Estádios de Desenvolvimento de Erickson

3.147 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.147
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
69
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
72
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estádios de Desenvolvimento de Erickson

  1. 1. Escola Secundária Rocha PeixotoCurso Tecnológico de Desporto – Psicologia A12º M – 2011/2012 – Grupo C
  2. 2. Erik Erickson nasceu a 15 de Julho de 1902, em Frankfurt, na Alemanha. Filho de paisDinamarqueses, mas abandonado à nascença pelo pai.Em 1927, Erickson, a convite de um antigo colega de escola, tornou-se professor numa escola que sedistinguia pelo seu estilo muito progressivo. Durante este período da sua vida Erikson começou a relacionar-se com a família Freud, muitoespecialmente com Anna Freud, com quem iniciou psicanálise e com quem ganhou o gosto do estudoda infância. Em 1930 publicou o seu primeiro artigo e em 1933, após completar a sua formação comopsicanalista, foi eleito para o instituto de psicanálise de Viena. Também em 1933 emigrou para osEstados Unidos onde iniciou a prática da psicanálise infantil em Boston, associando-se à faculdade demedicina de Harvard. A partir desta altura Erickson começou a preocupar-se com o estudo da forma como o Ego ou aconsciência operam de forma criativa em indivíduos considerados sãos. Em 1936, Erickson abandonou a universidade de Harvard para trabalhar no Instituto de RelaçõesHumanas de Yale. E em 1938 deu inicio aos seus primeiros estudos sobre as influências culturais nodesenvolvimento psicológico, estudando crianças Índias no Pine Ridge Reservations.
  3. 3. • cada estádio é atravessado por uma crise psicossocial onde estão presentesuma vertente positiva e uma negativa, sendo as duas vertentes necessárias;• é essencial sobrepor a vertente negativa;• a vertente positiva é essencial ao desenvolvimento, pois a forma como cadapessoa enfrenta cada crise determina e influencia se o próximo estádio serábem sucedido.
  4. 4.  1ª Idade – Confiança Vs Desconfiança Nesta idade a criança vai aprender o que é ter ou não confiança, esta está muito relacionadacom a relação entre o bebé e a mãe. Devido à confiança do bebé e à familiaridade com a mãe, queadquire com situações de conforto por ela proporcionadas, atinge uma realização social, queconsiste na aceitação em que ela pode ausentar-se e na certeza que ela voltará. A desconfiança é a parte negativa deste estágio,que é equilibrada com a segurança proporcionadapela confiança. Se a mãe não transmitir à criançaconfiança e segurança, a criança vai desenvolversentimentos como medos, receios, sentimentos dedesconfiança, esta desconfiança vai perturbar asrelações com as pessoas no futuro.
  5. 5.  2ª Idade – Autonomia Vs Vergonha e Dúvida Durante este estágio a criança vai aprender quais os seus privilégios, obrigações e limitações. Hápor ela, uma necessidade de auto-controle e de aceitação do controle por parte das outras pessoas,desenvolvendo-se um senso de autonomia. O versus negativo deste estágio é a vergonha e a dúvida quando perde o senso de auto-controle,os pais contribuem neste processo ao usarem a vergonha na repressão da teimosia. Vs
  6. 6.  3ª Idade – Iniciativa Vs Culpa Relativamente ao terceiro estágio estipulado por Erickson, equivale ao estágio psicossexualgenital-locomotor, é o da iniciativa. Nesta fase a criança encontra-se nitidamente mais avançada e mais organizada tanto a nívelfísico como mental. É a capacidade de planejar as suas tarefas e metas a atingir que a define comoautónoma e por consequência a introduz nesta etapa. No entanto este estágio define-se também como perigoso, pois a criança busca exaustivamenteatingir as suas metas que implicam fantasias genitais e o uso de meios agressivos a manipulativospara alcançar a essas metas. Neta fase a criança descobre a masculinidade ou a feminilidade.
  7. 7.  4ª Idade – Indústria/Mestria Vs Inferioridade Nesta fase a criança necessita controlar a sua imaginação exuberante e dedicar a sua atenção àeducação formal. O prazer de brincar, o interesse pelos seus brinquedos são gradualmente desviados parainteresses por algo mais produtivo utilizando outro tipo de instrumentos para os seus trabalhos quenão são os seus brinquedos. É importante o desenvolvimento de capacidades intelectuais, escolares,sociais e físicas. Também neste estágio existe um perigo eminenteque se caracteriza pelo sentimento de inferioridadeaquando da sua incapacidade em realizar as tarefasque lhe são propostas pelos pais ou professor ou denão se sentir reconhecida no seu papel dentro dogrupo social a que pertence, o que pode levar abloqueios cognitivos e a atitudes regressivas.
  8. 8.  5ª Idade – Identidade Vs Difusão/Confusão A vertente positiva deste estádio é onde o adolescente adquire a sua identidade social e ondedescobre a sua singularidade e o seu papel no mundo. São ensaiados vários estatutos e papeissociais. A vertente negativa, a difusão, é o descomprometimento com a vida em geral. Existem aindasentimentos de difusão/confusão de quem ainda não se encontrou a si próprio.
  9. 9.  6ª Idade – Intimidade Vs Isolamento Nesta idade, o jovem almeja estabelecer relações de intimidade com os outros e adquirir acapacidade necessária para o amor íntimo. Caracteriza-se pelo facto de pela primeira vez o indivíduopoder desfrutar de uma genitalidade sexual verdadeira, mutuamente com o alvo do seu amor. A vertente negativa traduz-se no isolamento de quem não consegue partilhar afectos comintimidade nas relações privilegiadas.
  10. 10.  7ª Idade – Generatividade Vs Estagnação A generatividade traduz-se pela afirmação pessoal e o desenvolvimento a nível do mundo dotrabalho, familiar e da vida social. O ser humano sente-se capaz de transmitir valores às geraçõesfuturas e surge o desejo de ter filhos. A vertente positiva é o sentimento de compromisso social eque tem coisas interessantes para passar às gerações vindouras. Quando a pessoa se centra nos seus próprios interesses, há o empobrecimento das relaçõesinterpessoais e a estagnação estamos perante a vertente negativa.
  11. 11.  8ª Idade – Integridade Vs Desespero Neste última idade, a pessoa pode considerar que positivo o que viveu e está preparado paradefender a sua dignidade e o seu estilo de vida contra todas as ameaças físicas e económicas(vertente positiva). Por outro lado, quando se renega a vida, mas sabe-se que já não podemos voltar atrás estamosperante o desespero (vertente negativa).

×