Prensky Nativo e imigrante digital

2.556 visualizações

Publicada em

Principais ideias de Marc Prensky sobre imigrates e nativos digitais

Publicada em: Educação
2 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.556
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
368
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
30
Comentários
2
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Prensky Nativo e imigrante digital

  1. 1. Flavia PintoJaneiro 2013
  2. 2. Digital Natives, Digital Immigrants By Marc Prensky
  3. 3. “Marc Prensky é um orador aclamadointernacionalmente, escritor, consultor e inovador no campoda educação e da aprendizagem. Ele oferece uma profundaexperiência e visão sobre educação dos jovens de hoje e parao uso de tecnologia - incluindo as mídias sociais, mundosvirtuais, programação, jogos e aplicativos - de maneiraspoderosas para a aprendizagem.”Página inicial do site
  4. 4. "A cultura digital tem implicações revolucionárias para aeducação que muito poucas pessoas compreender. MarcPrensky entende-los melhor do que ninguém que euconheço. Seus insights e clareza brilhar uma luz poderosasobre as deficiências da educação no presente e iluminaras extraordinárias possibilidades do futuro. ",Sir Ken Robinson, autor, o elemento
  5. 5. O nova-iorquino – formado em francês e matemática, comespecializações pela escola de Artes e Ciências de Yale e pelaHarvard Business School – é especialista em tecnologia eeducação
  6. 6. Marc é o fundador e Diretor de Criação de Jogos Spree (a K-12 empresa de jogos curricular), o fundador e CEO daGames2train (empresa de jogos cujos clientes incluem aIBM, a Nokia, a Pfizer, o Departamento de Defesa dos EUA edo Los Angeles e Flórida Escolas virtuais) e criador daComunidade sites de jogo DoD e Jogos impacto Social
  7. 7. Nativos digitais e imigrantes digitaissão termos que explicam as diferenças culturais entre os quecresceram na era digital e os que não. Os primeiros, porcausa de sua experiência, têm diferentes atitudes em relaçãoao uso da tecnologia.
  8. 8. A imigração...Levamos vícios antigos quando aprendemos algo novo como... “disca o número para mim.” “você viu minha fita de vídeo?” “você já jogou aquele cartucho” Segundo Prensky este é o nosso sotaque
  9. 9. Um professor imigrante digital•Usa termos que são difíceis para os nativos digitais•Não acreditam nas novas formas de aprender•Acreditam que devem ensinar da mesma forma queaprenderam•Usam a lógica para ensinar com caminhos prédeterminados
  10. 10. Como aproveitar as habilidades inerentes dos nativos digitais para a educação?•Adaptar os materiais para a língua dos nativos digitais•Parcerias para elaboração e conhecimento de material•Ensinar por jogos para *memorização *lógica dos jogos *histórico dos jogos
  11. 11. O nativo digital•Informações rápidas- hipertextos•Aprendem com a prática•Partilham suas tarefas•Trabalham em grupo
  12. 12. Revista ÉpocaCiências e tecnologiaEm 09/07/2010 - 12:44Marc Prensky: "O aluno virou o especialista“http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI153918-15224,00-MARC+PRENSKY+O+ALUNO+VIROU+O+ESPECIALISTA.html
  13. 13. ÉPOCA – Qual é a diferença básica entrea velha e essa nova pedagogia?Marc Prensky – Mudam os papéis de professores e alunos. Osalunos, que antes se limitavam a ouvir e tomar notas, passam aensinar a si mesmos, com a orientação dos professores.Por isso a real necessidade de usar ferramentas que os ajudem aaprender. O papel do aluno passa a ser de pesquisador, deusuário especializado em tecnologia. O professor passa a ter papel de guia e de “treinador”. Ele estabelece metas para osalunos e os questiona, garantindo o rigor e a qualidade daprodução da classe.
  14. 14. ÉPOCA – Qual é o maior desafio dosprofessores que adotam esse tipo deensino?Marc Prensky – Abrir mão do papel de controlador para assumiro de guia dos alunos. Isso significa deixar de explicar tudo de umavez para todos e passar a criar questões que deem o caminho dasrespostas certas para cada um deles. Eles têm de aprender comoajudar os alunos a encontrar, sozinhos ou em grupo, respostasrápidas. Um professor me disse uma vez: “Eu costumava ensinarum assunto. Agora eu ensino meus alunos”. O professor eficientefaz as duas coisas e ainda prepara seus alunos para um futurodesconhecido priorizando habilidades, não o conhecimento.
  15. 15. ÉPOCA – A tecnologia vai substituir assalas de aula?Marc Prensky – No longo prazo, tenho grandes expectativasem relação ao uso da tecnologia como ferramenta deaprendizado. Muitas escolas oferecem aulas on-line – eexigem que seus alunos as assistam. Talvez as escolassempre existam, mas a sala de aula, como conhecemoshoje, não servirá mais para ensinar. Quando isso vaiacontecer, ninguém sabe.
  16. 16. •BIBLIOGRAFIA•Prensky; Marc Nativos e imigrantes digitais: apresentação 8 -(2001 - partes I)•Prensky: Marc "O aluno virou o especialista“. Revista ÉpocaDisponível em:http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI153918-15224,00-MARC+PRENSKY+O+ALUNO+VIROU+O+ESPECIALISTA.html . Acesso em 14/01/2013•www.marcprensky.com Acesso em 14/01/2013

×