América do sul

2.857 visualizações

Publicada em

1 comentário
4 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.857
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
303
Comentários
1
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

América do sul

  1. 1. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia A regionalização do sub continente
  2. 2. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia A constituição física da América do Sul é importante para entender sua divisão em grupos de países ou conjuntos regionais.
  3. 3. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia São 4 os principais conjuntos geográficos do sub continente americano:
  4. 4. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia São 4 os principais conjuntos geográficos do sub continente americano: -GUIANAS
  5. 5. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia São 4 os principais conjuntos geográficos do sub continente americano: -GUIANAS -PAÍSES ANDINOS
  6. 6. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia São 4 os principais conjuntos geográficos do sub continente americano: -GUIANAS -PAÍSES ANDINOS -PAÍSES PLATINOS
  7. 7. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia São 4 os principais conjuntos geográficos do sub continente americano: -GUIANAS -PAÍSES ANDINOS -PAÍSES PLATINOS -BRASIL
  8. 8. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia São 4 os principais conjuntos geográficos do sub continente americano: -GUIANAS -PAÍSES ANDINOS -PAÍSES PLATINOS -BRASIL
  9. 9. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Orinoco Amazônica Platina – Chaco, Pantanal e Pampas
  10. 10. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Orinoco Amazônica Platina – Chaco, Pantanal e Pampas
  11. 11. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Orinoco Amazônica Platina – Chaco, Pantanal e Pampas Cordilheira dos Andes – Picos, Altiplanos e Vales.
  12. 12. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Orinoco Amazônica Platina – Chaco, Pantanal e Pampas Cordilheira dos Andes – Picos, Altiplanos e Vales.
  13. 13. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Orinoco Amazônica Platina – Chaco, Pantanal e Pampas Cordilheira dos Andes – Picos, Altiplanos e Vales. (maciços cristalinos antigos) Planalto Guiano Planalto Brasileiro Planalto da Patagônia
  14. 14. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Orinoco Amazônica Platina – Chaco, Pantanal e Pampas Cordilheira dos Andes – Picos, Altiplanos e Vales. (maciços cristalinos antigos) Planalto Guiano Planalto Brasileiro Planalto da Patagônia
  15. 15. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Hidrografia Bacia Amazônica – É a mais extensa do mundo, sendo o amazonas o de maior extensão e volume de água no planeta, com 6.296km Bacia Platina – É a segunda do mundo em extensão. É a bacia de maior aproveitamento hidrelétrico da América do Sul e uma importante via de navegação na região. Bacia do Orenoco – Percorre 2.300 Km com um grande trecho navegável e tem bom potencial hidrelétrico no curso superior.
  16. 16. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Lagos - Maracaibo (Venezuela), e o Titicaca, localizado no altiplano que ocupa a fronteira entre o Peru e a Bolívia, a mais de 3.800 metros de altitude Lago Maracaibo Titicaca
  17. 17. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Continental Árido Equatorial Frio de Montanha Oceânico Semiárido Subtropical Tropical Árido Como as correntes marítimas podem ser de águas quentes e frias, contribuem para a pluviosidade da região.
  18. 18. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia A existência do Deserto do Atacama (Chile) deve-se à ação da corrente marítima de Humboldt (Oceano Pacífico).
  19. 19. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia A existência do Deserto do Atacama (Chile) deve-se à ação da corrente marítima de Humboldt (Oceano Pacífico). Essa corrente provoca o resfriamento da atmosfera, fazendo com que a umidade das massas de ar oceânicas se condensem antes de chegar ao continente.
  20. 20. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Floresta Equatorial Floresta Tropical Savanas Estepes Xerófitas Mediterrânea Floresta de pinheiros Campos De Altitude
  21. 21. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia •As temperaturas na Terra variam de acordo com a intensidade da luz solar. •A incidência dos raios solares se dá de maneira diferenciada sobre a superfície da terra. •Por esta ser arredondada, seu aquecimento se dá de forma desigual. CLIMAS NO BRASIL
  22. 22. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia ZONAS CLIMÁTICAS DO MUNDO
  23. 23. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia DIFERENÇA ENTRE TEMPO E CLIMA? •CLIMA→ o conceito de clima envolve uma escala temporal mais ampla (Não inferior a 30 anos). Um extenso período de observações em que climatologistas verificam se determinados índices são constantes na maior parte do período estudado. •TEMPO→ se refere a uma escala muito menor. Características atmosféricas de determinado lugar em um momento específico. O tempo pode mudar em questão de horas, dias, semanas.
  24. 24. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia FATORES RELEVANTES QUANTO A CLASSIFICA- ÇÃO DOS CLIMAS • Massas de Ar; • Médias de Temperaturas; • Médias de Pressão; • Médias Pluviométricas.
  25. 25. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia FATORES QUE INFLUENCIAM AS CONDIÇÕES CLIMÁTICAS LATITUDE A Temperatura diminui com o aumento da LATITUDE, uma vez que a fonte de calor, isto é, a radiação solar, é mais intensa no equador e diminui no sentido dos pólos.
  26. 26. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia FATORES QUE INFLUENCIAM AS CONDIÇÕES CLIMÁTICAS ALTITUDE A Temperatura diminui em média 1ºC a cada 180 m de altitude. Isso ocorre porque o calor do ar é transmitido pelo solo aquecido por meio da radiação solar.
  27. 27. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia FATORES QUE INFLUENCIAM AS CONDIÇÕES CLIMÁTICAS ALTITUDE A Temperatura diminui em média 1ºC a cada 180 m de altitude. Isso ocorre porque o calor do ar é transmitido pelo solo aquecido por meio da radiação solar. Quanto mais elevada a altitude, menores as temperaturas e consequentemente sua vegetação será menor e mais rala
  28. 28. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia FATORES QUE INFLUENCIAM AS CONDIÇÕES CLIMÁTICAS MARITIMIDADE/ CONTINENTALIDADE •A proximidade ou não, do mar, interfere nos climas, pois os ventos marítimos suavizam os excessos de temperatura. •A diferença entre a menor e a maior temperatura (amplitude térmica) é maior quanto mais longe do mar.
  29. 29. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia FATORES QUE INFLUENCIAM AS CONDIÇÕES CLIMÁTICAS MARITIMIDADE/ CONTINENTALIDADE •A proximidade ou não, do mar, interfere nos climas, pois os ventos marítimos suavizam os excessos de temperatura. •A diferença entre a menor e a maior temperatura (amplitude térmica) é maior quanto mais longe do mar. •Além disso qualquer alteração que ocorra no mar pode afetar as regiões costeiras e causar alterações climáticas.
  30. 30. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia EL-NIÑO •O Fenômeno conhecido por El Niño se refere ao aquecimento anormal das águas superficiais nas porções central e leste do Oceano Pacífico, nas proximidades da América do Sul, mais particularmente na costa do Peru
  31. 31. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia •Ventos Alísios sopram dos Trópicos para a região da Linha do Equador •Os ventos movimentam as águas do Oceano Pacífico. •As águas frias sobem a região oeste da América do Sul, enquanto na região Leste (Equatorial) da Ásia as águas superficiais são quentes. (*Ressurgência) •O mar aquece o ar, que sobe e forma nuvens de tempestade que precipitam sobre a região do leste asiático.
  32. 32. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia •Os ventos alísios ficam enfraquecidos. •Sem os ventos fortes, todo o Oceano Pacífico Equatorial começa a aquecer, liberando evaporação e formando nuvens com intensas chuvas no Pacífico Equatorial Ocidental. •A mudança da formação das nuvens gera modificações no padrão de circulação do ar •e da umidade na atmosfera, alterando o clima no mundo inteiro. •O fenômeno dura de 12 a 18 meses,em média. •Com o El Niño, a temperatura da superfície do mar chega a ficar até 4,5ºC acima da média.
  33. 33. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  34. 34. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  35. 35. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Pag 178
  36. 36. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Pag 178 Clima muito chuvoso e quente
  37. 37. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Pag 178 Clima muito chuvoso e quente Clima quente e chuvoso, porém com menor precipitação do que o clima Equatorial
  38. 38. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Pag 178 Clima muito chuvoso e quente Clima quente e chuvoso, porém com menor precipitação do que o clima Equatorial Ocorre ao sul da Linha do Trópico de Capricórnio. Apresenta as quatro estações bem definidas
  39. 39. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Pag 178 Clima muito chuvoso e quente Clima quente e chuvoso, porém com menor precipitação do que o clima Equatorial Ocorre ao sul da Linha do Trópico de Capricórnio. Apresenta as quatro estações bem definidas Extremamente seco, proporciona a formação de desertos como o do Atacama
  40. 40. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Pag 178 Clima muito chuvoso e quente Clima quente e chuvoso, porém com menor precipitação do que o clima Equatorial Ocorre ao sul da Linha do Trópico de Capricórnio. Apresenta as quatro estações bem definidas Extremamente seco, proporciona a formação de desertos como o do Atacama Clima seco, com baixa pluviosidade
  41. 41. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  42. 42. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia As florestas regulam o ciclo de água na atmosfera e na superfície terrestre, pois absorvem as chuvas e liberam a água na atmosfera (evapotranspiração) Esse processo ajuda a manter a temperatura do planeta. A medida que as florestas são destruídas, ocorrem modificações nos climas.
  43. 43. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia As estepes/pradarias/campos possuem uma grande importância econômica, uma vez que são espaços ideais para a pecuária.
  44. 44. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia A população sul americana constitui-se de vários tipos nativos que se misturaram com africanos e europeus vindos como escravos, colonizadores e mais tarde, como imigrantes.
  45. 45. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  46. 46. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia População absoluta: 375 milhões População relativa: 22 habitantes/quilômetro quadrado.
  47. 47. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia População absoluta: 375 milhões População relativa: 22 habitantes/quilômetro quadrado. Distribuição: concentração litorânea se originou com a colonização, que impulsionava as vilas e os povoados ligados às metrópoles.
  48. 48. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia População absoluta: 375 milhões População relativa: 22 habitantes/quilômetro quadrado. Distribuição: concentração litorânea se originou com a colonização, que impulsionava as vilas e os povoados ligados às metrópoles. Urbanização: mais de 30 cidades têm população superior a 1 milhão de habitantes. Três já atingem mais de 10 milhões. Há o problema da macrocefalia urbana e intenso êxodo rural.
  49. 49. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia População absoluta: 375 milhões População relativa: 22 habitantes/quilômetro quadrado. Distribuição: concentração litorânea se originou com a colonização, que impulsionava as vilas e os povoados ligados às metrópoles. Urbanização: mais de 30 cidades têm população superior a 1 milhão de habitantes. Três já atingem mais de 10 milhões. Há o problema da macrocefalia urbana e intenso êxodo rural. Problemas urbanos: falta de planejamento, falta de infra-estrutura, favelamento, trânsito, problemas de saneamento, etc.
  50. 50. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia • Expectativa de vida •Houve um aumento da expectativa de vida nos países da América do Sul. O mais significativo foi o da Bolívia. Isso indica que as taxas de mortalidade estão caindo e que as condições de vida estão melhorando; • A maior parte dos países sul- americanos tem um patamar de expectativa de vida inferior ao dos países desenvolvidos, o que indica a existência de problemas sociais.
  51. 51. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia •Mortalidade infantil. A taxa caiu de cerca de 88‰, em 1970, para cerca de 24‰, em 2005. Se afasta dos indices africanos e se aproxima da OCDE, que tem bons índices.
  52. 52. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Crescimento vegetativo A elevação da renda e a urbanização são fatores que determinam queda das taxas de natalidade e mortalidade, levando o crescimento natural da população a patamares mais baixos. A conseqüência desse processo é mostrada pela queda da taxa de fecundidade das mulheres, pelo aumento da parcela de idosos e pela redução da parcela de jovens.
  53. 53. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Crescimento vegetativo A elevação da renda e a urbanização são fatores que determinam queda das taxas de natalidade e mortalidade, levando o crescimento natural da população a patamares mais baixos. A conseqüência desse processo é mostrada pela queda da taxa de fecundidade das mulheres, pelo aumento da parcela de idosos e pela redução da parcela de jovens. Renda Uma parcela significativa da população de vários países vivem em padrões de pobreza que se classificam entre os piores do mundo. Isto indica a incapacidade dessas populações de manter bom padrão alimentar, ter acesso à educação e saúde, participar dos processos produtivos modernos ou acessar os meios de informação
  54. 54. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia • TRADIÇÕES DA AMERICA LATINA – subdesenvolvimento – Organização econômica: • extensão territorial variada, produção econômica tradicional, dependência externa, falta de infra-estrutura, variado mercados consumidor e mão-de- obra em quantidade e qualidade diferenciada. – Endividamento externo: • Importante fator do estrangulamento da economia da América do Sul. • O montante tem crescido muito depressa, o que gera um dependência dos centros financeiros mundiais. • O serviço da dívida (taxas e juros) absorve grande parte dos ganhos com as exportações. – Mercado externo: • Subordinação, pois continuaram simples exportadores de matérias-primas, compradores de produtos industriais. • Presença de bancos e transnacionais. – Desemprego: • Cresceu muito com a Nova Ordem Internacional, e a globalização. • É relacionado com o aumento da modernozação da produção e dos serviços
  55. 55. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia • Agropecuária de subsistência – Pequena propriedade. – Apesar de reduzida, ainda é comum na porção andina do Peru, da Bolívia e do Equador, onde, além da criação de lhamas, se cultivam milho e batata, produtos de importância apenas regional. Há também uma extensa área com essa forma de • Exploração florestal – Na região amazônica dos países andinos e das Guianas, áreas de fronteira com o Brasil, há uma extensa parte do território pouco povoada, propícias para o extrativismo e a silvicultura. • Plantations – Grande propriedade, monocultora e exportadora – Próxima do litoral, facilitando o embarque em portos. – Culturas tropicais: café, cacau, algodão, banana e cana-de-açúcar. – O café representa a maior parcela das exportações colombianas (segunda produção mundial). – A Banana e o cacau no Equador, área de clima úmido, há grande (4º- mundial) e cacau (8º- mundial). – No Paraguai se destaca a soja; nas Guianas, a cana-de-açúcar; e na Venezuela, o algodão. • Agricultura mediterrânea e fruticultura: • Chile: desenvolvimento de culturas
  56. 56. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia • Extração mineral e energética tem grande Importância econômica na América do Sul. • Existem obstáculos ao desenvolvimento dessa atividade: – insuficiência dos capitais nacionais pesquisa e produção; – deficiência nos meios de transporte; – carência de técnicos especializados; – Redução dos preços dessas matérias-primas • Petróleo: – Venezuela, é um dos maiores produtores mundiais. É explorado pela (Petroven). As maiores produções estão no lago Maracaibo e na bacia do rio Orenoco. – Equador, a produção é pequena mas essencial, pois é a principal fonte de renda nacional. – Argentina, a produção se aproxima de 1 milhão de

×