Impactos do Conselho de Administração: Uma análise estatística

639 visualizações

Publicada em

Marina Araújo e Dalton Sardenberg, do Núcleo de Governança Corporativa da Fundação Dom Cabral, apresentam estudo que avalia o impacto dos Conselhos de Administração em relação a algumas variáveis empresariais. Confira!

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
639
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
16
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Impactos do Conselho de Administração: Uma análise estatística

  1. 1. Impactos do Conselho de Administração: Uma análise estatísticaMarina Araújo e Dalton Sardenberg 2013
  2. 2. Questão norteadoraSe há crescimento do número de conselhos e demanda paraconselheiros, há a percepção de que a governança traz de fatoresultados positivos. Mas quais são eles? Quais são os benefíciosrealmente auferidos pelas empresas que implantam sistemas degovernança corporativa? É possível mensurá-los?Os Conselhos de Administração são indispensáveis para as empresas?
  3. 3. Objetivos• Verificar o impacto da eficiência dos Conselhos de Administração em relação a algumas variáveis empresariais.
  4. 4. Metodologia Dados do World Competitiveness Yearbook – Pesquisa mundial de competitividade desenvolvida pelo IMD Foram considerados dados de 59 nações ao longo dos últimos 18 anos (1995 a 2012). Para tanto, consideramos com 99% de confiança (estatísticas t e F).
  5. 5. Metodologia Países analisadosArgentina Coácia Islândia Lituânia Portugal SuiçaAustralia Rep. Tcheca India Luxemburgo Qatar TaiwanAustria Dinamarca Indonesia Malásia Romenia TailandiaBélgica Estonia Irlanda México Russia TurquiaBraasil Finlandia Israel Holanda Singapore Emirados ArabesBulgaria França Itália Nova Zelândia Rep. Eslovaca UcraniaCanada Alemanha Japão Norueda Eslovenia Reino UnidoChile Grécia Jordania Peru Africa do Sul USAChina Mainland Hong Kong Cazaquistão Filipinas Espanha VenezuelaColombia Hungria Coreia Polonia Suécia
  6. 6. Metodologia Aplicação de técnicas em painel para análise dos dados: Os dados em painel são utilizados pela possibilidade de se combinar efeitos de séries temporais com efeitos transversais (cross-section) para um conjunto de n X T observações. Vantagens das técnicas em painel: a possibilidade de se analisar os dados através de cortes transversais ou temporais Possibilidade de se controlar com um maior rigor a heterogeneidade do grupo de países analisados. Maior eficiência, aumentando os graus de liberdade e, conseqüentemente, diminuindo o problema de multicolinearidade entre as variáveis explicativas.
  7. 7. Variável central • Conselho de administração: grau de efetividade de supervisão/atuação do conselho de administração nas empresas O objetivo é verificar como se comportam as empresas que tem Conselhos altamente efetivos.
  8. 8. Conselhos de administração X Eficiência produtiva das grandes empresas• Para grandes empresas os Conselhos mais efetivos tem a sua eficiência produtiva incrementada: com 99% de confiança (estatísticas t e F).• Ou seja, para cada incremento de 1 na efetividade dos Conselhos de Administração, a eficiência produtiva das grandes empresas aumenta em 0,557 (ou 55,7%)
  9. 9. Conselhos de administração X Eficiência produtiva das pequenas e médias empresas• Pequenas e médias empresas que tem Conselhos mais efetivos, tem a sua eficiência produtiva incrementada: com 99% de confiança (estatísticas t e F);• Ou seja, para cada incremento de 1 na efetividade dos conselhos de administração, a eficiência produtiva das pequenas e médias empresas aumenta em 0,390 (ou 39%);
  10. 10. Conselhos de administração X Ética empresarial Conselhos de administração mais efetivos tem maior facilidade em implementar práticas éticas em suas rotinas organizacionais; Com 99% de confiança (estatísticas t e F), pode-se observar que empresas que tem Ou seja, para cada incremento de 1 na efetividade dos conselhos de administração, a capacidade de implementação de práticas éticas nessa mesma empresa aumenta em 0,533 (ou 53,3%);
  11. 11. Conselhos de administração X Produtividades das empresas Conselhos mais efetivos tem a condições de produtividade mais adequadas às estratégias globais de produção;. Com 99% de confiança (estatísticas t e F), pode-se observar que empresas que tem Ou seja, para cada incremento de 1 na efetividade dos conselhos de administração, a capacidade de a produtividade empresarial dar suporte à estratégia global da empresa aumenta em 0,373 (ou 37,3%);
  12. 12. Conselhos de administração X Práticas de auditoria e contabilidade Empresas que tem conselhos de administração mais efetivos tem maior facilidade em implementar práticas de auditoria e contabilidade em suas rotinas organizacionais;: com 99% de confiança (estatísticas t e F), pode-se observar que. Ou seja, para cada incremento de 1 na efetividade dos conselhos de administração, a capacidade de implementação de práticas de auditoria e contabilidade nessa mesma empresa aumenta em 0,720 (ou 72%);
  13. 13. Conselhos de administração X Empreendedorismo Empresas que tem conselhos de administração mais efetivos tem maior facilidade em promover o empreendedorismo entre os gestores;: com 99% de confiança (estatísticas t e F), pode-se observar que. Ou seja, para cada incremento de 1 na efetividade dos conselhos de administração, a capacidade de os gestores atuarem de forma empreendedora é também aumentada em 0,443 (ou 44,3%);
  14. 14. Conselhos de administração X Adaptabilidade da empresa Empresas que tem conselhos de administração mais efetivos tem melhores condições de adaptabilidade organizacional às mudanças de mercado; com 99% de confiança (estatísticas t e F), pode-se observar que Ou seja, para cada incremento de 1 na efetividade dos conselhos de administração, a capacidade de as empresas se adaptarem às mudanças dos mercados é também aumentada em 0,523 (ou 52,3%);
  15. 15. Resumos das ideiasCom base nessas informações, reforça-se a necessidade de que empresários eexecutivos atentem-se para a relevância da Governança Corporativa no contextoempresarial. Não apenas para o atendimento às exigências legais, quando for ocaso, mas, também, como mecanismo estratégico de seu desenvolvimento ecrescimento empresarial. Eficiência produtiva das grandes empresas 55,7% Eficiência produtiva das pequenas e médias empresas 39,0% Ética empresarial 53,3% Efetividade do Conselho de Administração Produtividade 37,3% Práticas de auditoria e contabilidade 72,0% Empreendedorismo 44,3% Adaptabilidade das empresas 52,3%O Núcleo de Governança Corporativa da Fundação Dom Cabral, tem se dedicado nabusca do desenvolvimento de conhecimento avançado, que possa de maneira efetivaapoiar as organizações no Brasil em sua jornada na evolução de suas práticas degestão e governança.
  16. 16. Marina Araújomarinaaraujo@fdc.org.br Dalton Sardenberg dalton@fdc.org.br

×