Evidências da Evolução
Explicações para diversificação Creacionismo Ato sobrenatural Geração espontânea Vida matéria bruta Transmutação Uma espéc...
A Criação de Adão , de Michelangelo
ESTUDO DAS SIMILARIDADES E DAS DIFERENÇAS Anatomia Comparada
conceito A anatomia comparada enfatiza a diferença entre estruturas  homóloga s  e estruturas  análogas.
ESTRUTURAS HOMÓLOGAS  SÃO AS QUE TÊM CARACTERISTICAS EM COMUM, MAS REALIZAM FUNÇOES DIFERENTES. APRESENTAM A MESMA ORIGEM ...
ESTRUTURAS ANÁLOGAS  refere-se à semelhança morfológica entre estruturas, em função de adaptação à execução da mesma funçã...
Órgãos Vestigiais  órgãos reduzidos em tamanho e geralmente sem função, que correspondem a órgãos maiores e funcionais em ...
SELEÇÃO NATURAL Evolução
Carlos Linneu,   ( 1707-1778 ) <ul><li>Dedicado à botânica e à física, tem como grande contribuição a criação da taxonomia...
Jean Baptiste Pierre Antoine de Monet, Cavalheiro de Lamarck  ( 1774 – 1829 ) <ul><li>Zoologista e botânico francês, nasci...
Exemplo Segundo Lamarck, as girafas teriam, a princípio, pescoços curtos e viveriam em ambientes onde a vegetação rasteira...
Quem foi Charles Darwin? ( 1809 – 1882)
DADOS BIOGEOGRÁFICOS :   Darwinismo
Dados biogeográficos : <ul><li>As ilhas Galápagos, localizadas a 1000 km da América do Sul, no Oceano Pacífico, propriedad...
COLABORADORES  Darwinismo
Colaboradores   <ul><li>Thomas Malthus ( 1766-1834, sociólogo) </li></ul><ul><li>“  população humana tende a crescer para ...
SELEÇÃO NATURAL  Darwinismo
Seleção natural:   <ul><li>O conceito que verdadeiramente caracteriza a teoria da evolução de Darwin; </li></ul><ul><li>Es...
Resumo da origem das espécies, 1859 FATOS CONSEQÜÊNCIAS Rápido aumento na pop. Luta pela vida. Luta pela vida, uso da Hera...
Exemplo Segundo Darwin, a explicação para a evolução do pescoço das girafas se deve ao fato de que já existiam girafas que...
PONTOS POSITIVOS  PONTOS NEGATIVOS   Darwinismo
Pontos Positivos  e Negativos   <ul><li>Positivos </li></ul><ul><li>Atitude científica correta, observação da natureza, el...
ESPECIAÇÃO ISOLAMENTO DE POPULAÇÕES barreira Distribuição geográfica Novas Espécies
Especiação <ul><li>Divisão de uma espécie em duas reprodutivamente isoladas.  </li></ul><ul><li>O padrão mais comum de esp...
ESPECIAÇÃO ALOPÁTRICA
Isolamento reprodutivo <ul><li>Uma classificação dos mecanismos de isolamento nos animais (Mayr, 1993):   </li></ul><ul><l...
Melanismo Industrial <ul><li>A explicação para esse fato fica lógica se lembrarmos que nessa época os troncos das árvores ...
 
SELEÇÃO NATURAL, CHARLES  DARWIN “ A reprodução de um ser vivo em outro, crescendo e se multiplicando milhares de vezes, f...
 
Evolução do Homem ( F3 )
Teoria sintética da evolução <ul><li>A moderna teoria da evolução, conhecida como  neodarwinismo  ou  teoria sintética da ...
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Evide evolucao[1]

1.698 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.698
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
63
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Evide evolucao[1]

  1. 1. Evidências da Evolução
  2. 2. Explicações para diversificação Creacionismo Ato sobrenatural Geração espontânea Vida matéria bruta Transmutação Uma espécie da origem a outra fixismo
  3. 3. A Criação de Adão , de Michelangelo
  4. 4. ESTUDO DAS SIMILARIDADES E DAS DIFERENÇAS Anatomia Comparada
  5. 5. conceito A anatomia comparada enfatiza a diferença entre estruturas homóloga s e estruturas análogas.
  6. 6. ESTRUTURAS HOMÓLOGAS SÃO AS QUE TÊM CARACTERISTICAS EM COMUM, MAS REALIZAM FUNÇOES DIFERENTES. APRESENTAM A MESMA ORIGEM EMBRIONÁRIA. ESTRUTURAS ÓSSEAS HOMÓLOGAS A irradiação adaptativa caracterizada pela diferenciação de organismos a partir de um ancestral comum. Dando origem a vários grupos diferentes adaptados a explorar ambientes diferentes .
  7. 7. ESTRUTURAS ANÁLOGAS refere-se à semelhança morfológica entre estruturas, em função de adaptação à execução da mesma função , mas tem origem embrionária diferente . Aves e insetos tem asas, mas não são parentes, apenas ocorre o fenômeno de Convergência Adaptativa , ou seja, que dois seres não relacionados resolveram de forma semelhante a adaptação ao mesmo tipo de ambiente.
  8. 8. Órgãos Vestigiais órgãos reduzidos em tamanho e geralmente sem função, que correspondem a órgãos maiores e funcionais em outros organismos. Indicam ancestralidade comum Apêndice vermiforme , estrutura pequena e sem função específica que parte do ceco ( estrutura localizada no ponto onde o intestino delgado liga-se ao grosso). Nos mamíferos roedores, o ceco é uma estrutura bem desenvolvida, na qual o alimento parcialmente digerido á armazenado e a celulose, abundante nos vegetais ingeridos, é degradada pela ação de bactérias especializadas .
  9. 9. SELEÇÃO NATURAL Evolução
  10. 10. Carlos Linneu, ( 1707-1778 ) <ul><li>Dedicado à botânica e à física, tem como grande contribuição a criação da taxonomia, ciência que trata da classificação dos seres vivos. </li></ul><ul><li>“ Systema Naturae”; </li></ul><ul><li>Fixista ( número de espécies existentes são os mesmos desde a sua criação ); </li></ul><ul><li>Geração espontânea; </li></ul>
  11. 11. Jean Baptiste Pierre Antoine de Monet, Cavalheiro de Lamarck ( 1774 – 1829 ) <ul><li>Zoologista e botânico francês, nascido em Bazantin, um dos pioneiros na formulação das teorias da evolução biológica. </li></ul><ul><li>Filosofia Zoológica (1809) </li></ul><ul><li>Leis: </li></ul><ul><li>1. Lei do Uso e desuso; </li></ul><ul><li>2. Hereditariedade dos caracteres adquiridos. </li></ul>
  12. 12. Exemplo Segundo Lamarck, as girafas teriam, a princípio, pescoços curtos e viveriam em ambientes onde a vegetação rasteira era relativamente escassa.
  13. 13. Quem foi Charles Darwin? ( 1809 – 1882)
  14. 14. DADOS BIOGEOGRÁFICOS : Darwinismo
  15. 15. Dados biogeográficos : <ul><li>As ilhas Galápagos, localizadas a 1000 km da América do Sul, no Oceano Pacífico, propriedade do Equador e Patrimônio da Humanidade, apresentam uma fauna e flora peculiares. Darwin observou que haviam variedades dentro de cada espécie, distribuídas cada uma em sua ilha. </li></ul>
  16. 16. COLABORADORES Darwinismo
  17. 17. Colaboradores <ul><li>Thomas Malthus ( 1766-1834, sociólogo) </li></ul><ul><li>“ população humana tende a crescer para além das possibilidades do meio, cresce exponencialmente, geometricamente , enquanto que os recursos alimentares crescem em progressão aritmética” </li></ul><ul><li>Livro sobre as populações, afirma que muitas espécies produzem um grande nº de descendentes, mas apenas alguns poucos sobrevivem. </li></ul><ul><li>Alfred Russel Wallace(1823-1913, cientista) </li></ul><ul><li>Obra “A tendência das variedades de se afastarem indefinidamente do tipo original” </li></ul>
  18. 18. SELEÇÃO NATURAL Darwinismo
  19. 19. Seleção natural: <ul><li>O conceito que verdadeiramente caracteriza a teoria da evolução de Darwin; </li></ul><ul><li>Este sugere que em cada geração uma parte dos indivíduos de uma população são eliminados porque estabelecem entre eles uma &quot;Luta pela sobrevivência&quot; devido à competição pelo alimento, refúgio, espaço e fuga aos predadores; </li></ul><ul><li>Deste modo sobrevivem os que melhor se adaptarem ao meio’. </li></ul><ul><li>Os indivíduos mais aptos transmitem essas características à descendência. </li></ul>
  20. 20. Resumo da origem das espécies, 1859 FATOS CONSEQÜÊNCIAS Rápido aumento na pop. Luta pela vida. Luta pela vida, uso da Herança. Sobrevivência do mais apto :seleção natural Seleção Natural - Variação do meio Sobrevivem indivíduos diferentes em meios diferentes: origem das novas espécies
  21. 21. Exemplo Segundo Darwin, a explicação para a evolução do pescoço das girafas se deve ao fato de que já existiam girafas que apresentavam pescoço com tamanhos diferentes, havendo, portanto, variação nessa característica.
  22. 22. PONTOS POSITIVOS PONTOS NEGATIVOS Darwinismo
  23. 23. Pontos Positivos e Negativos <ul><li>Positivos </li></ul><ul><li>Atitude científica correta, observação da natureza, elaborando o conceito da seleção natural; </li></ul><ul><li>Estabeleceu que todas as espécies, incluindo o homem, tem um ancestral comum. </li></ul><ul><li>Negativos </li></ul><ul><li>Falta de explicação da origem das espécies; </li></ul><ul><li>Contaminação com o Lamarckismo </li></ul><ul><li>( uso e desuso e hereditariedade) </li></ul>
  24. 24. ESPECIAÇÃO ISOLAMENTO DE POPULAÇÕES barreira Distribuição geográfica Novas Espécies
  25. 25. Especiação <ul><li>Divisão de uma espécie em duas reprodutivamente isoladas. </li></ul><ul><li>O padrão mais comum de especiação é conhecido como especiação geográfica ou especiação alopátrica. </li></ul>
  26. 26. ESPECIAÇÃO ALOPÁTRICA
  27. 27. Isolamento reprodutivo <ul><li>Uma classificação dos mecanismos de isolamento nos animais (Mayr, 1993): </li></ul><ul><li>1. Mecanismos  pré-copulatórios - impedem cruzamentos inter-específicos </li></ul><ul><li>a. Parceiros em potencial não se encontram (isolamento sazonal ou de hábitat) b. Parceiros em potencial encontram-se, mas não copulam (isolamento etológico) c. A cópula é tentada, mas não há transferência de espermatozóides (isolamento mecânico). </li></ul><ul><li>2. Mecanismos pós-copulatórios - reduzem o completo sucesso dos cruzamentos inter-específicos . </li></ul><ul><li>Pré-zigóticos . A transferência de espermatozóides ocorre, mas o ovo não é fertilizado (mortalidade gamética, incompatibilidade, etc). </li></ul><ul><li>Pós-zigóticos a. O ovo é fertilizado, mas o zigoto morre (mortalidade zigótica por incompatibilidade de cariótipos, etc.) . b. O zigoto produz uma F 1 de híbridos inviáveis ou com viabilidade reduzida (inviabilidade do híbrido). </li></ul>
  28. 28. Melanismo Industrial <ul><li>A explicação para esse fato fica lógica se lembrarmos que nessa época os troncos das árvores eram recobertos por certo tipo de vegetais, os líquenes, que conferiam-lhes uma cor acinzentada. Na medida em que a industrialização provocou aumento de resíduos poluentes gasosos, os troncos das árvores passaram a ficar escurecidos, como conseqüência da morte dos líquenes e do excesso de fuligem. </li></ul><ul><li>B. betularia typica </li></ul><ul><li>B. betularia carbonaria </li></ul>
  29. 30. SELEÇÃO NATURAL, CHARLES DARWIN “ A reprodução de um ser vivo em outro, crescendo e se multiplicando milhares de vezes, faz com que aconteçam mudanças ( mutações ou variações ) ao longo de muitos anos”.
  30. 32. Evolução do Homem ( F3 )
  31. 33. Teoria sintética da evolução <ul><li>A moderna teoria da evolução, conhecida como neodarwinismo ou teoria sintética da evolução , faz a síntese entre as idéias de Darwin e os novos conhecimentos científicos, particularmente no campo da Genética. </li></ul><ul><li>Essa teoria reconhece como principais fatores evolutivos a mutação gênica , a </li></ul><ul><li>recombinação gênica e a seleção natural . </li></ul>

×