Bric's

3.005 visualizações

Publicada em

1 comentário
3 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.005
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
288
Comentários
1
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Bric's

  1. 1. Análise dos companheiros do Brasil no grupo emergenteApresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  2. 2. Os BRIC’S são economias emergentes que demonstraram umrápido crescimento. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  3. 3. Os BRIC’S são economias emergentes que demonstraram umrápido crescimento.A sigla foi formada pela junção das iniciais de 4 países: Brasil,Rússia, Índia e China, mais tarde a África do Sul (South África)foi incluída. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  4. 4. Essa denominação (BRIC’S) foi empregada pela primeira vezem 2003, em um estudo realizado pela empresa GoldmanSachs que analisava as tendências econômicas globais até2050. *Goldman Sachs é um dos maiores bancos de investimento do mundo. Fundado em 1869 por Marcus Goldman, está sediado actualmente em Nova York e mantém escritórios em muitos outros centros financeiros mundiais Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  5. 5. De acordo com esse estudo, essas quatro potências, iniciais,emergentes, estariam destinadas a ingressar no seleto grupodas principais economias mundiais, devido à força de seusrecursos naturais, humanos e estratégicos. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  6. 6. O leão africano faz ouvir o seu rugido... Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  7. 7. O ingresso do país no grupo reforça visão de que o mundo estápassando por amplas, complexas e profundas mudanças, marcadas pelofortalecimento da multipolaridade e pela crescente interdependência Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  8. 8. O ingresso do país no grupo reforça visão de que o mundo estápassando por amplas, complexas e profundas mudanças, marcadas pelofortalecimento da multipolaridade e pela crescente interdependênciaO convite para que a África do Sul sejuntasse ao BRIC teve um fortesignificado político e econômico para ospaíses africanos. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  9. 9. Alguns críticos argumentam que a economia, a população e ocrescimento do PIB do país são muito menores do que os dos outrosmembros.Porém, se economicamente a África do Sul está atrás dos outrosmembros dos BRICS, em termos geopolíticos e geoeconômicos possuienormes vantagens. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  10. 10. Há uma relação de reciprocidade entre as empresas sul-africanas, quequerem se expandir para os mercados dos BRICS e as empresas dogrupo que querem entrar no mercado sul-africano.Os sul-africanos possuem boas relações bilaterais com todos os outrosmembros e podem influenciar significativamente nas iniciativasdiplomáticas dos Brics, promovendo a coesão do grupo Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  11. 11. Há uma relação de reciprocidade entre as empresas sul-africanas, quequerem se expandir para os mercados dos BRICS e as empresas dogrupo que querem entrar no mercado sul-africano.Os sul-africanos possuem boas relações bilaterais com todos os outrosmembros e podem influenciar significativamente nas iniciativasdiplomáticas dos Brics, promovendo a coesão do grupo Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  12. 12. A África do Sul detém a mais forte economia da África Subsaariana ecomo principal economia da região, atrai um grande número deimigrantes.O país de Mandela porém, passa por dificuldades, com uma forte ondaxenofóbica. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  13. 13. Pouco antes da Copa do Mundo, na África do Sul, o país ficou na iminência de um conflito étnicoentre Negros e Brancos, após um líder extremista branco ser assassinado.Eugène Ney TerreBlanche foi um bôer fundador do Movimento de Resistência Africâner(Afrikaner Weerstandsbeweging - AWB) e adepto do apartheid, pregando o separatismo a fimde se criar uma "pátria de brancos". Foi assassinado em sua fazenda após uma briga com doisempregados Os bôeres são os descendentes dos colonos holandeses, alemães e franceses, que se estabeleceram nos séculos XVII e XVIII na África do Sul cuja colonização disputaram com os britânicos. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  14. 14. http://expresso.sapo.pt/africa-do-sul-eugene-terreblanche-foi-morto-por-nao-pagar-salarios-ha-meses=f574788 Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  15. 15. -A África do Sul é rica em minerais (principalmente diamantes)-Maior produtor e consumidor de energia elétrica no continenteafricano. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  16. 16. Na terra de Mao Tsé-Tung, o socialismo de mercado... Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  17. 17. Desde 1976, com a morte de Mao Tsé-Tung, a ascenção de DengXiaoping ao comando do país e a aproximação com o mundo capitalista,a China vem mantendo o rumo da abertura econômica. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  18. 18. Deng começou pela reorganização do meio rural , devolvendo apropriedade das terras às famílias camponesas e transformando asoficinas comunitárias em pequenas fábricas de processamento dosprodutos agrícolas, movidas pelo LUCRO. A produção agrícola aumentou vertiginosamente. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  19. 19. No início da década de 80, o governo Deng deu mais um passo ousado:criou as Zonas Econômicas Especiais (ZEE’s) em pleno território da ChinaComunista. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  20. 20. O objetivo das ZEE’s era atrair empresas estrangeiras que trariamtecnologia, experiência administrativa e, principalmente, acesso aosmercados da Europa e dos EUA.Em troca a China oferecia mão-de-obra abundante e barata. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  21. 21. Guia do estudante, 2008. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  22. 22. Assim, a China transformou-se rapidamente em uma das maisimportantes plataformas exportadoras da atualidade (principalmente noramo dos calçados e vestuário, tendo se tornado a principal produtorade fios e tecidos de algodão) Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  23. 23. -É de longe a maior economia dogrupo Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  24. 24. -Seu modelo de socialismo de mercado, estabelece novos desafios aosdemais membros do grupo. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  25. 25. -Moeda e mão-de-obra baratas tornam a concorrência dos produtoschineses desleal Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  26. 26. Grafiteiro britânico Banksy cria vinheta para seriado fazendo menção polêmica a exploração de mão-de-obra barata.A ideia teria sido inspiradaem supostas notícias de que os produtores da série terceirizariamApresentação elaborada pela para uma empresa no Oriente. a maior parte do trabalho Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  27. 27. -É um país com um imenso mercado consumidor (1,3 bilhão dehabitantes) Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  28. 28. -Espera a abertura dos demais países, mas pouco se abre a eles. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  29. 29. O verdadeiro caminho das Índias... Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  30. 30. Os britânicos construíram uma extensa rede de ferrovias na Índia,integrando as zonas produtivas aos portos exportadores.A Índia tornou-se o centroestratégico do poderosoImpério Britânico.A exploração e comércio de seusrecursos e produtos ajudaram amanter o luxo e as riquezas dacorte imperial. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  31. 31. A Índia é um país dividido religiosamente, de forma especial, entrehindus (maioria) e muçulmanos (Paquistão) Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  32. 32. A Índia é um país dividido religiosamente, de forma especial, entrehindus (maioria) e muçulmanos (Paquistão) Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  33. 33. Após o longo processo de independência, na primeira metade do séculoXX, os primeiros governos nacionais procuraram promover odesenvolvimento econômico por meio de uma política de substituiçãode importações (incentivando a produção nacional) Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  34. 34. Os altos impostos e tarifas para os produtos importados, gerou umperíodo de crescimento, beneficiando principalmente as camadasmédias da população urbana.Esse modelo, porém, não teve sustentabilidade em função dodesequilíbrio entre as políticas econômicas interna e externa. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  35. 35. Por um lado , o crescimento da produção industrial gerava necessidadede aumento das importações, principalmente de maquinários e recursosenergéticos.Ao mesmo tempo, a produção nacional não era suficiente produtivapara competir no mercado externo, gerando um déficit na balançacomercial. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  36. 36. Entre 1990 e 2000, as exportações da Índia aumentaram, em média, 9%ao ano. Os setores que mais cresceram no comércio exterior foram daindustria farmacêutica e da industria têxtil. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  37. 37. Na Índia, o estudo da matemática é uma tradição há mais de 3.000anos.Mercadores antigos e religiosos se preocupavam com a contagem enúmeros, e os indianos desenvolveram uma capacidade diferenciadanessa ciência e em outras tantas, como a astronomia, a física e aengenharia.O Homem que Calculava (Malba Tahan)domínio da matemática pelos orientais Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  38. 38. O Homem que Calculava: aventuras de um singularcalculista persa é um romance infanto-juvenil doescritor brasileiro Malba Tahan (heterônimo doprofessor Júlio César de Mello e Souza), que narra asaventuras e proezas matemáticas do calculista persaBeremiz Samir na Bagdá do século XIII. Foi publicadopela primeira vez em 1938 e já chegou a sua 75ªedição.A narrativa, dentro da paisagem do mundo islâmicomedieval, trata das peripécias matemáticas doprotagonista, que resolve e explica, de modoextraordinário, diversos problemas, quebra-cabeças ecuriosidades da matemática. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  39. 39. OS TRINTA E CINCO CAMELOS - Malba Tahan(...)Encontramos, três homens que discutiam acaloradamente ao pé de um lote de camelos. Por entre pragase impropérios, gritavam possessos, furiosos:— Não pode ser! — Isto é um roubo! — Não aceito!O inteligente Beremiz procurou informar-se do que se tratava.— Somos irmãos — esclareceu o mais velho — e recebemos como herança esses 35 camelos. Segundo avontade expressa de meu pai, devo eu receber a metade, o meu irmão Hamed Namir umaterça parte, e ao Harim, o mais moço, deve tocar apenas a nona parte. Não sabemos,porém, como dividir dessa forma 35 camelos.A cada partilha proposta, segue-se a recusa dos outros dois, pois a metade de 35 é 17 e meio! Comofazer a partilha, se a terça parte e a nona parte de 35 também não são exatas?— É muito simples — atalhou o “homem que calculava”. — Encarregar-me-ei de fazer com justiça essadivisão, se permitirem que eu junte aos 35 camelos da herança este belo animal, que em boa hora aqui nostrouxe.Neste ponto, procurei intervir na questão: — Não posso consentir em semelhante loucura! Comopoderíamos concluir a viagem, se ficássemos sem o nosso camelo?— Não te preocupes com o resultado, ó “bagdali”! — replicou-me, em voz baixa, Beremiz. — Sei muito bemo que estou fazendo. (...)— Vou, meus amigos — disse ele, dirigindo-se aos três irmãos — fazer a divisão justa e exata doscamelos, que são agora, como vêem, em número de 36. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  40. 40. E voltando-se para o mais velho dos irmãos, assim falou: — Deves receber, meu amigo, a metadede 35, isto é, 17 e meio. Receberás a metade de 36, ou seja, 18.Nada tens a reclamar, pois é claro que saíste lucrando com esta divisão.Dirigindo-se ao segundo herdeiro, continuou: — E tu, Hamed Namir, devias receber um terço de35, isto é, 11 e pouco. Vais receber um terço de 36, isto é, 12. Não poderás protestar, pois tutambém saíste com visível lucro na transação.E disse, por fim, ao mais moço: — E tu, jovem Harim Namir, segundo a vontade de teu pai,devias receber uma nona parte de 35, isto é, 3 e pouco. Vais receber um terço de 36,isto é, 4. O teu lucro foi igualmente notável. Só tens a agradecer-me pelo resultado.Numa voz pausada e clara, concluiu:— Pela vantajosa divisão feita entre os irmãos Namir — partilha em quetodos os três saíram lucrando — couberam 18 camelos ao primeiro, 12 ao segundoe 4 ao terceiro, o que dá um total de 34 camelos.Dos 36 camelos sobraram, portanto, dois. Um pertence, comosabem, ao “bagdali” meu amigo e companheiro; outro, pordireito, a mim, por ter resolvido a contento de todos ocomplicado problema da herança.(...)(Malba Tahan, Seleções - Os melhores contos – Conquista, Rio,1963) Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  41. 41. Tal tradição foi fundamental quando o país entrou em crise.Instituições estrangeiras e empresários indianos começaram a investirnesse setor. Aproveitando os conhecimentos prévios de muitosindianos, incentivaram pesquisas na área de informática e convenceramo governo a liberar a importação de equipamentos.Esse conjunto de circunstâncias e atitudes permitiu que a Índia setornasse o maior produtor de programas para computadores(softwares) do mundo. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  42. 42. Atualmente, as universidades e escolas técnicas indianas formam porano milhares de especialistas em TI (Tecnologia de Informática). Muitosdesses jovens vão trabalhar nos países mais desenvolvidos do mundo,como Alemanha e EUA. Porém, cada vez mais, essa mão-de-obraextremamente qualificada é absorvida no próprio país, cuja economiatem se expandido rapidamente. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  43. 43. "O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) estimaque, até 2020, o volume de resíduos procedentes de computadoresabandonados crescerá 500% na Índia em relação a 2007, e 400% naChina e África do Sul. Nesse mesmo ano, a quantidade de telefonescelulares abandonados na Índia e na China seria de 18 e 7 vezes maiorque a atual, respectivamente, enquanto as televisões e geladeiras semuso em ambos os países se multiplicariam por pelo menos dois. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  44. 44. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  45. 45. A China é um dos maiores lixões internacionais de resíduos eletrônicos,apesar de ter proibido a importação de tais produtos (...) O relatóriointitulado Reciclando-do lixo eletrônico a recursos, aponta que amaioria dos eletrodomésticos e aparelhos comuns em casas e empresascontém dezenas de peças perigosas. (...) Temos que chegar às pessoasprejudicadas por esses produtos químicos e apresentar soluções aoslíderes locais, nacionais e regionais que representem uma diferença.assinalou Donald Cooper, especialista em resíduos perigosos doPnuma." (Folha de São Paulo on line, 22 de fev de 2010) Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  46. 46. Guiyu, na China Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  47. 47. Pilha de teclados e mouses descartados na China Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  48. 48. Obra do artista plástico Vik Muniz criada unicamente com peças descartadas de computador Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  49. 49. Não mais URSS, mas ainda e sempre a “Mãe Rússia”... Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  50. 50. De 1917 a 1991, o governo da União Soviética, centralizado em Moscou,foi dono dos recursos naturais, das fábricas e das fazendas do país.Na URSS as atividades econômicas eram planejadas. A indústria pesada,por exemplo foi implantada próximo às fontes de energia e às reservasde matéria-prima, formando parques industriais com diversos tipos deindustrias complementares entre si. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  51. 51. complexas cadeias produtivas:a do aço, do alumínio, etc... Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  52. 52. complexas cadeias produtivas:a do aço, do alumínio, etc...Por Exemplo :As indústrias siderúrgicas utilizam as abundantes reservas de carvãomineral, ferro e manganês para produzir aço. Nas industriasmetalúrgicas , instaladas nos arredores, essas matérias-primassemiprocessadas, como lâminas de aço ou vigas, são utilizadas nafabricação de bens de consumo.Nas áreas produtoras de linho da Belarus, foram construídas indústriastêxteis, nas áreas produtoras de uva de Moldova, a produção de vinhofoi incentivada. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  53. 53. Durante os 70 anos de regime soviético, desenvolvimento foi sinônimode novas fábricas , novos prédios, mais empregos e, acima de tudo,aumento da produção de armamentos e bens manufaturados daindustria pesada (aquela que produz maquinários e matérias-primassemiprocessadas para outras industrias). Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  54. 54. Enquanto isso, os outros países industrializados desenvolveram novosmateriais para substituir o aço e novas formas de gestão de empresas,dispensando mão-de-obra e barateando seus custos. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  55. 55. Somente em um setor a União Soviética conseguia competirindustrialmente com os EUA: Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  56. 56. Somente em um setor a União Soviética conseguia competirindustrialmente com os EUA: A PRODUÇÃO DE ARMAS Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  57. 57. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  58. 58. Outro setor privilegiado pela URSS foi o aeroespacial, nesse casotambém para concorrer com os EUA. A corrida espacial, como ficouconhecida, consistiu no desenvolvimento de tecnologias aeroespaciais,como foguetes, satélites e o envio de missões tripuladas ao espaçosideral. em 1957, a URSS lançou o foguete Sputnik com um cão dentro, o primeiro ser vivo a entrar em órbita; em 1969, Neil Armstrong, um americano, foi o primeiro homem a pisar na Lua Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  59. 59. Outro setor privilegiado pela URSS foi o aeroespacial, nesse casotambém para concorrer com os EUA. A corrida espacial, como ficouconhecida, consistiu no desenvolvimento de tecnologias aeroespaciais,como foguetes, satélites e o envio de missões tripuladas ao espaçosideral. em 1957, a URSS lançou o foguete Sputnik com um cão dentro, o primeiro ser vivo a entrar em órbita; em 1969, Neil Armstrong, um americano, foi o primeiro homem a pisar na LuaEsse poderio bélico custou muito caro para a União Soviética. Não eramais possivel sustentar o desenvolvimento bélico à custa de problemassociais cada vez maiores. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  60. 60. Na década de 80, a economia soviética apresentava problemas, asexportações caíam, o desemprego atingia 10 milhões de pessoas, aprodução de petróleo e a safra de grãos haviam parado de crescer e aoferta de bens de consumo básico (alimentos, calçados, roupas) não erasuficiente para atender à população. As filas para abastecimento faziamparte do cotidiano do país. filas enormes às portas dos estabelecimentos comerciais, mesmo de produtos elementares de primeira necessidade (na fotografia acima trata-se de um local para pegar leite) Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  61. 61. Pará tentar solucionar a crise, o governosoviético procurou desenvolver umprograma de reformas econômicas no paísdenominado PERESTROIKA(reestruturação). Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  62. 62. Pará tentar solucionar a crise, o governosoviético procurou desenvolver umprograma de reformas econômicas no paísdenominado PERESTROIKA(reestruturação).Por meio desse programa, buscou-se daruma nova direção às atividadeseconômicas, voltando-as para a produçãode bens de consumo e alimentos. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  63. 63. Tais medidas vieram tarde demais...Outros setores da economia nãoacompanharam o ritmo de crescimento tecnológico dos demais paísesindustrializados do mundo, a baixa produtividade imperava no setorindustrial. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  64. 64. Mas, apesar disso, é inegável que os feitos da revolução socialista foramenormes.Foram realizados pesados investimentos em educação:atualmente,quase toda a população é alfabetizada, 96% completou o cursosecundário e há um número impressionante de cientistas. Osmatemáticos e físicos são tão competentes que passaram a sercobiçados por universidades e centros de pesquisa de diversos países domundo. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  65. 65. “Não há fábrica, usina, fazenda, sindicato, clube ou qualquer outraorganização que não conte com sua biblioteca e não disponha de umapequena livraria própria. Estas estão colocadas na entrada das fábricase, como assisti inúmeras vezes, à saída do trabalho, pude observar quesempre grande parte dos operários parava diante delas e adquiriaalgumas obras.” 1934, o então jovem Caio Prado Júnior escreveu o livro URSS, um mundo novo Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  66. 66. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  67. 67. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  68. 68. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  69. 69. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  70. 70. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  71. 71. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  72. 72. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  73. 73. O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO RECENTE DA FEDERAÇÃO RUSSAA exploração petrolífera nos Montes Urais transformou o país em umdos maiores produtores mundial de petróleo(ali também estão localizadas reservas de carvão mineral, cobre, ferro,bauxita e manganês).A Sibéria Ocidental também possui um combinat importante, no qual foiorganizada a cadeia produtiva do aço, do alumínio e de produtospetroquímicos. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  74. 74. O TRATADO FEDERAL de 1992 procurou desenhar a estrutura territorialda recém criada Federação Russa, uma vez que a autoridade de Moscoué contestada no interior da própria federação.Na República da Tartária e na Chechênia, por exemplo, a luta pelaindependência já esteve na origem de violentos conflitos armados. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  75. 75. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  76. 76. TAMDJIAN, James Onnig. e MENDES, Ivan Lazzari. Estudos de Geografia: O espaço do mundo II.1º ed, São Paulo: FTD, 2008.TERRA, Lygia, ARAÚJO, Regina e GUIMARÃES, Raul Borges. Conexões: estudos de GeografiaGeral e do Brasil. 1º ed, São Paulo: Moderna, 2010.http://www.univesp.ensinosuperior.sp.gov.br/preunivesp/3219/-africa-do-sul-nos-brics-e-a-nova-balan-a-de-poder-mundial.htmlhttp://www.anovademocracia.com.br/index2.php?option=com_content&do_pdf=1&id=1116http://ilosservatori.blogspot.com.br/2007/10/unio-sovitica-e-seus-mritos-na-educao.htmlConsulta ao slide BRIC’S: Características e Problemas, do Professor Alan Carlos Ghedini. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia

×