Ata coregeo usp 13,14,15 de dezembro (1)

151 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
151
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ata coregeo usp 13,14,15 de dezembro (1)

  1. 1. Universidade de São Paulo 13, 14 e 15 de Dezembro de 2013 14 de Dezembro – sábado PRESENTES: IFF- CAMPOS: PRISCILA UERJ (FFP): LUDMYLLA; TATIANE; ANA CAROLINA; JULIA USP: AMANDA; JULIANA BONFIM; GIOVANA; HERNANI; FÁBIO; MONISE; FERNANDO; RENATO. FSA: ETO; DANILO; LILIAN UFF NITERÓI: THIAGO UNESP – RIO CLARO: ANA CLAUDIA PAUTAS:  INFORMES IFF – CAMPOS Nova gestão (desde Setembro) com muitas pessoas novas que não tinham participado de nenhuma gestão anterior. Houve a semana estudantil (com uff e uenf) com quase 200 participantes, concomitante com a semana de calourada, fizeram festa da calourada que gerou lucro para o C.A, o que proporcionou o pagamento da passagem da Priscila para ir até o conselho. Antes a universidade pagava, hoje é preciso fazer este tipo de evento para conseguir verba para conseguir participar de conselhos, por exemplo. É importante utilizar as festas para ajudar nas finanças do C.A's Mudança na grade do curso, agora é aberta com disciplinas optativas, mas cria um novo problema, pois faltam professores. Estão acontecendo assembleias abertas no campus para ser discutido isso também Não vieram mais pessoas porque estão em trabalho de campo, entre outras atividades acadêmicas. USP WWW.EREG-SE.BLOGSPOT.COM
  2. 2. Ainda estamos tendo reposição de aulas, pois a greve foi longa e a Geografia foi um dos últimos cursos a sair da greve. Na calourada 2014n vamos fazer uma atividade para falar sobre o movimento de área da Geografia e a importância da participação da USP nele, na tentativa de que os novos alunos participem da construção do movimento. Hoje temos poucas pessoas que participam ativamente. Surgiu a ideia de um encontro entre as escolas do estado de São Paulo, a intenção é se articular e debater pautas que são comuns. Já houve uma primeira conversa entre algumas escolas. Ricardo Felício: professor de climatologia que sempre entra em conflito com alunos que militam no movimento estudantil, em momentos de greve. UERJ – FFP Teve um CONEGEO com 17 pessoas, e 6 escolas. Questões políticas, sobre ca's, informes sobre a estrutura da escola, calendário para os próximos conselhos. Atualmente é uma nova gestão (há um mês). Próximo encontro nacional será nessa escola. A partir de um fato ocorrido na UERJ - Maracanã construiu-se uma mobilização para a construção de um coletivo de mulheres que teve inicio na FFP, com pretensão de se ampliar para os outros campos da universidade. Atividade sobre criminalização das drogas nesta semana, promovido pelo laboratório de audiovisual. Segue link: (https://www.facebook.com/photo.php?fbid=376643895804981&set=a.3617180 97297561.1073741828.361453363990701&type=1&theater) Estão passando por reforma curricular. Temos CCA (Conselho de Centros Acadêmicos) e na última reunião conseguiram regularizar a Xerox que existe, e estava irregular. FSA A universidade tem um caráter político muito importante, pois foi fruto de reinvindicação do movimento operário, era publica e hoje é privada, apesar do espaço físico ser publico (prefeitura) WWW.EREG-SE.BLOGSPOT.COM
  3. 3. Conseguiram reabrir o D.A juridicamente e agora tem uma pequena sala. Reabertura de festas e encontros culturais. Estão na luta pela Estadualização das licenciaturas (o Estado bancar). UFF – NITERÓI Há cerca de 1 ano e meio o D.A.R.M (Diretório acadêmico Ruy Moreira) funciona em autogestão. Houve um momento de ascensão das atividades com os GT’s ativos e depois um descenso. O D.A possui uma renda fixa através de um repasse da Xerox, onde uma parte vai para a dona das máquinas, a manutenção e funcionários e outra pro D.A.R.M. Porém o D.A está sem receber a alguns meses. As festas são proibidas na UFF, mas os estudantes se mobilizam para romper essa condução autoritária da reitoria. Através de duas festas (GeoRock e GeoBlack) O D.A.R.M conseguiu mobilizar bastante estudantes e levantar uma renda. Houve no dia da consciência negra um tiroteio envolvendo a PM e um suposto bandido no campus do Gragoatá (o maior da UFF) onde estavam sendo realizadas as culturais. Com isso a proibição ficou mais acirrada e a captação de recursos se tornou mais difícil. Vai acontecer um cine-debate a respeito do proibicionismo das drogas e da criminalização da pobreza em conjunto com o coletivo cultura verde, exibindo o filme Cortina de Fumaça. O D.A pretende realizar outros debates para dar uma guinada política.  CARTILHA Texto construído e finalizado sobre o LGEOBTT, agora os textos estão prontos e a cartilha pode ser divulgada.  EREGEO-SE Data: 1 a 4 de Maio de 2014 Alimentação será no refeitório da escola custando, pode ser que seja de graça, porém pode ser 0,70 segundo a reitoria, mas não está no documento assinado. Até o próximo conselho terá resposta do SINTUFF e ADUFF sobre fornecimento do café da manhã WWW.EREG-SE.BLOGSPOT.COM
  4. 4. INTERGEO integrado com alguma atividade. Culturais: Antes das festas fazer roda de conversa sobre cada o tema do dia e chamar coletivos e movimentos sociais que tenham a ver com os temas, mais ou menos duas horas antes do início das culturais. Que essas rodas, sejam no mesmo local das culturais. Estimativa de gastos: som R$ 350,00 por dia Segurança: R$ 140,00 para cada segurança, por dia (3 seguranças) Atualmente a escola sede tem R$ 2.000,00 Todas as escolas presentes se comprometem a vender as rifas (de livros) e trazer o dinheiro no próximo conselho. Tema Depois de muito debate, o tema deliberado será: "Constante crise urbana: interesses do Estado e insurgências populares." Programação WWW.EREG-SE.BLOGSPOT.COM
  5. 5. Quinta Manhã Sexta Sábado Domingo Acolhida Café da manhã 9h Mesa2 Café da manhã Café da manhã 8h Trabalho de Campo 9h Mutirão de limpeza 10h30 Plenária Tarde Almoço Almoço 14h GDs 14h Geobuteco Plenária Noite Jantar 20h Mesa 1 16h Geo na rua (oficinas) Jantar 18h Intergeo Cultural e oficinas 9h Oficina Almoço Trabalho de Campo Cultural e oficinas 14h Oficina Jantar 20h Mesa 3 Cultural e oficinas Se tiver professor de outras escolas que possam participar do encontro (nas mesas) avisar com antecedência porque na UFF tem verba da pós-graduação Na plenária inicial colocar o pessoal da segurança e limpeza para se apresentar. Colocar algumas oficinas concomitante com culturais. 15 de Dezembro – Domingo PRESENTES: IFF- CAMPOS: PRISCILA UERJ (FFP): LUDMYLLA; TATIANE; ANA CAROLINA; JULIA USP: AMANDA; JULIANA BONFIM; HERNANI; PEDRO; FERNANDO. FSA: ETO; DANILO; LILIAN UFF NITERÓI: THIAGO UNESP – RIO CLARO: ANA CLAUDIA UFSCAR - SOROCABA: GIOVANI (PARANGOLÉ); LUCAS (ASH) WWW.EREG-SE.BLOGSPOT.COM RENATO;
  6. 6.  Informes UFSCAR - SOROCABA Reestruturação do C.A Chapas do DCE Domínio Público e Levante Popular Não teve organização para calourada 2013 Eleição de C.A Paternalismo no C.A das turmas 2010 e 2011 são pessoas que já são do C.A e D.A UNESP – RIO CLARO C.A eleição, maioria do segundo ano, desde 2004 não há discussão sobre o movimento de área. Ana está tentando colocar o movimento de área na calourada 2014. Conversou com pessoas da UNESP Presidente Prudente, e eles estão voltando com C.A agora (ficaram alguns anos sem).  Cartilha de Opressões - construção Priscila: Esclarecimento do porque que se colocou este tema em pauta de Conselho. Debate e relatos sobre casos de opressões dentro e fora da universidade, mas pelo diálogo, constatamos que dentro dos cursos de Geografia a opressão esta presente no dia a dia, e é mais do que urgente que a EREG-SE tome uma posição política a respeito disto, começando pela construção da cartilha e divulgação da mesma. Um pouco do que foi discutido: UERJ FFP: machismo "escancarado". Coletivo de mulheres, caso específico de machismo, alguns professores (de outros departamentos) de outros cursos julgando as alunas pela forma que se vestem. Há grupo de estudos, já tem bibliografia. Dentro de movimentos sociais há muito machismo Leituras deturpadas sobre o feminismo WWW.EREG-SE.BLOGSPOT.COM
  7. 7. No Brasil o mov. Feminista veio da mulher burguesa. Precisamos nos apropriar deste movimento Trote da FFP é muito machista Leilão de pessoas no último EREGEO-SE Peruada da USP: machismo contra mulheres negras – são contratadas para ficar sambando na festa Mulher mercadoria, principalmente negra Casos de colegas dentro do curso e professores Construção de Ciclo de debates Formas de assedio Culpabilização da mulher: primeira reação Ambiente de trabalho, inclusive na escola. O Que fazer em caso de assedio? Não naturalizar esses tipos de comportamento "educação", pois não temos isso em lugar nenhum. Nosso corpo é o nosso bem maior Que tipos de educação tiveram para pensar isso Desconstruir Masculinização da mulher para ser inserida na militância Mulher grávida, estudantes e trabalhadoras. Colocar na calourada, caso esteja pronta. Racismo, homofobia, acessibilidade (limitações físicas e mentais) Dividir em tópicos para as escolas construírem coletivamente até janeiro Corpo: é seu ou é você? Propriedade Papel do professor de geografia; como agir em sala de aula com esta questão Bloco das mães crusp: moram famílias e não apenas mães, isso surgiu de uma pesquisa de uma assistente social, não de uma demanda dos estudantes , é um laboratório de pesquisa. Repensar sobre que tipo de moradia queremos para mães na universidade. CBG: gênero: eixo temático, foi uma grande disputa, há seções onde não há essa discussão. Geografia está atrasada neste debate. A EREG e CONEEG WWW.EREG-SE.BLOGSPOT.COM
  8. 8. estão mais avançadas que a AGB. Locais sul e sudeste se colocaram a favor, porém não há discussão nas seções. Necessário a aproximação com a AGB. Onde estão os opressores: na direita e na esquerda Cada tipo de opressão tem um histórico diferente. O que se configura como estupro? Leis Janaina e Thiago (crusp) podem fazer uma carta relatando o que é ser pai e mãe na usp e principalmente no crusp. Formas de ação dependem do caso? Tipos de agressão. Oficina de defesa na cartilha Danilo fsa Usar dados, estatística para dar mais "legitimidade" para todos os tipos de opressão. UFSCAR relatos de pessoas dentro das escolas A universidade não assume que há essas opressões. OMISSÃO da universidade Casos de problemas psíquicos. Como lidar? Sempre há maiores ações contra mulheres. Exposição do assediador/estuprador para chamar o debate Questão de gordo magro estética Sempre é uma ação reativa! Precisamos ser mais propositivos para evitar que essas coisas aconteçam. Quem é o oprimido, quem é o opressor? Denúncias que surgem de um Psicologia geografia urbano produção do espaço Violência do estado Construção social normativa! Loucura Segregação socioespacial Em que momento da história tal tipo social foi oprimido ou opressor? Cartilha divisão de tarefas/textos para a construção: WWW.EREG-SE.BLOGSPOT.COM boato!!!
  9. 9. Apresentação + relatos sobre tema + texto sobre o tema + dados estatísticos (se possível). Violência contra a mulher: FSA Homofobia: UFF- Niterói Espaços opressores - relato dos pais e mães no CRUSP moradia estudantil: USP Trote: UNESP – Rio Claro Gênero e sexualidade: UFSCAR – Sorocaba IFF- Campos: Ensino Padronização dos corpos: USP (Hernani) Racismo: UERJ – FFP Acessibilidade: FSA Lembrando que a Cartilha é uma construção das escolas, portanto não se restringe as pessoas presentes nos conselhos, toda ajuda dos estudantes de Geografia é bem vinda. Que na calourada de cada escola haja o debate sobre opressões. Texto sobre geografia e esquizofrenia citado por Fernando (USP): http://www.eng2012.org.br/trabalhos-completos?download=2526:geografia-eesquizofrenia&start=1560 Ivaldo Nigro: professor que trabalha com espaços e opressões citado por Thiago (UFF-Niterói) "O riso dos outros" documentário indicado por Hernani (USP)  Comissões As comissões serão mantidas, com a UERJ-FFP entrando na comissão de comunicação ajudando o IFF- Campos  Tema das mesas: WWW.EREG-SE.BLOGSPOT.COM
  10. 10. Mesa 1: " Constante crise urbana: interesses do Estado e insurgências populares." Mesa 2: "Grandes projetos e a inserção do estado do Rio de Janeiro na agenda do capital" Mesa 3: "Injustiça social: espacialidades e representações"  EREGEO-SE Valor de inscrição Até 10 de Março 50,00 Até dia 28 de Abril 60,00 Após 28 de Abril: a definir A UFF disponibilizará a conta do Sandro para realização do depósito. Kit Concurso da arte para o próximo EREGEO-SE a ser divulgada pela comissão de comunicação pelo Facebook e Blog da EREG-SE. Convidados A escola sede debaterá os convidados para as mesas Colocar um espaço de diálogo sobre criminalização das drogas / questão de classe social Sugestão: GD ou mesa Orçamento do KiT para todas as escolas fazerem: caneca, cartilha ereg, programação e fitinha. Próximo Conselho: FSA - 14,15 E 16 MARÇO DE 2014 Pautas:  Informes  Prestação de contas com planilha de gastos do último EREGEO-SE WWW.EREG-SE.BLOGSPOT.COM
  11. 11.  EREGEO-SE 2014: Arte, orçamento geral (alimentação, materiais e equipamentos, bar), infraestrutura, festas (banda, dj's, estrutura),  Cartilha de opressões  Dinheiro das rifas e arrecadação das escolas  Próximo conselho na UFF de 25 a 30 de Abril de 2014 São Paulo, 15 de Dezembro de 2013. WWW.EREG-SE.BLOGSPOT.COM

×