Circo roteiro

224 visualizações

Publicada em

Roteiro do Circo-Teatro para contar os direitos humanos às crianças

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
224
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Circo roteiro

  1. 1. CENA 1 Amiga 1: Nossa que circo bonito!!! Parece muito com aquele que o meu pai me levou quando eu viajei para os Estados Unidos. Amiga 2 : É verdade, é muito bonito mesmo... e também parece com o que o meu pai me levou, mas era la perto de casa. Amiga 1: E era bonito assim ? – com um tom meio desconfiado Amiga 2: Claro! E o mais legal foi que eu me diverti muito! Amiga 1: Ahh, então vamos assistir – estranhando. Leo entra correndo e cai Levanta assustado Leo: Nossa, quantas criancaas !!!! Anda ate o palco e vê a boneca mexendo na boneca pergunta para nação: como sera que eu faco para acordar ela? será que eu giro? Girando girando girando atras da boneca Eduarda: Nao assim, gira a chave atras dela. Leo: Aaaaaaaaaaah Musica de caixinha de musica boneca acorda. Cami: Quem é voce? Leo: Sou o palhaco.................... E voce... quem é? o que faz aqui? E o que vc quer? Historia da boneca C - A algum tempo atrás, eu era feliz brincava com a minha dona todos os dias, ate que um dia ela me esqueceu, fui para debaixo da cama os anos passaram, e ninguém nunca mais me procurou. E agora eu nao sei onde eu vim parar. L- Mas você está aqui no teatro. Onde muitos brinquedos são deixados. C - E os meus amigos?? Será que eles estão aqui também ?
  2. 2. L – Você chegou aqui em uma caixa com outros brinquedos Leo-agora vc nao esta mais sozinha, vamos brincar musica? dar a volta pela plateia e voltar para o palco Camila comeca a apresentacao, leo imita a camila Camila briga com o leo Leo senta no final do palco Camila apresenta a palhaca e vai sentar CENA 2 Apresentadora: Respeitável publico, minhas crianças de bom coração, tenho a honra de apresentar a vocês o circo mais humano deste mundo. Isso mesmo, hoje vocês vão aprender sobre direitos humanos de uma forma divertida. Sejam bem vindo, aqui TODOS sao bem vindos, pobres, ricos, negros, brancos, índios, chineses.... Qualquer um, o importante é a alegria!!! Agora, quero apresentar a vocês a minha melhor amiga: A PALHACINHA PACOCA!  Palhacinha entra Palhaça: E ai criançada mais linda desse Brasil ? Como vocês podem ver eu sou uma ..... ARRUMAR CENA 3 APRESENTADORA: Aplausos para a palhacinha paçoca. C- E o que mais veio nessa caixa?? L- Eu lembro de ter visto uma caixinha de musica...
  3. 3. C- Siiim, com 5 bailarinas mas uma delas era diferente... BAILARINAS ENTRAM (CEGA ENTRA COM BENGALA) CAMI E LEO PARADOS Bailaria 1: Olá pessoal! Nos somos o quinteto da alegria e vamos dancar um pouco para vocês a musica Ciranda da Bailarina. - Começa a musica - Todas começam a dançar - Bailarina 3 bate em alguma coisa - Bailarina 1 para, todos param menos a cega. - Musica para Bailarina 2: Por que paramos ? Bailarina 1: Por causa dessa menina ai... Ela nao enxerga e só atrapalha a nossa dança. FILHA: Nossa mamãe, você viu essa bailarina !? Por que ela é assim? MAE: Porque ela pode ter sofrido um acidente ou quando ele estava na barriga da mamãe dela aconteceu alguma coisa... Por isso, agora ela é cega. FILHA: Eu não queria ser assim MAE: Ninguém queria ser assim filha, mas acontece que e é uma coisa normal. Você tem que aprender a conviver com todas as pessoas, porque todos somos diferentes. FILHA: Huuum, é verdade mamãe. MAE: Agora faca silencio e vamos assistir. Bailarina 4: Mas o fato dela ser cega nao a impede de fazer nada! Bailarina 1: Mas é claro que impede! Bailarina 3 (cega): Duvida? Entao olha so.. –tom desafiador – A musica volta e so a bailarina cega dança. Bailarina 3: Viu so? Bailarina 1: Mas... mas como você conseguiu fazer isso tudo?
  4. 4. Bailarina 2: Viu como ela também consegue? Bailarina 3: Na verdade é bem fácil fazer tudo isso. Posso te ajudar a treinar amiga – sorridente – Bailarina 1: Ok então amiga, vamos la! Bailarina 5: Viram crianças? Não podemos julgar as pessoas por elas serem diferentes umas das outras, o fato dela ser cega nao a impede de fazer nada, por isso devemos trata-la como tratamos todos os outros, sem preconceito. CENA 4 C - Eu lembro que quando eu ainda estava na minha antiga casa, eu era apaixonada por um menino.... Ele era forte, bonito, corajoso! L – Já sei, já sei C – você viu ele aqui ??? L – Forte, bonito, corajoso.... Sou eu C – Nao naoooo, ele fazia parte de um grupo mas eu nao lembro o nome. L – Já sei, são os super fortões L – Agora com vocês, os super fortões!!! GUI: Olá criançada, nos somos os super fortões e vamos... é interrompido ANNA: Ei, ei, ei vocês esqueceram de mim GUI: Ta bom então. Nos somos os super fortões e.. – bufa - a super fortona. ANTERO: Nos vamos mostrar para vocês o que somos capazes de fazer com estes pesos.  Fortão 1 se prepara para pegar o peso – faz uma palhaçada.  Fingindo estar muito pesado, levanta 5 vezes.  Os fortões incentivam as crianças a contarem junto, em voz alta.  Cansado, o fortão 1 solta o peso no chão e se demonstrando cansado GUI: Caramba, como isso é pesado! ANTERO: 5 vezes cara! – impressionado – Deixa eu tentar agora...  Fortao 2 pega o peso, se prepara e levanta 3 vezes, sofrendo
  5. 5.  Fortao 2 solta o peso, exausto. GUI: 3 vezes cara ? Ta melhorando hein.... ANNA: E agora então deixa eu tentar  Os dois Fortões olham um para o outro e caem na gargalhada apontando para a Fortona  A Fortona fica indignada olhando para os Fortões ANNA: O que foi ? Qual é a graça ? GUI E ANTERO: você é menina! – JUNTOS – ANNA: E o que que tem ? Eu consigo fazer isso sim!  A Fortona pega o peso, forcando, levanta vezes sofrendo e, mais demorado, faz mais uma e forcando mais ainda faz mais uma, realizando 6 ao total.  Os fortões ficam sem entender como a Fortona conseguiu fazer. ANTERO: Mas, como se você é menina? ANNA: Pois fique você sabendo que as meninas também conseguem ser fortonas. GUI: Percebi... ANTERO: Cara – olhando para o Gui – Ela fez mais que você! GUI: Ela fez mais que VOCE também cara! ANNA: Nao fiquem com essas caras meninos, ninguém aqui é melhor que ninguém – sorrindo – ANTERO: é verdade, não é só porque ela é menina que ela é inferior a nós. GUI: Percebi... ANNA: Vamos la meninos, vamos treinar e ficar mais fortes ainda. Na hora de sair, o leo faz palhacada tentando pegar o peso, mas nao consegue e cai no chã, então a fortona leva o peso.
  6. 6. CENA 5 L - Gostaram dos super fortões ? E você gostou? – com ciúmes C – Gostei sim, mas sabe o que eu percebi?! Que o meu coração nao pertence mais a ele. L – Ihhh que coisa boba, você é uma boneca, você nao tem coração muito menos sentimento... (vai procurar o domador, mexendo na caixa) C – Pera ai, eu tenho sentimentos sim, igual a qualquer um. Pessoas, animais... (LEO de costas sem dar atenção) L (INTEROMPE) Falando em animais, acho que tem mais alguns amigos seus por aqui Domador - Bom dia garotada! hoje eu trouxe alguns dos meus bichinhos para mostrar que eu sou o melhor domador do mundo todo. - Agora, se preparem (Musica). Esse leao, assim que eu disser pula, vai pular por esse arco. - Falem comigo: 1, 2, 3... PULA! -> Leao parado, so lambe a patinha -> Macaco faz palhacada Bate no leao - Seu burro !! (Com vergonha) - Vamos tentar mais uma vez.... Ameaca bater mais uma vez Apresentadora entra assustada A - Espera ai.... o que voce esta fazendo ??? D - Esse leao burro nao quer me obedecer. A - E voce acha que maltratar ele é a melhor forma de fazer ele te obedecer? D - Nao tem importancia, ele é só um animal A - Que? Eles nao só animais...
  7. 7. Você tem que entender que os animais, assim como nos, também tem sentimentos. E se você continuar batendo neles, dai mesmo que eles nao vao te obedecer. (Faz carinho) A - Olha... pula! -> Leao pula D - Nossa!! Realmente, assim é muito mais facil. Nunca pensei que tratando bem os animais eles ficariam mais felizes, inclusive eu mesmo fiquei mais feliz com isso. CENA FINAL L – Não esquecendo de tirar mais alguém desta caixa ? C – Abobrinha!!! Bem lembrado, tenho que apresentar a vocês o meu amigo mais misterioso.... L - Tinha que ser homem Cami vai ate a caixa e pega o magico Jackson – Olá criançada!! Eu sou o Magico abobrinha e hoje vou fazer magica para vocês. Para a primeira magica vou precisar escolher alguém da plateia. Hmmm, deixe me ver, você ai menininha o que acha de vir me ajudar aqui no palco? Como é seu nome minha querida? Eduarda: Eduarda Faz a magica da carteira ... Jackson: Para finalizar uma ultima magica, uma magica um tanto quanto especial
  8. 8. Jackson: Vejam a minha cartola A assistente pega a cartola e tira de dentro dela os cartões de um por um. C: Hoje nos vimos que mesmo sendo gordo ou magro, menino ou menina L: forte ou fraco C: bonito ou feio L: boneca ou gente C: temos que tratar todos do mesmo jeito, porque ninguém é melhor que ninguém, afinal, quem diria que uma boneca como eu pudesse gostar de um palhaço como você? (da beijinho na bochecha e sai envergonhada) L: (espantado mas feliz) corre, pega na mão da boneca e saem juntos. Todas as luzes se apagam, o elenco todo sobe no palco e começa a música com todos cantando e dançando juntos, se abraçando, se cumprimentando.

×