Manual de instrucciones Tambora: 3 botones

450 visualizações

Publicada em

Manual de instrucciones Tambora: 3 botones

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
450
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Manual de instrucciones Tambora: 3 botones

  1. 1. MANUAL DE USUÁRIO SALAMANDRA A PELLETS MODELO TAMBORA NOTA: POR FAVOR GUARDE ESTAS INSTRUCÇÕES COMO REFERÊNCIA FUTURA. POR FAVOR LEIA COMPLETAMENTE ESTE MANUAL PREVIO A INSTALAÇÃO E USO DESTE PRODUCTO. O INCUMPLIMENTO DESTAS INSTRUCÇÕES PODERÍA PROVOCAR DANOS MATERIAIS, BEM COMO LESIÕES CORPORALES DE GRAVEDADE IRREVERSÍVEIS.
  2. 2. 1 INDUSTRIAS FIRECO SL | Pol. Ind. “Los Álamos” 2ª perp. Parc. 17; 18230; Atarfe (Granada) Telf.: 902 090 770 Fax: 958 79 72 96 e-mail: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com www.fireco.es INDICE 1  INTRODUÇÃO............................................................................................................................................3  1.1  Uso do Manual: ...............................................................................................................................3  1.2  Normativa aplicada:......................................................................................................................4  1.3  Embalagem .....................................................................................................................................4  1.4  Características do produto:..........................................................................................................5  2  INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA ............................................................................................................5  2.1  Normas de Segurança...................................................................................................................5  2.2  Recomendações a Seguir ............................................................................................................6  3  INSTALAÇÃO .............................................................................................................................................7  3.1  Instalação, Limpeza e Manutenção:..........................................................................................7  3.2  Distâncias de seguridade:.............................................................................................................8  3.3  Saída e Conduto de Fumos..........................................................................................................9  3.4  Tubo de entrada de ar comburente ........................................................................................10  3.5  Instalação vertical: Saída do fumo interior..............................................................................11  3.6  Instalação vertical: Saída do fumo Exterior .............................................................................11  3.7  Sistema de saída do fumos: Requisitos para a instalação:...................................................12  3.8  Calidade do Pellet. ......................................................................................................................13  3.9  Posta em funcionamento:...........................................................................................................14  4  INSTRUCÇÕES:.........................................................................................................................................14  4.1  Primeiro Arranque .........................................................................................................................14  4.2  Comando (Display) ......................................................................................................................15  4.3  Conexão - Desconexão ..............................................................................................................15  4.4  Modo Manual:...............................................................................................................................16  4.5  Menu 1 - Set Relógio.....................................................................................................................16  4.6  Menu 2 - Set Crono.......................................................................................................................18  4.7  Menu 3 - Selecção Língua: .........................................................................................................19  4.8  Menu 4 - Stand-by: .......................................................................................................................20  4.9  Menu 5 - Zumbidor:.......................................................................................................................20  4.10  Menu 6 - Menu primeira Carga:.................................................................................................20  4.11  Menu 7 - Condição Salamandra:..............................................................................................21  4.12  Menu 8 - Calibra Técnico:...........................................................................................................21  4.13  Menu 9 - Saída:..............................................................................................................................21  4.14  Quadro de Códigos de Erro .......................................................................................................22  4.15  Controlo remoto............................................................................................................................22  5  MANUTENÇÃO........................................................................................................................................24  5.1  Manutenção Diária:.....................................................................................................................24 
  3. 3. 2 INDUSTRIAS FIRECO SL | Pol. Ind. “Los Álamos” 2ª perp. Parc. 17; 18230; Atarfe (Granada) Telf.: 902 090 770 Fax: 958 79 72 96 e-mail: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com www.fireco.es 5.2  Manutenção Periódica: ..............................................................................................................25  5.3  Manutenção Anual......................................................................................................................26  6  INFORMAÇÃO GERAL............................................................................¡Error! Marcador no definido.  6.1  Comparativa de consumes........................................................ ¡Error! Marcador no definido.  6.2  Secções .......................................................................................... ¡Error! Marcador no definido.  6.3  Desmancha ................................................................................... ¡Error! Marcador no definido.  7  GARANTIA:...............................................................................................................................................26  7.1  Introdução: ....................................................................................................................................26  7.2  Condições da Garantia: .............................................................................................................26  7.3  Elementos Excluídos na Garantia: .............................................................................................27  7.4  Validação da Garantia:..............................................................................................................27   
  4. 4. 3 INDUSTRIAS FIRECO SL | Pol. Ind. “Los Álamos” 2ª perp. Parc. 17; 18230; Atarfe (Granada) Telf.: 902 090 770 Fax: 958 79 72 96 e-mail: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com www.fireco.es 1 INTRODUÇÃO Apreciado cliente: Ante todo, desde FUOCO-VIVO queremos agradecer a confiança depositada em nôs ao adquirir uno de nossos produtos. Esperamos que a sua experiencia com nosso equipamento resulte satisfatória para você desde o ponto de vista ECOLÓGICO, do CONFORTO e da POUPANÇA. Os aparelhos FUOCO-VIVO foram desenhados, fabricados e distribuídos de acordo com as indicações de seguridade europeias y nacionais de referência. 1.1 Uso do Manual: É recomendado não utilizar o produto se, apos ter lido integramente, não fora compreendido perfeitamente o manual do usuário. No caso de precisar informação adicional pode contactar com INDUSTRIAS FIRECO ou com o Serviço Técnico Autorizado mais próximo. O objectivo do manual é indicar a maneira correta mais fiável para a instalação e utilização de suo aparelho FUOCO-VIVO tanto assim como para estabelecer os critérios próprios. Recorde conservar este manual e tenha sempre à mão para uma possível consulta por parte do serviço técnico. No caso de perdida solicitar uma copia a INDUSTRIAS FIRECO. No caso de ceder a salamandra, lembre-se de anexar o manual de usuário. As operações de manutenção especializada deveram ser realizadas pelo pessoal autorizado. As operações de instalação deveram ser realizadas pelo serviço técnico autorizado mais próximo mais não será em nenhum caso responsabilidade de INDUSTRIAS FIRECO. O usagem da salamandra será feito sempre de acordo as normas do manual e à normativa em materia de seguridade prevista na legislação específica do país onde seja instalado.
  5. 5. 4 INDUSTRIAS FIRECO SL | Pol. Ind. “Los Álamos” 2ª perp. Parc. 17; 18230; Atarfe (Granada) Telf.: 902 090 770 Fax: 958 79 72 96 e-mail: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com www.fireco.es 1.2 Normativa aplicada:  Norma UNE-EN 14785/2006: Aparelhos de aquecimento domésticos alimentados com pellets de madeira.  Real Decreto1027/2007 de 20 Julio (BOE 09-Sept-2013): Regulamento de instalações térmicas em edifícios.  Directiva 2006/95/CE: Material eléctrico destinado a utilizar dentro de os limites de tensão.  Directiva 2004/108/CE: Aproximação da legislação dos Estados membros relativos à compatibilidade electromagnética.  Directiva 89/106/CEE: Relativa á aproximação das disposições legislativas regulamentárias e administrativas dos estados membros respeito aos produtos da fabricação.  Directiva 85/374/CEE: Relativa á aproximação das disposições legislativas, regulamentárias e administrativas dos estados membros em matéria de responsabilidade pelos danos por produtos defeituosos. LEGENDA Indicação relativa a correta utilização do aparelho e a responsabilidade da pessoa ou pessoas que operem com el. Atenção! Ponto de especial interesse. Ponto de especial interesse orientado a prevenir e evitar os acidentes que possam provocar tanto danos pessoais como materiais. Advertência relativa as possíveis queimaduras ou incêndios derivados do mal usagem do equipo. Advertência relativa as tarefas de instalação, limpeza e manutenção destinadas a prolongar a vida e suo aparelho e aumentar suo rendimento. Lembre-se de guardar este manual num lugar onde poda dispor facilmente para futuras consultas. No caso de se encontrar com qualquer incidência contacte com INDUSTRIAS FIRECO no número +34 902 090 770 ou pode contactar com o suo serviço técnico mais próximo. 1.3 Embalagem O suo aparelho FIRECO vem embalado com um palete que facilita o transporte, assim como com uma caixa para proteger frente a possíveis impactos ou roçaduras. Pedimos que guarde estos elementos que podem ser necessários no caso de uma incidência futura.
  6. 6. 5 INDUSTRIAS FIRECO SL | Pol. Ind. “Los Álamos” 2ª perp. Parc. 17; 18230; Atarfe (Granada) Telf.: 902 090 770 Fax: 958 79 72 96 e-mail: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com www.fireco.es 1.4 Características do produto: Potencia térmica máxima nominal [kW] 6,35 Potencia térmica mínima nominal [kW] 2,36 Potencia térmica máxima [Kw] 7,29 Rendimiento potencia máxima [%] 87,56 Volumen métrico calefactable [m3 ] 135 Presión tiro de la chimenea min [Pa] 10 Voltaje [V] 230 Frecuencia [Hz] 50 Consumo de potencia eléctrica [W] 150 - 350 Diámetro Salida de humos [mm] 80 Diámetro entrada de aire comburente [mm] 50 AnchoxLargoxAlto [mm] 450x460x900 Peso [kg] 74 Consumo de pellet mínimo [kg/h] 0,5 Consumo de pellet máximo [kg/h] 1,63 Capacidad del depósito [kg] 15 Autonomía máx./min a la hora [h] 23/8 FUOCO-VIVO TAMBORA POTENCIA ELECTRICIDAD DIMENSIONES CONSUMO-AUTONOMÍA 2 INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA 2.1 Normas de Segurança  Leia este manual prévio de realizar qualquer operação de instalação, uso ou manutenção do suo aparelho FIRECO.  Lembre-se que para sua segurança e a validação da garantia, a instalação, a partida e a manutenção alheias ao usuário devem ser feitas por um serviço técnico autorizado.  Lembre-se que o conduto de expulsão de gases deve ser registrável.  Ligue a salamandra a uma tomada eléctrica homologada de 230V y 50Hz.  Para realizar qualquer tarefa de manutenção lembre-se de que á equipa deve estar desligada e que tem que esperar o arrefecimento da equipa para evitar o risco de queimaduras na manipulação.  Fica terminantemente proibido a usagem de qualquer tipo de material inflamável para reacender ou reavivar o suo aparelho.  É recomendado o uso de pellets de calidade A1 segundo à norma DIN PLUS-51731. Este ponto se desenvolve no apartado 3.8 do presente manual. O uso de qualquer outro combustível será única e exclusivamente responsabilidade do proprietário do aparelho.  Não utilizar o aparelho para incinerar nenhum resíduo.  Não obstrua os condutos de entrada e saída de gases.  De nenhuma maneira utilize o aparelho com a porta frontal aperta ou com o vidro quebrado.
  7. 7. 6 INDUSTRIAS FIRECO SL | Pol. Ind. “Los Álamos” 2ª perp. Parc. 17; 18230; Atarfe (Granada) Telf.: 902 090 770 Fax: 958 79 72 96 e-mail: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com www.fireco.es  Não extraia ni modifique a grelha de protecção do depósito de combustível.  Evite o contacto físico com a salamandra quando está em funcionamento. Este contacto pode resultar perigoso e causar lesões graves.  Parede lateral: assegurar um radio de 100cm de seguridade para qualquer material inflamável perto à salamandra.  Limpar e colocar correctamente o cinzeiro cada vez que seja retirado.  Limpar o conduto e os deflectores de fumos correctamente dentro da câmara de combustão. Esta tarefa ter que ser realizada por um técnico autorizado dentro do plano de manutenção.  Evitar a formação de fumo e combustível sem queimar durante a fase de arranque e funcionamento. No caso se produza a acumulação de pellets sem queimar no braseiro, desligue o aparelho, aguarde ao arrefecimento e quitar manualmente prévio do seguinte arranque.  Advertir aos miúdos e invitados dos perigos citados anteriormente.  Utilizar única e exclusivamente peças sobressalentes originais.  Qualquer modificação, uso de sobressalentes não original ou manipulação do aparelho sem autorização por parte de INDUSTRIAS FIRECO podem supor um risco para os usuários assim como a perdida imediata da garantia pelo que em nenhum caso o fabricante INDUSTRIAS FIRECO será o responsável do que pode acontecer. 2.2 Recomendações a Seguir ADVERTÊNCIA: Siga as instruções, se não pode provocar lesões na garantia do produto assim como afectar à vida útil do mesmo. Não ligue a salamandra a nenhum conduto de distribuição de ventilação. Não queime lixo ou líquidos inflamáveis, como gasolina ou óleo de motor. A unidade está quente enquanto esteja em funcionamento, por tanto, não coloque perto prendas de vestir, móveis ou produtos inflamáveis a menos de 1 metro. Mantenha afastados aos miúdos da salamandra, o contato pode provocar queimadura na pele. COMBUSTÍVEL: Esta salamandra de pellets está desenhada e aprovada para queimar só um combustível de pellets de madeira com um máximo de 3% de cinzas. O combustível súcio afectará negativamente ao funcionamento e rendimento da unidade e pode anular a garantia. Consulte a suo distribuidor para obter recomendações sobre o tipo de combustível. ESTÁ PROIBIDO O USO DE LENHA OU O OSSO DE AZEITONAS. FULIGEM: O funcionamento da salamandra com insuficiente ar para a combustão dará lugar à formação de fuligem no vidro, a troca de calor, ou nos tubos do sistema de ventilação, ainda de poder manchar ao exterior da vivenda. Esta é uma situação perigosa e ineficiente. Verifique com frequência a sua salamandra. LIMPEZA: Acumulará pequenas quantidades de cinza no escape. Esto variará devido ao nível de cinza que tenha o combustível utilizado e o funcionamento da salamandra. É aconselhável inspeccionar e limpar o conduto do fumos semestralmente ou cada dois toneladas de pellets. CINZAS: As cinzas devem ser depositadas num recipiente metálico. O recipiente fechado das cinzas deve estar num chão não combustível, afastado de qualquer material inflamável à espera da sua eliminação final. Se as cinzas formas eliminadas mediante enterramento na terra, devem manter-se no recipiente hermético ate que todas as cinzas ter esfriado. Outros resíduos não devem ser colocados no mesmo recipiente de cinzas. ELECTRICIDADE: O uso de protecção para o cabo de alimentação é recomendável. Se a unidade deve estar conectada a um standard de 230 vóltios e 50 Hz. Evitar que o cabo eléctrico não fique atrapado baixo o aparelho assim como que não estiver em contacto com as
  8. 8. 7 INDUSTRIAS FIRECO SL | Pol. Ind. “Los Álamos” 2ª perp. Parc. 17; 18230; Atarfe (Granada) Telf.: 902 090 770 Fax: 958 79 72 96 e-mail: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com www.fireco.es superfícies ou bordes afiados. Se este cabo de alimentação resulta danado, substituir por um novo cabo do seu distribuidor más perto. VIDRO: Evitar golpear ou fechar violentamente a porta na que está o vidro. Não intente fazer funcionar a salamandra com o vidro quebrado. A salamandra utiliza um vidro vitro-cerâmico resistente as altas temperaturas. Não intente abrir a porta e limpar o vidro, em tanto que a unidade estar em funcionamento ou se o aquentador de pellets estiver quente. Para limpar o vidro, utilizar um pano de algodão suave e um limpa-vidros não abrasivo. Manete:lembre-se que a salamandra dispor de uma manete fria situada na parte posterior do aparelho. LÍQUIDOS INFLAMÁVEIS: Nunca usar líquidos inflamáveis, como gasolina, gasóleos, carvão, ou líquidos inflamáveis similares para iniciar a combustão na salamandra. Mantenha qualquer produto inflamável afastado da salamandra. DETETOR DE FUMOS É recomendada a instalação de detetores de fumos na hora de operar com um dispositivo de combustão de pellets. USO: Deve assegurar que o cinzeiro e a porta estiver fechadas para um seguro e correcto funcionamento da salamandra. Assegurar também que todas as junções da porta estão em bom estado, em caso contrário, substituir quando seja necessário. MANTER O CINZEIRO LIVRE DE RESTOS DE PELLETS. NÃO ACUMULAR PELLETS OU RESÍDUOS DE PELLET DENTRO DO CINZEIRO, em caso contrario poderia ser causa de incêndio dentro do queimador. 3 INSTALAÇÃO ESTE APARELHO DEVE TER INSTALADO SEGUM O REGULAMENTO DE INSTALAÇÕES TERMICAS EM EDIFÍCIOS (RITE), ESPECIFICADO NO REAL DECRETO 1027/2007 (Art. 2 Y 3), E DE ACORDO COM ESTA NORMATIVA, A INSTALAÇÃO DEVE-SE REALIZADA POR UM PROFISSIONAL AUTORIZADO. Não cumprir os regulamentos ou as instruções detalhadas prescritas para a instalação pode resultar num risco de incêndio, perigo para a saúde e/ou um mau rendimento do lar. O fabricante do aparelho não é responsável pelos danos por uma má instalação tanto aos terceiros como nas peças do produto. Assegurar de manter a integridade estrutural de suo lar quando se passa um conduto através de paredes, tectos ou telhados. É recomendado que a unidade esteja assegurada na posição a fim de evitar qualquer deslocamento. 3.1 Instalação, Limpeza e Manutenção: ESTE APARELHO DEVE SER INSTALADO SEGUNDO O REGULAMENTO DE INSTALAÇÕES TERMICAS EM EDIFÍCIOS (RITE), ESPECIFICADO NO REAL DECRETO 1027/2007 (Art. 2 Y 3), E
  9. 9. 8 INDUSTRIAS FIRECO SL | Pol. Ind. “Los Álamos” 2ª perp. Parc. 17; 18230; Atarfe (Granada) Telf.: 902 090 770 Fax: 958 79 72 96 e-mail: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com www.fireco.es DE ACORDO COM ESTA NORMATIVA, A INSTALAÇÃO DEVE SER REALIZADA A CABO POR UM PROFISSIONAL AUTORIZADO. Não cumprir os regulamentos ou as instalações detalhadas prescritas para a instalação pode dar como resultado risco de incêndio, perigo para a saúde e/ou um mau rendimento do lar. O fabricante do aparelho não é responsável pelos danos por uma má instalação tanto aos terceiros como nas peças do produto. É necessário que o aparelho passe uma vez ao ano a pertinente inspecção de limpeza e manutenção. Esta manutenção deve ser realizada pelo pessoal autorizado. Para realizar a manutenção entrar em contacto com suo distribuidor local. Utilizar sempre peças de substituição oficiais para a manutenção da salamandra. O cinzeiro e o funcionamento da salamandra determinará directamente a frequência de limpeza. O uso de combustíveis de altos resíduos de cinza podem dar como resultado uma maior frequência de limpeza. O combustível baixo em resíduos de cinzas pode permitir intervalos mais longos de limpeza. 3.2 Distâncias de seguridade: Para a instalação ter em conta que os espaços necessários entre o aparelho e os elementos adjacentes para garantir a seguridade dos mesmos. Os requisitos são os seguintes:  Parede traseira: Assegurar que esta parede está fabricada completamente de ladrilho, termo-argila o qualquer outro material apto para altas temperaturas. Neste caso, sempre deixe uma distancia mínima tal e como mostra a ilustração. Se a parede tivera materiais combustíveis, deverá deixar uma distancia de 100cm à parte traseira da salamandra ou acrescentar aislamentos de lã de rocha ou qualquer outro material adequado para tales efeitos. Consultar com suo distribuidor da zona para a correcta utilização e instalação dos mesmos.  Parede lateral: assegurar um radio de 100cm de seguridade para qualquer material inflamável perto à salamandra.  Parte inferior / solo: Assegurar que seja apto para suportar o peso da salamandra, ainda de que esteja nivelado. No caso contrário, provocará desnível visível na parte superior do produto. No caso de estar composto pelos materiais inflamáveis, acrescentar uma placa e ou revestimento para evitar o transpasso de calor do aparato ao solo.
  10. 10. 9 INDUSTRIAS FIRECO SL | Pol. Ind. “Los Álamos” 2ª perp. Parc. 17; 18230; Atarfe (Granada) Telf.: 902 090 770 Fax: 958 79 72 96 e-mail: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com www.fireco.es Altamente recomendável para solos de madeira. Com respeito al localização, assegure que el ambiente tem una correcta ventilação. Uma falta de ar renovado pode causar uma má combustão e devido a esto, insuficiência na evacuação de fumos (depressão da salamandra), incluído provocar rebocos no lugar da instalação. Para evitar-lho, é recomendado incorporar uma abertura de ar que poda conecta à sala contígua que tem que estar dotada de renovação de ar ou directamente ao exterior. Para evitar-lho, é recomendado incorporar uma abertura de ar que poda conecta à sala contígua que tem que estar dotada de renovação de ar ou directamente ao exterior. A dimensão mínima da entrada terão uma superfície de 200 cm², com esto garantia o subministro de ar fresco para a combustão e sala onde está instalado o aparelho. 3.3 Saída e Conduto de Fumos Assegurar que o conduto de fumos cumpra os seguintes requisitos:  O conduto de fumos deve estar garantido contra choques térmicos superiores a temperaturas redor de 400 °C  O conduto deve ter uma dimensão apropriada ao diâmetro da saída do fumo da salamandra (77 mm).  A distancia de seguridade mínima deve de ser de 15 cm,de separação respeito aos possíveis elementos o materiais combustíveis (vigas, alvenaria, acabados em madeira e/ou tectos) ao longo de todo o recorrido do conduto. No caso de utilização de condutos de fumos com duplo aislamento, ista distancia pode reduzir (segundo homologação do fabricante de fumistería).  Verificar prévio a conclusão a instalação que em todo o recorrido, o interior do conduto original está límpio de fuligem e outros resíduos.  O aparelho deve instalar-se com suo conduto próprio de evacuação de fumos. Não se permite instalações com conduto de fumos compartidos.  O conduto deve estar aislado termicamente. O conduto no qual as paredes internas fiquem frias dificulta a evacuação de fumos e pode provocar condensações , por isso aconselha-se que o conduto de fumos ou salamandra fique dentro da casa, para evitar choques térmicos em frio.  Os condutos de fumos devem ficar estanques ao agua. Os condutos devem ter uma seção normal e constante sobre todo suo desenvolvimento. Um conduto demasiado largo tem o risco de ter uma corrente de ar térmica nula.  Deve superar em 100cm. a altura do tecto da casa ou de toda a construção situada a menos de 8 metros.
  11. 11. 10 INDUSTRIAS FIRECO SL | Pol. Ind. “Los Álamos” 2ª perp. Parc. 17; 18230; Atarfe (Granada) Telf.: 902 090 770 Fax: 958 79 72 96 e-mail: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com www.fireco.es  Nos casos de terraço ou telhados nos que a inclinação seja inferior a 15º, o tronco deve pelo menos ser igual a 1,20m. A cobertura não deverá frear a corrente. Se a salamandra tem tendência a rebocos a causa da situação com obstáculos vizinhos, serão precisos instalar um sistema que evite o reboco dos fumos eficaz ou bem remodelar a salamandra.  Para evitar rebocos ou correntes inadequadas, fica proibido o uso de reduções ou ampliações do diâmetro do conduto de fumo, especialmente quando mais perto fique do colete de saída do fumo do aparelho. Pelo mesmo motivo, evite os joelhos de 90º graus ao longo de todo o conduto de fumos. 3.4 Tubo de entrada de ar comburente Fica situado na parte posterior da salamandra na parte inferior esquerda do aparelho. Tem um diâmetro de 50mm. NOTA: não introduzir baixo nenhum concito qualquer objeto dentro de estos condutos. A entrada de ar para o exterior é necessário para o bom uso do aparelho. Considerar que a entrada de ar favorecerá a combustão, e que uma entrada de ar limitada empobrecerá o rendimento e empiorará a combustão e em consequência uma maior saída e fumo.
  12. 12. 11 INDUSTRIAS FIRECO SL | Pol. Ind. “Los Álamos” 2ª perp. Parc. 17; 18230; Atarfe (Granada) Telf.: 902 090 770 Fax: 958 79 72 96 e-mail: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com www.fireco.es 3.5 Instalação vertical: Saída do fumo interior  Escolha a ubicação da salamandra de pellets, (ver no apartado 1: "Distâncias de seguridade" no ponto primeiro).  Instalar a plataforma resistente as altas temperaturas (ver apartado 2: "Distâncias de seguridade" no ponto primeiro).  Colocar a salamandra de pellets na plataforma e procurar que o tubo de saída do fumo tenha um mínimo de 15 cm a qualquer ponto da parede.  Localizar o centro do tubo de entrada de ar da combustão na parte posterior do aparelho. Abrir a abertura necessária na parede para o tubo (si fora preciso).  Assegurar todas as conexões de tubos e dedais com 3 parafusos. Fixar as conexões de saída do fumo um fixador de silicone de alta temperatura.  Instalar o tubo de ar de combustão de admissão. opcional.  Instalar um joelho em forma de “T” de registro com boca para limpeza, no tubo de saída do fumo que sobressair da salamandra pela parte traseira.  Instalar os tubos verticalmente em direcção ao orifício de saída que tenha a sua vivenda como pré-instalação da chaminé. Uma vez bem seladas as juntas com silicone resistente as altas temperaturas, procure manter o conduto de saída do fumo como mínimo a uma distância de 15cm ao ponto mais perto.  Assegurar que a cobertura de fumos tem uma distância mínima de um metro à vertical da base da chaminé. Por seguridade, é recomendado usar a cobertura anti-retorno para melhorar a extracção do fumo ao exterior, e evitar os possíveis rebocos pelas correntes de ar não controladas. 3.6 Instalação vertical: Saída do fumo Exterior Após a realização dos passos do 1 ao 5 do apartado anterior:  Localizar o centro do tubo de saída do fumo, na parte posterior da unidade. Procure a linha ate à parede e no centro com a mesma medida que tem a saída do fumo do aparelho, abra um buraco do mesmo diâmetro na parede.  Instale o dedal na parede. Siga as instruções deste produto.
  13. 13. 12 INDUSTRIAS FIRECO SL | Pol. Ind. “Los Álamos” 2ª perp. Parc. 17; 18230; Atarfe (Granada) Telf.: 902 090 770 Fax: 958 79 72 96 e-mail: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com www.fireco.es  Instalar desde a saída do fumo do aparelho ate o dedal o tubo de saída de gases da combustão. Não esqueça, respeita ao menos 15cm ao ponto mais perto desde o tubo a qualquer objeto que possa ter em suo recorrido.  Assegure todas as conexões nos tubos e juntas ao menos com 3 parafusos. Selar as conexões de tubos e adaptadores com um selador de silicone de alta temperatura.  Instale uma T com porta de limpeza no extremo do tubo de saída do fumo. Assegure colocar os suportes ao tubo 150cm para manter uma firmeza adequada.  Estender o tubo de saída do fumos através do telhado e assegurar que sobressair por cima do tecto ao menos em um metro. 3.7 Sistema de saída do fumos: Requisitos para a instalação: Para uma correta terminação de saída de fumos avaliar cuidadosamente as condições externas, especialmente correntes do vento que podam ter habitualmente na sua residencia. Alem disso, tenha em conta os cheiros, gases e cinzas, ainda da estética e os ventos predominantes, as distâncias das entradas de ar e combustível, a localização das estruturas adjacentes à evacuação dos fumos do aparelho. Alem disso, ter em conta o seguinte:  A saída de fumos deve estar sempre numa posição mais elevada que a entrada de ar para a combustão.  Não faga a instalação em nenhum lugar fechado ou semi-fechado (isto é, alpendre, garagem, áticos, etc) ou qualquer outro lugar que pode acumular uma concentração de vapores.  A superfície do tubo de saída de fumos pode esquentar-se para causar queimaduras se os miúdos tocam-lho. Podem ser necessários determinados sistemas de protecção ou dispositivos de seguridade que evitem o contato direito. O tipo de instalação deve ser considerado prévio de determinar a ubicação exacta da instalação, especialmente em relação às portas, janelas, vagas, etc. 
  14. 14. 13 INDUSTRIAS FIRECO SL | Pol. Ind. “Los Álamos” 2ª perp. Parc. 17; 18230; Atarfe (Granada) Telf.: 902 090 770 Fax: 958 79 72 96 e-mail: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com www.fireco.es A saída de fumos deve ser conforme à regulamentação em vigor. O conduto deve reunir os seguintes requisitos  Deve estar em perfeito estado  Deve permitir uma corrente de ar suficiente. Deve ser compatível com a sua utilização, em caso contrário será necessário proceder ao enturbamento do conduto.  Deve de estar limpo, no caso contrário deverá efectuar uma limpeza por meio de uma escova metálica para eliminar os depósitos de fuligem e despegar os alcatrões.  Deve estar termicamente isolado. Um conduto no qual las paredes internas estejam frias fazem impossível uma corrente suficiente, provocando condensações.  Devem de ser impermeáveis.  Devem ter uma secção normal e constante sobre todo suo desenvolvimento. Um conduto demasiado largo tem o risco de ter uma corrente de ar térmica nula.  Um conduto unicamente pode ser conectado a um aparelho.  A cobertura não deverá frenar a corrente. Se a chaminé tem tendencia a rebocos a causa da sua situação com obstáculos vizinhos, será necessário instalar um elementos que evite-.lhos de maneira eficaz ou bem remodelar a chaminé. Se a depressão da chaminé excede dos 20 Pa, serão necessário instalar um moderador de corrente eficaz no conduto da união. Este moderador deverá estar visível e acessível.  O conduto da chaminé não se apoiará sobre o aparelho.  Deve estar afastado de todo o material inflamável.  Deve permitir uma limpeza mecânica. Calidade do Pellet. 3.8 Calidade do Pellet. A sua salamandra de pellets foi desenhada para queimar exclusivamente pellets de madeira. Não use nenhum tipo de combustível, já que INVALIDARÁ A GARANTIA. O rendimento da salamandra está afectado pelo tipo e a calidade do pellet de madeira utilizado, de maneira que poderá afectar a produção de calor que emita a salamandra ao ambiente. A norma europeia DIN PLUS-51731 relativa ao pellet de biomassa, estabeleceu os parâmetros pelos que os fabricantes de pellets de madeira ter de registrar-se para a sua produção. É recomendado o uso de pellets que atendam ou excedam estas normas. O combustível sujo afecta negativamente ao funcionamento e rendimento do aparelho e invalida a garantia.
  15. 15. 14 INDUSTRIAS FIRECO SL | Pol. Ind. “Los Álamos” 2ª perp. Parc. 17; 18230; Atarfe (Granada) Telf.: 902 090 770 Fax: 958 79 72 96 e-mail: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com www.fireco.es O fabricante da salamandra, INDUSTRIAS FIRECO (em adiante o fabricante), não tem controlo sobre a calidade dos pellets que utilizam, pelo que não assume nenhuma responsabilidade por sua escolha de pellets de madeira. O lugar onde sejam armazenados os pellets deve de estar como mínimo a um metro de distancia da salamandra. 3.9 Posta em funcionamento: Lembre-se que é necessário que prévio de acender por primeira vez o seu aparelho, o serviço técnico mais perto quando realiza uma posta em funcionamento do seu aparelho. Para realizar esta posta em funcionamento existem distintas formas de contacto:  Email: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com  Telefono INDUSTRIAS FIRECO SL: 902 090 770  Telefónica Vía SAT: contactar com o serviço técnico autorizado más próximo. Lembre-se que para efectuar esta posta em funcionamento dispõe de um prazo de 30 dias desde a fecha de compra do aparelho e que estas postas em funcionamento serão ordenadas em função da fecha de recepção da solicitude. À efectuar a posta em funcionamento procederá a validar a garantia do equipo, pelo que rogamos encarecidamente que ista posta em funcionamento efectue-se num prazo inferior a 30 dias desde a adquisição do aparelho, no caso contrário qualquer defeto no aparelho não serão coberto pela garantia. 4 INSTRUCÇÕES: 4.1 Primeiro Arranque Alguns cheiros podem ser emitidos durante as primeiras horas da queima durante o primeiro arranque. Estos cheiros são normais e não são daninhos. No entanto, é recomendada uma maior ventilação na sala ate a desaparição total dos mesmos. A salamandra alcançará temperaturas altas durante o funcionamento. Mantenha aos miúdos, a roupa e aos móveis da cozinha afastados de todas as superfícies da mesma. ADVERTÊNCIA: O contacto direito com a salamandra DURANTE A OPERAÇÃO pode causar queimaduras da pele. Para evitar a possibilidade de entrada do fumo e/ou chispas á sala sempre mantenha a câmara de combustão com as portas fechadas quando a salamandra esteja em funcionamento. Por favor, não ligue a salamandra à alimentação de corrente, abrir a tapa e preencher com combustível PELLET o depósito do aparelho situado na parte superior.
  16. 16. 15 INDUSTRIAS FIRECO SL | Pol. Ind. “Los Álamos” 2ª perp. Parc. 17; 18230; Atarfe (Granada) Telf.: 902 090 770 Fax: 958 79 72 96 e-mail: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com www.fireco.es 4.2 Comando (Display) O comando tem 3 botões multifunção, os quais são:  Botão P1: Redução ou incremento da potência. Pressionar este botão uns segundos para aceder ao menu "Set Ambiente". Este menu permite seleccionar a temperatura do ambiente desejada em modo manual.  Botão P2: Incremento de Potência-Estado da Salamandra-Set de Potência  Botão P3: Função On/Off para ligar e desligar- Escape- Confirmação No comando também ha uma ecrã líquida, uma serie de leds (indicadores luminosos), que permitem conhecer a actividade e/ou accionamento das diferentes funções ou componentes da salamandra.  Led Set Ambiente (P1)  Led Set Potência (P2)  Led On/Off (P3)  Led Crono (relógio)  Led Alarma (triângulo com símbolo de exclamação)  Led Motor Alimentação (led esquina superior direita da ecrã)  Led Motor de Ventilação (led central lado direito da ecrã)  Led Barra de Conexão (led esquina inferior direita da ecrã) 4.3 Conexão - Desconexão Uns doze segundos depois de ligar a salamandra ao ponto de subministro eléctrico, aparecerá no display o menu do estado "off". Para chegar ao estado da salamandra verifica o sistema e no caso de ficar preparado para a combustão, no display aparecerá a palavra "off". Para ligar ou desligar o aparelho apertar dois segundos o botão P3. Uma vez finalizado o processo de conexão com exito, no display aparecerá a palavra "trabalho", o qual indica que o sistema terminou com exito a fase de conexão.
  17. 17. 16 INDUSTRIAS FIRECO SL | Pol. Ind. “Los Álamos” 2ª perp. Parc. 17; 18230; Atarfe (Granada) Telf.: 902 090 770 Fax: 958 79 72 96 e-mail: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com www.fireco.es Para desligar o aparelho apertar de maneira continuada o botão P3 ate ver na ecrã o mensagem "Limpeza Final". Depois desto, deixar o aparelho para operar de maneira automática. Na ecrã aparecerá os mensagens "Limpeza Final" e "Resfriamento". Aqui está detalhado o procedimento para funcionar com o equipo. 4.4 Modo Manual: A maneira de aceder ao modo manual do aparelho é tal e como está descrito a continuação: 1. Para aceder deverá apertar o botão 1 ate que no display aparecer um número o qual é á temperatura. 2. Uma vez visualizados estos números apertar o botão P2 (incremento de temperatura) ate que aparecer na ecrã uma temperatura de 40.0º 3. Apertar uma vez mais e aparecer na ecrã o diálogo "man" de um modo intermitente. Uma vez no menu, apertar o botão P2 e verá que aparece na ecrã o diálogo "Pot1" e premir reiteradamente o botão P2 avançará ate "Pot5". Estas opções permitem seleccionar o nível de potência do aparelho (de 1 a 5) e escolher a opção de funcionamento manual. 4.5 Menu 1 - Set Relógio O suo aparelho tem equipado uma central electrónica que permite programar uma série de parâmetros, entre eles poderá seleccionar a configuração horária e temporal do aparelho tal e como indica a continuação.
  18. 18. 17 INDUSTRIAS FIRECO SL | Pol. Ind. “Los Álamos” 2ª perp. Parc. 17; 18230; Atarfe (Granada) Telf.: 902 090 770 Fax: 958 79 72 96 e-mail: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com www.fireco.es 1. Uma vez que veja no display o mensagem "man" apertar ininterruptamente o botão P1 ate que desaparecer na ecrã o diálogo "m1" 2. Apertar o botão P3 para aceder a este menu "m1" e verá aparecer na ecrã o diálogo "set relógio". Apertar novamente o botão P3 para aceder y poderá seleccionar o dia da semana (segunda à sexta). 3. Uma vez seleccionado o dia da semana, apertar novamente o botão P3 e verá aparecer na ecrã o menu "relógio" e um número de dois dígitos (00-23) intermitentemente, seleccionar a hora escolhida mediante os botões P1 e P2. Os dígitos permitiram seleccionar a hora desejada. Uma vez escolha apertar novamente o botão P3. 4. Aparecerá agora na ecrã o diálogo "minutos" e um número de dois dígitos (minutos) intermitente, seleccionar novamente mediante as teclas P1 e P2 os minutos escolhidos. Uma vez seleccionado apertar o botão P3. 5. Aparecerá na ecrã o menu "dia relógio", novamente utilizando as teclas P1 e P2 seleccionar o dia desejado (0-31). Uma vez escolhido, apertar novamente o botão P3. 6. Aparecerá na ecrã o menu "mês relógio" (1-12) no qual poderá seleccionar o mes no que fica mediante os botões P1 e P2. Uma vez escolhido apertar novamente o botão P3. NIVEL 1 NIVEL 2 NIVEL 3 NIVEL 4 VALOR M1-SET RELOJ Día Semana L-M-X-J-V-S-D Minuto 0-59 Hora 0-23 Día Reloj 0-31 Mes 0-12 Año 0-99
  19. 19. 18 INDUSTRIAS FIRECO SL | Pol. Ind. “Los Álamos” 2ª perp. Parc. 17; 18230; Atarfe (Granada) Telf.: 902 090 770 Fax: 958 79 72 96 e-mail: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com www.fireco.es 7. Aparecerá na ecrã o menu "Ano relógio" (0-99), seleccionar o ano no que está mediante os botões P1 e P2. Uma vez escolhido apertar novamente o botão P3. 4.6 Menu 2 - Set Crono Este menu permite programar o aparelho de maneira que funcione autonomamente, isto é, que arranque e desconecte em função da programação introduzida. Este menu está sub-dividido em três sub-menus. 1. Menu Diário Permite programar o aparelho para que funcione todos os dias em função aos parâmetros introduzidos. a. Para aceder a este menu, situar-se no menu 2 e mediante o botão P3 aceder a ele. Uma vez no menu proceder a activar o menu crono mediante a selecção da opção ON no submenu m2-1. b. No menu m2-2 (crono dia) activará esta opção e seguidamente poderá seleccionar activando os submenus "start 1 dia" e "stop 1 día" à hora de desconexão e conexão. Para activar-lhes apertar o botão P3 e seleccionar no modo "on". Uma vez activados seleccionar a hora de conexão e desconexão mediante os botões P1 e P2 e confirmar mediante o botão P3. Esta acção pode ser repetida neste submenu mais uma vez , e poderá tal e como foi explicado, programar dois conexões e dois desconexões automáticos por dia. 2. Menu Semana Permite programar o aparelho para que arranque e desconecte a diário (de segunda a domingo) Esta acção poder ser programada ate quatro vezes, isto é, que arranque e desconecte ate quatro vezes cada dia da semana. A maneira de proceder ao igual que na anterior é através do menu m2-3. Uma vez dentro poderá seleccionar ate quatro arranques e quatro desconexões automáticos diários para toda a semana. NIVEL 1 NIVEL 2 NIVEL 3 NIVEL 4 VALOR M2-SET CRONO Permite Crono Programa Día PrG Diario On-Off Start 1 Día Hora Stop 1 Día Hora Start 2 Día Hora Stop 2 Día Hora
  20. 20. 19 INDUSTRIAS FIRECO SL | Pol. Ind. “Los Álamos” 2ª perp. Parc. 17; 18230; Atarfe (Granada) Telf.: 902 090 770 Fax: 958 79 72 96 e-mail: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com www.fireco.es 3. Menu Fim de Semana Este menu permite programar o aparelho para que arranque e desconecte de maneira automática os fins de semana. Ao igual que nos dois anteriores casos, poderá aceder a través do sub-menu m2-3 e programar dois arranques e dois desconexões diárias durante dois dias correspondentes ao fim de semana. 4.7 Menu 3 - Selecção Língua: O aparelho dispor uma central electrónica multi-linguagem, pela qual poderá seleccionar a língua que deseje. NIVEL 1 NIVEL 2 NIVEL 3 NIVEL 4 VALOR M2-SET CRONO Programa Semanal Crono Semana On-Off Start PrG1 Hora Stop PrG1 Hora Lunes PrG1 On-Off MartPrG1 On-Off MiEr PrG1 On-Off Juev PrG1 On-Off VierPrG1 On-Off SabPrG1 On-Off DomPrG1 On-Off Start PrG2 Hora Stop PrG2 Hora Lunes PrG2 On-Off MartPrG2 On-Off MiEr PrG2 On-Off Juev PrG2 On-Off VierPrG2 On-Off SabPrG2 On-Off DomPrG2 On-Off Start PrG3 Hora Stop PrG3 Hora Lunes PrG3 On-Off MartPrG3 On-Off MiEr PrG3 On-Off Juev PrG3 On-Off VierPrG3 On-Off SabPrG3 On-Off DomPrG3 On-Off Start PrG4 Hora Stop PrG4 Hora Lunes PrG4 On-Off MartPrG4 On-Off MiEr PrG4 On-Off Juev PrG4 On-Off VierPrG4 On-Off SabPrG4 On-Off DomPrG4 On-Off NIVEL 1 NIVEL 2 NIVEL 3 NIVEL 4 VALOR M2-SET CRONO Programa Fin de Semana PrG Fin de Semana On/Off Start 1 Hora Stop 1 Hora Start 2 Hora Stop 2 Hora
  21. 21. 20 INDUSTRIAS FIRECO SL | Pol. Ind. “Los Álamos” 2ª perp. Parc. 17; 18230; Atarfe (Granada) Telf.: 902 090 770 Fax: 958 79 72 96 e-mail: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com www.fireco.es Para proceder à selecção da língua, uma vez que está no menu manual apertar a tecla P1 de maneira continuada ate desaparecer o mensagem "m1", mediante as teclas P1 e P2 avançar ate que desaparecer o diálogo "m3" Apertar a tecla P3 e novamente mediante as teclas P1 e P2 ate seleccionar o linguagem desejado. Uma vez seleccionado apertar a tecla P3 para confirmar a escolha. 4.8 Menu 4 - Stand-by: O aparelho posei uma opção de configuração para deixar em modo "stand-by", a qual permite reduz o consume. Uma vez tenha entrado no menu "m4" aparecerá o mensagem "on" ou bem o mensagem "off". Utilizar os botões P1 e P2 e escolha o que deseje em cada momento. No caso de escolher a função "on" o aparelho realizará a operação descrita a continuação. 1. Você selecciona a temperatura ambiental que deseja na sala. 2. Uma vez alcançada a temperatura, a qual detecta o aparelho mediante a sonda termométrica com a qual vem equipado, se reduz a alimentação de "pellet" para não superar a temperatura programada, e o aparelho ainda pode desconectar completamente se a temperatura fica estável. Este modo de funcionamento permite uma poupança de combustível sem reduzir o conforto, facilitando a operativa do equipo ao usuário já que o aparelho gestiona de maneira automática o abastecimento de combustível e a regulação da potência, podendo adaptar-lho em todo momento à temperatura desejada. 4.9 Menu 5 - Zumbidor: A central electrónica que gestiona o aparelho vem equipada com um avisador acústico. Este avisador pode ser activado com o menu "m5" e seleccionar a opção "on". As sinales acústicas são emitidas no caso de detectar alguma alarma ou falha no aparelho. Para a activação do mesmo, proceder de igual maneira que com os anteriores. Uma vez aparecer na ecrã o mensagem "m5", apertar o botão P3 e a seguir mediante os botões P1 e P2 seleccionar o modo "on" ou bem o modo "off". 4.10 Menu 6 - Menu primeira Carga: A central electrónica que gestiona o aparelho vem equipada com um programa de gestão de primeira carga. Este programa é usado para realizar uma pré-carga do parafuso sem-fim no caso de que fique sem pellets. É recomendado o uso deste programa nos seguintes casos: NIVEL 1 NIVEL 2 NIVEL 3 NIVEL 4 VALOR M3-SET LENGUA Spa (Español) On/Off Ita (Italiano) On/Off Eng (Inglés) On/Off Fre (Francés) On/Off Deu (Alemán) On/Off NIVEL 1 NIVEL 2 NIVEL 3 NIVEL 4 VALOR M4-STAND BY Stand By On/Off NIVEL 1 NIVEL 2 NIVEL 3 NIVEL 4 VALOR M5-SET SONIDO Sonido On/Off
  22. 22. 21 INDUSTRIAS FIRECO SL | Pol. Ind. “Los Álamos” 2ª perp. Parc. 17; 18230; Atarfe (Granada) Telf.: 902 090 770 Fax: 958 79 72 96 e-mail: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com www.fireco.es 1. Quando volta a arrancar o aparelho depois de um paro estacional. 2. Quando reinicie o aparelho depois de ter apagado por falta de combustível. Para a activação do mesmo, proceder de igual maneira que com os anteriores. Uma vez aparecer na ecrã o mensagem "m6" apertar o botão P3 e a seguir mediante os botões P1 e P2 seleccionar o modo "on" ou bem o modo "off". 4.11 Menu 7 - Condição Salamandra: Este menu (m7) é usado para avaliar o estado dos distintos componentes da salamandra. Para aceder a este menu situar sobre ele e apertar o botão P3 para aceder a ele. Este sub-menu é só informativo e serve para conhecer os parâmetros de programação do aparelho. Este menu abarca os seguintes sub-menus: 1. Estado do sem-fim: Este submenu indica a temporização que ter o parafuso sem-fim para a alimentação de pellet, este tempo é medido em segundos. 2. Programação da Limpeza Final: Indica o tempo necessário para realizar a limpeza final. 3. Estado do Termostato: Indica o estado do termostato ("on"/"off") 4. Temperatura de fumos: Indica a temperatura de saída de fumos do aparelho. A unidade de referencia é ºC 5. Velocidade de Giro do Extractor: Indica a velocidade à que gira o extrator de fumos. Esta magnitude é medida em revoluções por minuto (rpm) 4.12 Menu 8 - Calibra Técnico: Este menu está preparado para ser utilizado só pelo serviço técnico autorizado, é pelo que vem equipado com uma clave de aceso. Este menu serve para programar os parâmetros de funcionamento do aparelho, por isso que só um serviço técnico seja autorizado para manipular. 4.13 Menu 9 - Saída: Este menu serve unicamente para abandonar o menu de programação do aparelho e voltar ao modo manual. NIVEL 1 NIVEL 2 NIVEL 3 NIVEL 4 VALOR M6-PRIMERA CARGA Sonido On/Off NIVEL 1 NIVEL 2 NIVEL 3 NIVEL 4 VALOR M7-SET LENGUA Estado Estufa Estado Sinfín t (segundos) Programación Limpieza t (minutos) Estado Termostato On/Off Temperatura Humos ºC Velocidad Giro Extractor rpm NIVEL 1 NIVEL 2 NIVEL 3 NIVEL 4 VALOR M8-MENU TECNICO Clave Acceso On/Off NIVEL 1 NIVEL 2 NIVEL 3 NIVEL 4 VALOR M9-MENU SALIDA Salida On/Off
  23. 23. 22 INDUSTRIAS FIRECO SL | Pol. Ind. “Los Álamos” 2ª perp. Parc. 17; 18230; Atarfe (Granada) Telf.: 902 090 770 Fax: 958 79 72 96 e-mail: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com www.fireco.es 4.14 Quadro de Códigos de Erro CÓDIGO TIPO DE ALARMA DIAGNÓSTICO A 01 AL 1 “Alarm a Black Out” Corta o suministro eléctrico. Reanudar o aparelho normalmente. A 02 AL 2 “Sonda de Temperatura de humos” Error de lectura da sonda. Possivel mau funcionamiento. Revisar o bom estado dos cabos ou consultar com o SAT mais perto. A 03 AL 3 “Sobrecalentamiento en la temperatura de Humos” Temperatura de fumos excesiva. Deixar esfriar a salamandra e ranudar a combustão a uma potência inferior. A 04 AL 4 “Fallo del cable de señales del extractor de humos” Erro da lectura do encoder. Posível mau funcionamento, revisar o bom estados dos cabos ou consultar com o SAT mais perto. A 05 AL 5 “Fallo de encendido de llama” Reviar a caida correcta do pellet no queimagdor, existencia de combustível na tremonha e humidade do mesmo. Reanudar a combustão normalmente. A 06 AL 6 “Ausencia de Pellet” Preencher a tremonha com pellet. A 07 AL 7 “Sobretemperatura de seguridad térmica” Sobreasquecimiento da salamandra. Deixar esfriar ate alcanzar a temperatura óptima e reanudar a combustão a uma potência inferior. A 08 AL 8 “Alarma de Ausencia de Presión” Falta de pressão adecuada nos condutos da salamandra. Fechar a postar e revisar os condutos de fumos para descartar qualquer possivel bloqueo. A 09 AL 9 “Fum es Temp. Sensor Error” Ligar à assistência técnica. A 10 AL 10 “Pellet Igniter Error” Ligar à assistência técnica. A 11 AL 11 “Pellet Feeder Error” Ligar à assistência técnica. A 13 AL 13 “Electronic Motherboard Error” Ligar à assistência técnica. A 15 AL 15 “Pellet Level Alarm” Ver o nível de pellet na tolva. 4.15 Controlo remoto A placa recibe a sinal do controlo remoto através da sinal tipo IR que fica no display superior perto da tapa do depósito de pellet.
  24. 24. 23 INDUSTRIAS FIRECO SL | Pol. Ind. “Los Álamos” 2ª perp. Parc. 17; 18230; Atarfe (Granada) Telf.: 902 090 770 Fax: 958 79 72 96 e-mail: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com www.fireco.es Poderá utilizar-lho quando a salamandra fique ligada. Com o mando poderemos utilizar as seguintes funções: TECLA FUNÇÃO MODALIDADE DESCRIPÇÃO 1 Incremento da temperatura Programação On/Off Modifica o menú seleccionado Incremento da temperatura desejada 2 Disminuição da temperatura Programação On/Off Modifica o menu seleccionado Disminución da temperatura desejada 5 Disminuição da potência On/Off Menu Ajuste da potência desejada Movilidade dentro do menu 6 Incremento da potência Programação On/Off Retroceceda no menú Ajuste da potência desejada 2-5 Menu Menu Movilidade dentro do menu Avance no menu Acesso ao menu Seleção do menu 1-6 On - Off Programação Trabalho Bloqueo Menu/Programação Selecção de opções Apertar 2 segundos para conectar ou desconectar a salamandra Desbloquear a salamandra para desconectar Retroceder ao menu anterior
  25. 25. 24 INDUSTRIAS FIRECO SL | Pol. Ind. “Los Álamos” 2ª perp. Parc. 17; 18230; Atarfe (Granada) Telf.: 902 090 770 Fax: 958 79 72 96 e-mail: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com www.fireco.es 5 MANUTENÇÃO É FUNDAMENTAL A LIMPEZA PARA O CORRECTO FUNCIONAMENTO DA SALAMANDRA. 5.1 Manutenção Diária: PRECAUÇÃO: A manutenção periódica só deve fazer-se enquanto a salamandra fique desligada e fria. A manutenção diária abarca os elementos que mostram-se na imagem seguinte: 1. Retirar o braseiro e eliminar os restos não queimados que ter podido ficar depositados sobre ele. 2. Retirar a grelha e igual que com o braseiro proceda a eliminar os restos de pellets não queimados. 3. Trás um período de tempo superior a 60 minutos transcorridos desde que desligou o aparelho, retirar o cinzeiro e verter o conteúdo num recipiente das cinzas contidas no interior. Esta operação pode não ser necessária diariamente, ainda que a periodicidade dependerá do uso que tenha o aparelho. 4. Depois de esfriar a salamandra deve limpar o vidro todos os dias com um pano ou toalha de papel para evitar a acumulação de resíduos difíceis de eliminar. Esta limpeza poderá ser realizada com produtos específicos para a limpeza de vidro sempre e
  26. 26. 25 INDUSTRIAS FIRECO SL | Pol. Ind. “Los Álamos” 2ª perp. Parc. 17; 18230; Atarfe (Granada) Telf.: 902 090 770 Fax: 958 79 72 96 e-mail: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com www.fireco.es quando a salamandra fique fria. Esta limpeza está condicionada pela calidade do combustível que utilize (a pior calidade, maior frequência de limpeza) 5. Verificar o cinzeiro e a placa do queimador para determinar que os buracos não fiquem obstruídos. 6. Se o aparelho tem permutador de calor com raspador (seguinte imagem) o processo de limpeza incluirá accionar a palanca do raspados para eliminar qualquer possível atoramento no permutador de calor. Procure manter o conjunto da imagem superior límpio e sem cavacos no queimador. A presencia destes elementos reduzirá de maneira considerável o rendimento do seu aparelho. A continuação enunciará uma serie de recomendações que podam incidir num melhor funcionamento do seu equipo, o qual aumentará o rendimento do mesmo e reduzirá o consumo de combustível.  Abra a porta do fogão lentamente para evitar a penetração da cinzas ou cheiros na sala.  Limpe segundo seja necessário ate que o interior fique sem restos.  Utilizar um raspador para mover o pellet para um lado da grelha, deixando as cinzas na parte interior do mesmo.  Raspar as cinzas e sujidade ao longo co cinzeiro.  Raspar as patilhas de queima na parte inferior da grelha.  Fechar a porta.  Eliminar a acumulação de cinzas no fundo do caixa diariamente, ou tão frequente como seja necessário. Para a limpeza das cinzas de por baixo do queimador, tem que extrair a grelha onde arde o pellet. ADVERTÊNCIA: Uma vez limpada a grelha deve ser puxado ate o fundo antes e iniciar de novo o funcionamento. Não manter limpa esta área poderia resultar num perigo para a seguridade. NOTA: Não utilizar uma aspiradora para este fim. Os cavacos depositados nos cinzeiro ainda podem estar quente e podem causar um incêndio no aparelho aspirador. ADVERTÊNCIA: Não faça funcionar a salamandra sem fechar a porta. Não faça funcionar a salamandra com um vidro quebrado ou rachado. Substituir só por um vidro cerâmico resistente subministrado pelo fabricante. 5.2 Manutenção Periódica: PRECAUÇÃO: A manutenção periódica só deve fazer-se enquanto a salamandra fique desligada e fria. Vaziar o cinzeiro quando aparece completo. A frequência de limpeza do cinzeiro dependerá da calidade e a quantidade de pellet que utilize. Comprovar com precaução para assegurar que o cinzeira e que a porta fique bem fechada depois de cada apertura. Rascar as cinzas do cinzeiro. Usar uma aspiradora (com a salamandra completamente fria) para limpar o fundo destes áreas. Se não limpa as cinzas pode causar que o queimador se obture com cinzas voláteis e esto poderia resultar num perigo para a seguridade. Limpar os buracos da grelha do queimador pelo menos uma vez por semana. Retirar a grelha e utilizar um objeto de metal pequeno para poder limpar os orifícios obstruídos. Retirar a grelha/queimador onde arde o pellet e limpar as cinzas que se acumulam na base. A frequência da limpeza depende da quantidade de combustível que se queime e a calidade dos pellets. É recomendada a utilização de combustível com baixo conteúdo de cinzas.
  27. 27. 26 INDUSTRIAS FIRECO SL | Pol. Ind. “Los Álamos” 2ª perp. Parc. 17; 18230; Atarfe (Granada) Telf.: 902 090 770 Fax: 958 79 72 96 e-mail: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com www.fireco.es A limpeza periódica do sistema de escape é obrigatória. Pellets de baixa qualidade e instalações pobres requerem uma limpeza mais frequente do conduto da chaminé. Os produtos da combustão também contem pequenas partículas de cinzas voláteis que se podem acumular no conduto de saída de fumos e restringir o fluxo dos gases de combustão. Decidir a frequência da limpeza verificando a quantidade de cinzas que se acumula nos joelhos ou "T" do sistema de escape. Revisar o sistema de saída de fumos pelo menos uma vez cada dois meses durante a temporada de calefacção. Inspeccionar periodicamente o estado da junta do cordão cerâmico do redor da porta. Substituir se fora necessário. 5.3 Manutenção Anual Manutenção anual está desenhada para assegurar o funcionamento seguro, prologar a vida da salamandra e ajudar a conservar o atractivo estético assim como as prestações. 1. Desligamento sazonal: Depois da última combustão, esfriar a salamandra. Eliminar todos os pellets da tremonha e a barrena. Limpar cuidadosamente a grelha onde arde o pellet, o suporte da grelha, cinzeiro e cinzas atrapadas detrás do cinzeiro. 2. Desligar a salamandra. Abra os paneis laterais da salamandra, Limpar cuidadosamente o serrim e o pó dos tubos de ar comburente e ar de combustão. 3. Cuidadosamente limpar do redor dos ventiladores. Se os cabos eléctricos são desligados, ligar ao distribuidor para a sua reparação.  O sistema de escape deve ser limpado completamente ao menos uma vez ao ano. Chamar ao distribuidor do serviço técnico mais perto para este serviço. 4. O motor / ventilador de detrás da caixa de combustão e baixo a tremonha devem ser aspiradas anualmente. É recomendado que a manutenção anual realizada ao final da temporada invernal seja realizado pelo serviço técnico autorizado. Esta manutenção pode ser realizada em profundidade em nossa fábrica. No mesmo se inclui a recolha e entrega do aparelho assim como um plano de manutenção exaustiva. Para consultar as condições contacto com nós em puestasenmarcha@fuoco-vivo.com 6 GARANTIA: 6.1 Introdução: A empresa INDUSTRIAS FIRECO S.L. mediante certificado de conformidade, assegurar o aparelho cumpre com toda a normativa referente à fabricação e com o preceptivo marcado CE que certifica que o aparelho pode ser distribuído na união europeia. Para isso, se durante a fabricação do aparelho FIRECO ter algum defeto, a empresa se compromete à reparação. A duração da garantia é de DOIS ANOS e afectará única e exclusivamente aos defetos de fabricação. Em nenhum caso se estenderá a defetos provocados por um mal uso do aparelho assim como aos produzidos por uma instalação defeituosa. Os dois anos de garantia começaram a contar desde o dia da adquisição reflectido no ticket ou factura de compra do suo aparelho FIRECO. Para a validação da mesma será necessário realizar a instalação y posta em marcha, actuações para as quais dispor de 30 dias desde a data de compra. 6.2 Condições da Garantia: A garantia serão considerada válida sempre e quando reúna os seguintes requisitos:
  28. 28. 27 INDUSTRIAS FIRECO SL | Pol. Ind. “Los Álamos” 2ª perp. Parc. 17; 18230; Atarfe (Granada) Telf.: 902 090 770 Fax: 958 79 72 96 e-mail: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com www.fireco.es 1. Cumpra a normativa exposta no apartado 1.2 do presente manual. 2. As condições de instalação e posta em marcha devem ser as indicadas no presente manual e devem ser realizadas por o Serviço Técnico Autorizado por INDUSTRIAS FIRECO SL ou bem por um instalador autorizado pelos organismos componentes de sua região. 3. O certificado de garantia adjunto ao presente manual ter sido cumprimentado tanto pelo cliente como pelo serviço técnico. 4. Sempre que o documento da garantia cumprimentado e a factura de compra do aparelho ter sido conservado e apresentado ao serviço técnico autorizado no caso de intervenção, bem seja por avaria ou por manutenção. 5. Realizar a manutenção do aparelho segundo o detalhado no capítulo 5 do presente manual. A garantia NÃO será considerada válida nos seguintes casos: 1. Não ter respeitados os pontos expostos anteriormente em matéria de instalação, posta em marcha e manutenção. 2. Quando não exista documento de instalação e posta em marcha cumprimentado pelo Serviço Técnico Autorizado ou instalador autorizado nos trinta primeiros diás desde que adquiriu o aparelho. 3. Quando se produzir uma falha derivado de um mau uso ou manutenção do aparelho por parte do cliente. 4. Avarias geradas por um mau funcionamento das instalações eléctricas ou hidráulicas próprias do domicilio no que fique o aparelho. 5. Qualquer causa alheia à fabricação do aparelho tal como fenómenos meteorológicos, combustíveis de baixa calidade, modificações não autorizadas pelo fabricante, o uso de componentes não originais ou a manipulação do aparelho pelo pessoal bem que não estiver autorizado por INDUSTRIAS FIRECO SL ou bem carecer da autorização outorgada pelos organismos competentes da região. 6. Utilização negligente do aparelho. 7. Danos causados pelo transporte incorrecto do aparelho. Recomendamos revisar minuciosamente o aparelho e informar imediatamente de qualquer anomalia. 6.3 Elementos Excluídos na Garantia: Ficam isento de garantia elementos considerados consumíveis (elementos cujo desgaste vem derivado da utilização do aparelho) tal como o braseiro, as pedras refractárias (vermiculite), quebra do vidro (o vidro utilizado está garantido para suportar um choque térmico de 750 graus centígrados, por lo que uma quebra do mesmo é provocada pelo um mau uso). A garantia abarca única e exclusivamente ao aparelho fabricado pela empresa. A garantia não cobrirá em nenhum caso, a desinstalação e posterior instalação do mesmo em outro lugar, assim como o valor dos objectos e/ou aprestos do lugar de ubicação.  Ladrilho Refractário (Vermiculite).  Vidro  Grelha da tigela  Maneta de seguridade  Cordões cerâmicos  Componentes eléctricos (display e placa do controlo). 6.4 Validação da Garantia: Esta garantia serão efectiva sempre e quando ter cumpridas as normas de instalação e utilização indicados neste manual de instruções, assim como pela normativa vigente a tales efeitos. Para a validação da garantia, a posta em marcha do aparelho tem que ser realizada por qualquer dos nossos serviços técnicos.
  29. 29. 28 INDUSTRIAS FIRECO SL | Pol. Ind. “Los Álamos” 2ª perp. Parc. 17; 18230; Atarfe (Granada) Telf.: 902 090 770 Fax: 958 79 72 96 e-mail: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com www.fireco.es A garantia serão considerada válida quando o CERTIFICADO DE GARANTIA que a continuação facilitamos, ter cumprimentado correctamente e ter signado pelo vendedor ou instalador autorizado por INDUSTRIAS FIRECO S.L. Uma vez finalizada será enviada a: INDUSTRIAS FIRECO SL PI LOS ALAMOS 2ª PERPENDICULAR, PARCELA 17 18230 (Atarfe) GRANADA Ou bem a: puestasenmarcha@fuoco-vivo.com As possíveis reclamações serão atendidas, sempre e quando se acompanhe o certificado da garantia, com o número de referência do modelo. Em nenhum caso o fabricante toma a seu cargo dos defetos provocados por uma má utilização ou má instalação do aparelho, conduto de fumos inadequado, conexão eléctrica defeituosa, combustível não apropriado assim como de as avarias que provenham da manipulação do pessoal não autorizado por Industrias Fireco S.L. O fabricante baixo nenhum concepto serão responsável de uma instalação defeituosa assim como de possíveis problemas surgidos apos de uma manutenção deficiente ou utilização de combustíveis pobres entre outros casos. Ler atentamente o manual de instruções prévio da instalação e/ou acendido. Em caso de dúvida, contactar com o distribuidor para assoreamento técnico.
  30. 30. Polígono Industrial LOS ÁLAMOS 2ª Perpendicular, parcela 17 18230 Atarfe (Granada) ESPAÑA Teléfono: +34 902 090 770 Fax: +34 958 79 72 96 puestasenmarcha@fuoco-vivo.com www.fireco.es

×