não será “secreta”; Ap 1:7; 1Ts 4:15-18); (2) ocorrerá ao mesmo tempo em todo o mundo (não será “localizada”; Mt 24:5, 23-30); (3) será anunciada com barulho ensurdecedor (1Ts 4:15-18; Mt 24:31); (4) será literal e pessoal (não será “figurativa”; At 1:11; Lc 24:36-43); (5) será inesperada (1Ts 5:2-6; Mt 24:43, 44), e (6) será cataclísmica (Dn 2:32-35). Em relação à maneira e ao tempo da volta de Cristo, Deus nos dá amplas informações para que possamos crer, mas não a ponto de negligenciarmos Sua vinda pelo excesso de confiança. Pense nisto: A procrastinação aflige muitas pessoas. O que muitos fariam se acreditassem que têm duas chances para se preparar para a volta de Cristo, como os dispensacionalistas ensinam? Qual é o perigo desse ensinamento? Aplicação Somente para o professor: A informação pode motivar ou anestesiar. Será que a informação causa ação ou sonolência? Em Mateus 24, Jesus responde às perguntas dos discípulos a respeito do tempo de Sua vinda. Tendo muitas informações, eles vão se beneficiar? Será que eles se tornarão vigilantes ou ficarão sonolentos? Em Mateus 25, Jesus apresenta três parábolas sobre preparação e vigilância, modelos de preparação espiritual. Examine esses exemplos com a classe: (1) as dez damas de honra (virgens), (2) os três servos (parábola dos talentos), e (3) as ovelhas versus os cabritos. Que princípios podemos tirar dessas parábolas que ajudam na nossa preparação para a vinda de Cristo? Que ações podem expressar esses princípios em nossa vida? Como nossa classe pode se preparar para encontrar Jesus? (Se a classe for muito grande, divida-a em grupos de 4 a 8 pessoas, designando a cada grupo uma parábola). Atividades Conheça este e outros mmaatteerriiaaiiss ppeelloo ssiittee hhttttpp::////wwwwww..ccppbb..ccoomm..bbrr//
  9. 9. Comente cada parábola de Mateus 25, procurando princípios que possam ser aplicados às circunstâncias do nosso tempo. Essas histórias têm aplicações muito além de suas situações imediatas. Pense metaforicamente: 1. O que está sendo dito sobre o estilo de vida dos súditos do reino de Deus? 2. O que está sendo dito sobre a preparação espiritual? Analise o conteúdo: 1. Qual foi o acerto dos protagonistas? 2. Qual foi o erro dos antagonistas? 3. Como os antagonistas podiam ter feito escolhas melhores? 4. Qual foi o ponto decisivo que os separou dos protagonistas? 5. Quais mudanças precisavam ocorrer para produzir resultados mais felizes? 6. Como esses princípios se aplicam à espiritualidade individual? 7. Por que as diferenças entre protagonistas e antagonistas são expressas em termos de ações em vez de pensamentos? Criatividade e atividades práticas Somente para o professor: Outra reunião escolar está em andamento. Os professores estão distribuindo currículos e resumos dos cursos, indicando expectativas para diversos programas. Alguns alunos se planejarão de acordo com o programa, atendendo prontamente às expectativas. Outros irão se divertir, adiar e, finalmente, serão reprovados. Os melhores alunos irão se preparar para os exames finais, enquanto outros vão desperdiçar tempo, postergar e se atrasar. A escola da vida opera com princípios semelhantes. Passar no exame final é ganhar a vida eterna. O fracasso é autoexplicativo. Estudar intensamente na última hora não produzirá sucesso. A vitória será garantida por meio do progresso gradual ao longo da vida. Atividade Nesta semana, prepare um resumo fotográfico de sua vida. Estude sua história pessoal através de fotos. Crie álbuns de fotos que recontam a narrativa de sua vida. Classifique as imagens de acordo com as realizações para as quais você estava se preparando ao fazer as atividades apresentadas nas fotografias. O que tornou certos eventos bem-sucedidos? Que lições espirituais sobre a preparação para a vida eterna você pode extrair desses eventos? Atividade alternativa Nesta semana, use sua memória e imaginação para rever sua vida. Estude sua história pessoal através desses quadros mentais. Crie “álbuns” mentais que recontem a narrativa de sua vida. Classifique essas narrativas de acordo com os eventos da vida para os quais você estava sendo preparado naquelas atividades das quais você se lembrou. O que tornou certos eventos bem-sucedidos? Que lições espirituais sobre a preparação para a vida eterna você pode extrair desses eventos? Planejando atividades: O que sua classe de Escola Sabatina pode fazer, na próxima semana, como resposta ao estudo da lição? É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização da Casa Publicadora Brasileira. Conheça este e outros mmaatteerriiaaiiss ppeelloo ssiittee hhttttpp::////wwwwww..ccppbb..ccoomm..bbrr//

×