Palestra sobre UX Design no 2º Social Tip | Paespedro

3.210 visualizações

Publicada em

Uma introdução à UX Design.

O que é UXD?
Por que aplicar UXD?
Como aplicar UXD?

Publicada em: Design
2 comentários
11 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.210
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
926
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
76
Comentários
2
Gostaram
11
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • \n
  • Divisão da palestra.\n
  • O que é UX?\n
  • O termo foi criado por volta da década de 90, por Donald Norman (há controvérsias, mas não vem ao caso, sua definição é a mais bem aceita), para caracterizar a relação entre os usuários e uma empresa quando ele interage com seus produtos ou serviços.\nNorman diz que para uma experiência ideal é preciso oferecer o que o usuário deseja / procura de forma simples e direta. Criar produtos e serviços que sejam prazerosos de possuir e utilizar e que várias áreas [engenharia, marketing, design gráfico, industrial e de interface] precisam trabalhar em conjunto para que, somadas, apresentem a melhor solução.\n\n
  • - 1883 - Brunel / GWR (Great Western Railway).\nNo livro Change By Design há um exemplo bacana para entender melhor o conceito de UX e Design Thinking (termo que  que é sobre a construção da GWR (Great Western Railway) em 1833 ! \nO engenheiro Isambard Kingdom Brunel se preocupava com a experiência da viagem. “Flutuar pelo país”, dizia ele. \nToda a ferrovia foi planejada para proporcionar a melhor viagem, pra ficar com aquela vontade de viajar denovo só por causa dessa experiência. Ele se colocou no lugar do usuário e imaginou como deveria ser, a própria comunicação sobre a ferrovia foi feita tendo isso em mente e não os avanços tecnológicos da época (plena revolução industrial).\n\n
  • Exemplo de comunicação focada na beleza da viagem e não nos avanços tecnologicos (1883 - plena revolução industrial)\n
  • \n
  • - O cliente passa as infos básicas sobre o projeto e sobre target;\n- Buscamos entender o problema a ser resolvido e estudar mais sobre nosso target (Briefing);\n- Indentificar o objetivo do projeto, esse objetivo deverá ser refinado e testado mais a fundo durante todo o processo\n- Utilizando infos que já possuímos de aprendizado;\n- Entendendo quem é o usuário através de pesquisas;\n- Ideação / brainstorm para discutir sobre todas as infos levantadas até então e propor uma solução;\n- Sketchs / Wireframes / Mockups para rascunhar a solução, colocar nossas idéias no papel\n- Protótipo, tirar as idéias do papel e fazer algo palpável, algo que contenha as funcionalidades principais que imaginamos para o projeto\n- Lista de recursos completa com todas as funcionalidades que consideramos necessárias\n
  • Com o protótipo e a lista de todos os recursos que levantamos para o projeto partimos para o dessenvolvimento / implementação e finalização. \nSempre confrontando com o perfil de usuário, olhando para ele e testando as modificações que por ventura ocorrerem. \nLançamos, reunimos, aprendemos, agendamos melhorias de tempos em tempos e monitoramos constantemente com algum software de coleta de dados do comportamento do usuário para identificar problemas ou possíveis melhorias e oferecer informações de inteligência ao cliente (BI - Business Inteligence)\n
  • O que costumamos ver por aí\n
  • O que costumamos ver (cont.)\n
  • UX não é uma etapa num processo, é um processo por si só. \nEstá presente do inicio ao fim, e mesmo depois de acabar.\n
  • Quais motivos levariam uma empresa ou o cliente a investir em UX ?\n
  • \n
  • $$$\n
  • Não tem jeito, um investimento é feito já esperando algum retorno.. que no fim sempre converte em $$$\n
  • Quais motivos?\nFidelidade e Vantagem competitiva = ROI\nRedução de custos\n
  • \n
  • Quão maravilhosa deve ter sido essa viagem e quantas vezes as pessoas voltaram só pela viagem e não pelo fato de ir de um ponto a outro.\nQuando fui pra Machu Picchu tive uma das melhores experiências da minha vida... Eu recomendo para os outros... Quero que os outros sintam a mesma coisa de estar naquele lugar. \nPor fim a marca que oferece essa boa experiência gera expectativa sobre novas experiencias boas.. as pessoas vão ficar aguardando ansiosas por algo novo daquela empresa pois ela passou a ser uma referencia de coisa boa. \nA Apple possui um conjunto de Guidelines que funcionam como uma medida de proteção dessa fidelidade. Eles não querem perder o padrão de qualidade que conquistaram pois isso traria problemas para manter a fidelidade dos usuários\n
  • \n
  • Com mais infos você pode pirar mais pois sabe o que o usuário quer, é diferente de ter que trabalhar no escuro. A inovação, quando temos base, vem muito mais fácil, vem naturalmente. Empresas que inovam estão na frente.\n
  • É possível reduzir custos com o processo de UX pois identificamos problemas mais cedo, reduzimos custos com atendimentos pós-vendas (por causa de problemas no serviço automatizado por exemplo) e o fluxo de produção fica muito melhor pois temos um ponto de foco no horizonte.\n
  • \n
  • Produto sempre em primeiro lugar.. não! Usuário em primeiro lugar.. quem vai utilizar esse produto? quem vai comentar sobre esse produto? quem vai recomendar - ou não - esse produto???\n
  • Tenha um comparativo (antes e depois)\nVocê pode usar esse comparativo para mensurar onde melhorou, o que faltou melhorar e também para justificar a implementação do processo de UX\n
  • A primeira coisa que teremos definida é o objetivo do projeto, porém ainda precisaremos refinar essa definição;\n\n
  • Monstro do achismo. Damos de cara com esse monstro quando ficamos deduzindo quem é nosso usuário, não nos baseamos em pesquisas para saber. \nO ideal é pesquisar e conseguir essas infos diretamente com o usuário, quando não estiver disponível procurar quem está mais perto e possui maior conhecimento sobre ele. O importante é pesquisar e fundamentar o máximo possível esse perfil que iremos gerar.\n
  • \n
  • Baseadas em arquétipos, Personas são perfis gerados à partir do perfil real do usuário, é como ter uma pessoa de verdade dentro da empresa o tempo todo. \nAssim focamos no usuário sempre, a equipe passa a pensar em Design Thinking, se coloca no lugar do usuário e se questiona sobre o que é bom pra ele, se o que está sendo desenvolvido está de acordo com seu perfil.\n
  • Brainstorm gera soluções para o problema proposto, passamos para os sketchs, wireframes e mockups.\nLembrando de continuar validando e confrontando essas infos com as personas.\n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • Protótipo é algo palpável. Pessoas precisam ter o que tocar para ter novas idéias, criticar e saber do realmente se trata o projeto.\n
  • Protótipos = teste\n\nDivulgue seu protótipo para o máximo possível de pessoas pois terá mais feedbacks.\n\nObservar faz toda diferença.\n\nErrar é necessário durante a prototipação, é pra isso que servem os protótipos. Não fique frustrado quando isso acontecer.\n
  • Entregue o protótipo rapidamente, antes que o cliente perca o tesão. =)\n
  • Com entrega rápida em mente lembre-se de caprichar o máximo possível. Um visual bonito aumenta muito as chances de aprovação. Coloque detalhes que possam enriquecer um pouco seu protótipo (surpresinha) Com isso você mantém a “expectativa” do cliente em alta.\nSurpresinha: Imagine que você está comemorando o aniversário de namoro e você dá à sua namorada uma rosa ... ela vai ficar feliz ... mas se entre as pétalas você colocar um papelzinho com um endereço na internet em que você colocou um poema que escreveu pra ela ela se lembrará disso pelo resto da vida ... essa é a SURPRESINHA\n
  • \n
  • \n
  • \n
  • littlebigdetails\n
  • Além de dar uma graça ensine o usuário a utilizar a interface.\n
  • \n
  • Reunir após o lançamento, discutir quais pontos foram positivos e negativos para aprender com eles e utilizar essa info no próximo projeto.\nCriar uma agenda para atualizações / melhorias.\nManter constante monitoramento para coletar dados sobre o usuário e utilizar esses dados para implementar coisas novas, corrigir problemas e oferecer informação de inteligência para o cliente (BI)\n
  • \n
  • Google Analytics\n
  • Click Tale ferramenta que gera mapas de calor com áreas importantes, mais utilizadas.\n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • Palestra sobre UX Design no 2º Social Tip | Paespedro

    1. 1. DONNORMAN
    2. 2. I.K.BRUNEL
    3. 3. “ UX trata de aprendermos sobre o usuário, enterdermos suas necessidades e desejos para oferecermos algo que melhore de fato sua vida e que seja prazeroso de utilizar.
    4. 4. O PROCESSO DE UX DESIGN
    5. 5. O PROCESSO DE UX DESIGN
    6. 6. O PROCESSO DE OXIS DIZAINER (sobe, sobe, sobe!)
    7. 7. O PROCESSO DE OXIS DIZAINER (vai muleque!)
    8. 8. UX ≠ ETAPA“Agora vamo passá um UXzinhoaqui pa vê se tá tudo certo” *QA
    9. 9. QUEM FALAR O MOTIVO MAIS IMPOTANTE GANHA UM DOCE, HÁ!
    10. 10. $$
    11. 11. O MUNDO É BELOos passarinhos cantam ... mas não tem jeito
    12. 12. VANTAGEM COMPETITIVA $$ $ $$ $ $ $ $FIDELIDADE $ $$ $$ $ REDUÇÃO DE CUSTOS
    13. 13. O QUE UX OFERECEEM TERMOS DE FIDELIDADE?
    14. 14. BOAS EXPERIÊNCIAS- Ficam gravadas(GWR / Machu Picchu)- São repetidas e recomendadas- Marca vira referência de boaexperiência, gera expectativa
    15. 15. O QUE UX OFERECEEM TERMOS DE VANTAGEM COMPETITIVA?
    16. 16. INOVAÇÃO - Para oferecer soluções inovadoras é preciso conhecer bem o usuário - Com UX você tem dados pra isso- Empresas inovadoras estão sempre na frente
    17. 17. O QUE UX OFERECE EM TERMOS DE REDUÇÃO DE CUSTOS?- Identifica problemas logo no início - Reduz custos de atendimento - Melhora o fluxo no processo de produção (ponto no horizonte)
    18. 18. IMPLEMENTAR UX REQUERMUDANÇA NA FORMA DE PENSAR
    19. 19. ANTES DE COMEÇAR TIRE UMA FOTO
    20. 20. O PROCESSO DE UX DESIGNBriefing / Objetivo do projeto - Qual o objetivo do cliente? - Quem é o usuário (cuidado)? - O que o projeto deve resolver?
    21. 21. DERROTE O MONSTRO DO ACHISMO Derrote-o com estes golpes: - [Usuário]- pentelhe seu atendimento e se possível o cliente, obtenha o máximo possível de infos sobre o usuário. - Cliente - pesquise na net, não é difícil conseguir mais Atendimento - infos lá. - Internet
    22. 22. O PROCESSO DE UX DESIGNAnalisando [dados] / Entendendo o usuário - Temos infos de projetos anteriores? O que aprendemos? - Como é o usuário?
    23. 23. PERSONAS - Usuário de mentira,mas fortemente enraizado no perfil real - Mantemos foco nousuário o do início ao fim - Causa questionamento (Design Thinking)
    24. 24. O PROCESSO DE UX DESIGN Ideação- Qual será nossa solução? O que e como vamos fazer? - Brainstorm - Sketchs, Wireframes e Mockups - Nossas personas curtiram as idéias?
    25. 25. Ah, sobre Sketchs, Wireframes e Mockups: TESTE-OS COM SEU DEDO!
    26. 26. EXEMPLO SKETCH
    27. 27. EXEMPLO SKETCH
    28. 28. EXEMPLO MOCKUP
    29. 29. Algumas ferramentas:
    30. 30. O PROCESSO DE UX DESIGN Protótipo
    31. 31. Lembra quando você era criança?De quando você queria “ver” uma coisa e pegava essa coisa na mão para “vê-la”.
    32. 32. ALGUMAS DICAS - Pessoas = feedbacks - Observe-as utilizando- ERRE, mas não se esqueçade aprender com seus erros
    33. 33. ENTREGUE RÁPIDO
    34. 34. E COM VOCÊS A SURPRESINHA!
    35. 35. O PROCESSO DE UX DESIGNImplementação / finalização
    36. 36. - foque no conteúdo, priorize simplicidade *Cooper / Tim Bray GDDBR
    37. 37. - surpresinha, mas com moderação
    38. 38. littlebigdetails.com
    39. 39. - motion dá vida e graça, mas precisa, em primeiro lugar, ser útil.
    40. 40. - interações divertidas são bacanas ... somente quando o usuário está à procura disso. - aproveite o conhecimento / aprendizado prévio.
    41. 41. O PROCESSO DE UX DESIGNlançamento / pós-lançamento
    42. 42. - aprenda com os erros e acertos neste projeto, alimente outros projetos com o conhecimento adquirido- crie uma agenda de atualização - sempre de olho no projeto (monitoramento)
    43. 43. Google Analytics
    44. 44. Click Tale
    45. 45. REFERÊNCIASLinks:- UX Design Wiki: http://www.ollie.net.nz/wiki- UX Matters: http://uxmatters.com/- UX Mag: http://www.uxmag.com/- Little Big Details: http://littlebigdetails.com/- IDEO: http://www.ideo.com/Livros:- Change by Design: http://www.ideo.com/cbd- Undercover UX Design: http://www.undercoverux.com/- Designing Interactions: http://www.designinginteractions.com/Eventos:- Interaction South America: http://www.interaction-southamerica.org- EBAI (AI): http://www.congressoebai.org/- MIXX: http://www.iab.net/mixx- TED: http://www.ted.com/
    46. 46. É ISSO!
    47. 47. ILUSTRAÇÕES POR ANDRÉ REIS @ANDREPX- pentelhe seu atendimento e se possível o cliente, obtenha o máximo possível de infos sobre o usuário. - pesquise na net, não é difícil conseguir mais infos lá.
    48. 48. @PAESPEDROWWW.PAESPEDRO.COM.BR
    49. 49. DINÂMICA DE PROTOTIPAÇÃO - Criar a ponte santos / guarujá; - 1 pacote de macarrão; - 80cm de fita crepe; - Pensem na experiência;- Pensem na rapidez de entrega .. senão já viu; - Lembrem-se da surpresinha; - Vocês tem 30min;
    50. 50. DINÂMICA DE PROTOTIPAÇÃO1 4 10 min passados2 3 5
    51. 51. DINÂMICA DE PROTOTIPAÇÃO1 4 20 min passados2 3 5
    52. 52. DINÂMICA DE PROTOTIPAÇÃO1 4 30 min passados2 3 5

    ×