Bairros em Lisboa…ainda e sempreMaria Assunção Gato
Pontos de Partida:• Conseguir avançar um pouco mais naleitura/compreensão do conceito deBairro – do que se fala?• Perceber...
Bairros - territórios de geometrias eintensidades variáveis:• Realidades diversas sob um mesmo conceito -típicos, históric...
• Territórios delimitados - quase nunca existemlimites administrativos, mas existem contornos deproximidade reconhecidos, ...
• Lugares (des)Qualificados, (des)Valorizados,(in)Seguros   – dimensão espacial                         +                d...
Porquê continuar a falar de bairros?• Lugares de apropriação e ancoragem urbana,apreendidos através das práticas erepresen...
• Realidades abertas à cidade e cujasdinâmicas se vão reproduzindo de acordo comas vivências e representações negociadasen...
• Espacializações potenciadoras de redessociais fortes e que poderão “fazer a diferença”num contexto urbano.• Lugares de a...
Bairro – um “Valor Acrescentado”?A importância do Capital Social e sua relação com oBairro face:• Envelhecimento /perda de...
Alain Bourdin (2011) -O Urbanismo Depois da Crise        O regresso às identidades locais é uma ilusão e os lugares       ...
Coloquio cumplicidades bairro, apresentação Maria Assunção Gato
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Coloquio cumplicidades bairro, apresentação Maria Assunção Gato

217 visualizações

Publicada em

Apresentações do colóquio As cumplicidades do Bairro, realizado pelo CEACT/UAL a 22 de janeiro de 2013.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
217
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Coloquio cumplicidades bairro, apresentação Maria Assunção Gato

  1. 1. Bairros em Lisboa…ainda e sempreMaria Assunção Gato
  2. 2. Pontos de Partida:• Conseguir avançar um pouco mais naleitura/compreensão do conceito deBairro – do que se fala?• Perceber o sentido do Bairro no actualcontexto de Lisboa – porquê continuar afalar de Bairros?
  3. 3. Bairros - territórios de geometrias eintensidades variáveis:• Realidades diversas sob um mesmo conceito -típicos, históricos, sociais, sem história, sem dimensãocolectiva, com plano, espontâneos, homogéneos,heterogéneos…• Representações socialmente localizadas,tendencialmente homogéneas e comdimensões de quotidiano - espaços de vida e deacção, rotinas, encontros e interconhecimento,vizinhanças, solidariedades e controle social.
  4. 4. • Territórios delimitados - quase nunca existemlimites administrativos, mas existem contornos deproximidade reconhecidos, mapeamentos individuais ecolectivos, objectivos e subjectivos, negociados entre ointerior e o exterior e mais ou menos coincidentes.• Unidades de observação e análise, onde secruzam diversas escalas – espaciais, vivenciais,identitárias.
  5. 5. • Lugares (des)Qualificados, (des)Valorizados,(in)Seguros – dimensão espacial + dimensão social + dimensão comercial + dimensão histórica + dimensão identitária = ambiente “de bairro”
  6. 6. Porquê continuar a falar de bairros?• Lugares de apropriação e ancoragem urbana,apreendidos através das práticas erepresentações dos seus habitantes• Portadores de memórias e outras cargassimbólicas que lhes conferem expressividadesúnicas• Unidades espaciais de intervenção,mobilização, acção e criatividade
  7. 7. • Realidades abertas à cidade e cujasdinâmicas se vão reproduzindo de acordo comas vivências e representações negociadasentre o exterior e interior• Lugares onde a dimensão colectiva éinteligível à percepção pessoal, gerando efeitose ambiências particulares e valorizadas, querpor residentes gentrificadores, quer pelosresidentes antigos
  8. 8. • Espacializações potenciadoras de redessociais fortes e que poderão “fazer a diferença”num contexto urbano.• Lugares de absoluta importância, sobretudopara quem tem mobilidade reduzida,rendimentos limitados• Mas também continuam sendo lugaresvalorizados por “tipicidades”, “bairrismos”,“idealismos” que fogem à realidade concreta.
  9. 9. Bairro – um “Valor Acrescentado”?A importância do Capital Social e sua relação com oBairro face:• Envelhecimento /perda de mobilidade• Aprisionamento /perda de actividade e recursos• Reorganização territorialNovas dinâmicas locais de proximidade, decuidado, de integração, de solidariedade, decriatividade – identificar problemas e encontrarsoluções
  10. 10. Alain Bourdin (2011) -O Urbanismo Depois da Crise O regresso às identidades locais é uma ilusão e os lugares simbólicos deverão perder importância face ao aumento das mobilidades• Mobilidades diferenciadas• Multiplicação de escalas que podem reforçar a escala Local• Valorização das identidades locais• Valorização dos lugares simbólicos• Dinâmicas regeneradoras e criativas, nos Bairros e sobre osbairros

×