Gb2011 marcelo schultz_petrobras

780 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
780
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gb2011 marcelo schultz_petrobras

  1. 1. Painel: OIL & GASCrescimento e Desafios da PETROBRAS até 2020 Marcelo Schultz PETROBRAS E&P-ENGP/OPM/EMI
  2. 2. Organização BR
  3. 3. Res e Prod de Óleo e Gás Cias de Cap Aberto Reservas Provadas (Critério SEC) Produção (milhões boed) (bilhões boe) ExxonMobil 24,8        ExxonMobil 4,4 PetroChina 22,5        BP 3,8 BP 17,8        PetroChina 3,4 Lukoil 17,3        Royal Dutch Shell 3,3RoyalDutchShell 14 6th        Chevron 2,8 6th Petrobras 12,8        Petrobras 2,6 Chevron 10,5        Lukoil 2,3 Total 10,3        Total 2,3 ConocoPhillips 8,3        ConocoPhillips 2,1 ENI 6,6        ENI 1,8 Repsol-YPF 2        Repsol-YPF 0,9 Razão Reserva / Produção (anos) Índice de Reposição de Reservas (%) Lukoil 20,7 Petrobras 171% PetroChina 18,4 PetroChina 132% 1st ExxonMobil 14,8 ENI 128% Petrobras 14,7 4th ConocoPhillips 119% BP 12,7 RoyalDutchShell 118% Total 12,3 Repsol-YPF 101%RoyalDutchShell 11,5 BP 94% ConocoPhillips 10,7 Total 81% Chevron 10,5 Lukoil 63% ENI 10,3 ExxonMobil 61% Repsol-YPF 6,4 Chevron 23% Fonte: Evaluate Energy, 2010
  4. 4. Crescimento da Produção de Óleo e Gás Crescimento Médio em 5 anos (%a.a) Lukoil 3,66% PetroChina 3,13% Petrobras 3,11% 3º ConocoPhillips 2,82% Chevron 2,80% ExxonMobil 1,81% ENI 0,50% Oil & Gas Production (thousand boed) -0,99% BP 2800 -1,15% Total 2583 2600 2525 -1,24%Royal Dutch Shell 2400 2400 2298 2301 2217-4,91% Repsol-YPF 2200 2037 2020 2000 1810 1800 1600 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 Fonte: Evaluate Energy, 2010
  5. 5. Desenvolvimento de Reservas Provadas 15.28 13.92 14.09 14.17 13.75 13.02 13.23 12.60 2010 crescimento: 8 % 11.019.672001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010
  6. 6. Evolução das Reservas Provadas
  7. 7. Evolução Recente da Produção de Óleo e Gás 2.500 2.287 2.338 2.176 2.054 2.065 Óleo e Gás 1.958 2.000 1.752 1.791 1.758 1.568 1.971 2.004 1.491 1.855Milhares de boe/d 1.778 1.792 1.500 1.329 1.684 1.500 1.540 1.493 Óleo 1.336 1.271 1.000 1.132 500 0 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010
  8. 8. Visão Geral do E&P
  9. 9. Bacia de Campos
  10. 10. Sistemas de Produção Offshore
  11. 11. Principais Dados da Bacia de Campos (Cerca de 84% da produção da Petrobras no Brasil)Bacia de Campos Descoberta 1974 – Campo de Garoupa Profundidade d’água 80 – 1.795 mPrincipal Província Sistemas Flut. De Prod. 40 (15 SS, 22 FPSO, 2 FSO, 1 FPU)Petrolífera do Brasil Plataformas Fixas 14 Campos de Produção 40 Rede de Dutos 4.050 km
  12. 12. Bacia de Campos: Um Laboratório Gigante Equipamentos e Facilidades Instalados Planejados Equipamento Dez/2010 (2011) Árvores da Natal 803 65 Molhadas Manifolds Submarinos 25 4 Tubos Flexíveis 4.364 757 (km) Umbilicais 3.303 445 (km) Dutos Rígidos 1.773 115 (km) Sistemas Flutuantes de 40 2 Produção Mono-bóias 1 1
  13. 13. Recordes da Petrobras em Completação e Perfuração Exploratória no Mar OTC OTC 1992 2001 US$ 1 Bi por ano investidos em P&D, sendo 15-20% no Pré-Sal
  14. 14. Liderança Tecnológica e Know-How da Indústria Parcerias da Petrobras com mais de 120 universidades e centros de pesquisa levam o Brasil a ter um dos maiores complexos de pesquisa aplicada do mundo No parque tecnológico da UFRJ já estão em construção 4 centros de P&D de importantes fornecedores de equipamentos e serviços:Investimentos da Petrobras em SMS, TI e P&D (2010-14) • Schlumberger • FMC Technologies US$ 11,4 bilhões • Baker Hughes • Usiminas • Halliburton • TenarisConfab 29% • General Electric 46% 1.9 Outras Companhias com planos de desenvolvimento 0.2 de centros tecnológicos no Brasil: 0.9 • Cameron • Vallourec & Mannesman 25% SMS TIC P&D • IBM • Weatherford • Technip • Wellstream
  15. 15. Evolução e Perspectivas da Produção de Óleo 4.500 3.950 4.000Mil bpd 3.500 2.980 3.000 2.500 2.000 1.500 1.000 500 - 1986 1987 1988 1989 1990 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2005 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2014 2020 Ano ONSHORE OFFSHORE ≤ 300m OFFSHORE > 300m META
  16. 16. Plano de Investimentos - 2010 / 2014 US$ 224.1 bilhões 33% 73,6 118,8(*)53% 17,8 5,1 2,5 2,8 3,5 8% 1% 2%1% 2% E&P(*) Exploração e Produção RTC G&E•Exploração: US$ 18,1 bilhões Petroquímica•Produção: US$ 68,0 bilhões Distribuição•Pré-sal Santos: US$ 22,1 bilhões Biocombustíveis•Internacional: US$ 10,6 bilhões Projetos Corporativos
  17. 17. Principais Projetos de Produção PN 2010-2014 Canapu  Uruguá/Tambaú FPSO Cidade de Santos 35.000bpd  Juruá/Araracanga TLD de GuaráMil bpd   Baleia Azul Dynamic Producer Mexilhão FPSO Cid. de 30.000 bpd Anchieta Piloto de Guará Piloto de Lula Marlim Sul 100.000 bpd FPSO 2.980 3000 Cidade de Angra dos SS P-56 120.000 bpd  Reis Modulo 3 Tiro/Sidon Guará Norte 100.000 bpd 100.000 bpd FPSO FPSO 100.000 bpd 150.000 bpd Cachalote e Baleia Franca TLD de Aruanã Piloto de Lula NE Cidade Rio das Ostras Cernambi FPSO Capixaba FPSO 2500 100.000 bpd  15.000 bpd 120.000 bpd FPSO 150.000 bpd TLD de Carimbé Roncador  P-48 Roncador Parque das SS P-55 FPSO P-62 (Mod. 4) Baleias 24.000 bpd Modulo 3 100.000 bpd FPSO P-58 2.004 180.000 bpd 180.000 bpd  TLD de Lula NE 30.000 bpd Papa-Terra 2000 Aruanã TLWP P-61 & Guaiamá Jubarte TLD de Cernambi FPSO FPSO P-63 FPSO FPSO P-57 180.000 bpd  (Iracema) 15.000 bpd 100.000 bpd 150.000 bpd 100.000 bpd TLD de Tiro TLD de Carioca NE 4 TLD’s 3 TLD’s 2 TLD’s  SS-11 15.000 bpd Pré-sal Pré-sal Pré-sal 30.000 bpd 1500 2010 2011 2012 2013 2014 TLD = Teste de Longa Duração Intermediário/Óleo pesado Pré-sal Gás Natural
  18. 18. Campos Petrolíferos Descobertos no Período1984/2009 nas Bacias Marítimas do Sudeste
  19. 19. A Distribuição do Potencial Petrolífero Brasileiro1,8% 2,7% 1,6% 0,003% 0,3% 0,04% 5,1% 0,06% 6,8% 0,06% 6,9% 15,4% 88% 58,9% 0,21%
  20. 20. Novas Embarcações e EquipamentosDemanda da Petrobras irá movimentar a indústria brasileira e internacional Situação Futura (a Contratar) Situação Atual Valores Acumulados Recursos Críticos (Dez 2010) Até 2013 Até 2015 Até 2020Sondas Perfuração LDA acima de 2.000 m 15 34 32 (1) 53 (2)Barcos de Apoio e Especiais 287 423 479 568Plataformas de Produção SS e FPSO 44 53 63 84Outros (Jaqueta e TLWP) 79 81 83 85 Plataforma de Barco de Apoio Sonda de Perfuração Produção (FPSO) 26 SONDAS CONTRATADAS, MAIS 28 A SEREM CONSTRUÍDAS ATÉ 2020: o Até 2013:13 sondas contratadas antes de 2008 e 1 sonda realocada das operações internacionais; + 12 novas sondas contratadas em 2008, através de licitação internacional; o 2013 a 2020: Processo de licitação em andamento, para a contratação de 28 sondas a serem construídas no Brasil. Sete já foram contratadas com o Estaleiro EAS. (1) As sondas realocados de operações internacionais, expira em 2015, por isso não é considerado em 2020 o valor acumulado. (2) A demanda de longo prazo (2020) será ajustada de acordo com nova avaliação para a demanda.
  21. 21. Compra de Novos Equipamentos (2011-2014) Itens Un. TOTAL Itens Un. TOTALÁrvores de Natal Molhadas un 484 Bombas un 7.004Cabeças de Poço un 359 Compressores un 429Dutos Flexíveis km 2.851 Guinchos un 62Manifolds un 42 Guindastes un 92Tubos de Rev. e Produção t 597.052 Motores de Combustão un 720Umbilicais km 1.861 Turbinas un 835Árvores de Natal Seca un 1.387 Aço estrutural t 1.521.450Cabeças de Poço Terrestres un 1.404 Itens Un. TOTAL Itens Un. TOTALReatores un 244 Geradores un 618Separadores de água e óleo un 97 Filtros un 2.141Tanques de Armazenamento un 1.020 Queimadores (Flares) un 69Torres un 391
  22. 22. Plano de Negócios 2010-2014 Demandas de Recursos Humanos 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 Plano de Negócios 2008 – 2012 28 Sondas 146 Barcos de Apoio Novas Plataformas de Produção Promef II Afretamento 19 Navios Refinaria Premium I Refinaria Premium II Replanejamento Comperj e RNEST Novos Projetos 212.638 Demandas PN 2010-14 207.643 78.402 DemandasProfissionaisQualificados PN 2009-13
  23. 23. Serviços Contratados pelo E&P Tipos de Serviço / Fornecedores UNIDADES DE PERFURAÇÃO SERV. DE DIRECIONAL POÇOSAFRETAMENTO DE EMBARCAÇÕES DIAMOND HALLIBURTON ENERGY SERVICES SEVAN SCHLUMBERGER SURENCO S.A.AKTIESELSKABET DAMPSKIBSSELSKABET SVENDBORG PRIDE UNAP UNIAO NACIONAL DE PERFURACAO LTDA.ALFANAVE TRANSPORTES MARITIMOS LTDA SEADRILLASTROMARITIMA NAVEGACAO S.A. SERV. DE REVESTIMENTO E CIMENTAÇÃO QUEIROZ GALVÃOAUGUSTA OFFSHORE SPA TRANSOCEAN HALLIBURTON ENERGY SERVICESBOS NAVEGACAO S.A. NOBLE SEBEX OIL WELL SERVICES S.A. Galvanização ?BRASFLEX TUBOS FLEXIVEIS LTDA PETROSERV SERV. GEOFÍSICOS GEODÉSICOSCOFLEXIP S.A. ODEBRECHT SUBSEA7 DO BRASIL SERVICOS LTDACOMPANHIA BRASILEIRA DE OFFSHORE DELBA SERV. PESSOAL ESPECIALIZADO POÇOSCONSUB DELAWARE LLC SCHAHIN GEOSERVICES S.A.CUSACK INVESTMENT S.A. AQUISIÇÃO DE DADOS SÍSMICOS SOUTHERN SCHLUMBERGER S.A. (SCHLUMBERGER)DELBA MARITIMA NAVEGACAO S.A. CGG DO BRASIL PARTICIPACOES LTDA TUCKER WIRELINE SERVICES CANADA INC.DELIMA COMERCIO E NAVEGACAO LTDA GECO A.S. GEOMAG S.A. PROSPECCOES AEROGEOFISICAS SERV. TÉCNICOS ESPECIALIZADOS EM POÇOSDSND CONSUB S A PGS INVESTIGACAO PETROLIFERA LTDA ATLAS COPCO BRASIL LTDAEDISON CHOUEST OFFSHORE INTERNATIONAL PGS RIO BONITO SA BJ COMPLETION SERVICES DO BRASIL LTDAEQUIPEMAR ENGENHARIA E SERVICOS LTDA VERITAS DO BRASIL LTDA COOPER CAMERON DO BRASIL LTDAFARSTAD SHIPPING A/S. LANÇAMENTO DE LINHAS FLEXÍVEIS DRIL QUIP DO BRASIL LTDAFINARGE ARMAMENTO GENOVESE S.R.L. TECHNIP FMC TECNOLOGIES DO BRASIL LTDAGULF OFFSHORE MARINE INTERNATIONAL, INC. SUBSEA 7 EmpresasHAVILA SUPPLY SHIP AS JAIRO PANETTA ACERGYJAVA BOATCORPORATION MANUT-INSP E MANUSEIO LINHAS FLEXÍVEIS VETCO GRAY OLEO E GAS LTDA ANTIGA ABB OLEO E GASLABORDE MARINE BRAZIL L.L.C. BRASFLEX TUBOS FLEXIVEIS LTDA BJ SERVICES DO BRASIL LTDALABORDE SERVICOS MARITIMOS LTDA MERGULHO PROFUNDO CHRISTENSEN RODER PRODUTOS E SERVICOS DE PETROLEO LTDAMARE ALTA DO BRASIL NAVEGACAO LTDA. FUGRO MARSAT SERVICOS SUBMARINOS LTDA HALLIBURTON SERVICOS LTDA. Instituições de pesquisaMARIMAR S A OPERAÇÃO DE ROV OILEQUIP PRODUTOS E SERVICOS LTDANORSKAN OFFSHORE LIMITADA BRASFLEX TUBOS FLEXIVEIS LTDA V & M DO BRASIL SAPETROBRAS TRANSPORTE S.A. TRANSPETRO MARINE PRODUCTION SYSTEMS DO BRASIL LTDA WEATHERFORD INDUSTRIA E COMERCIO LTDA FILIAL MACAEPLANAVE S A ESTUDOS E PROJETOS DE ENGENHARIA SPECIAL VESSELS CONSUB LLC UNIDADES DE NITROGÊNIOSAVEIROS CAMUYRANO SERVICOS MARITIMOS LTDA STOLT OFFSHORE S.A. SUBSEA7 DO BRASIL SERVICOS LTDA BJ SERVICES DO BRASIL LTDA UniversidadesSEABULK OFFSHORE DO BRASIL LTDA THALES GEOSOLUTIONS, INC HALLIBURTON SERVICOS LTDA.SEALION SHIPPING LIMITED SERV. DE PERFILAGEM E CANHONEIO POCOS PRIDE DO BRASIL SERVICOS DE PETROLEO LTDA.SEAOIL MARINE SERVICES, INC. BAKER HUGHES NEDERLANDS B.V. SOTEP SOCIEDADE TECNICA DE PERFURACAO S.ASKANNOR OFFSHORE LTDA HALLIBURTON ENERGY SERVICES AFRETAMENTO DE HELICÓPTEROSSOLSTAD SHIPPING A/S SERV. DE BOMBEAMENTO DE FLUIDOS POCOSSOUTH PATAGONIA SERVICES S.A. AEROLEO TAXI AEREO S A SEBEX OIL WELL SERVICES S.A.SPECIAL VESSELS CONSUB LLC BHS BRAZILIAN HELICOPTER SERVICES TAXI AEREO LTDA SONDAS TERRESTRESSTOLT OFFSHORES B.V. SOTEP CASTLE AIR TAXI AEREO LTDASUBSEA7 DO BRASIL SERVICOS LTDA PERBRAS HELIVIA AERO TAXI LTDASULNORTE SERVICOS MARITIMOS LTDA QUEIROZ GALVÃO LIDER TAXI AEREO S A AIR BRASILSUPERPESA CIA DE TRANSPORTES ESPECIAIS E INTERMODAIS AZEVEDO TRAVASSOS SENIOR TAXI AEREO EXECUTIVO LTDATRICO MARINE OPERATORS, INC.
  24. 24. Custo de Corrosão
  25. 25. Custo de Corrosão• O estudo da NACE desenvolvido pela CC Technologies (DNV Columbus, Ohio) em um projeto do DoT mostrou que o custo total de corrosão nos EUA está na ordem de US$ 300,000,000,000.00• Na área de O&G – Offshore este valor alcança a cifra de US$ 2,000,000,000.00• Comparação de custo: Offshore = 10 x Onshore• 60% do custo de manutenção offshore está relacionado à corrosão• Considerando uma unidade com grande volume de aços CRA  CAPEX maior que OPEX: o custo da inspeção e pintura de manutenção representa US$0.0015 per bbl• Considerando uma unidade com pequeno volume de aços CRA  OPEX maior que CAPEX: o custo da inspeção e pintura de manutenção representa US$0.05 per bbl  33 vezes mais caro
  26. 26. Corrosão no OffshoreAlguns dos problemas de Corrosão na PETROBRAS - Offshore:• Estruturas primárias, secundárias e terciárias• Escadas• Guarda-corpo• Suportação de cabos elétricos (bandejas ou eletro-calhas)• Tubulações e suportes• Flanges, estojos e porcas• Válvulas• Instrumentos de controle• Passarelas e rotas de trânsito de pessoas• Corrosão sob isolamento térmico – CUI (Corrosion Under Insulation)
  27. 27. Oportunidades para a Galvanização / MetalizaçãoTodas as relacionadas abaixo para corrosão atmosférica:• Estruturas primárias, secundárias e terciárias• Escadas• Guarda-corpo• Suportação de cabos elétricos (bandejas ou eletro-calhas)• Tubulações e suportes• Flanges, estojos e porcas• Válvulas• Instrumentos de controle• Passarelas e rotas de trânsito de pessoas• Corrosão sob isolamento térmico - CUI
  28. 28. Visão de Futuro e desafios da indústria• Trabalho em conjunto com as empresas:  Acordos de Cooperação  Projetos de Pesquisa & Desenvolvimento  Participação em Redes Temáticas - Universidades• Parte prática:  Testes de laboratório e de campo próprios / empresas / terceira parte  Validação conjunta  Chancela Internacional – DNV e Etc
  29. 29. Mensagem Final• NÃO PERCAM TEMPO, POIS HÁ MUITO A SER FEITO NO PAÍS:  MELHORIA DE MATERIAIS  MELHORIA DE PROCESSOS  CUSTO  FORNECIMENTO  MÃO DE OBRA
  30. 30. Agradecimentos• A PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. - PETROBRAS• A ORGANIZAÇÃO DO GALVABRASIL• AO INSTITUTO DE METAIS NÃO FERROSOS – ICZ• AO PÚBLICO PRESENTE MUITO OBRIGADO E FELICIDADES !

×