Precipitação

7.168 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
1 comentário
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.168
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.400
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
230
Comentários
1
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Precipitação

  1. 1. PRECIPITAÇÃO Filomena Jarmelo – 7.º Ano 1
  2. 2. A precipitação é a queda de água em qualquer estado físico. Estado líquido – Chuva ou pluviosidade Estado sólido – neve, granizo ou saraivaA nível mundial, ¾ da precipitação ocorrem sobre os oceanos eapenas ¼ sobre os continentes. 2
  3. 3. Ciclo da Água Evaporação Evapotranspiração Humidade Atmosférica Núcleos de Condensação Condensação Saturação Precipitação 3
  4. 4. Distribuição da PrecipitaçãoMundoÉ mais abundante na zona equatorial, litoral dos continentes e zonasmontanhosasÉ mais escassa nas zonas tropicais, em especial no interior doscontinentes e nas zonas polares. Europa É mais abundante nos países com fachada Atlântica e nas zonas montanhosas (Pirenéus, Alpes, Cáucaso, Montes Urais). É mais escassa no interior do continente (Rússia).PortugalÉ mais abundante no norte do país e no litoral (Minho), bem comonas zonas montanhosas.É mais escassa no interior do país, especialmente no Alentejo.Nos Açores, é abundante em todas as ilhas.Na Madeira é mais abundante na parte norte. 4
  5. 5. Tipos de chuvasChuvas Convectivas ou de verão1. Há um grande aquecimento da superfície terrestre;2. O ar húmido sobe, arrefece, condensa e ocorre a precipitação;3. São chuvas frequentes no verão e nas regiões equatoriais.4. Normalmente ocorrem em forma de aguaceiros fortes num curto espaço de tempo 5
  6. 6. Chuvas Orográficas ou de Relevo1. São provocadas por uma subida forçada do ar quando encontra uma montanha;2. Ao subir, o ar húmido arrefece, dando-se a condensação e a precipitação;3. São chuvas frequentes das zonas montanhosas, especialmente nas vertentes mais expostas a ventos húmidos. 6
  7. 7. Chuvas Frontais ou Ciclónicas1. Resultam da colisão de duas massas de ar com características opostas ( ar frio e ar quente)2. O ar quente como é mais leve, eleva-se sobre o ar frio;3. O ar quente ao subir arrefece, condensa e ocorre a precipitação. 7
  8. 8. Precipitação e Relevo1. A precipitação aumenta com a altitude.2. É mais elevada nas montanhas concordantes (paralelas à linha do litoral) porque o ar húmido vindo do mar, é obrigado a ascender, arrefece e condensa, formando chuvas orográficas. Ex: Montanhas Rochosas dos EUA e Gerês. 8
  9. 9. Precipitação e Proximidade/Afastamento do MarAs regiões do interior dos países ou continentes registam valores de precipitaçãomais baixos porque os ventos marítimos vão perdendo humidade. 9
  10. 10. Precipitação e Correntes MarítimasEm zonas de correntes quentes, a precipitação é mais elevada porque há elevadaevaporação e ar muito húmido.Em zonas de correntes frias, a precipitação é fraca devido à fraca evaporação e aoar muito seco. 10

×