Hábitos de utilização do Facebook em Portugal<br />ISCAP 2010/2011 - Mestrado em Marketing Digital<br />Pesquisa de Mercad...
Índice<br />Contextualização <br />Problema de gestão e de investigação<br />Desenho da investigação e fontes de informaçã...
Contextualização<br />A utilização das redes sociais, como o Facebook, tem vindo a aumentar de forma significativa entre o...
Problema de gestão e de investigação<br />
Problemas de gestão<br />Problema de investigação<br />
Objectivos<br />Variáveis<br />
Desenho da investigação e escolha de fontes de informação<br />
Questionário<br />
O questionário foi construído com a ajuda da plataforma Google Docs.<br />O questionário foi monitorizado também através d...
Amostra<br />
A amostra deste estudo <br />é uma amostra por conveniência.<br />Para o cálculo do erro da amostra, utilizamos a seguinte...
Análise dos dados<br />
Os valores apresentados podem não corresponder no total a 100% da amostra. Aqui estão evidenciados ao valores considerados...
4. Quando utiliza o Facebook, fá-lo para:<br />
Correlações<br />Forma de aceder ao Facebook<br />Habilitações Literárias<br />Quem acede ao Facebook através do telemóvel...
Correlações<br />Tempo de utilização efectiva<br />Produtividade diária<br />Habilitações Literárias<br />Quem utiliza o F...
Correlações<br />Responsável por uma equipa<br />Encontrar emprego e/ou contactos profissionais<br />Razões de adesão ao F...
Correlações<br />Tornar-se fã de iniciativas, causas, marcas e/ou personalidades<br />Habitualmente utiliza o Facebook<br ...
<ul><li>Os jovens entre os 21 e os 35 anos (115) são os que mais admitem a perda de produtividade.</li></ul>Análise Cruzad...
<ul><li>Tanto os solteiros como os casados (60) dizem que o Facebook não contribuiu para a perda da sua privacidade.</li><...
Conclusões<br />
Perfil de Utilizador<br />Os utilizadores do Facebook, segundo o nosso inquérito são maioritariamente do sexo feminino, en...
Tempo de permanência online e efectivo no Facebook<br />54% dos inquirido diz passar menos de 1 hora no Facebook. Enquanto...
Impacto percebido na privacidade<br />40,5% dos inquiridos diz que o facebook não diminuiu a sua privacidade.<br />55,9% d...
Modelo de regressão<br />Um modelo de regressão é um modelo entre uma variável dependente e uma ou mais variáveis independ...
Bibliografia<br /><ul><li>Material da disciplina de pesquisa de mercado
George, Darren; Mallery, Paul – SPSS for windows.</li></ul>     Allyn & Bacon<br /><ul><li>http://www.fesppr.br/~centropes...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Estudo sobre os Hábitos de Utilização do Facebook em Portugal

2.723 visualizações

Publicada em

Estudo realizado na disciplina de Pesquisa de Mercado - Mestrado de Marketing Digital. Obrigado pela vossa contribuição.

Publicada em: Educação, Tecnologia, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.723
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
28
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estudo sobre os Hábitos de Utilização do Facebook em Portugal

  1. 1. Hábitos de utilização do Facebook em Portugal<br />ISCAP 2010/2011 - Mestrado em Marketing Digital<br />Pesquisa de Mercados – Mestre Anabela Ribeiro<br />Realizado por:<br />Andreia Bastos Silva<br />António Antunes<br />Francisco Rodrigues<br />
  2. 2. Índice<br />Contextualização <br />Problema de gestão e de investigação<br />Desenho da investigação e fontes de informação<br />Questionário<br />Amostra<br />Análises dos dados<br />Conclusões<br />
  3. 3. Contextualização<br />A utilização das redes sociais, como o Facebook, tem vindo a aumentar de forma significativa entre os cibernautas. Neste contexto, pretende-se com este estudo aferir os hábitos e o perfil, do utilizador da rede social Facebook.<br />
  4. 4. Problema de gestão e de investigação<br />
  5. 5. Problemas de gestão<br />Problema de investigação<br />
  6. 6. Objectivos<br />Variáveis<br />
  7. 7. Desenho da investigação e escolha de fontes de informação<br />
  8. 8.
  9. 9. Questionário<br />
  10. 10. O questionário foi construído com a ajuda da plataforma Google Docs.<br />O questionário foi monitorizado também através da plataforma Google Analytics, o que permitiu obter alguns dados interessantes, como a diferença entre visitas e respostas obtidas.<br />Visitas: 351, em 22 localidades.<br />Respostas: 202.<br />A sua divulgação foi feita através de um domínio próprio que permitiu adicionar algumas características ao questionário, tais como, favicon e um botão de partilha do Facebook(64). <br />
  11. 11. Amostra<br />
  12. 12. A amostra deste estudo <br />é uma amostra por conveniência.<br />Para o cálculo do erro da amostra, utilizamos a seguinte fórmula:<br />n=z22/ (erro da amostragem)2<br /> Para um estudo com 95% de confiança necessitávamos de pelo menos 384 respostas. <br />Logo, com as nossas 202 respostas obtemos uma margem de erro de: <br />202=1,962×0,52÷ (erro da amostragem)2<br />𝐞𝐫𝐫𝐨 𝐝𝐚 𝐚𝐦𝐨𝐬𝐭𝐫𝐚𝐠𝐞𝐦≅𝟔,𝟗%<br /> <br />
  13. 13. Análise dos dados<br />
  14. 14.
  15. 15. Os valores apresentados podem não corresponder no total a 100% da amostra. Aqui estão evidenciados ao valores considerados mais importantes pelo grupo e não a sua totalidade.<br />
  16. 16.
  17. 17. 4. Quando utiliza o Facebook, fá-lo para:<br />
  18. 18. Correlações<br />Forma de aceder ao Facebook<br />Habilitações Literárias<br />Quem acede ao Facebook através do telemóvel ou computador portátil é da opinião que o acesso no local de trabalho deve ser limitado/barrado.<br />Quanto mais elevada é a educação dos inquiridos menos tempo é passado no Facebook.<br />(-0,179)<br />(-0,240)<br />Tempo passado efectivamente no Facebook<br />Acesso livre ou barrado<br />
  19. 19. Correlações<br />Tempo de utilização efectiva<br />Produtividade diária<br />Habilitações Literárias<br />Quem utiliza o Facebook efectivamente durante mais tempo são os mais novos.<br />(0,158)<br />Quanto mais elevada é a educação dos inquiridos maior é percepção da perda de produtividade diária.<br />(-0,140)<br />Idade<br />
  20. 20. Correlações<br />Responsável por uma equipa<br />Encontrar emprego e/ou contactos profissionais<br />Razões de adesão ao Facebook <br />Quem tem uma equipa de colaboradores à sua responsabilidade, utiliza durante menos tempo o Facebook.<br />(0,158)<br />(-0,183)<br />Quem aderiu ao Facebook por questões profissionais, normalmente acede ao site para procurar emprego e/ou contactos profissionais.<br />Tempo de utilização efectiva do Facebook<br />
  21. 21. Correlações<br />Tornar-se fã de iniciativas, causas, marcas e/ou personalidades<br />Habitualmente utiliza o Facebook<br />Acesso ao Facebook<br />Responsável por uma equipa<br />(0,353)<br />Quem utiliza o Facebook com fins profissionais, utiliza-o também para tornar-se fã de iniciativas, marcas e/ou personalidades<br />(0,166)<br />Quem no exercício da sua actividade profissional é responsável por uma equipa, é da opinião que o acesso deve ser limitado/barrado.<br />
  22. 22. <ul><li>Os jovens entre os 21 e os 35 anos (115) são os que mais admitem a perda de produtividade.</li></ul>Análise Cruzada<br />Produtividade<br />Idade<br />
  23. 23. <ul><li>Tanto os solteiros como os casados (60) dizem que o Facebook não contribuiu para a perda da sua privacidade.</li></ul>Análise Cruzada<br />Privacidade<br />Estado Civil<br />
  24. 24. Conclusões<br />
  25. 25. Perfil de Utilizador<br />Os utilizadores do Facebook, segundo o nosso inquérito são maioritariamente do sexo feminino, entre os 21-25 anos, solteiras. Licenciadas e a trabalhar por conta de outreme nãolideram uma equipa de trabalhadores.<br />A razão mais manifestada para aderir ao Facebook é por sugestão de amigos. E o tipo de utilização principal é por lazer.<br />Razões e tipo de utilização principal do Facebook<br />
  26. 26. Tempo de permanência online e efectivo no Facebook<br />54% dos inquirido diz passar menos de 1 hora no Facebook. Enquanto que 31% diz ter o site do Facebook ligado menos de 1 hora por dia.<br />29,3% dos inquiridos admite que o Facebook diminui a sua produtividade. Destes, 45% diz que essa diminuição varia entre 0% e 25%.<br />Impacto percebido na produtividade<br />
  27. 27. Impacto percebido na privacidade<br />40,5% dos inquiridos diz que o facebook não diminuiu a sua privacidade.<br />55,9% dos inquiridos é da opinião que durante o horário de trabalho o acesso ao site do Facebook deve ser limitado.<br />Acesso livre, limitado ou barrado<br />
  28. 28. Modelo de regressão<br />Um modelo de regressão é um modelo entre uma variável dependente e uma ou mais variáveis independentes. Pretende representar valores futuros, através de dados de estudos já realizados.<br />Regressão linear múltipla:<br />Yi=a+bXi+Ei<br />Este modelo é utilizado quando na análise os valores de X e Y estão, ou pelo menos aparentam, estar relacionados entre si.<br />Um modelo de regressão é uma tentativa de descrição da realidade. Ou seja, se um determinado modelo representa bem o assunto estudado.<br />O processamento dos dados, via SPSS, não nos devolveu nenhum modelo de regressão linear, cuja capacidade explicativa seja relevante.<br />Assim, registamos que este facto deverá ser tido em consideração, na elaboração de uma eventual 2ª edição deste estudo.<br />
  29. 29. Bibliografia<br /><ul><li>Material da disciplina de pesquisa de mercado
  30. 30. George, Darren; Mallery, Paul – SPSS for windows.</li></ul> Allyn & Bacon<br /><ul><li>http://www.fesppr.br/~centropesq/Calculo_do_tamanho_da_amostra/Tamanho%20da%20Amostra%20-%201.pdf</li></li></ul><li>Obrigado pela atenção!<br />

×