Java Garbage Collectors - HotSpot

407 visualizações

Publicada em

Garbage collectors, seu funcionamento, do Serial GC ao G1

Publicada em: Software
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
407
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Java Garbage Collectors - HotSpot

  1. 1. JVM Garbage Collectors
  2. 2. About Me Fabiano V. Santos @gmcoringa Engenheiro de Software na Elo7 Time de buscas: Greyjoy
  3. 3. HotSpot VM Geracional • Modelo geracional, aka “hipótese geracional fraca” • Objetos mais alocados tem um curto peíodo de vida • Poucas referências de objetos velhos para novos existem Youg Generation • Onde são alocados novos objetos; • Coletas frequentes; • Coletas pequenas; Old Generation • Objetos de longa duração • Poucas coletas • Crescimento lento
  4. 4. Card Table • Usada para identificar objetos em uso na young generation sem a necessidade de verificar a old generation • Objetos que possuem referência a old generation são marcados como “sujos” • Durante “minor collection” objetos sujos são verficados para descobrir pontenciais referencias da old generation para young generation
  5. 5. Collection Roots Alguns objetos especiais são sempre alcançaveis, e estes formam o que é chamado de “Garbage Collection Roots”. Existem quatro tipos de GC Roots: • Variáveis locais • Java threads ativas • Variáveis estaticas • Referências JNI Objetos não alcançáveis Lixo Objetos alcançáveis GC Roots
  6. 6. Young Generation • Dividida em três areas: • Eden: onde novos objetos são alocados • Duas Survivors: objetos que sobreviveram a pelo menos uma coleta. Young Generation Eden From survivor To survivor Sem Uso Old Generation Antes do Minor GC Young Generation Vazio To survivor From survivor Sem Uso Old Generation Depois do Minor GC Eden
  7. 7. Alocação de Memória • Bump the pointer • Objetos são alocados no topo • Young generation usa “copying garbage collector”, o que sempre deixa a Eden vazia • TLABs (Thread-Local Allocation Buffers) • Cada thread possui um buffer, que é um pedaço da Eden • Requisições a novos TLABs não são frequentes • Garante alocação rápida de objetos • Multithreaded • Survivor Full • Objetos que causem overflow são alocados na old generation (“premature promotion”) • Se durante o overflow a old generation ficar cheia, um Full GC é executado, aka: “promotion failure”
  8. 8. Serial GC • Coletas na young e old através de “stop-the-world” • Usa apenas um processador virtual Old Generation GC Free Antes da Compactação Após a Compactação Usos • Eficiente para aplicação com menos de 100 MB Java Heap • Ambientes com alto numero de JVMs
  9. 9. Throughput Collectors Parallel GC • Funciona de forma semelhante ao Serial GC, porém multi-thread • Somente Young Generation Parallel Old GC • Multi-thread Old Generation • Automaticamente habilita Parallel GC Usos • Aplicações que necessitem de alto throughput • Multiplos processadores • Exemplos: processamento batch, queues
  10. 10. Concurrent Mark-Sweep (CMS) Young Generation • Semelhante ao Parallel GC Old Generation • Roda de forma concorrente, com o objetivo de manter espaço livre suficiente • Possui apenas duas pequenas pausas (Initial Mark e Remark) • Menor throughput • Coletas concorrentes • Faz uso de free lists para alocação de objetos na old generation • Coleta se inicia quando ocupação alcança um certo threashold (CMSInitiatingOccupancyFraction)
  11. 11. CMS: funcionamento • Initial Mark: possui uma pequena pausa e marca objetos alcançaveis fora da old generation (GC Roots) • Concurrent mark: marca todos os objetos “vivos”. Não há garantias de que todos os objetos “vivos” serão marcados. • Pre-cleaning: verifica objetos que foram modificados durante as fases anteriores. • Remark: possui uma pequena pausa, verifica objetos modificados e garante que todos os objetos vivos foram marcados. • Concurrent sweep: varredura, remove objetos não mais utilizados.
  12. 12. CMS: Prós e contras ● Redução de throuput ● Requer maior heap ● Maior consumo de CPU ● Fragmentação ● Tempo de resposta rápida, ex: applicações web ● Reduz ou anula Full GCs ● Menor latência
  13. 13. Garbage First GC (aka G1) • Substituo de longo prazo do CMS • Paralelo • Concorrente • Compactação incremental • Usa layout diferente na heap E O O L O E L L O L E S S O L O O L O O S E E L O S L O L O L H H Eden E S O L H Survivor Old Generation Sem Uso Humongous
  14. 14. G1 Minor Collection E O O L O E L L O L E S S O L O O L O O S E E L O S L O L O L H H E O O L O S L Antes do minor GC Depois do minor GC S O L E S O O O L O O E E L O L O L O H H L L S L S
  15. 15. G1: Funcionamento • Coleta concorrente iniciada após ocupação alcançar um certo threshold (Mixed Collection, equivalente a coleta da old generation) • Coleta em areas com menor ocupação, ou seja, menor número de objetos “vivos” • Até 8 Mixed Collections, iniciado após uma coleta concorrente • Estruturas de dados G1 • RSet (Remembered Set): objetos vivos em uma região • CSet (Collection Set): regiões que serão coletados • Possui como objetivo pausas de 200ms (default) • 2k Regiões, tamanhos variam de 1MB a 32MB
  16. 16. G1: Fases • Minor GC: possui uma pequena pausa, coleta na eden e survivor • Coleta Concorrente • Initial Mark: possui uma pequena pausa, marca todos os objetos alcançaveis (GC Roots) e é concorrente com o minor GC • Root Region Scanning: procura nas regiões “Survirvor” por referencias a objetos na old generation • Concurrent Marking: marca todos os objetos vivos (young e old) • Remark: possui uma pequena pausa,verifica objetos que foram modificados durante as fases anteriores. • Cleanup: possui uma pequena pausa, identifica regiões livres e limpa Rset. • Concurrent Cleanup: Reset, limpa e devolve regiões livres para a lista de regiões sem uso. Single threaded.
  17. 17. GC Comparativo Serial GC Parallel GC CMS GC G1 GC Young GCs Serial Multi-threaded Multi-threaded Multi-threaded Old GCs Serial Multi-threaded Multi-threaded e Concorrente Multi-threaded e Concorrente
  18. 18. GC Log -XX:+PrintGCDetails (-verbose:gc -XX:+PrintGC) -XX:+PrintGCDateStamps -XX:+PrintGCTimeStamps -Xloggc:gc.log
  19. 19. Ferramentas • https://github.com/Netflix/gcviz • https://github.com/chewiebug/GCViewer • https://h20392.www2.hp.com/portal/swdepot/displayProductInfo.do?productNumbe r=HPJMETER • http://www.ibm.com/developerworks/java/jdk/tools/gcmv/ • https://java.net/projects/gchisto
  20. 20. PermGen & Metaspace • PermGen Java 1.7 ou anterior • Area para guardar meta-informações de classes • Java 8 movido para Metaspace • Coletas se iniciam quando alcançado um certo valor de alocação (MetaspaceSize) • Off heap • Out of memory ainda podem acontecer "java.lang.OutOfMemoryError: Metadata space"
  21. 21. História dos GC • Serial GC foi incluído no Java 1.3, juntamente com outro garbage colector chamado Train GC • Parallel GC e CMS incluídos no Java 1.4.2 • Parallel Old GC incluído no Java 5 Update 6, juntamente com melhorias no CMS (Concurrent Marking e Sweeping) • Train GC removido no Java 6 • G1 GC incluído no Java 6 Update 20
  22. 22. Bibliografia • Charlie Hunt, Binu John. Java Performance, Addison-Wesley, 2013. • Charlie Hunt, Monica Beckwith. Qcon New York, 2013. http://www.infoq.com/presentations/java-g1 • Monica Beckwith. Garbage First Collector Tunning Article, 2013. http://www.oracle.com/technetwork/articles/java/g1gc-1984535.html • David Detlefs, Christine Flood, Steve Heller, Tony Printezis. G1 original paper, 2004. http://dl.acm.org/citation.cfm?id=1029879 • Sun Microsystems. Memory Manager White paper, 2006. http://www.oracle.com/technetwork/java/javase/memorymanagement-whitepaper-150 215.pdf
  23. 23. Perguntas ?

×