A Palavra: a base do reavivamento_Lição_original com textos_332013

579 visualizações

Publicada em

A lição original com os textos bíblicos tem como finalidade facilitar a leitura ou mesmo o estudo, os versos estão na sequência correta, evitando a necessidade de procurá-los, o que agiliza, para os que tem o tempo limitado, vc pode levá-la no ipad, no pendrive, celular e etc, ler a qualquer momento e em qualquer lugar que desejar, até sem a necessidade de estar conectado na internet.

Também facilita se for imprimir por usar bem menos tinta que a lição convencional.

Que... “Deus tenha misericórdia de nós e nós abençoe; e faça resplandecer o seu rosto sobre nós. Para que se conheça na terra o teu caminho, e em todas as nações a tua salvação”. Sal. 67:1-2.

Bom Estudo!

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
579
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Palavra: a base do reavivamento_Lição_original com textos_332013

  1. 1. Lições Adultos Reavivamento e Reforma Lição 3 - A Palavra: a base do reavivamento 13 a 20 de julho Sábado à tarde Ano Bíblico: Pv 12–15 VERSO PARA MEMORIZAR: “Pleiteia a minha causa e livra-me; vivifica-me, segundo a Tua Palavra” (Sl 119:154, RC). Leituras da Semana: Sl 119:50, 74, 116; Hb 4:12; 11:3; Jo 5:39; Hb 4:1, 2; At 20:27-32 Assim como o sincero estudo da Bíblia gerou movimentos reavivamentistas no passado, acreditamos que isso acontecerá novamente nos últimos dias. O Espírito Santo Se moverá sobre uma geração de cristãos adventistas comprometidos que descobriram na Palavra de Deus a vontade dEle e têm paixão por anunciá-la ao mundo. Eles encontrarão graça, força e esperança em Sua Palavra e nela descobrirão os encantos incomparáveis de Cristo. Por isso, Deus honrará seu comprometimento derramando o Espírito Santo em abundância sobre eles e todo o mundo será iluminado com a glória da mensagem dos três anjos. O Espírito Santo será derramado sem medida, o evangelho será levado aos confins da Terra e Jesus Cristo voltará (Mt 24:14). Na lição desta semana estudaremos o papel da Bíblia no reavivamento e como a Palavra de Deus pode mudar nossa vida, quando acatamos com fé e obediência seus preceitos e verdades. Domingo - Reavivados pela Palavra Ano Bíblico: Pv 16–19 1. Leia cada um dos versos abaixo. Na primeira linha escreva a súplica. Na segunda linha escreva a circunstância que levou Davi a fazer a súplica. Sl 119:25; Sl 119:107; Sl 119:153, 154 “A minha alma está apegada ao pó; vivifica-me segundo a tua palavra.” (Salmos 119:25 RA) “Estou aflitíssimo; vivifica-me, SENHOR, segundo a tua palavra.” (Salmos 119:107 RA) “Atenta para a minha aflição e livra-me, pois não me esqueço da tua lei. Defende a minha causa e liberta-me; vivifica-me, segundo a tua promessa.” (Salmos 119:153-154 RA) 2. Nos Salmos, Davi falou sobre as bênçãos da Palavra em sua vida espiritual. Leia os seguintes versos do Salmo 119 e escolha uma palavra de cada verso que melhor resume as bênçãos que o salmista descobriu nessa Palavra. 50; 74; 116; 130; 160; 169; 170 “O que me consola na minha angústia é isto: que a tua palavra me vivifica.” (Salmos 119:50 RA) “Alegraram-se os que te temem quando me viram, porque na tua palavra tenho esperado.” (Salmos 119:74 RA) “Ampara-me, segundo a tua promessa, para que eu viva; não permitas que a minha esperança me envergonhe.” (Salmos 119:116 RA) “A revelação das tuas palavras esclarece e dá entendimento aos simples.” (Salmos 119:130 RA) “As tuas palavras são em tudo verdade desde o princípio, e cada um dos teus justos juízos dura para sempre.” (Salmos 119:160 RA) ramos@advir.comramos@advir.com
  2. 2. “Chegue a ti, SENHOR, a minha súplica; dá-me entendimento, segundo a tua palavra.” (Salmos 119:169 RA) “Chegue a minha petição à tua presença; livra-me segundo a tua palavra.” (Salmos 119:170 RA) Davi encontrou coragem e força na Palavra de Deus. Nela, ele descobriu esperança e orientação divina. A Palavra trouxe luz à sua mente obscurecida (Sl 119:130), alimentou seu coração faminto e saciou sua alma sedenta (Sl 119:81). Quando Saul ameaçou matá-lo, ele se apegou à promessa divina de livramento (Sl 34:4). Atormentado pela culpa depois de sua relação adúltera com Bate-Seba, ele se apegou à promessa do perdão de Deus (Sl 32:1, 2). Perplexo a respeito do futuro, agarrou-se à promessa de orientação divina (Sl 32:8). Davi exclamou com alegria: “A Tua palavra me vivificou” (Sl 119:50, RC). A base do reavivamento é encontrar nova vida na Palavra de Deus. Como você pode aprender a encontrar na Palavra de Deus esperança, força, segurança e luz? Isto é, como pode ter uma experiência mais profunda com o Senhor ao conhecê-Lo como Ele é revelado na Bíblia? Segunda - Poder criativo da Palavra Ano Bíblico: Pv 20–22 3. Leia Hebreus 4:12. A passagem afirma que “a Palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra” o nosso íntimo. Em que sentido a Palavra de Deus é viva? “Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração.” (Hebreus 4:12 RA) 4. Qual é a diferença entre a Palavra de Deus e o conselho inteligente de um sábio professor, pastor ou conselheiro? O que a Bíblia diz sobre o poder da Palavra de Deus? Sl 33:6, 9; Hb 11:3; 2Tm 3:16, 17 Os céus por sua palavra se fizeram, e, pelo sopro de sua boca, o exército deles.” (Salmos 33:6 RA) “Pois ele falou, e tudo se fez; ele ordenou, e tudo passou a existir.” (Salmos 33:9 RA) “Pela fé, entendemos que foi o universo formado pela palavra de Deus, de maneira que o visível veio a existir das coisas que não aparecem.” (Hebreus 11:3 RA) “Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra.” (2 Timóteo 3:16-17 RA) Há valor no sábio conselho do ser humano. Todos já fomos ajudados pelos conselhos de outros. O problema é que o conselho humano não tem o poder de realizar a transformação que a Palavra de Deus opera. A Palavra de Deus é um vivo, dinâmico e poderoso agente de transformação. O mesmo poder que estava na palavra pronunciada por Deus na criação está na Palavra escrita de Deus. Ao aceitar os mandamentos e promessas de Deus pela fé, recebemos o poder do Espírito Santo para fazer a vontade de Cristo. “A energia criadora que trouxe à existência os mundos está na Palavra de Deus. Essa Palavra comunica poder e gera vida. Cada ordenança é uma promessa; aceita voluntariamente, recebida na alma, traz consigo a vida do Ser infinito. Transforma a natureza, restaurando-a à imagem de Deus” (Ellen G. White, Educação, p. 126). Uma leitura casual da Palavra de Deus muito raramente produz reavivamento espiritual. Estudar a Bíblia para provar uma teoria, ou para convencer alguém de seus erros, produz bem pouco benefício para nossa vida espiritual. A transformação ocorre quando em oração lemos a Palavra de Deus, pedindo que o Espírito Santo nos dê poder para ser mais semelhantes a Jesus. A verdadeira transformação acontece quando pedimos que o Deus da criação nos recrie à Sua imagem. A mudança ocorre quando os ensinamentos de Jesus nas Escrituras se tornam parte de nossa vida, e vivemos “de toda palavra que procede da boca de Deus” (Mt 4:4). O poder da Palavra de Deus mudou sua vida? Em que áreas você ainda precisa ser transformado? Terça - Jesus e a Palavra Ano Bíblico: Pv 25–27 5. Qual é a semelhança entre a função da Palavra de Deus e do Espírito de Deus? Jo 5:39; 16:14, 15 “Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim.” (João 5:39 RA) “Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar. Tudo quanto o Pai tem é meu; por isso é que vos disse que há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar.” (João 16:14-15 RA) A Palavra de Deus dá testemunho de Jesus. O Espírito Santo também dá testemunho de Jesus. O Espírito Santo nos leva a uma experiência mais profunda com Jesus por meio da Sua Palavra. O propósito do Espírito Santo no reavivamento não é primeiramente Se manifestar com sinais e maravilhas sobrenaturais, mas exaltar Jesus por Sua Palavra. O batismo do ramos@advir.comramos@advir.com
  3. 3. Espírito Santo não está relacionado com nosso poder para realizar grandes milagres. Trata-se do poder de Deus para transformar nossa vida. Esse é o significado de reavivamento e reforma. A Palavra de Deus provê o fundamento ou a base de todo genuíno reavivamento. Nossa experiência flui da compreensão da Palavra de Deus. Nosso louvor e adoração brotam de mentes cheias da Palavra. Uma vida transformada é o maior testemunho do verdadeiro reavivamento. Sentimentos de louvor podem acompanhar o reavivamento, mas não são a base para ele. Qualquer suposto “reavivamento” com base exclusivamente em sentimentos externos ou experiência, na melhor das hipóteses, é superficial. Na pior das hipóteses, é enganoso. É uma ilusão de espiritualidade, não piedade genuína. Quando o reavivamento está enraizado na Palavra de Deus, é uma experiência que perdura e faz a diferença em nossa vida e na de pessoas ao nosso redor. A história da aparição de Jesus aos dois discípulos no caminho de Emaús revela o papel da Bíblia no início do verdadeiro reavivamento. Esses seguidores de Cristo estavam muito confusos. Aos poucos, porém, Ele expôs “o que a Seu respeito constava em todas as Escrituras” (Lc 24:27). Ele repetiu as profecias do Antigo Testamento sobre o Messias. Jesus poderia ter operado um milagre para provar Sua identidade ou mostrado as cicatrizes em Suas mãos. Ele não fez assim. Em vez disso, deu-lhes um estudo bíblico. Observe a resposta deles, quando refletiram sobre o que havia acontecido naquele dia. “Disseram um ao outro: Porventura, não nos ardia o coração, quando Ele, pelo caminho, nos falava, quando nos expunha as Escrituras?” (Lc 24:32). Que exemplo de genuíno reavivamento! Por que não podemos confiar em nossos sentimentos? Como nossos sentimentos podem nos enganar? Qual é e qual não é a função deles em nossa caminhada com o Senhor? Quarta - Reavivamento, fé e a Palavra Ano Bíblico: Pv 28–31 Falando do tempo antes de Sua vinda, Jesus perguntou: “Quando vier o Filho do Homem, achará, porventura, fé na Terra?” (Lc 18:8). Evidentemente, a fé estará em falta nos últimos dias. Como podemos definir a fé bíblica? Fé é acreditar que Deus nos dará tudo o que queremos? A fé está centralizada em nossos desejos? Fé significa pedir a Deus aquilo que desejamos e acreditar que receberemos, se apenas acreditarmos o suficiente? Devemos saber as respostas para essas perguntas retóricas, não é mesmo? A verdadeira fé está sempre focalizada na vontade de Deus, não em nossos desejos. É confiar em Deus, acreditando em Suas promessas, e agindo de acordo com Sua Palavra. Nossa fé cresce quando ouvimos a Palavra de Deus e a pomos em prática (Rm 10:17; Tg 2:17, 18). Abrir a mente aos ensinamentos da Palavra de Deus edifica a fé. Fazer o que Deus diz, mesmo que isso seja contrário aos nossos desejos pessoais, prepara-nos para receber a plenitude do poder do Espírito Santo. 6. Por que algumas pessoas recebem pouco benefício da leitura da Bíblia? Hb 4:1, 2 “Temamos, portanto, que, sendo-nos deixada a promessa de entrar no descanso de Deus, suceda parecer que algum de vós tenha falhado. Porque também a nós foram anunciadas as boas-novas, como se deu com eles; mas a palavra que ouviram não lhes aproveitou, visto não ter sido acompanhada pela fé naqueles que a ouviram.” (Hebreus 4:1-2 RA) Nossa experiência espiritual é reavivada quando aceitamos e reivindicamos a Palavra de Deus pela fé. Alcançamos pouco benefício ao lermos a Bíblia apressadamente, por obrigação ou dever. Somos transformados quando interiorizamos o que lemos, e permitimos que os ensinamentos da Bíblia moldem nossos pensamentos e nossa vida. 7. Compare a fé do centurião romano, do paralítico de Betesda, e a dos discípulos no tempestuoso mar da Galileia (Mt 8:8- 10; Jo 5:6-9; Mt 14:29-33). O que podemos aprender com cada relato? “Mas o centurião respondeu: Senhor, não sou digno de que entres em minha casa; mas apenas manda com uma palavra, e o meu rapaz será curado. Pois também eu sou homem sujeito à autoridade, tenho soldados às minhas ordens e digo a este: vai, e ele vai; e a outro: vem, e ele vem; e ao meu servo: faze isto, e ele o faz. Ouvindo isto, admirou-se Jesus e disse aos que o seguiam: Em verdade vos afirmo que nem mesmo em Israel achei fé como esta.” (Mateus 8:8-10 RA) “Jesus, vendo-o deitado e sabendo que estava assim há muito tempo, perguntou-lhe: Queres ser curado? Respondeu-lhe o enfermo: Senhor, não tenho ninguém que me ponha no tanque, quando a água é agitada; pois, enquanto eu vou, desce outro antes de mim. Então, lhe disse Jesus: Levanta-te, toma o teu leito e anda. Imediatamente, o homem se viu curado e, tomando o leito, pôs-se a andar. E aquele dia era sábado.” (João 5:6-9 RA) “E ele disse: Vem! E Pedro, descendo do barco, andou por sobre as águas e foi ter com Jesus. Reparando, porém, na força do vento, teve medo; e, começando a submergir, gritou: Salva-me, Senhor! E, prontamente, Jesus, estendendo a mão, tomou-o e lhe disse: Homem de pequena fé, por que duvidaste? Subindo ambos para o barco, cessou o vento. E os que ramos@advir.comramos@advir.com
  4. 4. estavam no barco o adoraram, dizendo: Verdadeiramente és Filho de Deus!” (Mateus 14:29-33 RA) A fé não cresce apenas ao lermos ou ouvirmos a Palavra de Deus. Ela surge quando reivindicamos Suas promessas como sendo nossas e quando cremos que o que Ele disse se aplica a nós, pessoalmente. Deus deu a cada um de nós uma medida de fé. Ela é um dos dons do Céu (Rm 12:3). Quando exercitamos a fé que Ele já colocou em nosso coração, essa não pode deixar de crescer. Quinta - A Palavra: guardiã e salvaguarda do reavivamento Ano Bíblico: Ec 1–4 O Espírito Santo Se moveu poderosamente pelo ensino e pregação do apóstolo Paulo quando ele estabeleceu a igreja cristã em Éfeso, uma cidade de aproximadamente 150 mil pessoas. Era considerada o mercado da Ásia, um grande bazar. Quando os navios traziam suas mercadorias de toda a Ásia, as pessoas corriam para Éfeso a fim de comprar seda fina, joias raras, especiarias saborosas, tapetes feitos à mão, requintados objetos de arte e comidas exóticas. Ela era também o centro de adoração à deusa Diana e o futuro lar da famosa Biblioteca de Celsius, com 12 mil volumes. A cidade teve um magnífico anfiteatro com capacidade para 15 mil pessoas. Era utilizado para grandes concertos e produções teatrais. A promiscuidade sexual era comum. Se já houve um lugar em que era improvável que o cristianismo criasse raízes, crescesse e florescesse, esse lugar era Éfeso. 8. Leia Atos 20:27-32. Qual era a preocupação de Paulo para com os cristãos de Éfeso? Qual foi seu conselho para eles? Que papel ele atribuiu à Palavra de Deus? “porque jamais deixei de vos anunciar todo o desígnio de Deus. Atendei por vós e por todo o rebanho sobre o qual o Espírito Santo vos constituiu bispos, para pastoreardes a igreja de Deus, a qual ele comprou com o seu próprio sangue. Eu sei que, depois da minha partida, entre vós penetrarão lobos vorazes, que não pouparão o rebanho. E que, dentre vós mesmos, se levantarão homens falando coisas pervertidas para arrastar os discípulos atrás deles. Portanto, vigiai, lembrando-vos de que, por três anos, noite e dia, não cessei de admoestar, com lágrimas, a cada um. Agora, pois, encomendo-vos ao Senhor e à palavra da sua graça, que tem poder para vos edificar e dar herança entre todos os que são santificados.” (Atos 20:27-32 RA) 9. Leia 1 Pedro 1:22, 23; Tiago 1:21, 22; 1 João 2:14. Quais são os ensinamentos de Pedro, Tiago e João sobre a importância da Bíblia na vida do cristão? Observe especialmente o ensino dos discípulos sobre o impacto da Bíblia em nossa vida espiritual. “Tendo purificado a vossa alma, pela vossa obediência à verdade, tendo em vista o amor fraternal não fingido, amai-vos, de coração, uns aos outros ardentemente, pois fostes regenerados não de semente corruptível, mas de incorruptível, mediante a palavra de Deus, a qual vive e é permanente.” (1 Pedro 1:22-23 RA) “Portanto, despojando-vos de toda impureza e acúmulo de maldade, acolhei, com mansidão, a palavra em vós implantada, a qual é poderosa para salvar a vossa alma. Tornai-vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando- vos a vós mesmos.” (Tiago 1:21-22 RA) “Filhinhos, eu vos escrevi, porque conheceis o Pai. Pais, eu vos escrevi, porque conheceis aquele que existe desde o princípio. Jovens, eu vos escrevi, porque sois fortes, e a palavra de Deus permanece em vós, e tendes vencido o Maligno.” (1 João 2:14 RA) Que semelhanças você vê nos textos acima em relação ao papel da Palavra de Deus? Por que a Palavra de Deus é tão importante para o reavivamento espiritual de cada pessoa e da igreja em geral? Sexta - Estudo adicional Ano Bíblico: Ec 5–8 “Satanás emprega todo artifício possível para impedir os homens de obter conhecimento da Bíblia, pois seus claros ensinos põem a descoberto os enganos dele. Em todo avivamento da obra de Deus o príncipe do mal está desperto para atividade mais intensa. Ele aplica atualmente todos os seus esforços em se preparar para a luta final contra Cristo e Seus seguidores. O último grande engano logo vai tornar-se evidente diante de nós. O anticristo vai operar suas obras maravilhosas à nossa vista. Tão meticulosamente a contrafação se parecerá com o verdadeiro que será impossível distinguir entre ambos sem o auxílio das Escrituras Sagradas. Pelo testemunho delas toda declaração e todo prodígio deverão ser provados. “Os que se esforçam por obedecer a todos os mandamentos de Deus defrontarão oposição e escárnio. Apenas em Deus será possível subsistir. A fim de suportarem a prova que diante deles está, devem compreender a vontade de Deus como se acha revelada em Sua Palavra. Poderão honrá-Lo, unicamente, tendo uma concepção correta de Seu caráter, governo e propósitos, e agindo de acordo com estes. Pessoa alguma, a não ser os que fortaleceram o espírito com as verdades das Escrituras, poderá resistir no último grande conflito” (Ellen G. White, O Grande Conflito, p. 593). Perguntas para reflexão 1. Qual é o papel da Palavra de Deus no contexto dos enganos finais? Pense nas implicações desta declaração: “Tão meticulosamente a contrafação se parecerá com o verdadeiro que será impossível distinguir entre ambos sem o auxílio das Escrituras Sagradas.” O que isso nos diz sobre o perigo de julgar a verdade com base apenas na experiência pessoal ou ramos@advir.comramos@advir.com
  5. 5. nos sentimentos? 2. Durante a semana lemos Tiago 1:22, que nos convida a ser “praticantes da Palavra”. O que significa isso, e por que é tão essencial para nós, se quisermos ter o verdadeiro reavivamento espiritual? Por que ler, ensinar e falar sobre fé é muito mais fácil do que viver a fé? Nesta semana você foi um bom “praticante da Palavra”? Respostas sugestivas: 1. Sl 119:25, 107, 153, 154: Vivifica-me segundo a Tua Palavra, liberta-me. Circunstância: Humilhação e aflição. 2. Verso 50: Consolo; 74: esperança; 116: amparo; 130: iluminação; 160: verdade; 169: entendimento; 170: libertação. 3. É viva no sentido de que tem poder para atuar em nosso coração, mostrar nossas deficiências e transformar nosso caráter. 4. As palavras dos homens podem influenciar a vida no planeta, mas a Palavra de Deus, escrita e falada, gera vida a partir do nada, no sentido físico, e regenera a vida espiritual. 5. A Palavra escrita testifica de Jesus Cristo; o Espírito Santo glorifica a Cristo e anuncia as palavras de Cristo. 6. Por falta de fé na Palavra de Deus. 7. Centurião: humildade e fé no poder de cura da palavra de Jesus; paralítico: desejava ser curado, mas já havia perdido a esperança; demonstrou fé ao obedecer à palavra de Jesus; discípulos: ficaram com medo. Jesus disse que Pedro tinha uma pequena fé. 8. Lobos vorazes tentariam afastar de Cristo as Suas ovelhas. Os líderes deveriam proteger a igreja, edificando-a pela Palavra e confirmando-a na santidade. 9. A Palavra purifica, produz amor pelos semelhantes; salva; traz conhecimento de Cristo, força e vitória sobre o maligno. Deus deseja que sejamos praticantes da Palavra. Auxiliar - Resumo Texto-chave: Hebreus 4:12 “Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração.” (Hebreus 4:12 RA) O aluno deverá... Conhecer: (1) A importância vital de conhecer Deus por intermédio de Sua Palavra. (2) O valor da Palavra para o crescimento espiritual e proteção contra os enganos do maligno. Sentir: O desejo de estudar a Palavra de Deus com a mente receptiva e o coração alegre. Fazer: Comprometer-se a passar tempo com Jesus em Sua Palavra todos os dias e tentar aplicar os princípios bíblicos na vida prática. Esboço I. Conhecer: O poder da Palavra de Deus para transformar a vida A. Por que a Palavra é muito diferente de outros livros de inspiração? O que a torna diferente de todas as outras literaturas? B. Qual é o papel da Bíblia no reavivamento, e por quê? II. Sentir: O impacto da Palavra sobre a vida A. A fim de apreciar plenamente a Palavra de Deus, o que precisamos perceber sobre nossa necessidade? B. Como o estudo, ou a falta do estudo da Palavra de Deus afetam o relacionamento com Deus? C. Compartilhe um momento em que você se sentiu perto de Deus ao estudar Sua Palavra. Pense em uma passagem das Escrituras que impactou sua vida e explique a razão para isso. III. Fazer: As mais ricas bênçãos da Palavra A. Que passos precisamos dar para tornar o estudo da Bíblia mais significativo e espiritualmente produtivo? B. A exemplo do que ocorreu com Jesus, como podemos tornar a Palavra de Deus o centro de nossa vida? C. De quais atividades práticas (seminários, retiros, etc.) a congregação local pode participar a fim de experimentar o poder vivificante e santificador da Palavra? Resumo: Ao estudarmos a Palavra de Deus, nós O conheceremos mais e confiaremos mais nEle. Testemunharemos em Seu favor com mais eficiência. O profundo estudo da Bíblia aumenta nossa fé e nos prepara para experimentar o reavivamento espiritual. Igrejas são reavivadas quando dedicam prioridade à Palavra de Deus e ela é aplicada no coração e mente de cada membro. Ciclo do Aprendizado Motivação Focalizando a Palavra: Hebreus 4:12 Conceito-chave para o crescimento espiritual: A Palavra de Deus revela a vontade dEle. Em Sua Palavra, somos colocados em contato com o mesmo Espírito Santo que inspirou a Palavra. Enquanto o Espírito Santo aplica ao nosso coração a ramos@advir.comramos@advir.com
  6. 6. Palavra, nós nos tornamos mais semelhantes a Jesus. Somente para o professor: A lição desta semana deve ajudar os membros da classe a reconhecer que a Palavra de Deus não é apenas uma fonte de verdadeira doutrina, embora certamente ela seja isso. Mais do que tudo, ela é uma revelação de Jesus Cristo (Jo 5:39). Quando o Espírito Santo impressiona a mente com o amor e poder de Jesus por meio da Palavra, a vida espiritual é reavivada (2Co 3:18). A Palavra de Deus é o fundamento de todo verdadeiro reavivamento (Sl 119:25). Sem um profundo estudo da Palavra de Deus, a vida espiritual será estéril. O fruto da espiritualidade genuína floresce quando a vida está enraizada na Palavra de Deus, o fundamento de todo verdadeiro reavivamento. Sem ela, o reavivamento vai se tornar fanatismo emocional, será vulnerável a enganos doutrinários ou ficará estagnado na complacência. O objetivo da lição desta semana não é apenas enfatizar a importância da Palavra de Deus, mas também estimular maior amor pelo estudo de Sua Palavra. Discussão de abertura: Na lição desta semana, estudaremos a relação entre a Palavra de Deus e o reavivamento espiritual. Ao longo da história, grandes movimentos de reavivamento surgiram do estudo da Bíblia. Homens e mulheres de oração, tendo a mente preenchida com a Palavra de Deus, mudaram o mundo, enquanto o Espírito Santo os transformava pela Palavra. Martinho Lutero foi um desses que abalaram o mundo. No entanto, teve dificuldade em acreditar que Deus realmente o amava. Sua imagem de Deus era a de um juiz vingativo e tirano irado. Um dia, ao examinar alguns livros na biblioteca da Universidade de Erfurt, onde era monge, Lutero descobriu uma Bíblia latina. Foi a primeira vez que ele segurou uma cópia da Bíblia inteira. Ellen G. White descreveu sua reação desta forma: “Com um misto de reverência e admiração, folheava as páginas sagradas. Pulso acelerado e coração palpitante, lia por si mesmo as palavras de vida, detendo-se aqui e acolá para exclamar: ‘Oh! quem dera Deus me desse tal livro!’ [...] Anjos celestiais estavam a seu lado, e raios de luz procedentes do trono de Deus traziam-lhe à compreensão os tesouros da verdade” (O Grande Conflito, p. 122). O reavivamento no coração de Lutero que acendeu as chamas da Reforma foi iniciado naquele dia, na biblioteca do mosteiro, quando ele descobriu os encantos incomparáveis da graça de Cristo por meio de Sua Palavra. Comente: Por que a Palavra de Deus contém esse poder capaz de mudar a vida e gerar reavivamento? Compreensão Só para o professor: Enfatize que o reavivamento não está enraizado nas emoções ou sentimentos humanos. Não é uma emoção confortante que experimentamos na oração, durante um sermão comovente, ou numa onda de êxtase provocada por uma canção de louvor. Reavivamento é a renovação da graça de Deus na alma quando temos comunhão com Ele em oração e por meio de Sua Palavra. Não há substituto para a Bíblia no reavivamento. Comentário Bíblico I. A Palavra viva (Recapitule com a classe Hb 4:12.) Hebreus capítulo 4 está repleto de significado, especialmente o verso 12. Cada expressão é significativa. Cada palavra é cheia de riquezas. Vamos estudá-lo, expressão por expressão, sentindo seu impacto prático em nossa vida hoje. “A Palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes”. A Bíblia é a Palavra escrita, e Jesus é a Palavra viva (Jo 1:1, 14). Jesus é o Verbo que Se fez carne. Se você quiser descobrir como se parece a Palavra vivida na humanidade, olhe para Jesus. Sua Palavra é viva e concede vida. É uma Palavra criadora (Sl 33:6, 9). Na Palavra, encontramos o Cristo vivo por meio de Seu Espírito, e Ele transforma nossa vida. Sua Palavra é eficaz. A palavra grega traduzida como eficaz é energes, da qual temos a palavra energia. Como Ellen G. White tão apropriadamente afirma: “A energia criadora que trouxe à existência os mundos, está na Palavra de Deus. Essa Palavra comunica poder e gera vida. Cada ordenança é uma promessa; aceita voluntariamente, recebida na alma, traz consigo a vida do Ser infinito. Transforma a natureza, restaurando-a à imagem de Deus” (Educação, p. 126). Recriação requer o poder de criação, e esse poder é encontrado na Palavra de Deus. A imagem de uma espada afiada ou de uma “espada de dois gumes” é uma expressão comum para a Palavra de Deus (Ef 6:17; Ap 1:16; 19:13-15). Essa expressão é seguida em Hebreus 4:12 por três pares: 1) alma e espírito; 2) juntas e medulas; 3) pensamentos e propósitos. Um estudo cuidadoso desses pares revela a profundidade de seu significado. Alma e espírito representam as faculdades espirituais; juntas e medulas as habilidades físicas; pensamentos e propósitos as faculdades mentais. A lição é que a Palavra de Deus tem a capacidade criadora para transformar nossa natureza. Ela rege cada aspecto da vida e comportamento humanos. Pense nisto: A Bíblia é diferente de todas as outras literaturas. Outros livros podem ser inspiradores, mas a Bíblia é inspirada. É a mensagem de Deus ao coração. Fala conosco pessoalmente. Sua mensagem é universal e eterna. Das muitas evidências da inspiração da Bíblia, qual é a mais impressionante para você? II. Ouvindo a Palavra (Recapitule com a classe Romanos 10:17.) A fé genuína, autêntica e renovadora vem pelo ouvir da Palavra de Deus. No Novo Testamento, a palavra para ouvir, akoe, implica não apenas ouvir com os ouvidos, mas ouvir com o coração. Já conversou com alguém que ouvia o que você dizia, mas não estava realmente prestando atenção e tinha pouca compreensão do que você queria dizer? Nessa passagem, Paulo nos exorta a ouvir a Palavra de Deus, realmente ouvir o que está sendo dito, e deixá-la transformar nossa vida. ramos@advir.comramos@advir.com
  7. 7. Pense nisto: Quando a Bíblia se torna a “Palavra de Deus” falando conosco como se pudéssemos ouvi-Lo falar com a própria voz, nossa vida jamais será a mesma. Compartilhe um momento em que você sentiu a profunda convicção do Espírito Santo, enquanto lia a Palavra de Deus, ou um momento em que sentiu Sua presença enquanto meditava sobre uma passagem das Escrituras. Aplicação Perguntas para reflexão 1. Quais são os obstáculos ao reavivamento na minha vida? 2. A correria da vida está minando minha força espiritual e extinguindo as centelhas do reavivamento? Perguntas de aplicação Perguntas para reflexão 1. Na prática, como você consegue tornar o estudo da Bíblia mais significativo? 2. Você já experimentou um reavivamento espiritual em um colégio, durante um acampamento, em uma reunião evangelística ou na igreja? O que caracterizou essa experiência? Por quanto tempo se estendeu a influência dela? Por que alguns reavivamentos tendem a durar pouco tempo? Atividades práticas Somente para o professor: O diabo tenta nos manter tão ocupados com as coisas materiais que as coisas da eternidade são excluídas; assim as coisas da Terra sufocam as celestiais. Quando passamos tempo a sós com Deus em Sua Palavra, podemos não sentir que estamos crescendo. Podemos perceber pouca mudança em nossa vida. O progresso espiritual pode parecer pequeno e lento, mas está ocorrendo. Aos poucos, imperceptivelmente, o Espírito Santo está nos transformando. 1. Você já teve um filho que parecia estar crescendo muito lentamente e, em seguida, começou a crescer rapidamente? Como foi essa arrancada de crescimento? Quando isso ocorreu? Quanto a criança cresceu? 2. Esse avanço no crescimento simplesmente aconteceu em um determinado momento, ou o corpo se preparou para isso durante anos? Compare o crescimento em Cristo ao crescimento do corpo. Embora os pais não possam fazer os filhos crescerem, o que eles podem fazer para colaborar com esse processo de crescimento? Como isso se aplica ao crescimento cristão? O que podemos fazer para cooperar com Deus no processo de crescimento? Sugestão: Existe um adolescente que acaba de experimentar uma arrancada de crescimento e que você poderia entrevistar sobre sua experiência e então compará-la com a vida cristã? Se isso não for possível, peça que os alunos comentem sobre suas próprias arrancadas de crescimento, ou de seus filhos ou netos. A lição que deve ficar é que o crescimento somente ocorrerá se tivermos comunhão com Cristo por meio da oração e estudo da Palavra de Deus. Planejando atividades: O que sua classe de Escola Sabatina pode fazer na próxima semana como resposta ao estudo da lição? ramos@advir.comramos@advir.com

×