Gv redes industriais

1.260 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.260
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
398
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gv redes industriais

  1. 1. Tem como característica principal a utilização isolada de computadores. Se algum usuário tivesse que imprimir um relatório, teria que esperar aquele que estivesse utilizando o computador conectado à impressora. Início da utilização de computadores
  2. 2. Redes de Computadores
  3. 3.  Computadores de pequeno e médio porte interligados através de um meio físico;  Cada computador tem poder de processamento suficiente para trabalhar de forma autônoma;  Os computadores estão interligados entre si para que possam compartilhar recursos e informações. Redes de Computadores
  4. 4. Redes de Computadores
  5. 5. • Compartilhamento de Recursos (impressoras, discos); • Compartilhamento de informações; • Escalabilidade. •Aumento de confiabilidade (replicação) Vantagens na utilização de Redes de Computadores
  6. 6. Distribuição Geográfica  LANs  MANs  WANs
  7. 7. LANs  Equipamentos interligados operando em distâncias curtas  Geralmente distribuídos em um único prédio ou por prédios vizinhos  Alta velocidade Local Area Networks – Rede de Área Local
  8. 8. MANs  Abrangem uma área geograficamente específica, como uma cidade ou uma região metropolitana Metropolitan Area Networks – Rede de Área Metropolitana
  9. 9. WANs  Cobrem áreas geograficamente dispersas  Estrutura de maior custo e complexidade  Interconexão de várias sub-redes de comunicação Wide Area Networks – Rede de Longa Distância
  10. 10. REDES ETHERNET  É o tipo de rede LAN mais utilizada em computadores.  Outras Redes de Computadores: ARCNET, Token Ring, FDDI  Outras Redes que podem atuar ligando computadores: Telefônica (ADSL, GSM, 3G, 4G), Elétrica (PLC Power Line Communication)  É a que vamos estudar.
  11. 11. Componentes básicos Cabeamento: par trançado, cabo coaxial, fibra óptica, conexões sem fio Placa adaptadora de rede (NIC): converte os dados paralelos recebidos pela CPU em padrões elétricos adequados para a transmissão pela rede. Equipamentos: repetidores, Hubs, Pontes, Switches e roteadores Componentes de software: Sistema Operacional de Rede (NOS), drivers de equipamentos Protocolo de Comunicação: regras que possibilitam a comunicação entre os computadores.
  12. 12. Equipamentos  Placas  Hubs / Switches  Bridges /Roteadores  Repetidores  Modems
  13. 13. Equipamentos Placa de rede As placas de rede são placas eletrônicas que permitem aos computadores acessarem a rede.
  14. 14. Equipamentos Hub São concentradores que recebem a informação dos computadores e repassam para todos os demais.
  15. 15. Equipamentos Switch Assim como os hubs, os Switchs são concentradores que recebem a informação dos computadores e a repassa, mas apenas para a máquina de destino, economizando tráfego, colisões e aumentando a velocidade da rede.
  16. 16. Equipamentos Bridge ou Ponte Os bridges podem interligar duas redes diferentes.
  17. 17. Equipamentos Roteador Os roteadores, além de poderem interligar duas ou mais redes diferentes, também é capaz de estabelecer a melhor ROTA para que os pacotes de dados sejam enviados da origem para o destino.
  18. 18. Equipamentos Repetidor Os repetidores são usados para aumentar o sinal da rede, caso a distância entre um computador e outro (ou entre uma rede e outra) seja muito grande e o sinal chegue muito fraco. O repetidor repete o sinal que recebeu, aumentando a sua intensidade.
  19. 19. Equipamentos Modem MODEM significa MOdulador DEmodulador. Ele faz a conversão de um tipo de sinal em outro. Por exemplo, de analógico (sinal de telefone) para digital (internet ADSL), de luz (fibra ótica) para sinal elétrico, de ondas de rádio (3G, 4G, GSM) para sinal elétrico, etc.
  20. 20. Meios de Transmissão • Cabo coaxial • Par trançado • UTP (SEM BLINDAGEM) • STP (BLINDADO) • Fibra óptica •Conexões sem fio (Wireless)
  21. 21. Existem dois padrões para Cabo Par-Trançado para Redes Ethernet. O 568 A e o 568B. Conector RJ-45
  22. 22. Imagem retirada de: http://blog.samuelcavalcante.com/wp- content/uploads/2010/08/cabo_par_prancado.pdf (Acesso em 18/09/2013)
  23. 23. CONECTOR RJ-45 CABO PAR TRANÇADO
  24. 24. Padrão AT&T568A Cabo micro switch
  25. 25. Padrão AT&T568A Cabo Cross over
  26. 26. Anatomia do conector RJ45  Tomada de parede RJ45. Conector RJ45 visto de topo e de frente.
  27. 27. Pinagem do conector RJ-45 Pino # Função Explicação 1 Transmissão de dados positivo (Tx+) Contém o sinal positivo do par diferencial de transmissão. Este sinal contém a cadeia serie de dados de saida que vão sendo transmitidos para a rede. 2 Transmissão de dados negativo (Tx-) Contém o sinal negativo do par diferencial de transmissão. Este sinal contém a mesma cadeia de dados que o pino 1. 3 Recepção de dados positivo Contém o sinal positivo do par diferencial de recepção. Este sinal contém a cadeia de dados de entrada que vão sendo recebidos da rede. 4 Não ligado 5 Não ligado 6 Recepção de dados negativo Contém o sinal negativo do par diferencial de recepção. Este sinal contém a mesma cadeia de dados que o pino 3. 7 Não ligado 8 Não ligado
  28. 28. Protocolos de comunicação  Padrões usados pelos dispositivos de uma rede de modo que eles consigam se entender, ou seja, trocar informações entre si;  Para que todos os dispositivos de uma rede consigam conversar entre si, todos devem estar usando um mesmo protocolo. Exemplos: • TCP/IP; • NetBEUI; • SPX/IPX; • AppleTalk.
  29. 29. Componentes de Software: Sistema Operacional de Rede Cliente/Servidor • Windows 2003 Server; • Unix; • Linux; • Netware / Novell. Ponto-a-ponto • Windows 95/98/ME/XP; • Linux; • Lantastic.
  30. 30. Tipos de redes • Redes ponto-a-ponto; • Redes cliente/servidor. Do ponto de vista da maneira com que os dados de uma rede são compartilhados, existem dois tipos básicos de redes: Essa classificação independe da estrutura física usada pela rede, isto é, como a rede está fisicamente montada, mas sim da maneira com que ela está configurada em software.
  31. 31. Redes Ponto-a-Ponto  Tipo mais simples de rede que pode ser montada;  Praticamente todos os sistemas operacionais já vem com suporte a rede ponto-a-ponto;  Neste tipo de rede os micros compartilham dados e periféricos com facilidade;  Qualquer micro pode facilmente ler e escrever arquivos armazenados em outros micros da rede bem como usar periféricos que estejam instalados em outros computadores. Características: • Usada em pequenas redes; • Fácil implementação; • Baixo custo; • Sistema simples de cabeamento; • Não existem “servidores”; • Pouca segurança.
  32. 32. Redes Cliente/Servidor  Neste tipo de rede existe a figura do servidor, normalmente um computador que gera recursos para os demais micros da rede;  A administração e configuração é centralizada, o que melhora a organização e segurança da rede. Características: • Usada em redes maiores ou que necessitem de uma maior segurança; • Maior custo que o de redes ponto-a-ponto; • Maior desempenho; • A implementação necessita de especialistas; • Alta segurança; • Manutenção e configuração é feita de maneira centralizada, pelo administrador da rede. • Existência de servidores, que oferecem recursos aos demais micros da rede; • possibilidade de uso de aplicações cliente/servidor, como banco de dados.
  33. 33. Exemplo Rede: Cliente-Servidor, Ponto a Ponto Cabeamento: par-trançado, wireless, fibra óptica Protocolo: TCP/IP Equipamentos: Hub, Switch, Roteador
  34. 34. PROTOCOLO TCP/IP É o protocolo mais usado para redes Ethernet. TCP cuida da transmissão e recepção de dados. IP cuida do endereçamento. Nesse protocolo, cada dispositivo precisa ter um ENDEREÇO IP. O endereço IP é composto por 4 números, cada um chamado de octeto, que vão de 0 a 255.
  35. 35. PROTOCOLO TCP/IP Classe A: 0.0.0.0 até 127.255.255.255 - permite até 128 redes, cada uma com até 16.777.214 dispositivos conectados; Classe B: 128.0.0.0 até 191.255.255.255 - permite até 16.384 redes, cada uma com até 65.536 dispositivos; Classe C: 192.0.0.0 até 223.255.255.255 - permite até 2.097.152 redes, cada uma com até 254 dispositivos; Classe D: 224.0.0.0 até 239.255.255.255 - multicast; Classe E: 240.0.0.0 até 255.255.255.255 - multicast reservado.
  36. 36. PROTOCOLO TCP/IP Endereços IP privados Há conjuntos de endereços das classes A, B e C que são privados. Isto significa que eles não podem ser utilizados na internet, sendo reservados para aplicações locais. São, essencialmente, estes: - Classe A: 10.0.0.0 à 10.255.255.255; - Classe B: 172.16.0.0 à 172.31.255.255; - Classe C: 192.168.0.0 à 192.168.255.255.

×