Canadá formação

2.557 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.557
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
58
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Canadá formação

  1. 1. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  2. 2. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia A primeira forma organizada de ocupação do território canadense foi feita pelos franceses. Na década de 1540, alguns exploradores franceses descobriram que o rio São Lourenço era um acesso natural ao interior do Canadá a partir do litoral, e esse fato impulsionou vigorosamente a colonização de um vasto território que se estendia até os Grandes Lagos.
  3. 3. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Depois de prolongada guerra com os indígenas, entre 1600 e 1630, os franceses ocuparam definitivamente o Vale do Rio São Lourenço. A região recebeu o nome de Nova França.
  4. 4. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Para efetivar a colonização, o governo francês distribuiu terras para aqueles que quisessem morar na Nova França. As terras foram entregues à famílias aristocratas e estas a arrendaram aos colonos. Aristocracia: grupo social com grande poder econômico e político
  5. 5. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Começaram então os plantios comunitários, cuja produção destinava-se unicamente à subsistência dos próprios colonos. Por isso o comércio da Nova França com a metrópole praticamente não prosperou, situação que persistiu até o século XIX.
  6. 6. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Começaram então os plantios comunitários, cuja produção destinava-se unicamente à subsistência dos próprios colonos. Por isso o comércio da Nova França com a metrópole praticamente não prosperou, situação que persistiu até o século XIX. Colônias de Povoamento: os colonizadores se encaminharam para as colônias sem a intenção de retornar para a Metrópole e, por isso, planejaram a estrutura da colônia com o objetivo de construir uma nação com bases sólidas, pensando no futuro das futuras gerações da mesma
  7. 7. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Já as terras colonizadas pelos ingleses, a noroeste, tinham uma forte função comercial. Devido à necessidade de escoar a produção colonial para a metrópole, os ingleses tentaram tomar dos franceses o controle do vale do rio São Lourenço, um caminho natural que conduz as águas dos Grandes Lagos ao Atlântico.
  8. 8. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Evidentemente, esse choque de interesses entre colonizadores ingleses e franceses gerou, no século XVIII, grandes rivalidades entre as duas maiores potências europeias. Crescente tensões surgiram, levando a disputas violentas por territórios coloniais na América do Norte e também no Oriente.
  9. 9. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Evidentemente, esse choque de interesses entre colonizadores ingleses e franceses gerou, no século XVIII, grandes rivalidades entre as duas maiores potências europeias. Crescente tensões surgiram, levando a disputas violentas por territórios coloniais na América do Norte e também no Oriente. Essa crise ajudou a criar a Guerra dos Sete Anos (1756-1763). Mais numerosos e melhor aparelhados, os ingleses venceram os franceses. Como resultado de sua derrota, a França foi obrigada a ceder o Vale do Rio São Lourenço para o governo britânico.
  10. 10. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Portanto, no processo de colonização, franceses e ingleses formaram a base da população canadense. No país, há duas línguas oficiais, o inglês e o Francês.
  11. 11. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Portanto, no processo de colonização, franceses e ingleses formaram a base da população canadense. No país, há duas línguas oficiais, o inglês e o Francês. A população de origem britânica é maioria no país (em torno de 44%). A de origem francesa constitui cerca de 30%, os descendentes da população nativa (indígenas e inuítes) é constituída por cerca de 4%. O restante é formado por descendentes de outros europeus e imigrantes asiáticos.
  12. 12. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  13. 13. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Nos últimos anos alguns problemas relacionados à população estão afligindo o país. A redução do número de nascimentos tem elevado o percentual de idosos em relação a população total. A cada dia cresce o número de trabalhadores que se aposentam e que precisam ser substituídos. A carência gerada por essas aposentadorias tem sido suprida pela imigração.
  14. 14. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Na província de Quebec, predominou a colonização francesa, que determinou o idioma, a cultura e as tradições que a população preserva até hoje.
  15. 15. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Na província de Quebec, predominou a colonização francesa, que determinou o idioma, a cultura e as tradições que a população preserva até hoje. Devido às diferenças em relação ao restante do país, a província de Quebec está constantemente envolvida em questões de emancipação, o que parece ser um eterno problema para o país.
  16. 16. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Na província de Quebec, predominou a colonização francesa, que determinou o idioma, a cultura e as tradições que a população preserva até hoje. Devido às diferenças em relação ao restante do país, a província de Quebec está constantemente envolvida em questões de emancipação, o que parece ser um eterno problema para o país. Em 1980, foi realizado um plebiscito nessa província para que seus moradores aprovassem a separação em relação ao Canadá. Entretanto a separação foi rejeitada por 59,5% dos eleitores.
  17. 17. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Na província de Quebec, predominou a colonização francesa, que determinou o idioma, a cultura e as tradições que a população preserva até hoje. Devido às diferenças em relação ao restante do país, a província de Quebec está constantemente envolvida em questões de emancipação, o que parece ser um eterno problema para o país. Em 1980, foi realizado um plebiscito nessa província para que seus moradores aprovassem a separação em relação ao Canadá. Entretanto a separação foi rejeitada por 59,5% dos eleitores. Desde então, quando o Partido de Quebec, que é separatista, sobe ao poder, a questão da separação é a mais cogitada e debatida. Foi o que ocorreu em 1995, quando houve um novo plebiscito e os separatistas perderam por uma diferença de apenas 1%(50 mil votos).
  18. 18. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia A província de Quebec responde por cerca de 1/5 de tudo que é produzido no país e por ¼ da população, possuindo dessa forma, peso considerável na vida econômica e política do Canadá. Em 1985, manifestantes pró-separação reúnem-se para discutir suas posições. Apesar da grande prosperidade econômica o Canadá ainda enfrenta tensões com o separatismo de Quebec.
  19. 19. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia A palavra autóctone, no Canadá, é empregada para designar os indígenas, os inuítes (esquimós) e os mestiços que resultaram da mistura entre brancos e índios. A população autóctone representa apenas 2% da população total do Canadá. Houve de fato nesses últimos séculos um enorme genocídio (extermínio) dos indígenas canadenses e também, em menor proporção dos inuítes, ou esquimós (que habitam o norte do país, próximo a região Ártica)
  20. 20. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia A partir da metade do século XX, importantes recursos minerais (inclusive petróleo), localizados em terras dessas minorias étnicas, começaram a ser explorados pelas grandes empresas canadenses ou norte-americanas. Com isso, esses povos (autóctones) perceberam a possibilidade de se fazerem reconhecer no seio do país.
  21. 21. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Província semiautônoma de NUNAVUT Área tradicionalmente povoada pelo povo inuíte (esquimós).
  22. 22. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia O que significa ser uma província SEMIAUTÔNOMA? Significa que o governo canadense fez um tratado com o povo inuíte concedendo-lhe autonomia total de exploração de 20% do território da província e de direito de 5% dos lucros gerados pela exploração do restante do território. (Em troca, os inuítes desistiram de ações legais sobre a posse do território que mantinham contra o governo canadense) Província semiautônoma de NUNAVUT Área tradicionalmente povoada pelo povo inuíte (esquimós).
  23. 23. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  24. 24. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia FONTE:MUNDO ESTRANHO
  25. 25. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  26. 26. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  27. 27. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  28. 28. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  29. 29. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia ALMANAQUE ABRIL, 2014 CASTELLAR, Sônia; MAESTRO, Valter. Geografia, uma leitura do mundi. São Paulo: Quinteto Editorial, 2009. GARCIA, Helio Carlos; GARAVELLO, Tito Marcio. O espaço geográfico da América, Oceania e regiões polares. São Paulo: Scipione, 2009. LUCCI, Elian Alabi; BRANCO, Anselmo Lazaro. Geografia: homem & espaço. São Paulo: Saraiva, 2010. TAMDIJIAN, James Onnig, MENDES, Ivan Lazzari. Estudos de Geografia: o espaço do mundo I. São Paulo: FTD, 2008. VESENTINI, José Willian; VLACH, Vânia. Geografia Crítica: Geografia do mundo industrializado. São Paulo: Ática,2010. Sites consultados: http://www.windows2universe.org/earth/polar/inuit_image_gallery.html http://www.canadainternational.gc.ca http://blogdoklil.blogspot.com.br/2012/08/infografico-revista-mundo-estranho.html http://revistaescola.abril.com.br http://www.salesianoniteroi.com.br/SR/dest298/7E/trabalhos%20de%20colegio%20inuite%20como%20a%20polui%C3%A7 ao%20..._arquivos/image002.jpg http://www.arquitetonico.ufsc.br/cidades-subterraneas http://oitoronto.com.br/824/cidade-subterranea-canada-path/

×