Projeto tendencias prof_fit

755 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios, Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
755
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto tendencias prof_fit

  1. 1. TENDÊNCIAS EM MARKETING DIGITAL 2014
  2. 2. Chamamos os professores da pós graduação em marketing digital da Faculdade Impacta de Tecnologia, para, na opinião deles, falarem o que pensam e esperam para 2014 com relação ao mercado de comunicação e marketing digital no brasil
  3. 3. “Para mim, 2014, vai representar o ano do consumidor. O ano em que finalmente as marcas vão ouvir mais, conversar mais e extrair mais insights para se relacionar. O ano em que o relacionamento estará em pauta e que vamos ver marcas vendendo mais por se relacionar com seus consumidores” Felipe Morais é Coordenador da Pós e professor das disciplinas de Planejamento Estratégico Digital e E-commerce
  4. 4. “Creio que 2014 é um ano para que as empresas e os profissionais de comunicação tenham olhar mais voltado para o ser humano, percebendo que estamos trabalhando com pessoas e não com robôs. Para isso precisarão de profissionais de UX, que podem ajudar a criar boas soluções, levando em consideração o negócio, a tecnologia e o ser humano. Euriepedes Magalhães é Coordenador da Pós e professor de Criação Estratégica
  5. 5. “Este ano, em decorrência de aperfeiçoamentos legais, vimos a comunidade publicitária atentar para a necessidade de fazer distribuição de prêmios de forma juridicamente correta. A tendência deve se manter. Tivemos a edição do Decreto de Comércio Eletrônico, o qual impacta diretamente na arquitetura de informação dos sites de ecommerce face às exigências daquele diploma legal, bem como na comunicação com o cliente, principalmente o serviço de E-sac. Com aumento de fiscalização, convém ficar atento a essas questões”. A necessidade constante do Facebook em cobrar das empresas para que estas tenham visibilidade naquela rede e as constantes reclamações talvez façam com que as empresas alcem vôos em direção a outras redes sociais no que tange à publicidade – e com isso a necessidade de conhecer cada uma das especifidades jurídicas cresce”. Flávia Penido é professora de Direito Digital
  6. 6. "Pensar o resultado de vendas, sem pensar em como gerar vendas sem relacionamento será o grande erro das marcas para o próximo ano. Marcas devem entender que o consumidor mudou e tem contribuído para que as relações comerciais sejam mais íntimas e mais certeiras. A inovação no digital começa quando entendemos que o consumidor é quem nos ajuda a inovar e não o contrário. Em 2014, as marcas que quiserem vencer, vão ter que usar muito da inteligência coletiva para se destacar." Gustavo Zanotto é professor de Web 2.0 e Inovação Digital
  7. 7. “O relacionamento entre as marcas e seus públicos torna-se cada vez mais complexo em um ambiente em que a velocidade e a superficialidade da comunicação são o caminho estratégico adotado pela maioria das organizações. Acredito que as marcas de excelência serão aquelas que tomarão um outro rumo na gestão de seus relacionamentos, no sentido do aprofundamento dos diálogos e narrativas, em uma perspectiva de longo prazo”. Seizo Soares é professor de Gestão de Conteúdo
  8. 8. “Com a aprovação do Marco Civil da Internet e aplicação de novas regras sobre os direitos e deveres dos usuários na web, penso que o Marketing Digital, através das Promoções Comerciais, que é a principal motivação para alavancar o volume de vendas de produtos, possibilitará o melhor entendimento sobre o comportamento dos consumidores e experiência no e-commerce. Por isso, Marketing Digital é uma área promissora”. Maria Marta é professora de Direito Digital
  9. 9. “Eu tenho a impressão que em 2014 o mobile marketing tende a acabar. Isto acontecerá porque não haverá mais distinção entre o que é mobile e o que não é. Quem ainda fizer um plano de marketing que tenha um "capítulo" mobile é porque não está entendendo nada e provavelmente irá colher resultados ruins. Espero que 2014 seja o ano em que os profissionais da nossa área percebam que mobile já está absolutamente misturado em tudo o que fazemos todos os dias o tempo inteiro e, portanto, não pode mais ser pensado como uma ferramenta ou disciplina isolada”. Ricardo Longo é professor de Mobile Marketing
  10. 10. “2014 será o ano do payback, onde as empresas estarão mais preocupadas com resultados pontuais do digital e com menos ansiedade em apenas “estar presentes” nas plataformas digitais. As metodologias e ferramentas de mensuração devem evoluir e com isso a necessidade de profissionais especializados”. Gustavo Hollatz é professor de Métricas e Analytics
  11. 11. “Publicidade Nativa e Conteúdos Customizados e on demand Cada vez mais as marcas planejam criam e entregam através de seus canais conteúdos próprios e customizados Métricas e estratégias de monitoramento que permitam rastrear a jornada e experiência de compra dos e-shoppers. Real Time Marketing Mais do que nunca estamos na era do anytime/anywhere. A relevância está na customização mas também na capacidade de agir just in time.” Sérgio Lage é professor de Comportamento de Consumo
  12. 12. Em 2014 o Marketing Digital deve expor melhor o profissionalismo do setor através de casos mais sólidos, quantificados e analisados de forma científica, permitindo mais precisão para as projeções futuras e orientando melhor a tomada de decisão no trabalho do dia-a-dia. Esse ciclo de criação, análise e ajustes adotado nas empresas mais competentes do mercado, permitirá um número ainda maior de produtos que entregam maior valor para os seus consumidores e exigirá uma qualificação ainda mais rigorosa dos profissionais envolvidos no projeto. Igor Magrini é professor de Arquitetura de Informação e Usabilidade

×