A igreja a serviço da humanidadeLição 8                                                                                   ...
- O Povo que Deus tirou do Egito foi chamado de “congregação [ou ‘igreja’] no deserto” (Atos 7:38). Seus membros eram“um r...
que está próximo o reino dos céus. Curai enfermos, ressuscitai mortos, purificai leprosos, expeli demônios; degraça recebe...
- Para alcançar essa unidade o conselho divino é “Estai em mim, e eu, em vós; como a vara de si mesma não pode darfruto, s...
- O Reino de Deus o valor consiste em servir, quanto mais útil a pessoa for mais valorizada é, por isso “ haja em vós omes...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A igreja a serviço da humanidade_Resumo_Liç_842012_Esc_Sab.

447 visualizações

Publicada em

https://www.facebook.com/gerson.g.ramos

https://twitter.com/@ramosgerson7

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
447
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A igreja a serviço da humanidade_Resumo_Liç_842012_Esc_Sab.

  1. 1. A igreja a serviço da humanidadeLição 8 17 a 24 de novembro “Escrevo-te estas coisas, esperando ir ver-te em breve; para que, se eu tardar, fiques ciente de VERSO PARA MEMORIZAR: como se deve proceder na casa de Deus, que é a igreja do Deus vivo, coluna e baluarte da verdade” (1Tm 3:14, 15).A igreja é o instrumento apontado por Deus para a salvação dos homens. Foi organizada para servir, e sua missão é levaro evangelho ao mundo. Desde o princípio tem sido plano de Deus que através de Sua igreja seja refletida para o mundoSua plenitude e suficiência. Aos membros da igreja, a quem Ele chamou das trevas para Sua maravilhosa luz, competemanifestar Sua glória. A igreja é a depositária das riquezas da graça de Cristo; e pela igreja será a seu tempomanifesta, mesmo aos "principados e potestades nos Céus" (Efés. 3:10), a final e ampla demonstração do amorde Deus. …A igreja é a fortaleza de Deus, Sua cidade de refúgio, que Ele mantém num mundo revoltado. … Durante séculos detrevas espirituais a igreja de Deus tem sido como uma cidade edificada sobre um monte. De século em século, atravésde sucessivas gerações, as puras doutrinas do Céu têm sido desdobradas dentro de seus limites. Fraca e defeituosa comopossa parecer, a igreja é o único objeto sobre que Deus concede em sentido especial Sua suprema atenção. É o cenáriode Sua graça, na qual Se deleita em revelar Seu poder de transformar corações. Atos dos Apóstolos, págs. 9-12.Objetivo: "Devemos lembrar que a Igreja, enfraquecida e defeituosa como seja, é o único objeto na Terra a que Cristoconcede Sua suprema consideração. Ele vela constantemente com solicitude por ela, e fortalece-a por Seu EspíritoSanto." Mensagens Escolhidas, v. 2, p. 396. Domingo: A natureza da igreja: parte 11. Em termos gerais, a palavra ecclesia indica um grupo de pessoas chamadas por meio da iniciativa de Deus.Como isso explica o uso que Paulo fez dessa palavra em três diferentes níveis: (1) a igreja nos lares ( Rm 16:5; 1Co 16:19),(2) a igreja em cidades específicas (1Co 1:2; Gl 1:2), e (3) a igreja em áreas geográficas mais extensas (At 9:31)?à igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados para ser santos, com todos os que emtodo lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso: (1 Cor. 1:2)Nas Escrituras a palavra igreja é uma tradução do grego ekklesia, que significa “chamado”. Essa expressão eracomumente usada em relação a qualquer assembléia que se reunisse através da prática de convidar as pessoaspara o encontro. A Septuaginta – versão grega do Antigo Testamento hebraico, e que era muito popular nos dias deJesus – utilizou o termo ekklesia para traduzir o hebraico qahal, que significava “reunião”, “assembléia” ou“congregação” . (Deut. 9:10; 18:16; I Sam. 17:47; I Reis 8:14; I Crôn. 13:2). “Church Nature of”, SDA Encyclopedia,edição revista, pág. 302; “Church”, SDA Bible Dictionary, edição revista, pág. 224.O termo igreja no Novo Testamento e usado para:(1) crentes reunidos para adoração num lugar específico (I Cor. 11:18; 14:19 e 28);(2) crentes que viviam em certa localidade (I Cor. 16:1; Gál. 1:2; I Tess. 2:14);(3) um grupo de crentes reunidos no lar de um indivíduo (I Cor. 16:19; Col. 4:15; Fil. 2);(4) um grupo de congregações situadas em determinada área geográfica (Atos 9:31);3(5) todo o corpo de crentes em redor do mundo (Mat. 16:18; I Cor. 10:32; 12:28; Efés. 4:11-16);(6) toda a criação fiel, tanto nos Céus quanto na Terra (Efés. 1:20-22; cf. Filip. 2:9-11).- No Novo Testamento, ecclesia (igreja) é definida como o grupo dos fiéis, a palavra nunca é usada para falar de umedifício no sentido de “paredes” aonde o culto público é realizado, a igreja ou congregação são as pessoas “com todos osque em todo lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso” (1 Cor. 1:2).A verdadeira reverência a Deus é inspirada pelo senso de Sua infinita grandeza e a noção de Sua presença. Com estesenso do invisível, todo coração deve sentir-se profundamente impressionado. A ocasião e o lugar de oração sãosagrados, porque Deus está ali. Profetas e Reis, 48.Deus é sublime e santo; e à pessoa crente e humilde, Sua casa na Terra, o lugar em que Seu povo se reúne paraadoração é como a porta do Céu. O cântico de louvor e as palavras proferidas pelos ministros de Cristo são os meiosindicados por Deus para preparar um povo para a igreja lá de cima, para aquela mais elevada adoração. The YouthsInstructor, 8 de outubro de 1896. Segunda: A natureza da igreja: parte 22. Na Bíblia, o conceito de “povo de Deus” é aplicado aos filhos de Israel (Dt 14:2). Em 1 Pedro 2:9, o conceito é claramenteaplicado aos cristãos. O que isso significa para nós?Porque sois povo santo ao SENHOR, vosso Deus, e o SENHOR vos escolheu de todos os povos que há sobre a face daterra, para lhe serdes seu povo próprio. (Deut. 14:2) ramos@advir.com
  2. 2. - O Povo que Deus tirou do Egito foi chamado de “congregação [ou ‘igreja’] no deserto” (Atos 7:38). Seus membros eram“um reino de sacerdotes e nação santa” (Êxo. 19:6), o “povo santo” de Deus (Deut. 28:9; cf. Lev. 26:12) – Somos hoje acontinuidade deste povo, Sua igreja. “E, se sois de Cristo, também sois descendentes de Abraão e herdeiros segundo apromessa”. (Gál. 3:29)Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim deproclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; (1 Ped. 2:9)A todos quantos O contemplam e andam nas pegadas de Cristo Ele concede santificação, conforto, e vitóriasobre o mundo. O povo de Deus, Seu reino escolhido, não é como uma cisterna parada. É como um rio,constantemente fluindo, a avançar, tornando-se mais profundo e mais largo, até que suas águas transmissoras de vidasão espalhadas por toda a Terra. Sempre que o evangelho de Deus é recebido, sua graça cura os danos que o pecadotem produzido. O Sol da Justiça Se ergue com salvação em Seus raios. Luz, força e refrigério vêm do Senhor, e o bomfruto produzido dá testemunho de uma obra de justiça. Manuscrito 33, 1903.3. Em Romanos 12:5, 1 Coríntios 12:27 e Efésios 1:22, 23, a igreja é descrita como o corpo de Cristo. Como esses textos nosajudam a entender melhor a natureza e a função da igreja?assim também nós, conquanto muitos, somos um só corpo em Cristo e membros uns dos outros, (Rom. 12:5)Ora, vós sois corpo de Cristo; e, individualmente, membros desse corpo. (1 Cor. 12:27)E pôs todas as coisas debaixo dos pés, e para ser o cabeça sobre todas as coisas, o deu à igreja, a qual é o seu corpo, aplenitude daquele que a tudo enche em todas as coisas. (Efés. 1:22-23)- Somos muitos, mas fazemos parte do corpo de Cristo; dependemos uns dos outros; cada um tem uma parte a fazer,para o benefício do corpo; Cristo é a cabeça desse corpo; quando Cristo está presente no corpo, a igreja experimenta aplenitude. LES.Pela comparação da igreja com o corpo humano, o apóstolo ilustrou habilmente a íntima e harmoniosa relação que deveexistir entre todos os membros da igreja de Cristo. "Pois todos nós fomos batizados em um Espírito formando um corpo",escreveu ele, "quer judeus, quer gregos, quer servos, quer livres, e todos temos bebido de um Espírito. Porque também ocorpo não é um só membro, mas muitos. Se o pé disser: Porque não sou mão, não sou do corpo; não será por isso docorpo? E se a orelha disser: Porque não sou olho não sou do corpo; não será por isso do corpo? Se todo o corpo fosseolho, onde estaria o ouvido? Se todo fosse ouvido, onde estaria o olfato? Mas agora Deus colocou os membros no corpo,cada um deles como quis. E, se todos fossem um só membro, onde estaria o corpo? Agora pois há muitos membros, masum corpo. E o olho não pode dizer à mão: Não tenho necessidade de ti; nem ainda a cabeça aos pés: Não tenhonecessidade de vós. ... Deus assim formou o corpo, dando muito mais honra ao que tinha falta dela; para que não hajadivisão no corpo, mas antes tenham os membros igual cuidado uns dos outros. De maneira que, se um membro padece,todos os membros padecem com ele; e, se um membro é honrado, todos os membros se regozijam com ele. Ora vós soiso corpo de Cristo, e seus membros em particular." I Cor. 12:13-27. Atos dos Apóstolos, 317. Terça: A missão da igrejaA igreja, como “corpo de Cristo” deve fazer o que Cristo faria se ainda estivesse corporalmente na Terra. É poressa razão que a igreja, como uma “assembleia”, tem sido chamada para agir. A igreja não tem simplesmente umamissão. A igreja é missão.4. Como Jesus tratou a questão da missão da igreja? Mt 28:19, 20Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até àconsumação do século. (Mat. 28:19-20)- Cristo comissionou a igreja a ir e fazer discípulos em todas as nações, batizando-os e ensinando-os a guardar todas ascoisas que Ele ordenou, por Sua própria presença conosco faz com que o êxito da missão seja garantido.A igreja de Cristo na Terra foi organizada com propósito missionário, e o Senhor deseja ver toda a igreja planejandocaminhos e meios pelos quais o exaltado e o humilde, o rico e o pobre, possam ouvir a mensagem da verdade. Nemtodos são chamados a trabalhar pessoal nos campos missionários, mas todos podem fazer alguma coisa por meio de suasorações e ofertas, para ajudar a obra missionária. Testimonies, vol. 6, pág. 29.Tomar o Seu jugo é uma das primeiras condições para receber-Lhe o poder. A própria vida da igreja depende desua fidelidade em cumprir a comissão do Senhor. Certo, negligenciar essa obra é convidar a fraqueza e adecadência espirituais. Onde não há ativo trabalho em benefício de outros, o amor diminui e definha a fé. DTN, 825.5. O que a Bíblia fala sobre a missão da igreja? Ef 4:11-13; Mt 10:5-8; Tg 1:27; Ef 1:6; 1Pe 2:9E ele mesmo concedeu uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas e outros para pastores e mestres,com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho do seu serviço, para a edificação do corpo deCristo, Até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, à perfeita varonilidade,à medida da estatura da plenitude de Cristo, (Efés. 4:11-13)A estes doze enviou Jesus, dando-lhes as seguintes instruções: Não tomeis rumo aos gentios, nem entreis em cidade desamaritanos; mas, de preferência, procurai as ovelhas perdidas da casa de Israel; e, à medida que seguirdes, pregai ramos@advir.com
  3. 3. que está próximo o reino dos céus. Curai enfermos, ressuscitai mortos, purificai leprosos, expeli demônios; degraça recebestes, de graça dai. (Mat. 10:5-8)A religião pura e sem mácula, para com o nosso Deus e Pai, é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações ea si mesmo guardar-se incontaminado do mundo. (Tia. 1:27)para louvor da glória de sua graça, que ele nos concedeu gratuitamente no Amado, (Efés. 1:6)Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim deproclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; (1 Ped. 2:9)- A missão é edificar o corpo de Cristo; promovendo a unidade da fé e do conhecimento do Filho de Deus; preparar o serhumano para a semelhança de Cristo; pregar o evangelho; curar os doentes; ressuscitar os mortos; expulsar demônios;visitar órfãos e viúvas; manter a santidade e pureza; louvar deus por Sua graça redentora; sempre proclamar as virtudesdaquele que nos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz.A igreja é o instrumento apontado por Deus para a salvação dos homens. Foi organizada para servir, e suamissão é levar o evangelho ao mundo. Desde o princípio tem sido plano de Deus que através de Sua igrejaseja refletida para o mundo Sua plenitude e suficiência. Aos membros da igreja, a quem Ele chamou dastrevas para Sua maravilhosa luz, compete manifestar Sua glória. A igreja é a depositária das riquezas da graçade Cristo; e pela igreja será a seu tempo manifesta, mesmo aos "principados e potestades nos Céus" (Efés. 3:10), a finale ampla demonstração do amor de Deus. Atos dos Apóstolos, p. 9.A igreja foi organizada para o serviço; e numa vida de serviço dedicado a Cristo, a conexão com a igreja éum dos primeiros passos. A lealdade para com Cristo exige o fiel cumprimento dos deveres da igreja. Isto éparte importante da educação de qualquer pessoa; e, numa igreja impregnada da vida do Mestre, levarádiretamente ao esforço em prol do mundo lá fora. Há muitos ramos em que os jovens podem aplicar seus esforçosem prol de outrem. Educação, págs. 268 e 269.A igreja é o instrumento de Deus para a proclamação da verdade, por Ele dotada de poder para fazer uma obra especial;e se ela for leal ao Senhor, obediente a todos os Seus mandamentos, nela habitará a excelência da graçadivina. Se for fiel a sua missão, se honrar ao Senhor Deus de Israel, não haverá poder capaz de a ela seopor. Atos dos Apóstolos, 600. Quarta: Unidade da igreja6. Jesus orou pela unidade da igreja (Jo 17:21, 22); Paulo exortou os crentes sobre isso (Rm 15:5, 6). De acordo com essestextos, como devemos entender a unidade?a fim de que todos sejam um; e como és tu, ó Pai, em mim e eu em ti, também sejam eles em nós; para que o mundocreia que tu me enviaste. Eu lhes tenho transmitido a glória que me tens dado, para que sejam um, como nós o somos; (João17:21-22)Ora, o Deus da paciência e da consolação vos conceda o mesmo sentir de uns para com os outros, segundo Cristo Jesus,para que concordemente e a uma voz glorifiqueis ao Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo. (Rom. 15:5-6)- Quando se refere a unidade da igreja estamos falando sobre à união de sentimento, pensamento e ação. Devemos terunidade semelhante à de Cristo com o Pai; para tanto é essencial estar unidos a Cristo.O que é que causa dissensão e discórdia? Isso é o resultado de andar separado de Cristo. Distantes dEle,perdemos nosso amor por Ele e nos tornamos indiferentes aos Seus seguidores. Quanto mais os raios de luz se afastamdo centro, tanto mais eles se separam uns dos outros. Ellen G. White 1888 Materials, 1.049.Novamente é apresentada a personalidade do Pai e do Filho, mostrando a unidade existente entre Eles. … Declaraçãoadmirável! A unidade existente entre Cristo e Seus discípulos não destrói a personalidade de nenhum deles,são um no propósito, no pensamento, no caráter, mas não em pessoa. Assim é que Deus e Cristo são um.Testemunhos Seletos, Vol. 3 p. 267.A fim de levarem avante, com êxito, a obra a que foram chamados, estes discípulos, diferindo tão grandemente em suascaracterísticas naturais, em preparo e hábitos de vida, necessitavam chegar à unidade de sentimento, pensamentoe ação. Era o objetivo de Cristo conseguir esta unidade. Para tal fim, procurou Ele trazê-los à unidadeconsigo. A grave preocupação em Seu trabalho por eles exprime-se em Sua oração ao Pai - "para que todos sejam um,como Tu, ó Pai, o és em Mim, e Eu, em Ti; que também eles sejam um em Nós. ... Para que o mundo conheça que Tu Meenviaste a Mim e que tens amado a eles como Me tens amado a Mim". João 17:21 e 23. Educação, 86.Nossa grande necessidade é de união. Não temos uma só pessoa que pode ser perdida. O Senhor nos apela a unirmo-nosem harmonia com a verdade bíblica. Isto deveria ser repetido vez após vez na família e na igreja. Carta 172, 1907.7. Como podemos alcançar a unidade mencionada por Paulo? 1Co 1:10; 2Co 13:11Rogo-vos, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que faleis todos a mesma coisa e que não haja entre vósdivisões; antes, sejais inteiramente unidos, na mesma disposição mental e no mesmo parecer. (1 Cor. 1:10)Quanto ao mais, irmãos, adeus! Aperfeiçoai-vos, consolai-vos, sede do mesmo parecer, vivei em paz; e o Deus de amore de paz estará convosco. (2 Cor. 13:11) ramos@advir.com
  4. 4. - Para alcançar essa unidade o conselho divino é “Estai em mim, e eu, em vós; como a vara de si mesma não pode darfruto, se não estiver na videira, assim também vós, se não estiverdes em mim. Eu sou a videira, vós, as varas; quem estáem mim, e eu nele, este dá muito fruto, porque sem mim nada podereis fazer”. Jo. 15:4-5. Em cristo somos uma grande eunida família.Paulo não teria apelado para eles a fim de que fizessem o impossível. A união é o resultado certo da perfeição cristã.Santificação, 85.Temos um Senhor, uma fé, um batismo. O evangelho de Cristo deve alcançar todas as classes, todas as nações, todas aslínguas e povos. A influência do evangelho é unir numa grande fraternidade. Temos apenas um Modelo a quem devemosimitar na formação do caráter, e então teremos o molde de Cristo; estaremos em perfeita harmonia; as nacionalidadesconfundir-se-ão em Cristo, tendo a mesma mente e o mesmo juízo, falando as mesmas coisas, e glorificando a Deus emuníssono. Esta é a obra que o Redentor do mundo deve fazer por nós. Caso aceitemos a verdade como é em Jesus, ospreconceitos e ciúmes nacionais serão derrubados, e o Espírito de verdade unirá em um só os corações. Amaremos comoirmãos; preferiremos os outros a nós mesmos; seremos corteses e amáveis, mansos e humildes, acessíveis; cheios demisericórdia e de bons frutos. Manuscrito 12, 1886. Quinta: Administração da igreja8. Leia Atos 15:1-29. Que princípios importantes estão envolvidos na organização e administração da igreja?Alguns indivíduos que desceram da Judéia ensinavam aos irmãos: Se não vos circuncidardes segundo o costume deMoisés, não podeis ser salvos. Tendo havido, da parte de Paulo e Barnabé, contenda e não pequena discussão com eles,resolveram que esses dois e alguns outros dentre eles subissem a Jerusalém, aos apóstolos e presbíteros, com respeito aesta questão. Enviados, pois, e até certo ponto acompanhados pela igreja, atravessaram as províncias da Fenícia eSamaria e, narrando a conversão dos gentios, causaram grande alegria a todos os irmãos. Tendo eles chegado aJerusalém, foram bem recebidos pela igreja, pelos apóstolos e pelos presbíteros e relataram tudo o que Deus fizera comeles. ... (Atos 15:1-29)- Os problemas maiores devem ser levados às instâncias superiores da liderança; todos devem ser ouvidos; os líderesprecisam ser apoiados por outros líderes, ao defenderem suas convicções; as decisões devem estar fundamentadas naPalavra. LES.A preleção de Pedro levou a assembléia ao ponto de poderem ouvir com paciência a Paulo e a Barnabérelatarem suas experiências na obra pelos gentios. "Então toda a multidão se calou e escutava a Barnabé e aPaulo, que contavam quão grandes sinais e prodígios Deus havia feito por meio deles entre os gentios." Atos 15:12.Tiago também apresentou seu testemunho com decisão, declarando que era o propósito de Deus outorgar aogentios os mesmos privilégios e bênçãos concedidos aos judeus.Ao Espírito Santo pareceu bem não impor aos gentios conversos a lei cerimonial, e o parecer dos apóstolos a esterespeito foi como o do Espírito de Deus. Tiago presidiu ao concílio, e sua decisão final foi: "Pelo que julgo que nãose deve perturbar aqueles, dentre os gentios, que se convertem a Deus." Isto pôs fim à discussão. …O concílio que decidiu este caso era composto dos apóstolos e mestres que se haviam salientado notrabalho de levantar igrejas cristãs judaicas e gentias, juntamente com delegados escolhidos de várioslugares. Estavam presentes anciãos de Jerusalém e delegados de Antioquia, e as igrejas mais influentesestavam representadas. O concílio se conduziu de acordo com os ditames de iluminado juízo e com adignidade de uma igreja estabelecida pela vontade divina. Como resultado de suas deliberações, todos elesviram que o próprio Deus havia dado resposta à questão em apreço, concedendo aos gentios o EspíritoSanto; e sentiram que era sua parte seguir a guia do Espírito.Não foram convocados todos os crentes para votarem sobre a questão. Os "apóstolos e anciãos" (Atos 15:23),homens de influência e bom senso, redigiram e expediram o decreto, que foi logo aceito pelas igrejascristãs. Nem todos, entretanto, ficaram contentes com a decisão; havia uma facção de irmãos ambiciosos e possuídosde presunção que a desaprovaram. Esses homens pretensiosamente tomaram a decisão de se empenhar na obra sob aprópria responsabilidade. Entregaram-se a muita murmuração e crítica, propondo novos planos e procurando deitarabaixo a obra dos homens a quem Deus ordenara ensinassem a mensagem do evangelho. Desde o início teve a igrejatais obstáculos a enfrentar, e há de tê-los até a consumação do tempo. Atos dos Apóstolos, 194-197.Aumentando o nosso número, tornou-se evidente que sem alguma forma de organização, haveria grande confusão, e aobra não seria levada avante com êxito. A organização era indispensável para prover a manutenção do ministério, paralevar a obra a novos campos, para proteger dos membros indignos tanto as igrejas como os ministros, para conservaçãodas propriedades da igreja, para a publicação da verdade pela imprensa, e para muitos outros fins. …Seu Espírito nos iluminou, mostrando-nos que deveria haver ordem e perfeita disciplina na igreja, e era essencial aorganização. Método e ordem manifestam-se em todas as obras de Deus, em todo o Universo. A ordem é a lei do Céu, edeveria ser a lei do povo de Deus sobre a Terra. Testemunhos Para Ministros, pág. 26.9. Quais são as orientações de Cristo sobre o exercício da autoridade na igreja, em todos os níveis? Mt 20:24-28; 23:8Ora, ouvindo isto os dez, indignaram-se contra os dois irmãos. Então, Jesus, chamando-os, disse: Sabeis que osgovernadores dos povos os dominam e que os maiorais exercem autoridade sobre eles. Não é assim entre vós;pelo contrário, quem quiser tornar-se grande entre vós, será esse o que vos sirva; e quem quiser ser o primeiro entrevós será vosso servo; tal como o Filho do Homem, que não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgatepor muitos. (Mat. 20:24-28)Vós, porém, não sereis chamados mestres, porque um só é vosso Mestre, e vós todos sois irmãos. (Mat. 23:8) ramos@advir.com
  5. 5. - O Reino de Deus o valor consiste em servir, quanto mais útil a pessoa for mais valorizada é, por isso “ haja em vós omesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual aDeus. Mas aniquilou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; e, achado na formade homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte e morte de cruz. Pelo que também Deus o exaltousoberanamente e lhe deu um nome que é sobre todo o nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho dos queestão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de DeusPai”. Fil. 2:5.Se um homem ansioso de exercer seus próprios poderes procura ter domínio sobre seus irmãos, achandoque foi investido de autoridade para fazer de sua vontade o poder dominante, o melhor e único rumoseguro é removê-lo, para que não haja mal maior e ele perca sua própria alma e ponha em perigo a alma deoutros. "Todos vós sois irmãos." Mat. 23:8. A disposição de mandar sobre a herança de Deus causará reação, a menosque esses homens mudem de atitude. Os que têm autoridade devem manifestar o espírito de Cristo. Devemlidar como Ele lidaria com cada caso que requer atenção. Devem ir possuídos do Espírito Santo. A posição deum homem não o torna um jota ou um til maior à vista de Deus; é só o caráter que Deus toma em consideração.A bondade, a misericórdia e o amor de Deus foram por Cristo proclamados a Moisés. Esse era o caráter de Deus. Quandoos homens que professam servir a Deus Lhe ignoram o caráter paternal e se apartam da honra e da justiça ao lidar comseus semelhantes, Satanás exulta, pois ele lhes inspirou seus atributos. Estão seguindo no rumo do catolicismo.Testemunhos para Ministros e obreiros Evangélicos, 362.Nenhum ser humano deve sentar-se no lugar mais elevado, aceitando o louvor de outros e olvidando que seus tesourospertencem a Deus. A bênção de Deus é prometida aos que têm fome e sede de justiça, mas nada é tão repulsivo comoter fome e sede do louvor dos homens. Manuscrito 88, 1898. Sexta: Estudo adicionalConclusão: Em “A igreja a serviço da humanidade” aprendi que …"Devemos lembrar que a Igreja, enfraquecida e defeituosa como seja, é o único objeto na Terra a que Cristo concede Suasuprema consideração. Ele vela constantemente com solicitude por ela, e fortalece-a por Seu Espírito Santo." MensagensEscolhidas, v. 2, p. 396.Domingo - A natureza da igreja: parte 1. No Novo Testamento, ecclesia (igreja) é definida como o grupo dos fiéis, apalavra nunca é usada para falar de um edifício no sentido de “paredes” aonde o culto público é realizado, a igreja oucongregação são as pessoas “com todos os que em todo lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhordeles e nosso” (1 Cor. 1:2).Segunda - A natureza da igreja: parte 2. O Povo que Deus tirou do Egito foi chamado de “congregação [ou ‘igreja’] nodeserto” (Atos 7:38). Seus membros eram “um reino de sacerdotes e nação santa” (Êxo. 19:6), o “povo santo” de Deus(Deut. 28:9; cf. Lev. 26:12) – Somos hoje a continuidade deste povo, Sua igreja. “E, se sois de Cristo, também soisdescendentes de Abraão e herdeiros segundo a promessa”. (Gál. 3:29).A metáfora do corpo salienta a unidade da Igreja e o posicionamento funcional de cada membro em relação ao todo. Acruz reconciliou todos os crentes “em um só corpo com Deus” (Efés. 2:16). Através do Espírito Santo, são “batizados umsó corpo” (I Cor. 12:13) a Igreja. Como corpo, a Igreja é nada menos que o corpo de Cristo (Efés. 1:23). Ela é o organismoatravés do qual Ele compartilha de Sua plenitude. Os crentes são os membros de Seu corpo (Efés. 5:30).Consequentemente, Ele concede vida espiritual por intermédio de Seu poder e graça, a cada crente genuíno. Cristo é a“cabeça do corpo” (Col. 1:18), a “cabeça da igreja” (Efés. 5:23). Nisto Cremos.Somos muitos, mas fazemos parte do corpo de Cristo; dependemos uns dos outros; cada um tem uma parte a fazer, parao benefício do corpo; Cristo é a cabeça desse corpo; quando Cristo está presente no corpo, a igreja experimenta aplenitude. LES.Terça - A missão da igreja é edificar o corpo de Cristo; promovendo a unidade da fé e do conhecimento do Filho deDeus; preparar o ser humano para a semelhança de Cristo; pregar o evangelho; curar os doentes; ressuscitar os mortos;expulsar demônios; visitar órfãos e viúvas; manter a santidade e pureza; louvar deus por Sua graça redentora; sempreproclamar as virtudes daquele que nos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz.Quarta – Quando se refere a Unidade da igreja estamos falando sobre à união de sentimento, pensamento e ação.Devemos ter unidade semelhante à de Cristo com o Pai; para tanto é essencial estar unidos a Cristo.Rogo-vos, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que faleis todos a mesma coisa e que não haja entre vósdivisões; antes, sejais inteiramente unidos, na mesma disposição mental e no mesmo parecer. (1 Cor. 1:10)Paulo não teria apelado para eles a fim de que fizessem o impossível. A união é o resultado certo da perfeição cristã.Santificação, 85.Quinta - Na Administração da igreja “os problemas maiores devem ser levados às instâncias superiores da liderança;todos devem ser ouvidos; os líderes precisam ser apoiados por outros líderes, ao defenderem suas convicções; asdecisões devem estar fundamentadas na Palavra”. LES. ramos@advir.com

×