Aula 3 especialidades

365 visualizações

Publicada em

Aula - especialidades astrológicas

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
365
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 3 especialidades

  1. 1. É o estudo voltado para o indivíduo, a partir de seu Mapa Natal são identificadas suas características morfológicas e psicológicas. Além do Mapa Natal a Astrologia Genética trabalha com outros gráficos que possibilitam a previsão de acontecimentos, como é o caso das Progressões e Trânsitos e das Revoluções Solares. Astrologia Natal ou Genética
  2. 2. “Todas as coisas têm seu tempo debaixo do céu segundo o termo que a cada uma foi prescrito. Há tempo de nascer e tempo de morrer. Tempo de plantar e de arrancar o que se plantou. Tempo de chorar e tempo de rir...” Salomão É o ramo da astrologia que lida com seleção (eleição) do momento para dar início a nova atividade ou projeto. Os métodos e técnicas eletivos são aplicados para selecionar o melhor momento para se casar, plantar (a. agrícola), iniciar viagens, abrir empresas, adquirir terras, construir edifícios, agir judicialmente etc. Antes do advento da astrologia moderna, a escolha do momento adequado para iniciar uma atividade era uma das principais razões para se consultar um astrólogo. É a única especialidade astrológica que vc. tem uma escolha cria um mapa no futuro. Pode-se fazer estudos retrospectivos também, por ex. estudar o mapa de lançamento do Titanic e determinar se seu afundamento poderia ser previsto. A escolha do tempo certo é a essência da vida. Para tudo existe uma hora certa e uma hora errada.
  3. 3. A base deste ramo antigo da astrologia é um sistema de correspondência entre os Signos e seus planetas regentes do zodíaco e as várias partes do corpo humano. A astrologia, como parte da ciência médica, foi formalizada nos escritos de Hermes Trimegisto. Nostradamus, que viveu na idade média, foi um expoente da astrologia médica. Hipócrates, o grande médico grego exigia que seus alunos aprendessem astrologia. Hipócrates era autoridade em diagnóstico e Tratamento de moléstias deduzidas de correlações astronômicas. Copérnico confirmava as crises hipocráticas em sua experiência médica. A 6a casa do mapa natal, seu regente e os planetas que lá se encontram são indicativos do estado de saúde do nativo e/ou de suas predisposições a certas enfermidades, seus órgãos mais sensíveis, seus hábitos. Marcações de cirurgias também são uma prática deste ramo. Prever momentos de tensão e crises na saúde; Jung, por exemplo, sempre usou a Astrologia em seus diagnósticos e em seções com clientes. Asclépio, que segundo a Mitologia grega, preside a saúde do corpo.
  4. 4. A ASTROCARTOGRAFIA É UMA DAS METODOLOGIAS UTILIZADAS EM ASTROLOGIA DE LOCALIZAÇÃO, RAMO DA ASTROLOGIA QUE ATRIBUI EFEITOS ASTROLÓGICOS ESPECÍFICOS A DIFERENTES LOCALIDADES. O MAPA ASTRO CARTOGRÁFICO É A PROJEÇÃO DAS LINHAS DOS PLANETAS DE SEU MAPA NATAL SOBRE O MAPA MUNDO, OU SEJA, DETERMINA-SE O PONTO DA TERRA EM QUE OS 10 PLANETAS ESTAVAM ANGULARES NO MOMENTO DO NASCIMENTO, ISTO É, ONDE QUALQUER UM DELES ESTIVESSE ASCENDENDO OU SE PONDO, EXATAMENTE ACIMA DA CABEÇA OU EXATAMENTE ABAIXO. JÁ A RELOCAÇÃO É UMA ELABORAÇÃO DO “MAPA DE MUDANÇA DO LOCAL”, ATRAVÉS DO QUAL O HORÓSCOPO É RECALCULADO COMO SE O INDIVÍDUO TIVESSE NASCIDO NO NOVO LOCAL DE RESIDÊNCIA EM VEZ DO LOCAL DE NASCIMENTO. É um sistema de adivinhação dentro da Astrologia. Imagina-se que prognosticar desta forma seria o resultado de inspiração divina. Faz-se uma pergunta sobre um assunto que se pelo qual deseja-se muito saber a resposta, anota-se a hora em que ficou ansioso pela pergunta e levanta-se um Mapa para este momento. Se considerarmos o momento em que nasceu uma ideia ou um pensamento nosso e levantarmos um mapa para esse instante, é possível seguir o curso e o resultado dessa Ideia. Na Astrologia Horária o ascendente é a pessoa que faz a pergunta e o seu estado de espírito. É a arte de perceber a relação entre o pensamento gerado na mente e o Que acontece nos movimentos celestiais.
  5. 5. Termo genérico para várias escolas de Astrologia cujos profissionais se consideram estudiosos da sabedoria antiga que há por trás da ciência das estrelas. Ela parte da premissa de que o cosmos é um ser vivo, que o destino do sistema solar está ligado ao destino da humanidade e que os seres Humanos reencarnam periodicamente na terra. Embora a Astrologia Esotérica moderna possa reivindicar uma linhagem antiga, a reformulação da tradição da sabedoria antiga conforme proposta por Helena Blavatsky e a Sociedade Teosófica no séc. XIX é a única matriz mais importante da Astrologia contemporânea. Alice Bailey codificou os 12 regentes esotéricos dos 12 Signos
  6. 6. A Astrologia é um meio muito eficiente para descobrir evidências do funcionamento do Karma, na medida em que as circunstâncias do destino do indivíduo já podem ser lidas no mapa astral do instante do seu nascimento. Estuda os signos, planetas e casas do mapa natal como representações de vidas passadas do indivíduo. Isso é possível porque os signos do zodíaco são representações simbólicas das energias celestes que nos rodeiam, constituindo-se de chaves muito valiosas para se decifrar o passado, o presente e o futuro. Tem como características também a utilização de noções de reencarnação e carma para explicar aspectos difíceis e os fáceis, a correlação dos planetas com os chakras e uma interpretação espiritual dos elementos. Alan Leo, Max Heindl e Rudolf Steiner são formuladores chave da Astrologia Cármica ocidental moderna. Dentre outras atribuições, utiliza uma leitura profunda e elementos específicos do mapa natal para esvendar vidas passadas e a missão de cada um.
  7. 7. É usada para atividades como escolher o melhor momento para iniciar uma fusão, lançar um novo produto no mercado, reorganizar a estrutura da empresa, bem como para rever o papel dos funcionários em suas funções e sua eficiência. A astrologia é um estudo de ciclos. Todos os fenômenos dinâmicos estão sujeitos a ciclos. Muitos ciclos diferentes são entrelaçados uns com os outros através do tempo; por isto pode-se fazer previsões sobre tendências comerciais e econômicas. Muito usada à partir dos anos 90 onde evoluiu muito, desdobrando-se em Astrologia Financeira. Usa-se muito nesta área a Astrologia eletiva, vocacional, sinastria, LFC, gráficos e os mapas dos proprietários.
  8. 8. AAstrologia de jornal, o famoso horóscopo diário, surgiu na Inglaterra, em 1930, quase como uma brincadeira. O Sunday Express publicou o horóscopo da recém-nascida Princesa Margareth e recebeu tanta correspondência de Leitores interessados que o astrólogo responsável pelo artigo, R.H. Naylor, foi contratado para escrever uma série. A acolhida do público foi comprovada pelo grande aumento da tiragem e pela imitação dos jornais rivais, que se apressaram a usar o mesmo assunto para atrair leitores. É uma forma rudimentar de Astrologia solar! A noção de Astrologia transmitida pelos tais horóscopos é responsável pelo atual descrédito e “mau nome” da Astrologia. Nos últimos anos, no entanto, a Astrologia se tornou assunto de artigos especiais em vários jornais e revistas de grande circulação e reconhecimento público (Times, Life, The New York Times,etc..) e até mesmo tema de especiais de TV (no Brasil a Rede Globo já apresentou a Astrologia no Fantástico e no Globo Repórter), mas muitas vezes a própria natureza do jornalismo torna inadequados tais artigos, já que não delega o teor a um astrólogo ou a um jornalista que possua informações básicas sobre o assunto.
  9. 9. Astrometeorologia Correlações entre eventos celestes e o clima têm sido uma preocupação muito antiga na astrologia. Os meteorologistas dos astros sempre repararam em erupções vulcânicas e terremotos aparecendo simultaneamente ou surgindo depois de importantes conjunções planetárias específicas e eclipses, esses fenômenos foram incluídos em previsões de longo alcance. Quando José fez suas previsões ao Faraó, estava usando a astrologia. Depois de verificar a localização de todos os planetas após 134 violentos terremotos o Dr. Rudolf Tomaschek observou que Urano estava próximo do zênite dos lugares dos mais importantes desastres. Ptolomeu discutia já no século II a influência dos planetas sobre o clima. Mesmo antes dele os mesopotâmicos viam as mudanças no clima como ligadas à Lua. Newton também previu uma série de desastres naturais na Inglaterra no início de 1750.
  10. 10. O astrólogo Ludwig von Wohl A astrologia nasceu como um assunto para reis e nações. Os registros astronômicos antigos dos acadianos, caldeus, assírios e babilônios na Mesopotâmia interpretam o aparecimento e fases dos planetas no céu em função de eventos que poderiam afetar o reinado e a nação — por exemplo, Marte indicando guerras; e Júpiter, prosperidade. Na Mesopotâmia antiga, local de nascimento da astrologia, os astrólogos eram oficiais do governo que estudavam os céus para o rei, prevendo pragas, guerras e condições econômicas futuras. Foi só depois que os gregos adotaram e desenvolveram a astrologia que ela mudou seu foco da nação para o indivíduo. Tradicionalmente esta era uma categoria abrangente que incluía tudo o que não era coberto pela astrologia natal e astrologia horária. Na prática contemporânea este termo é usado para referir-se ao que algumas vezes se chama de astrologia política: das Nações e dos eventos políticos. Nela os mapas são desenhados para Nações, eventos (como guerras), líderes nacionais, partidos políticos etc... Os horóscopos das nações são lidos como os mapas dos indivíduos. É uma das mais antigas senão a mais antiga forma de astrologia.

×