Revista ecoespirita blog

592 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
592
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Revista ecoespirita blog

  1. 1. Espiritismo, Ecologia e Responsabilidade Social - Setembro de 201002 - Animais - nossos 08 - desperdício 16 - a rede se agiTa irmãos menores por todos os lados pela preservação04 - Meio Ambiente 12 - cataclismo do meio ambiente Responsabilidade a natureza de 18 - O QUE A JUVENTUDE PENSA Social cabeça pra baixo SOBRE tudo ISSO?
  2. 2. editorial Ao longo dos milênios, a humanidade e precisam ser respeitadas – juntamen- vem explorando o planeta Terra de forma te com a educação dos espíritos que aqui inconsequente e irresponsável. Isto se deve habitam, poderemos solucionar essa crise, à ignorância e à imaturidade, peculia- nesta época de “final dos tempos”, quando res ao homem terrícola. Nossa população ainda predominam a ignorância, o or- vem crescendo de forma desordenada, gulho e o egoísmo. O Alto nos vem infor- gerando metrópoles superpovoadas, onde mando que o processo de regeneração do o imediatismo e os interesses materiais planeta já teve início, e que já adentramos acarretam um consumo exagerado – re- na Era do Espírito, que nos conduzirá flexo do egoísmo e despreparo do homem a situações melhores. Entretanto isto de- para bem gerenciar nossa casa planetária. manda tempo, determinação, paciência e Atualmente é notório o desleixo com o muito trabalho! planeta, que reage à agressão recebida, com A Doutrina Espírita e a FEIC, em par- oscilações climáticas severas, cataclismos, ticular, vêm abraçando essa causa, através tsunamis, tufões, atmosfera, rios e lagos da evangelização de adultos, jovens e crian- poluídos, inundações, escassez de água, ças, onde a tônica é o respeito e o amor a si, e até de alimentos. A má administração ao próximo, como também aos animais e à dos recursos naturais e o desperdício são natureza – conforme Jesus nos ensinou. imensos. Paralelamente, ficamos escanda- Nosso objetivo, através deste despre- lizados com o desrespeito aos nossos irmãos, tensioso trabalho realizado pela Juventude os animais, evidenciado nas formas cruéis FEIC, é conscientizar os leitores, levando- de criação, engorda e abate. os à reflexão sobre suas atitudes, e desper- Estamos chegando a situações críticas, tando em cada um a necessidade de res- em que a própria ciência e os governantes peitar e resguardar esta Morada Celestial, dos mais influentes países, nos trazem ape- que nos acolhe tão amorosamente, cola- los e dados alarmantes, mas ainda assim, borando, enfim, para o próprio progresso, devido aos próprios interesses, não têm bem-estar e felicidade, como também de conseguido chegar a um consenso edifican- toda a humanidade da Terra! te para possíveis soluções. O que fazer? Entendemos que somente com o acesso Aída Moreira às Leis Cósmicas Divinas – que nos regem Dirigente do DIJ FEICsumário 02 Animais nossos irmãos menores 04 Meio Ambiente Responsabilidade Social 08 desperdício por todos os lados 12 cataclismo a natureza de cabeça para baixo 16 a rede se agiTa pela preservação do meio ambiente 18 O QUE A JUVENTUDE PENSA SOBRE tudo ISSO?
  3. 3. Animais nossos irmãos menores Na Espanha, em uma tourada, o Hoje em dia, ouvimos falar mui- animal principal da atração invade a to sobre os direitos do homem, e que área destinada à platéia, deixando alguns muitos lutam em sua defesa quando feridos. Na África, elefantes são mortos algo não está correto. Mas, e os animais, para comercialização de seus dentes de onde se encaixam nesse contexto? Afi- marfim. No Alaska, ursos polares pra- nal, são seres que possuem inteligência ticam o canibalismo, devido à falta de relativa e, consequentemente, não po- alimentos causada pelo degelo no Pólo dem se defender. Então nada mais justo Norte, provocado pelo aquecimento que nós, seres pensantes, tenhamos a global. O Japão é um dos maiores ex- responsabilidade de cuidar deles e, prin- portadores de carne de baleia; centenas cipalmente, respeitá-los. delas são mortas brutalmente por ano. A raça humana, infelizmente, mos-02 Até que ponto irá chegar o descaso e a violência causados pelos humanos? tra através desses atos violentos, ser ain- da muito errante demonstrando a total Qual a importância dos animais no nos- necessidade de maior esclarecimento e so planeta? Por que devemos respeitar e de muita evolução. Evoluímos pelo lado cuidar do meio ambiente? material e tecnológico, mas parecemos Essas são perguntas que nos cercam estar estagnados no lado moral e espi- todos os dias e que, por mais que sai- ritual. É necessária a conscientização de bamos as respostas, não as colocamos todos, principalmente de nós, os jovens, em prática. futuros líderes desse Planeta. Muitas pessoas acreditam que os Conforme a Doutrina Espírita, os animais só servem para servir aos seres animais são considerados seres inferio- humanos. Eles usam esses irmãos me- rizados mentalmente, se comparados nores, matando-os, para fins materiais. aos seres humanos, mas isso não quer Imagine se alguém estivesse matando dizer que merecem menos ou mais do seus filhos para usar como casaco... que nós. Eles apresentam seu processo Você gostaria disso? Pois é, então nós evolutivo da mesma forma que nós, temos a responsabilidade de proteger e com isso sofrem, involuntariamen- respeitar os animais assim como todos te, pelas energias presentes em nosso os outros seres. É como se o planeta planeta; além de estarem sofrendo Terra fosse um grande teatro, onde não o reflexo da degradação do meio am- há ator principal, onde um precisa do biente. Deste modo devemos zelar outro para que a peça nele ensenada seja pela nossa Natureza, lembrando que um grande sucesso. fazemos parte dela.
  4. 4. O corpo humano, que já evoluiu tanto desde a era das cavernas, já não está mais adaptado para receber essa enorme quantidade de carne que inge- rimos todos os dias, desde a anatomia e o tamanho dos dentes, até o aparelho gastro-intestinal. Nosso corpo já enten- deu o recado... Por que ainda é tão difí- cil para nós? Claro que ninguém conseguirá do dia pra noite se livrar de antigos hábitos. É necessário um preparo e uma reedu- cação alimentar. Precisamos valorizar Claro que, em meio a tanta cruel- os legumes, as verduras, os alimentos àdade, vemos grupos e instituições que base de soja, os grãos, as fibras. Quan-lutam pela preservação da natureza, mas do tivermos consciência de que nossosainda assim não é o suficiente. Por isso é irmãos menores não estão vivendo nes-importante que cada um faça sua parte, te planeta para nos servir, mas sim paracomeçando pelos atos simples de amor evoluírem, como todos nós, quem sabe,e caridade com nossos irmãos menores. seremos menos egoístas. ALIMENTAÇÃO CARNíVORA Até lá, devemos manter um com- portamento de moralidade. Até porque, 03 de nada adianta ser vegetariano, e não Ramatís nos diz, em muitas de praticar todos os ensinamentos que assuas obras, que os seres humanos são Leis Divinas nos trazem. Mais vale sercomedores de cadáveres. E não deixa um espírita praticante do amor de Deus,de ser, já que nos alimentamos de car- e ir tentando largar, aos poucos velhos,ne animal frequentemente. As manei- hábitos... E trocar o hambúrguer, pelasras de criação, engorda e matança dos batatas fritas!animais que fazem parte de muitos car- O primeiro passo pode ser baseadodápios da mesa do homem são cruéis. nessas três palavras poderosas: conscien-Sendo uma indústria que gera milhões tizar, proteger, respeitar.todos os anos, os artifícios para queo abate desses animais seja mais rápi-do, e com uma quantidade de “carne”maior, se tornam cada vez mais cruéis.Muitos são separados da mãe logo quenascem, outros são mantidos em locaisonde não podem nem se locomover,e para se conseguir a consistência decarne ideal, alguns desses animais nãocriam músculos, e são alimentados àforça todo o tempo.
  5. 5. Com o crescimento populacional em todo o mundo, muitos “brigam” por água, por alimentos, por fontes de energias, por petróleo, pois sabem que muitas dessas fontes não são renová- veis. Este processo gera a necessidade de criarmos meios que solucionem essa dificuldade da vida moderna. Vamos refletir: será que o mundo já está cheio? Qual a relação do desmatamento com esse crescimento? Qual o papel das grandes fábricas que poluem o mundo com suas fumaças? Precisamos esperar a Meio Am camada de ozônio continuar diminuin- do e a água acabar gradativamente até chegar ao zero? Qual o nosso papel e o dos governantes? Muitas são as questões que precisam04 ser discutidas nos dias de hoje, e nós da Juventude FEIC, temos por objetivo mostrar para todos como pode ser sim- Responsabili ples e fácil ser responsável socialmente com nosso meio ambiente: ruas, rios, Vamos considerar o conceito de mares, o ar que respiramos, a água que sustentabilidade: bebemos... A sustentabilidade - que ficou mun- “É o desenvolvimento presen- dialmente conhecida depois da ECO te garantindo o futuro das pró- 92 realizada no Rio de Janeiro – é con- ximas gerações, ou seja, ela está siderada, por muitas pessoas, a solução relacionada de forma direta com de parte dos problemas que estão dire- o desenvolvimento econômico e tamente relacionados ao meio ambien- material sem agredir o meio am- te. Mas para outras, é apenas algo que biente, usando recursos naturais pode ameaçar a economia e a evolução de forma inteligente para que eles do planeta. É um tema muito debatido se mantenham no futuro. Seguin- nas empresas, já que ajudando o meio do esses parâmetros, a espécie hu- ambiente, traz uma imagem positiva mana pode garantir um desenvol- para ela. Mas como tudo na vida tem vimento sustentável.” um lado negativo, há quem acredite que haveria uma certa “perda” de dinheiro, Não podemos deixar de fazer a pois seria necessário investir em novas primeira relação com tudo que estu- formas de fabricação que não causassem damos sobre a Doutrina Espírita den- tantos danos ambientais, o que prejudi- tro da FEIC. A base de nosso estudo é caria os lucros. o “Livro dos Espíritos”, onde existem
  6. 6. o meio ambiente. O homem percebeu que precisa pensar sobre isso e agir. Na Lei de Justiça, Amor e Caridade, apren- demos que tudo que fazemos nos trás um retorno. Conhecemos a Lei de Cau- sa e Efeito e sobre o quanto o amor e a caridade são necessários no nosso dia a dia. Sabemos que somos sempre res- ponsáveis pelo que plantamos, pois a colheita é obrigatória. Não há como deixar de associar essa Lei Natural às outras leis: a do Trabalho, a da Socieda- de, a da Conservação e Destruição... Jámbiente temos condições de aplicar todo nosso conhecimento e ajudar este planeta. Levantamos alguns exemplos de como estamos utilizando esse aprendiza- do. No Japão, as empresas de telefoniaidade Social celular recolhem os aparelhos celulares quebrados, velhos, e etc. Eles desmon- tam esses aparelhos, separando das car- 05 caças os metais preciosos como o ouro, várias orientações sobre as Leis Naturais a prata, o cobre e o chumbo, para pode- e Divinas que regem o universo. Apren- rem montar vasos, quadros, miniestátu- demos aqui que estamos passando por as e muitos outros apetrechos. A carcaça uma fase de transição do planeta, onde dos aparelhos velhos vão para uma cal- deixaremos de ser um planeta de pro- deira onde é derretida e serve para fundir vas e expiações para ser um planeta de talheres, ferramentas e até mesmo para regeneração, o que significa subir um remontar outros aparelhos. As baterias degrau na escala evolutiva. Esse mo- são reutilizáveis em outros celulares e, mento turbulento por que passamos quando estão muito velhas, viram o pri- aqui é bem justificado por essa fase de meiro material a ser descartado. mudança. Mas, se entendermos que o Muitas empresas também ajudam espírito está em constante evolução e e dão contribuições ao meio ambiente, aprendizado, que o planeta está evoluin- com pequenos investimentos em maqui- do, e que tudo que está acontecendo é nários que reduzem a poluição. Temos positivo, fica mais fácil. E esse conceito exemplos em empresas grandes, como a de sustentabilidade vem reafirmar que Coca-cola, a Petrobrás e a Vale do Rio o homem, cada vez mais inteligente e Doce, que assumem a sua responsabi- humano, preocupado com o próximo, lidade por agressões ao meio ambiente, percebeu a importância de encontrar firmando o compromisso de contribuir um meio de continuar a evolução tec- publicamente e repor os recursos natu- nológica do mundo, sem acabar com rais perdidos ou impactados.
  7. 7. Países emergentes como a China e a organismo que é a coletividade, a na- Índia são um dos maiores poluentes do ção, o Estado, e para que haja um bom mundo. Mas algumas atitudes já estão funcionamento, todos têm que dar sua sendo tomadas para a redução da polui- parte de contribuição. Somente assim, ção. O vice-presidente chinês integrou se chega ao que desejamos na cidadania: o país ao Protocolo de Kyoto. Já o Go- a justiça em seu sentido mais amplo, ou verno da Índia está investindo na ener- seja, o bem comum. gia nuclear, para reduzir as emissões de gases. Eles buscam recursos renováveis Assumindo os papéis para ajudar o planeta. A população terrestre vem crescen- cidadania do desordenadamente, causando assim superpopulação e escassez de recursos Afinal o que é ser cidadão? naturais. O pior é saber que quem pode nos ajudar a resolver os problemas (os “Ser cidadão é ter direito à vida, à políticos), está mais preocupado em liberdade, à igualdade perante a lei. acumular riquezas. Felizmente muitas É, em resumo, ter direitos civis.” ações sociais que vemos hoje em dia (Jaime Pinsky) nos mostram que só o amor e a cari- dade fazem a diferença. Quando pro-06 Quando se é cidadão, nossa vida é constituída de direitos e deveres a cum- fissionais especializados em saúde, por exemplo, apresentam para as mulheres prir. Não é possível ainda para nós, seres de camadas sociais menos favorecidas, a planetários, viver em um mundo onde camisinha, o anticoncepcional, os mé- não existam leis, nem regras. Ainda es- todos para evitar a gravidez e doenças, tamos num processo evolutivo lento, e ajudam a diminuir o crescimento po- por isso ainda precisamos de regras para pulacional no mundo. Dessa maneira viver. Temos o livre-arbítrio, porque estão cumprindo o papel deles. Deus nos dá a chance de aprender com A reciclagem do lixo e a coleta erros, e é essa a maneira que temos de mostrar como podemos ser seres huma- nos melhores. O conceito de cidadania esteve e está em permanente construção; é um referencial de conquista da humanida- de, através daqueles que sempre lutam por direitos à vida, à liberdade, à pro- priedade, à igualdade, e por direitos civis, políticos e sociais. Mas a cidada- nia também é composta por deveres. O cidadão tem de ter consciência das suas responsabilidades enquanto parte integrante de um grande e complexo
  8. 8. seletiva, também são assuntos que vêm ao cuidado com o planeta, e assim, nossendo tratados com mais respeito nos tornarmos profissionais preocupadosúltimos anos. Muitas pessoas já fazem com o meio ambiente, não importandoa coleta seletiva de lixo em casa, divi- a área que escolhermos seguir.dindo com a família a responsabilidade Vale a lembrança de que estamospara garantir um melhor planeta para em ano de eleição, e somos nós os res-as gerações seguintes. E é realmente ponsáveis na hora de escolher nossosdesanimador quando a Comlurb – em- governantes. Precisamos fiscalizar seupresa municipal responsável pela coleta trabalho, conhecer o que cada um jáde lixo no RJ – joga tudo no mesmo fez ou pretende fazer. Assim, estaremoscaminhão, sem separar o lixo orgânico fazendo o nosso papel, exercendo comdo reciclável. responsabilidade nosso direito de cida- E para onde esse lixo vai? Quem dania e aguardando que eles façam oé responsável por fiscalizar os lixões e deles. Se todos se conscientizarem degarantir que eles não vão virar futuros que “sozinho ninguém muda o mun-cenários de desgraça humana? Não sa- do”, mas de que “juntos podemos fa-bemos; aliás, existem muitas perguntas zer a diferença”, talvez daqui a algumasque não conseguiremos responder. E gerações muitas mudanças positivasoutras tantas questões que não temos possam ocorrer. Precisamos abrir mãocomo mudar. Mas existem muitos de certos lucros, luxos e vaidades paracaminhos possíveis para a mudança.Hábitos saudáveis que precisamos ter “salvar” a natureza. Vai da consciência de cada um. Um 07dentro da nossa casa, na escola, no tra- não muda o que 6 bilhões poderiambalho, e nos círculos sociais dos quais mudar... Mas já ajuda. Vamos pensartodos nós fazemos parte. em nós, nos nossos filhos, netos, e em Nós, que compomos a maioria jo- todas as gerações do planeta Terra quevem desse país, precisamos levar a sério ainda estão por vir. E, se acreditamosesses problemas ambientais. Não pode- em reencarnação e na imortalidade domos achar que a responsabilidade de um espírito, entendemos que nós seremosmundo melhor é apenas de pais e pro- as próximas gerações.fessores. Ou vocês não perceberam que População Consumo deeles não conseguiram evitar tudo isso? 1 bi 4 bi alimentosNós precisamos nos unir, sermos umaforça. Começar em casa, com o racio- 20% 80% 80% 20%namento de luz, de água e de comida,tomar cuidado com o lixo que jogamos Consumo de Poluiçãona rua, prestar atenção em como tra- energia gerada por CO2tamos animais e plantas pois, caso nãolembrem, as plantas são responsáveis 70% 30% 50% 50%pela renovação do ar que respiramos.Temos que sair dessa posição acomoda-da e colocar a mão na massa de verda- Países industrializadosde. Valorizar conhecimentos relativos Países não-industrializados
  9. 9. 08 desperdício por todos os lados Pergunta presente no Livro dos Empresas de todos os continentes Espíritos: são convidadas a trabalhar em proje- tos sociais, pois é necessário controlar Questão 806 - Será que é o consumo exagerado, ou a Terra não lei da natureza a desigualdade será mais esse belo manancial de rique- das condições sociais ? zas naturais. Joanna de Ângelis no livro - Não, é obra do homem e “Leis Morais da Vida” afirma: “O que não de Deus. Ela só desaparecerá abunda em tua mesa falta em muitos la- quando o egoísmo e o orgulho dei- res”, alertando-nos que “há muito des- xarem de predominar. perdício no mundo fomentando larga faixa de miséria entre os homens”. Há 150 anos, os amigos espirituais Não é errado desejarmos coisas já nos alertavam quanto aos excessos de novas para o nosso conforto – traba- toda espécie, que levariam o homem à lhamos e merecemos – mas o excesso sua falência. Já vemos uma grande preo- é sempre prejudicial e precisamos re- cupação mundial com isso. fletir sobre isto.
  10. 10. A água é o elemento fundamen- irrigações e as que não são tratadas de-tal para a existência da vida na Terra. pois de poluídas representam a maiorTodos os seres vivos dependem dela ameaça ao abastecimento dos brasilei-para sobreviver e para garantir a per- ros. Enquanto algumas cidades e atémanência da espécie; a água sustenta países não têm água nem para beber, oa vida. No entanto, por maior que Brasil – que possui a maior reserva deseja a importância da água, as pesso- água doce do mundo – é um grandeas continuam poluindo os rios e suas desperdiçador de água potável. Comnascentes, esquecendo o quanto ela é toda essa preocupação com o meioessencial para todos. ambiente e o risco de escassez de água As águas que se perdem nos enca- no futuro, o cuidado em evitar o des-namentos, as que evaporam durante as perdício de água deve ser redobrado. Para contribuir na economia desse recurso natural fundamental para nossa existência listamos algumas dicas: - Evite lavar roupa várias vezes por - Quando for lavar verduras, antes, semana, espere que um bom volume se deixe-as de molho na água e no vinagre acumule, lavando a roupa da semana no por alguns minutos; menor número de vezes possível (de preferência lave tudo de uma vez só); - Utilize detergentes e sabões biodegradáveis que não poluem os rios; - Use a máquina de lavar sempre no volume máximo e reaproveite a água - Em caso de uso da “lava-louças”, 09 da máquina para lavar o quintal, espere que a louça se acumule para por exemplo; utilizar a máquina no volume máximo. nos alimentos Nosso organismo funciona como tem muita gente precisando; o certouma usina e o combustível que utili- seria comemos a quantidade de queza é o alimento que ingerimos. Se nos nosso organismo necessita e não ser-alimentamos bem, ingerindo os nu- mos gulosos. Afinal a gula é uma fra-trientes de que necessitamos com boa queza que precisamos vencer.qualidade e na quantidade desejada, O brasileiro, por família, desper-estaremos mantendo nosso organismo diça 182kg anuais de alimentos. Cercasadio e não teremos com o que nos de 5% do que se compra no mercadopreocupar. Nossos avós já nos diziam: vai direto pro lixo. Isso significa que: estamos comprando mais do que re- “Jogar comida fora é feio, almente consumimos, ou não armaze- Deus não gosta”. namos os produtos de forma adequada em casa, ou não aproveitamos integral- Se pensarmos bem, jogar alimen- mente os alimentos. No pior cenário,to fora é um grande desperdício, pois todas essas atitudes estão juntas!
  11. 11. Para sua comida não virar lixo e nem você desperdiçar alimentos, aqui estão algumas dicas: - Cuidado com as promoções: de que os produtos e diminuir seu tempo adianta levar três se você consegue de consumo; comer apenas um? - Mantenha a terra que vem nos alimentos - Não vá ao supermercado com fome orgânicos: isso ajuda a prolongar a vida porque a tendência é sempre comprar útil dos mesmos, até a sua utilização; mais do que o necessário; - O pãozinho amanhecido pode ser - Escolha frutas e legumes sem cutucá-los ralado e transformado em farinha, ou ou apalpá-los demais. Isso pode danificar fatiado e ir no forno e servir de torrada; nos eletrodomésticos Equipamentos eletroeletrônicos, precisam para enxergar e que também como computador, televisão, aparelhos regula nosso ritmo biológico. Nosso hu- de som, condicionadores de ar, aquece- mor e sensação de bem-estar também dores, e diversos outros equipamentos podem ser afetados pela luz visível. só existem graças à energia elétrica. Sem A potência de um eletrodoméstico a energia elétrica a humanidade teria indica a quantidade de energia que ele10 outro rumo de vida e não seria tão de- senvolvida como ela é hoje. pode consumir enquanto estiver sendo usado. Quanto maior for o período que A energia da luz solar tem sido es- ele permacer ligado, maior será a quan- sencial para a evolução da vida na Terra. tidade de energia utilizada. Mas, além Os raios infravermelhos nos dão o calor desse consumo, o mau uso de alguns de que necessitamos para viver, enquan- eletrodomésticos implica o desperdício to a luz visível é a parte que nossos olhos de energia elétrica. Veja aqui algumas dicas de como evitar o desperdício de energia em dois importantes eletrodomésticos: - Ferro elétrico: se usarmos todos os - Micro-ondas: o custo da energia dias, consumiremos muita energia. elétrica consumida para ferver meio Mas, se acumularmos uma quantidade litro de água é muito superior ao custo de roupas para passar em uma única do gás consumido por um fogão para vez, evitaremos, o desperdício. a mesma tarefa; por isso, sempre que possível, é adequado dar preferência ao uso do fogão a gás. no papel O papel desempenha uma fun- como o mundo seria mais difícil se ção muito importante para o ser hu- não existisse o papel? Nada de livros, mano, até porque ele está presente bilhetes, anotações, cartas, jornais, re- em todas as atividades. Já imaginou vistas... Graças ao papel sabemos tudo
  12. 12. o que aconteceu com a humanidade e consumidos 100.000 litros de água.há séculos, e continuamos adquirindo Sabe-se hoje que produzir papel a par-conhecimento. tir de papel “velho” consome cerca de Entre as questões ambientais, um 50% menos de energia, utiliza-se 50dos maiores problemas verificados na vezes menos água, além de reduzir aatualidade é a geração de um grande poluição do ar em 95%.volume de resíduos. Isto se deve ao O papel reciclado é feito a partir deincentivo desenfreado ao consumo de papel já utilizado. Poupando algumasprodutos típicos da vida moderna, que árvores e muita poluição, algumas em-acabam poluindo o solo e os rios como presas conseguem produzir hoje papelconsequência do descarte inadequado reciclado em grande escala. Mas paradado a eles. isso é fundamental a coleta seletiva, pois Para produzir uma tonelada de para ser reutilizado o papel precisa serpapel virgem são utilizadas 15 árvores separado dos demais tipos de lixo. Mais dicas que a natureza agradece: - Revise o texto e corrija os erros - Em cadernos, evite arrancar as contidos antes de imprimir; folhas onde você escreveu errado; use o corretivo; - Não imprima e-mails, pois dificilmente você irá utilizar o seu - Utilize sempre os dois lados da folha, conteúdo; nem que seja para rascunho. 11 Desperdício zero Esse é um projeto onde empresas ciclagem dos produtos que seriam joga-decidiram diminuir o desperdício de vá- dos fora;rias coisas, como por exemplo a luz e o Boticário - Adotou a reciclagem daspapel, mobilizando assim, a população. embalagens já usadas dos produtos que Algumas dessas empresas são : eles produzem. Tetra Park – Criou uma embala- A ONU promoveu um projeto emgem reciclável, onde o alimento dura que algumas empresas brasileiras re-mais tempo; constituem alguns canos de água e es- Banco Real – Toda papelaria é im- goto de algumas cidades, para que nãopressa em papel reciclado; haja desperdício. Food Service News – Adotou a re- O Livro dos Espíritos nos explica: Questão 703 - Com que fim Deus concedeu a todos os seres vivos o instinto de conservação? - Todos devem colaborar com os desígnios da Providência. Foi por isso que Deus lhes deu a necessidade de viver. Depois, a vida é necessária ao aper- feiçoamento dos seres; eles o sentem instintivamente, sem disso se aperceberem.
  13. 13. Os cataclismos vêm ocorrendo com do pelos hábitos humanos, foi criado grande frequência; só no ano de 2010, o Protocolo de Kyoto, que tem como várias enchentes, inundações, queima- principal objetivo, diminuir o aqueci- das, terremotos, furacões e secas já asso- mento global a nível internacional. En- laram todo o mundo. Muitas perguntas tre as metas estabelecidas estava a redu- surgem, mas ninguém consegue enten- ção em 5,2% do lançamento de gases der o porquê deles ocorrerem, causando entre os anos de 2008 e 2012. Realizado a morte de milhões de pessoas todos os na cidade japonesa de Kyoto, que deu anos. Um dos principais fatores causa- origem ao nome do protocolo, oitenta dores desses desastres naturais é o trata- e quatro países aderiram e assinaram mento que o homem dá à natureza; ou o acordo. O percentual de redução de melhor dizendo, o mal tratamento. gases varia por país; os desenvolvidos Como uma alternativa para que o normalmente têm taxa maior que os meio ambiente fosse menos danifica- subdesenvolvidos.12 CATACLISMOS a natureza de cabeça para baixo
  14. 14. terremotos O Haiti foi um dos primeiros paí- o Chile foi abatido por uma série de ter-ses a sofrer com um terremoto este ano, remotos começando com 5,1 e o últimoem 12 de janeiro. Para um país pobre, marcando 8,8 na escala Ritcher. Por suaque encontra no seu dia a dia dificul- estrutura de “país em desenvolvimen-dade para atender às suas necessidades to”, o Chile teve destruição mais brandabásicas, como abastecimento de água e que o Haiti – cerca de 750 mortes.comida, a destruição causada pelo terre- Luiz Alberto Gomes dos Santos, 37moto de 7,0 na escala Ritcher, foi mui- anos é Fuzileiro Naval. Fazia parte dato grande. O número de mortes chegou equipe de resgate que as Forças Arma-a 75 mil, sem contar a quantidade de das Brasileiras enviou para o Haiti paraferidos e desabrigados, que ultrapassa a auxiliar no resgate. Em entrevista, elemarca de um milhão. nos contou um pouco dessa experiên- Alguns dias depois, no mesmo mês, cia incrível. Juventude - Qual a sensação de terremoto ficou ainda mais difícil. ajudar um povo naquela situação? O trabalho foi lento, apesar de Luiz Alberto - Gratificante contar com a boa vontade e o es- não seria a palavra mais correta, forço da população para a retirada pois o sofrimento dos outros nunca será benéfico a quem ajuda. É um dos escombros, já que o país não dispunha dos equipamentos neces- 13 misto de tristeza, por ver a situação sários e em quantidade suficiente. crítica, somada à satisfação pessoal A distribuição de água e alimen- de poder estar contribuindo para tos que já era realizada antes dos o alívio do sofrimento de pessoas terremotos, foi intensificada e am- como nós. pliada. Infelizmente, por conta da situação, houve muitos tumultos, Juventude - Como foi ver as e conter a população e organizar pessoas lutando para sobreviver? a distribuição dos suprimentos foi Luiz Alberto - Essa experiên- mais complicado que o normal, cia nos fez refletir sobre a vida que pois não havia alimentos para levamos; quantas vezes deixamos todos e tivemos que distribuir se- de comer ou vestir algo, simples- nhas, que valiam uma cesta básica mente por termos várias opções e, por pessoa. assim, não darmos o devido valor ao que possuímos?... Juventude - Como está sendo a recuperação do Haiti depois do Juventude - Como ocorre- terremoto? ram os resgates e a distribuição de Luiz Alberto - Com o apoio comida? da ONU e de Ongs, o Haiti está Luiz Alberto - O país não se reerguendo, porém levará muitos tinha muitos recursos, e após o anos para a situação do país voltar
  15. 15. ao normal. Esse cotidiano precisa posso ter contato com a população ser melhorado para que o Haitiano se for autorizado, mas fiz muitos possa ter um emprego e uma melhor amigos; apesar de falar uma lín- condição de vida em sua pátria. gua diferente, isso não foi barreira para que se criasse uma boa rela- Juventude - O que você fez ção de amizade. Tratar as pessoas para ajudar o próximo? com respeito e dignidade é “lín- Luiz Alberto - Como inte- guagem universal” para se conse- grante da força de paz da ONU só guir um amigo. ENCHENTES E QUEIMADAS Os terremotos não são uma realida- mas vidas estariam salvas. Se as pessoas de comum a nós brasileiros. Mas as en- que habitam estados que sofrem com a chentes causadas por grandes temporais seca, tivessem a consciência e o cuidado todos conhecemos de perto. Logo após com o fogo, algumas queimadas pode- o Ano Novo, o Rio de Janeiro foi atingi- riam ter sido evitadas. Talvez se o Haiti do por uma forte chuva, que ocasionou não sofresse com uma pobreza tão alar- quedas de barreiras, soterrando pessoas mante, algumas vidas teriam sido salvas. e destruindo casas. Vimos, em Niterói, Mas, ainda assim, não teríamos14 a destruição de um morro inteiro, que veio abaixo em curto espaço de tempo. conseguido evitar a forte chuva, os tre- mores de terra, a seca severa. Algumas O percentual de queimadas no obras trazidas pelo mundo espiritual Brasil aumentou em 90% desde o nos dizem que a Terra passa por uma mesmo período de 2009. Uma enor- purificação energética, já que muitos me parte da Mata Atlântica está sendo espíritos não conseguiram o patamar consumida pelo fogo causando, além evolutivo necessário para habitar um da destruição da flora e dos animais, a planeta de regeneração. Como a frequên- intoxicação da população de centenas cia energética da Terra, também irá mu- de cidades próximas. dar, esses cataclismos são os primeiros O que causa tantos desastres? Não sinais de uma lavagem na egrégora do podemos atribuir todas as desgraças ape- planeta. Livros como A Gênese e O nas aos governantes incompetentes, ou Livro dos Espíritos, de Allan Kardec, e aos vândalos inconsequentes. Talvez se o Mensagens do Astral de Ramatís, tra- morro do Bumba não tivesse sido cons- zem notícias sobre a transição planetária truído em cima de um lixão, o desmoro- e os desastres naturais com muita pro- namento não teria sido tão grave, e algu- priedade e clareza. Nota da Editora Durante o processo de confecção da revista, produção das matérias, pesquisas e amadureci- mento dos assuntos, recebemos, através da psicografia da FEIC, o recado de uma evangeliza- dora do DIJ Astral. Isso só confirma que todo trabalho realizado na Evangelização, e na FEIC em geral, conta com um imenso aparato espiritual. Nunca estamos sós! Segue a psicografia.
  16. 16. ento ra o acontecim i de um assu nto voltado pa lho Trataremos aqu racões. O traba ot os, enchentes, fu uito clismos – terrem s em massa é mde grandes cata dos esses desastre do por trás de to hares de trabalh a-espiritual realiza m o auxilio de mil po- o. Contamos co nte o sono se disbem organizad rnados que dura ntos outros enca dores astrais e ta ajudar. alguma antece- nibilizam a nos as” é feita com im os espíritos “vít te instantâneo e A preparação d lgu ns é praticamen desencarne de a s vão para hospi- dência, assim o niz ada, pois algun m também é orga ara educandári os indolor. A triage ner ação, e outros p câmaras de rege ajuda, pois aind a tais, outros para muit os não recebem ao s e bebês). Mas sos à matéria, (caso de criança do. Mantêm-se pre omento adequa companhamento não estão no m s irm ãos existe um a r. iares. Para esse certo de auxilia corpo, aos famil rda pelo momento r sgate que agua e tentam incuti da equipe de re a, jorram bálsamos omento não cheg da perturbados . Enquanto esse m ueles irmãos ain s para aq de zerar débi- bons pensamento s co letivas capazes massa são prova eus, nosso Pai, Essas mortes em am isericórdia de D nir no amor e n vo é a maior s antigos, de reu esencarne coleti to ir mãos inimigos ou endurecidos . O d que, juntos, pra ticaram tanto m al. 15 ueles dá dádiva para aq rio, o Pai só nos e Deus é inju sto! Pelo contrá Não pensem qu ssar. prontos para pa ecemos ou que estamos o aquilo que mer obra ou erro d a acontecem por astres em mass culpem o piloto, Quando os des ndo o mesmo. Não e tivo continua se o necessitados d homem, o obje mã os estão e são tã ndutor. Esses ir o motorista, o co quanto os dema is. oração e de ajuda, tanto ta alcooliza- a– como o motoris é de imprudênci uirido dívidas Quando o caso se ir mão tenha adq provável que es uar sua con- do, por exemplo – é erá agravar ou aten imas. O que pod o e moralidade ao longo de pa ra com suas vít tençã por tamento, in diç ão será seu com as. há existências terren darem no que s informações para se aprofun Aproveitem essa nte. de mais impor ta Tia Verônica 010) ultura, 05/07/2 (Para a Revista DIJ – Feira da C
  17. 17. a rede se agita pela preservação do meio ambiente Atualmente com a velocidade da in- ingressem na “minoria que se importa”. ternet e a sua grande capacidade de troca Dessa forma, o número de pessoas que de informações, a maneira de convocar acessam sites ecológicos e movimentos as pessoas para movimentos ecológicos on-line aumenta consideravelmente. ficou fácil, e o sucesso desses sites e co- Com o trabalho de sites e movimen- munidades em redes sociais, se deve à tos ecológicos, e com o conhecimento grande facilidade e acessibilidade que proporcionado pelo Espiritismo e as leis a internet proporciona. Não é preciso divinas, logo a humanidade terá maior sair de casa e replantar uma árvore; você responsabilidade. Assim o mundo terá pode apoiar uma ONG que faça isso de suas chances de “ser salvo” aumentadas maneira constante e responsável. incrivelmente . Mas, apesar de todos esses sites e movimentos, a parcela da população alguns sites e projetos que mundial que realmente se conecta e se circulam na rede16 preocupa é ainda muito pequena. As razões para não o fazer são muitas: des- GreenPeace greenpeace.org/brasil de o “não se importar” ou “achar que É uma das maiores redes para prote- essa preocupação é desnecessária”, até a ção que existe no mundo. O projeto do “falta de tempo”, ou o “pensar que esse GreenPeace inclui a proteção de matas, problema pode ser adiado”. oceanos e animais, além de ser um mo- Para mudar esse comportamento vimento a nível internacional. Entre e co- nheça mais sobre esse trabalho. e o modo de pensar, é necessário uma conscientização geral, pois mesmo so- SOS Mata Atlântica frendo as consequências do descuido sosmatatlantica.org.br ambiental causado pela humanidade, Esse é um projeto brasileiro que fala so- muitos ainda não se deram conta des- bre a preservação da Mata Atlântica; vale a pena conferir! sa importância. Se todas as pessoas ti- vessem o desejo de se informar sobre a ECO 1 reencarnação, as leis de causa e efeito, eco1.com.br destruição e conservação, talvez ficasse É um canal que funciona como o youtu- be; as pessoas gravam vídeos e disponi- mais simples compreenderem por que bilizam pra outras pessoas assistirem. A devemos cuidar da Terra. diferença é que aqui só entram vídeos Assim, podemos dizer, que o co- que falam sobre educação ambiental. nhecimento espiritual ajuda a proteger o meio ambiente, pois, ao conscienti- Arte Reciclada artereciclada.com.br zar as pessoas, faz com que elas saiam Dicas interessantes, para quem gosta de da “maioria que não se importa”, e fazer artesanato com sucata
  18. 18. Instituto Akatuwww.akatu.org.brEsse espaço reúne dicas para fazer acoleta seletiva de lixo em casa, dicascontra o desperdício de água, ener-gia, e muitas outras orientações.Reciclotecarecicloteca.org.brQuer saber quais são as empresasresponsáveis por coletas e preserva-ção do meio ambiente? Acesse!Ecoblogsecoblogs.com.brEsse site traz um conjunto de blogsque falam sobre preservação e sus-tentabilidade. Também se pode en-contrar dicas de móveis para cons-truir com garrafas pet, papelão, etc.Iniciativa Verdeiniciativaverde.org.brEssa iniciativa, com alcance interna-cional, incentiva o plantio de árvoresna tentativa de compensar a emis-são dos gases que aumentam o efei- 17to estufa. Também ensina a calculara emissão individual de gás carbôni-co, pra saber o número de árvores aserem plantadas para compensá-la.Confira!Mundo Sustentávelmundosustentavel.com.brEsse é o espaço criado pelo jorna-lista André Trigueiro para tratar deassuntos ambientais. Aqui é possíveller artigos, assistir palestras, ter aces-so aos programas da Globo News eda Rádio Globo.Seu Consumo, Seu Futuroseuconsumoseufuturo.blogspot.comVocê sabia que o seu consumo exer-ce papel crucial sobre os ecossiste-mas? Não? Então acesse logo estesite da Gestora e Educadora Am-biental Jaque Macedo. As informa-ções são passadas por textos, víde-os, músicas, jogos e acesso a outroslinks igualmente interessantes.
  19. 19. O QUE A JUVENTUDE PENSA SOBRE tudo ISSO? Em um te r o meio morrem m rremoto Eu ach Precisa mos ajuda undo uitas pe o essas ig o maior vacil pois o m ambiente, ação. Temos boas e ruin ssoas, norânc ias, o s. tinham grad está em de o mundo para Mas todas descobrem de uma que pa todos r ar que a mor conscie ticipar que prepar e netos terem te é uma parte só mais em ma ntização s nossos filho dade de vida. da vida. ssa! uali uma boa q está em tempo! (Math eus Lage (F elipe, , 13) 14) Pois ainda ) 15 (Isadora,18 biente O meio am ído, e estru está sendo d mbater s co nós devemo ma Se ninguém jogasse lixo isso com u . O pouco na rua e nos rios, o Estamos mobilização ito faz já é mu mundo seria um lugar acabando com que a gente undo. melhor de se viver e, se o planeta! para o m 3) (Gabriel F (Nicolas, 1 não existissem tantos elipe, 14) carros e fábricas o ar não seria tão poluído. A cons (Gabriel França, 14) meio a cientização so mb bre pois qu iente é impor o Terra, ando Deus cr tante, tu io Eu acho q naturez do teve início u a a c u têm que re e todos aqui an . A natureza om a e aproveitar as coisas, p bem. M tes de nós, e n stava rticipar a os faz ara destruir m não Tentarei pa . o lugar s estamos tom dela e a an natureza! ais a e fazer mais Vamos destrui do preserv n (M (Lucas Card o so, 17) ar o m do. atheus Fe rreira, 14 ambien eio ) (Nathá te! lia, 15)
  20. 20. meio Penso que o um assunto aro para ambiente é pois se Quando p o meio importante, que re pensar sob ue se não ar trata do lug isso sinto q ambiente aos virá Por habitamos. ele com lutarm os hoje, o c ometo ar d Por isso pr devemos cuid de. Afinal em breve. máximo. a responsabilid casa. dar o meu 3) é a noss a (Lunna, 1 (Pablo, 14) Todos se cons deveriam cien conseq tizar das üência (Sida s. rta, 15 ) de onsabilida Tem q ue ter resp esperdício ue cada d de saber q mida e luz que o O mei o de água, c is chance de o assunt ambiente é ma o para um fazemos é r, e com isso ter ra socieda se de par alertar a mundo pio ém do mundo b Devem ao chance tam nisso antes deno pro bl os pens futuro. ar ago r nsem acabar. Pe rdiçarem. 19para n ema ambien a despe ão sofr tal (Franklin ,1 4) Eu contribuo com conseq er com as a natureza, mas uência (Júli s. precisofazer mais. a, 13) (Guilherme, 15) Responsabilidade acima de tudo: G ue o meio pessoas ostaria que a Eu acho q o se fosse Salvar a floresta, usa s é com frase “u ssem a famosambiente casa: se não pensar no todos p m por todos, a euma grand ão teremos meio ambiente e or um e n cuidarmos, or isso temos em todos do planeta! ao mei ’”em relação o r. P Se nos ambiente.onde mora melhor, pois (Philipe, 14) uma só uníssem os em o que fazer o ditado cuidarí voz e corrente como diz amo , evenir do foi dad s do que nos “melhor pr r”, né! o de gr ia aça. que remed ( Yashm im, 14 4) (Victor, 1 )
  21. 21. Falar sobre Minha opinião é simples: ambiente é o meio o homem só vai aprender fá vemos tanta cil quando Acho que as r riam te quando sentir na pele as sobre isso. E s propagand a pessoas deve ncia. consequências. Portanto, ntão precisa s maior consc iê nos conscien mos 15 ) nunca é tarde para começar tizar e ajud ar (Eduardo, o meio amb a mudar o futuro. iente. É como diz Mão na massa! “tudo que p em, (Mirella, 13) lanta colhemos um mos, dia”. (Isabella, 1 5) Muitos d Pra mim, te r mundo izem que o ade em 201 vai acabar responsabilid al. social é o pr incip dos cat 2 por causa nte é vida. bilidade é ac d’água lismos, falta Meio ambie Ter responsa , etc. E Não tenho m as uito m a vida te r cuidado co biente. que nã u acho to, m entendimen nto. e com o meio am Mas um o vai. e ) dia pod tenho sentim em (Cristal, 15 e... lo Se penso e fa ue a (Gabrie lF oit, 13 ) porq natureza, é ito. amo e respe ,1 4) (Ana Luisa20 A responsa bilidade a falta de de cuidar da Eu acho um mundo, o natureza é respeito com ensarem ão p de todos n ós. as pessoas n em em si Todos prec isa (Ravi, 13) ,n em ninguém turo está fazer sua p m fu arte e mesmas. O ãos! contribuir m em nossas m com a nat ais 4) ureza! (Mariana, 1 (Gabri el Guima rães, 16) o de que o Hoje temos med em, mas a água acabp etróleo e a Pois infelizmente Eu acho q u ssa. deveriam e todos culpa é no evidamente esses respeitar o ter d usamos in criou a natureza meio amb É necessário ara eus ien ade p recursos. D sobrevivência. guardo lix te. Eu responsabilid mbiente o no bolso eio a para nossa e um mundo até achar uma lixeir cuidar do m emos, e sd Precisamo speitando a Ajude você a. em que viv solidário, re também! eservado; o melhor só mantê-lo pr s podem Um mund e! (Brun o Gall, 14 pessoa natureza. de da gent ) assim mais como nós. depen , 13) aproveitá-lo 4) reira (Bruno Pe (Daniel, 1
  22. 22. FRATERNIDADE ESPÍRITAIRMÃOS DE CASCAISMatrizEstr. do Pau Ferro, 1344Freguesia - JacarepaguáTels. (21) 2425-3671 / 2425-6751FilialRua Atininga, 606Taquara - JacarepaguáTel. (21) 2423-5678LIVRARIA E EDITORAEstr. de Jacarepaguá, 7655 - loja 106Freguesia - Jacarepaguá - Ed. UnicenterTel. (21) 2447-5584www.feic.org.br
  23. 23. Espiritismo, Ecologia e Responsabilidade Social - Setembro de 201002 - Animais - nossos 08 - desperdício 16 - a rede se agiTa irmãos menores por todos os lados pela preservação04 - Meio Ambiente 12 - cataclismo do meio ambiente Responsabilidade a natureza de 18 - O QUE A JUVENTUDE PENSA Social cabeça pra baixo SOBRE tudo ISSO?

×