Aula 1 indústria têxtil

1.299 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.299
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
41
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 1 indústria têxtil

  1. 1. TECNOLOGIA TÊXTIL Origem e Evolução da Indústria Têxtil Prof° - Flávio Avanci de Souza Engenheiro Têxtil
  2. 2. Apresentação  Definição  Têxtil – Derivado do Latim – “texere” – significa Tecer;  Originalmente aplicado em tecidos planos (tear);  Posteriormente tornou-se um termo geral para o universo das fibras; Exemplos de têxteis: Fios, Cordas, fitas, rendas, passamanarias, Bordados, redes, tecidos, luvas industriais, etc.
  3. 3. Apresentação  Indústrias Têxteis  Manufatoras de fibras químicas e artificiais (Sintéticas), beneficiadoras de algodão, fiações, tecelagens, malharias, confecções, não tecidos, tinturarias, etc.  Tipos de Indústria: Indústria Têxtil, Indústria Química, Indústria Mecânica e Indústria eletro-eletrônica.
  4. 4. Apresentação  Utilização de Produtos Têxteis  Vestuário: Roupas em geral, linha íntima, uso esportivo, etc.  Doméstico: Cama, mesa, banho, mobílias, cortinas, tapetes, carpetes, etc.  Industrial e Proteção:  Produtos para composição de Pneus, cintos de segurança, correias e mangueiras.  Produtos de processamento, tais como filtros, telas, sacos para lavagem, etc.  Outras destinações, tais como Sapatos, luvas, toldos, barracas, lonas, pára-quedas, etc.
  5. 5. Origem e Evolução  Os antigos indícios de objetos têxteis podem ser datados de mais de 10 mil anos, coincidindo com a agricultura sedentária dos primeiros homens; (Alvin Toffler –Primeira Onda)  Os mais antigos têxteis (tecidos de lã – 9.000 A.C.) foram encontrados nas civilizações lacustres da Suíça, na Mesopotâmia, cordilheira dos Andes e no norte da Escandinávia; Também há indícios de têxteis em grutas da península Ibérica (Representações em pedras e pinturas rupestres de Homens e mulheres vestidos com peças têxteis facilmente identificáveis);  Outros produtos, tais como redes e cestos a partir de plantas flexíveis (cana e Junco) foram datados 5.000 A.C.;
  6. 6. Origem e Evolução  Há relatos de que o Algodão é conhecido desde 3.000 anos A.C. e que 1.500 anos A.C. Já era cultivado na Índia para a produção de tecidos. Os chineses teciam algodão 1000 anos depois.(Alexandre o grande introduziu o algodão na Europa).  Há 2.640 anos A.C. Foi descoberta a Seda na China (Imperatriz Hsi Ling);  No antigo Egito os materiais têxteis usados eram o algodão, seda, lã e fibras de linho.
  7. 7. Origem e Evolução  A 2500 anos A.C. os Egípcios conheciam a arte de fiar com perfeição e teciam Tafetá e Sarja.  Primeiros Tecidos eram fios e roupas tintas e estampadas.  Existem evidências de produção de tecidos estampados na Índia durante o quarto século A.C.  A 200 anos A.C. foram encontrados em ruínas romanas espécies de tecidos tintos;
  8. 8. Origem e Evolução AS ESTRUTURAS TÊXTEIS DERIVAM DE DUAS FONTES  Habilidade manual dos povos antigos;  Moderna Invenção científica;
  9. 9. Origem e Evolução Movimentos da Idade Média  Grande movimento Têxtil na Itália (Século XIII); Seda e lã (Tecelões vindos da Turquia e Grécia teciam Seda com ouro).  Tecelões Italianos e Flamencos vão para França (séc. XIV);  A Inglaterra neste período utiliza linho e lã. Flamencos e Holandeses começam a produzir seda (séc. XIII e XIV).  Tão grande era o interesse em têxteis na época que até pintores italianos são envolvidos (Leonardo da Vinci);
  10. 10. Origem e Evolução Movimentos da Idade Média  Há o desenvolvimentos dos mecanismos de produção (Século XVIII); Transformação do tear de liços em tear Jacquard; Invenção da lançadeira voadora;  Surge uma nova classe social (Os operários) Segunda Onda (Revolução Industrial);  Mecanização das operações e surgimento de fabricas (fiação de algodão);  No novo mundo predominava os produtos Têxteis Peruanos e Mexicanos (magnificamente coloridos). Neste período 1.638 colonos ingleses produziam fustões pesados de algodão, sarjas de algodão e droquetes.
  11. 11. Origem e Evolução Evolução das Invenções do Setor (de 1700 a 1828)  1700 – Tear manual com lançadeira;  1733 – Lançadeira voadora com corda (tecelagem ultrapassou a produção de fios);  1738 e 1748 – Estiragem por cilindros e carda de cilindro;  1764 – Spinning Jenny (aperfeiçoamento do torno de fiar); com 120 fusos.  1769 – Fiandeira Hidráulica (fio regular)  1775 – Cardas, passadores, maçaroqueiras e filatórios;  1779 – Surge motores a vapor (produção da fiação maior)  1789 – Tear mecânico com motor a vapor (equilíbrio entre fiar e tecer);  1794 – Descaroçador de serra;  1806 – Tear jacquard  1828 – Filatórios de anéis;
  12. 12. Origem e Evolução Matérias-Primas  10.000 A.C. – Lã  5.000 A.C – Plantas fibrosas  3.000 A.C. – Algodão  2.650 A.C. - Seda  1889 - Surge a fibra Artificial de Viscose (Conde Hilaire de Chardonet). Chamada Seda artificial;  1941 – Surge a fibra Sintética (JR Winfield); Poliéster (PET) – Terylene ou Dacron;  1955 – Surge a produção em larga escala do poliéster;  Atual – Surgimento de novos materiais têxteis;
  13. 13. Têxtil no Brasil Primeiro Momento (séc. XVIII):  Tentativa de implantação – Proibido produção de têxteis; destruição de equipamentos; importação de tecidos para a Burguesia; Produção apenas com mão de obra escrava. Segundo Momento (Séc. XIX):  Abertura dos portos Brasileiros. Incentivo a Produção Têxtil Terceiro Momento:  I guerra Mundial; Período pós guerra surge a reconquista de mercado e “Dumping”. Quarto Momento:  Crise do café em 1929. Falências de fabricas e fechamentos de portos; Quinto Momento:  Pós II Guerra Mundial o Brasil era razoável exportador; Matéria-prima de má qualidade; administração deficiente; carência de mão de obra qualificada;  A partir da década de 70 chega a tecnologia mais moderna para a produção de têxteis;  Atualmente há uma defasagem de aproximadamente 2 anos em relação a novos lançamentos;
  14. 14. Indústria Têxtil Moderna  Países industrializados e em desenvolvimento possuem modernas instalações, capazes de altas e eficientes Produções.  O resultado de uma ampla quantidade de aplicações demandam um alto grau de especialização.  Vários tipos modernos de Tecidos, produzidos de ambos matérias, tradicional e químico, são, muitas vezes, classificados de acordo com a estrutura, sendo estes tecidos planos, malhas, non-wovem.  Finalizando temos os controles de qualidade, pois os tecidos são julgados com base em muitos critérios, além de terem rígidas especificações quanto sua construção.  Fim.

×