FORTALEZA
CEARÁ
FORTALEZA
Quarta-feira
CEARÁde fevereiro
12
Quarta-feira
de 2014
12 de fevereiro
de 2014
diariodonordeste....
4

DIÁRIO
DO NORDESTE

Desenroladas

FORTALEZA, CEARÁ
QUARTA-FEIRA, 12 DE FEVEREIRO DE 2014

CLARA DOURADO
GABRIELA DOURAD...
FORTALEZA, CEARÁ
QUARTA-FEIRA, 12 DE FEVEREIRO DE 2014

Livros
Outros olhares

DIÁRIO
DO NORDESTE

5

Cris
Zanetti e
Fê
Re...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

CRIS GUERRA no Diário do Nordeste

300 visualizações

Publicada em

A escritora Cris Guerra na capa do caderno Zoeira do Diário do Nordeste do dia 12 de Fevereiro de 2014.

Publicada em: Diversão e humor
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
300
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

CRIS GUERRA no Diário do Nordeste

  1. 1. FORTALEZA CEARÁ FORTALEZA Quarta-feira CEARÁde fevereiro 12 Quarta-feira de 2014 12 de fevereiro de 2014 diariodonordeste.com.br/zoeira diariodonordeste.com.br/zoeira P.4 Páginas da moda DOS BLOGS DIRETO PARA OS LIVROS. PROFISSIONAIS COMO CRIS GUERRA, DO “HOJE VOU ASSIM”, PROPÕEM UM NOVO OLHAR PARA O CONSUMO DE MODA. VEJA NA COLUNA DESENROLADAS
  2. 2. 4 DIÁRIO DO NORDESTE Desenroladas FORTALEZA, CEARÁ QUARTA-FEIRA, 12 DE FEVEREIRO DE 2014 CLARA DOURADO GABRIELA DOURADO desenroladas@diariodonordeste.com.br blogs.diariodonordeste.com.br/desenroladas Um novo olhar Há quem encare a moda como uma verdadeira ditadura. Porém, três mulheres preferiram enxergar no ato cotidiano de se vestir, uma oportunidade de autoconhecimento D os blogs direto para as prateleiras das livrarias, Cris Zanetti e Fê Resende, do “Oficina de Estilo”, e Cris Guerra, do “Hoje Vou Assim”, propõem um novo olhar para o consumo de moda. Com uma proposta que valoriza a autoestima, ambos buscam trazer para o exercício diário de escolher o que vestir uma oportunidade de se conhecer melhor e, assim, comprar melhor. A ideia é aprender a valorizar o próprio corpo, encontrar o seu estilo pessoal e compreender que não é preciso ter todos os lançamentos da temporada para construir um guarda-roupa eficiente e agradável. As “meninas do Oficina” propõem “substituir consumo por autoestima”. Já Cris Guerra aposta em uma “moda intuitiva”. Disponível em diversas livrarias pelo Brasil, as duas publicaçõesnascem com um conteúdo que vai além do que é postado nos dois blogs, mas que mantêm a mesma essência. Batemos um papo com elas, que revelaram detalhes dos textos e reforçaram as propostas de se valorizar para se vestir ainda melhor. Cris Guerra A moda intuitiva de Cris Ela é conhecida como a dona do “primeiro blog de looks do dia do Brasil”, o “Hoje Vou Assim”. Mas a mineira Cris Guerra é bem maisdoqueisso.Publicitária e escritora, Cris transformou o seu blog, que começou como um hobby e um exercício de autoconhecimento, em uma verdadeira empresa. “Com um ano e meio de ‘Hoje Vou Assim’, ele começou a mexer com a minha vida. Comecei a receber convites para participarde eventosforadeBelo Horizonte, e também para palestras para falar sobre o blog”, relata. No site, Cris postava os looksqueusavaparairtrabalhar, sem grandes produções (como a maioria de nós), mas com muita personalidade e até bom humor. “Foi muito surpreendente perceber que as pessoas tinham em mim uma referência, eu não achava que fazia nada de diferente. Mas percebi que eu tinha uma forma de lidar diariamente com a roupa que me faziam usar as peças de um jeito diferente”, reflete. Apartirdetodaessaexperiência,nasceuolivro“Moda Intuitiva”, em que Cris revela fazer um trabalho de valorização da autoestima e do autoconhecimento. “Eu brinco que ele é um livro autobiográfico, mas organizei as informações que estavam no blog para a publicação de uma forma mais didática. Como eu sou uma pessoa do texto, queria fazer um livro que fosse gostoso de ler, que quebrasse essas regras impostas. Eu digo como eu fiz e encorajo as pessoas”, revela. Cris Guerra diz ter como lema que “moda é liberdade, um instrumento de afirmação da própria identidade” Comquase3 anosde blog, a moda começou a fazer cada vez mais parte de sua rotina. Foi o momento então de dedicar-se a ela integralmente. Deixou a agênciaefezcursosdeconsultoriade imagemparaaperfeiçoar o olhar. Porém, o que Cris de fato acredita que é, paraela,amoda éintuitiva. Para a publicitária e consultora,aleiturapodefacilitar a buscar um novo olhar para a moda, que não seja aquele impositivoesimcomoumaoportunidade de escolha. “Apesar de respeitar muito a profissão de consultora, eu nunca consegui fazer a coisa com uma cartilha por trás. Isso nunca funcionou pra mim, eu acho que tem consultores que trabalham de um jeito muito eficaz, mas o jeito que eu trabalho sempre foi muito intuitivo”, observa. “Ou você encara a moda como uma ‘fazedora’ ou como‘seguidora’.Eofenômeno dos blog começou como uma forma autoral demoda.Porém,comofenômeno das super blogueiras, isso se reverteu e elas se tornaram ferramentas para essa escravização da moda. E é isso que busco ir contra”.
  3. 3. FORTALEZA, CEARÁ QUARTA-FEIRA, 12 DE FEVEREIRO DE 2014 Livros Outros olhares DIÁRIO DO NORDESTE 5 Cris Zanetti e Fê Resende propõem substituir consumo por autoestima Oficina de estilo Vista quem você é Autor: Resende, Fê; Zanetti, Cris Editora: Casa da Palavra Preço sugerido: R$39,90 Moda intuitiva Autor: Guerra, Cris Editora: Lafonte Preço sugerido: R$34,90 A estratégia de estilo Autor: Garcia, Nina Editora: Best Seller Ltda Preço sugerido: R$45 Como ter uma vida normal sendo louca Autor: Rosa, Jana; Fremder, Camila Editora: Agir Preço sugerido: R$19,90 Substituindo consumo são muito diversos, com mulheresdediferentesrelações com a moda. Buscar em si e no seu modo de vida o mote para compreender as necessidades do seu cotidiano. Para as consultoras de estilo pessoal Cris Zanetti e Fê Resende, essa é a chave para uma relação saudável com o seu closet. “Não há certo e errado na moda. Quem ‘dita’ o que é certo e errado em revistas de moda também está fazendo escolhas de acordo com o gosto pessoal e da equipe. Você tem que se vestir de acordo com a sua prioridade e as necessidades da sua vida e não do outro. Acho que o grande ensinamento que tentamos passar é ‘vai ser feliz, não precisa ter medo de errar!’”, afirma Cris. “Buscamos sempre fazer palestrinhas em eventos delançamentodolivro,assim já temos uma interação imediata com nossas leitoras. Assuntos que sempre vêm à tona são os padrões de beleza que a mídia está nos vendendo,aobsessãofemininacoma magreza,o medo de envelhecer, a busca por uma perfeição que não existe”, complementa Cris. Esses e outros temas estarão no próximo livro da dupla da “Oficina de Estilo”, ainda sem título, a ser lançado esse ano. A linguagem leve do livro lembra uma conversa entreamigas etematéglossárioparaaquelasdúvidassobre termos “fashion” que possam surgir ao longo da leitura.Afinal,tantoopúblico do blog quanto do livro Em tempo de profusão imagética no qual muitas consumidoras constroem uma relação sempre no “piloto automático” com a vestimenta, essas reflexões tão atuais são cada vez mais bem vindas. Há 10 anos atuando na área e com um blog de enorme sucesso, o “Oficina de Estilo”, a dupla comentaqueviaem suasleitoras e clientes muitos problemas comuns quando chegava a hora de se vestirparaocasiõesespecíficas, como reuniões de trabalhooufestasdecasamento. Por insegurança ou falta de informação (dentre tantos outros motivos), muitas mulheres acabam consumindo mais do que deveriam. Mesmo assim, quemnuncaafirmouexausta, após “garimpar” no próprio armário, a frase: “eu não tenho roupa”? Essas são algumas das inquietações femininas que são comentadas no livro “Vista quem você é: descubra e aperfeiçoe seu estilo pessoal”, escrito por Fê e Cris e lançado pela editora Casa da Palavra, em 2013. A publicação traz um método desenvolvido por ambas ao longo da década de trabalho conjunto, através do qual a leitora faz um exercício passo a passo de autoconhecimentoembusca de uma maior individualidadenahora de sevestire maior consciência ao realizar compras. O resultado de tudo isso seria: mais autoestima e, consequente- mente,maisconfiança e satisfação na forma como se encara a vida.

×