Plano anul e. fund. modelo

404 visualizações

Publicada em

INSTRUMENTAL DE PLANEJAMENTO FUNDAMENTAL

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
404
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Plano anul e. fund. modelo

  1. 1. GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO CRE – ROLIM EEEFM PRISCILA RODRIGUES CHAGAS PLANO DE ENSINO DO ENSINO FUNDAMENTAL IDENTIFICAÇÃO: ESCOLA: E.E.E.F.M. PRISCILA RODRIGUES CHAGAS DISCIPLINA: HISTÓRIA PROFESSOR(A): FLÁVIO TOLEDO DE SOUZA SÉRIE/ANO: (6º SÉRIE EJA) ANO LETIVO: 2015 OBJETIVOS DA DISCIPLINA: Criar oportunidades para que os alunos conheçam e valorizem o patrimônio natural e cultural da cidade e do país, tomando-os como temas de estudo em diferentes áreas curriculares e incluindo nas propostas didáticas o acesso ao patrimônio artístico, arquitetônico, recreativo, informativo e de serviços da cidade/região; -- Consolidar contextos institucionais apoiados nos valores de liberdade, tolerância, igualdade, verdade, justiça, solidariedade e paz, e promover a reflexão do sentido desses valores em contextos particulares; -- Contribuir para que os alunos desenvolvam o sentido de pertencimento social, cívico e político; -- Discutir diferentes pontos de vista, acolher e considerar as opiniões dos outros, defender e fundamentar as próprias opiniões e modificá-las quando for o caso; -- Identificar relações sociais no seu próprio grupo de convívio, na localidade, na região e no país, e outras manifestações estabelecidas em outros tempos e espaços; -- Situar acontecimentos históricos e localizá-los em uma multiplicidade de tempos; -- Compreender que as histórias individuais são partes integrantes de histórias coletivas; -- Conhecer e respeitar o modo de vida de diferentes grupos, em diversos tempos e espaços, em suas manifestações culturais, econômicas, políticas e sociais, reconhecendo semelhanças e diferenças entre eles, continuidades e descontinuidades, conflitos e contradições sociais; -- Questionar sua realidade, identificando problemas e possíveis soluções, conhecendo formas político-institucionais e organizações da sociedade civil que possibilitem modos de atuação; -- Valorizar o patrimônio sociocultural e respeitar a diversidade social, considerando critérios éticos; -- Conhecer e valorizar o direito de cidadania dos indivíduos, dos grupos e dos povos como condição de efetivo fortalecimento da democracia, mantendo-se o respeito às diferenças e a luta contra as desigualdades; -- Saber utilizar diferentes fontes na produção do conhecimento histórico; -- Identificar e comparar os ritmos de duração temporal nas diversas sociedades; -- Conhecer o processo de apropriação da natureza, de conquista dos trabalhadores, as técnicas de transformação da natureza, as formas de organização social e as transformações ocorridas no mundo do trabalho, em diferentes períodos históricos; -- Identificar e refletir sobre o impacto das transformações do capitalismo nas sociedades, evidenciando as implicações sociais; -- Compreender as principais ideias e movimentos políticos e sua influência na organização política e econômica das sociedades em diferentes realidades históricas; EIXO TEMÁTICO CONTEÚDOS (RELACIONAR POR BIMESTRE) COMPETÊNCIAS/HABILIDADES METODOLOGIA/ESTRATÉGIAS AVALIAÇÃO
  2. 2. AS RELAÇÕES SOCIAIS, CULTURAIS E DE TRABALHO E PODER 1º BIMESTRE Habitações e cidades na história do Brasil. _ Como viviam os primeiros Seres Humanos – As primeiras Cidades. - Os primeiros habitantes do Brasil. - Novas técnicas de construção´. - Os primeiros povoados - No Campo: escravizados e senhores. A expansão do território o Crescimento da vida urbana. A modernização do espaço urbano Brasileiro - As cidades brasileiras e seus desafios. - O século XIX e o início da modernização urbana. - A chegada da família real portuguesa. - A instalação das ferrovias - A abolição da escravidão - Imigração e industrialização. * As reformas Urbanas * O acesso a Moradia. 2º BIMESTRE DE 2015 SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA A história da Saúde - A saúde na Pré-história - Os cuidados com a saúde na Antiguidade O nascimento da Medicina - A saúde na Europa Medieval - O pensamento Cristão - Os profissionais e as instituições de Saúde. - Doenças e epidemias nas Cidades - Idade Moderna: Doenças e a saúde Além-mar. A SAÚDE NO BRASIL. - A saúde no Brasil colônia - Práticas de cura - O ofício do Boticário - As primeiras escolas de medicina - A reforma Sanitária A revolta da vacina - Estado e saúde O sistema único de Saúde (SUS) - Comparar os diferentes modos de organização do trabalho e suas consequências para a vida social; - Analisar interações entre sociedade e natureza na organização do espaço histórico, envolvendo a cidade e o campo. - Desenvolver a construção do pensamento histórico através de possibilidades de críticas interna e externa de diferentes tipos de fontes históricas; - Comparar os diferentes modos de organização do trabalho e suas consequências para a vida social; - Exercitar diferentes tipos de narrativas e registros; -- Analisar historicamente os processos de exclusão/inclusão social promovidas pelas sociedades, considerando o respeito aos direitos humanos e à diversidade; -- Comparar diferentes processos de formação de instituições sociais, políticas e culturais e geográficos na construção do conhecimento histórico. A avaliação processual e contínua, deverá ser realizada em todas as etapas do ano letivo envolvendo a observação, participação, realização de atividades, interesse dos alunos e análise reflexiva constante das tarefas desenvolvidas em sala de aula para que assim o professor possa perceber os avanços, necessidades e dificuldades dos alunos e fazer as intervenções necessárias. - Diagnosticar os conhecimentos prévios dos alunos, para planejar incutindo o conhecimento anterior de cada um. - formativa que preza controlar verificando se os alunos estão atingindo os objetivos propostos anteriormente auxiliando o professor na identificação de deficiências. - Somativa que tem como objetivo a somas das atividades oferecidas pela disciplina de acordo com o rendimento de cada aluno.
  3. 3. GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO CRE – ROLIM EEEFM PRISCILA RODRIGUES CHAGAS PLANO DE ENSINO DO ENSINO FUNDAMENTAL IDENTIFICAÇÃO: ESCOLA: E.E.E.F.M. PRISCILA RODRIGUES CHAGAS DISCIPLINA: HISTÓRIA PROFESSOR(A): FLÁVIO TOLEDO DE SOUZA SÉRIE/ANO: (7º SÉRIE EJA) ANO LETIVO: 2015 OBJETIVOS DA DISCIPLINA: Criar oportunidades para que os alunos conheçam e valorizem o patrimônio natural e cultural da cidade e do país, tomando-os como temas de estudo em diferentes áreas curriculares e incluindo nas propostas didáticas o acesso ao patrimônio artístico, arquitetônico, recreativo, informativo e de serviços da cidade/região; -- Consolidar contextos institucionais apoiados nos valores de liberdade, tolerância, igualdade, verdade, justiça, solidariedade e paz, e promover a reflexão do sentido desses valores em contextos particulares; -- Contribuir para que os alunos desenvolvam o sentido de pertencimento social, cívico e político; -- Discutir diferentes pontos de vista, acolher e considerar as opiniões dos outros, defender e fundamentar as próprias opiniões e modificá-las quando for o caso; -- Identificar relações sociais no seu próprio grupo de convívio, na localidade, na região e no país, e outras manifestações estabelecidas em outros tempos e espaços; -- Situar acontecimentos históricos e localizá-los em uma multiplicidade de tempos; -- Compreender que as histórias individuais são partes integrantes de histórias coletivas; -- Conhecer e respeitar o modo de vida de diferentes grupos, em diversos tempos e espaços, em suas manifestações culturais, econômicas, políticas e sociais, reconhecendo semelhanças e diferenças entre eles, continuidades e descontinuidades, conflitos e contradições sociais; -- Questionar sua realidade, identificando problemas e possíveis soluções, conhecendo formas político-institucionais e organizações da sociedade civil que possibilitem modos de atuação; -- Valorizar o patrimônio sociocultural e respeitar a diversidade social, considerando critérios éticos; -- Conhecer e valorizar o direito de cidadania dos indivíduos, dos grupos e dos povos como condição de efetivo fortalecimento da democracia, mantendo-se o respeito às diferenças e a luta contra as desigualdades; -- Saber utilizar diferentes fontes na produção do conhecimento histórico; -- Identificar e comparar os ritmos de duração temporal nas diversas sociedades; -- Conhecer o processo de apropriação da natureza, de conquista dos trabalhadores, as técnicas de transformação da natureza, as formas de organização social e as transformações ocorridas no mundo do trabalho, em diferentes períodos históricos; -- Identificar e refletir sobre o impacto das transformações do capitalismo nas sociedades, evidenciando as implicações sociais; -- Compreender as principais ideias e movimentos políticos e sua influência na organização política e econômica das sociedades em diferentes realidades históricas; EIXO TEMÁTICO CONTEÚDOS (RELACIONAR POR BIMESTRE) COMPETÊNCIAS/HABILIDADES METODOLOGIA/ESTRATÉGIAS AVALIAÇÃO 1º BIMESTRE DE 2015 AS ORIGENS DO ESTAO BRASILEIRO -- Conhecer e relacionar dimensões espaço temporais simples, a partir de noções conceituais mais complexas, como tempo A avaliação processual e contínua, deverá ser realizada em todas as
  4. 4. NAÇÕES, POVOS, LUTAS, GUERRAS E REVOLUÇÕES histórico, temporalidade e historicidade; -- Desenvolver a construção do pensamento histórico através de possibilidades de críticas interna e externa de diferentes tipos de fontes históricas; -- Comparar os diferentes modos de organização do trabalho e suas consequências para a vida social; -- Exercitar diferentes tipos de narrativas e registros; -- Analisar historicamente os processos de exclusão/inclusão social promovidas pelas sociedades, considerando o respeito aos direitos humanos e à diversidade; -- Comparar diferentes processos de formação de instituições sociais, políticas e culturais e geográficos na construção do conhecimento histórico escolar; -- Participar de tarefas grupais que convidem ao intercâmbio de opiniões, à consideração de diferentes pontos de vista e à necessidade de busca de consensos; -- Participar de ações que favoreçam o compromisso com os outros, com o meio ambiente, com instituições com as quais se convive diariamente, com a sociedade, com o planeta; -- Analisar interações entre sociedade e natureza na organização do espaço histórico, envolvendo espaços rurais e urbanos. etapas do ano letivo envolvendo a observação, participação, realização de atividades, interesse dos alunos e análise reflexiva constante das tarefas desenvolvidas em sala de aula para que assim o professor possa perceber os avanços, necessidades e dificuldades dos alunos e fazer as intervenções necessárias. - Diagnosticar os conhecimentos prévios dos alunos, para planejar incutindo o conhecimento anterior de cada um. - formativa que preza controlar verificando se os alunos estão atingindo os objetivos propostos anteriormente auxiliando o professor na identificação de deficiências. - Somativa que tem como objetivo a somas das atividades oferecidas pela disciplina de acordo com o rendimento de cada aluno.
  5. 5. GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO CRE – ROLIM EEEFM PRISCILA RODRIGUES CHAGAS PLANO DE ENSINO DO ENSINO FUNDAMENTAL IDENTIFICAÇÃO: ESCOLA: E.E.E.F.M. PRISCILA RODRIGUES CHAGAS DISCIPLINA: GEOGRAFIA PROFESSOR(A): FLÁVIO TOLEDO DE SOUZA SÉRIE/ANO: 7º ANO ANO LETIVO: 2015 OBJETIVOS DA DISCIPLINA: Conhecer a organização do espaço geográfico e o funcionamento da natureza em suas múltiplas relações, de modo a compreender o papel das sociedades em sua construção e na produção do território, da paisagem e do lugar; Identificar e avaliar as ações dos homens em sociedade e suas consequências em diferentes espaços e tempos, de modo a construir referenciais que possibilitem uma participação propositiva e reativa nas questões socioambientais locais; Compreender a espacialidade e temporalidade dos fenômenos geográficos estudados em suas dinâmicas e interações; Compreender que as melhorias nas condições de vida, os direitos políticos, os avanços técnicos e tecnológicos e as transformações socioculturais são conquistas decorrentes de conflitos e acordos, que ainda não são usufruídas por todos os seres humanos e, dentro de suas possibilidades, empenhar-se em democratizá-las; Conhecer e saber utilizar procedimentos de pesquisa da Geografia para compreender o espaço, a paisagem, o território o lugar e seus processos de construção, identificando suas relações, problemas e contradições; Fazer leituras de imagens, de dados e de documentos de diferentes fontes de informação, de modo a interpretar, analisar e relacionar informações sobre o espaço geográfico e as diferentes paisagens; Saber utilizar a linguagem cartográfica para obter informações e representar a espacialidade dos fenômenos geográficos; Valorizar o patrimônio sociocultural e respeitar a sócio diversidade, reconhecendo-a como um direito dos povos e indivíduos e também, um elemento de fortalecimento da democracia. EIXO TEMÁTI CO CONTEÚDOS (RELACIONAR POR BIMESTRE) COMPETÊNCIAS/HABILIDADES METODOLOGIA/ES TRATÉGIAS AVALIAÇÃO PAISAGE M E DIVERSI DADE TERRITO RIAL BRASILE IRA 1º BIMESTRE Lugar Paisagem Sociedade Natureza Cidade Lazer - Compreender a complexidade do espaço geográfico e entender a regionalização como objeto de estudo; - Ler e descrever os diferentes espaços geográficos, sua função social econômica e política; Interpretação de textos; Bingo; Arguição - oral; Aulas A avaliação processual e contínua, deverá ser realizada em todas as etapas do ano letivo envolvendo a observação, participação, realização de
  6. 6. O CAMPO E A CIDADE COMO FORMAÇ ÃO SOCIOS ESPACIA IS Qualidade de vida urbana Propriedade coletiva e pública Limites / Fronteiras Bairros / Favelas/ Periferia Regiões e Estados do Brasil 2º BIMESTRE Países e continentes Paisagem urbana e rural Territórios preservados e os depredados. Paisagens do cotidiano (discotecas, bares, teatros) Espaço público e privado Região e regionalização do Brasil e do mundo. 3º BIMESTRE . Locais da população: a distribuição dos serviços, loteamentos, equipamentos públicos, praças, parques. Telecomunicações Meios de transporte (aéreos/ferroviários/rodoviários/aquaviário s. Meio técnico-científico (Infovias) - infoespaço. 4º BIMESTRE • Semelhanças e diferenças entre as regiões. • Aspectos relevantes do regionalismo - Conhecer e analisar a divisão territorial relacionando com a ocupação do espaço de vivência; - Compreender a organização do espaço brasileiro e suas interações com a natureza; - Identificar diferentes regionalizações brasileiras e suas relações sociais; - Entender a organização do espaço de vivência estabelecendo relação com o espaço brasileiro. - Utilizar-se da geografia para compreender a organização do espaço urbano e rural e sua interação com a natureza; - Entender o processo de evolução dos modos de produção estabelecendo relações com os setores da economia; - Compreender que o espaço agrário é palco de sérios conflitos de escala local, nacional e global mediante a distribuição desigual da terra; - Entender a organização do espaço brasileiro a partir do espaço local; - Identificar as transformações ocorridas no meio rural através da modernização agrícola; - Compreender as interações entre campo e cidade; - Analisar os problemas vivenciados pelos pequenos e médios produtores, enfatizando a questão dos sem-terra, frente aos movimentos de reforma agrária; - Reconhecer-se como indivíduo e parte integrante de um grupo social.; - Reconhecer as características da agricultura no Brasil, sendo elas: a concentração da propriedade rural e as consequências da evolução das condições de trabalho no campo. expositivas; Prova relâmpago, Prova Escrita; Trabalhos em classe e extra classe; Interpretação de charges, mapas, Gráficos, tabelas atividades, interesse dos alunos e análise reflexiva constante das tarefas desenvolvidas em sala de aula para que assim o professor possa perceber os avanços, necessidades e dificuldades dos alunos e fazer as intervenções necessárias. - Diagnosticar os conhecimentos prévios dos alunos, para planejar incutindo o conhecimento anterior de cada um. - formativa que preza controlar verificando se os alunos estão atingindo os objetivos propostos anteriormente auxiliando o professor na identificação de deficiências. - Somativa que tem como objetivo a somas das atividades oferecidas pela disciplina de acordo com o rendimento de cada aluno. GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA
  7. 7. SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO CRE – ROLIM EEEFM PRISCILA RODRIGUES CHAGAS PLANO DE ENSINO DO ENSINO FUNDAMENTAL IDENTIFICAÇÃO: ESCOLA: E.E.E.F.M. PRISCILA RODRIGUES CHAGAS DISCIPLINA; GEOGRAFIA PROFESSOR(A): FLÁVIO TOLEDO DE SOUZA SÉRIE/ANO: 6º ANOS ANO LETIVO: 2015 OBJETIVOS DA DISCIPLINA: EIXO TEMÁTICO CONTEÚDOS (RELACIONAR POR BIMESTRE) COMPETÊNCIAS/HABILIDADES METODOLOGIA/ESTRATÉ GIAS AVALIAÇÃO A GEOGRAFI A COMO UMA POSSIBILI DADE DE LEITURA E COMPREE NSÃO DO MUNDO 1º BIMESTRE A GEOGRAFIA E A COMPREENSÃO DO MUNDO Paisagem, espaço e lugar - A paisagem, - O espaço geográfico, - O lugar. O trabalho e a transformação do espaço geográfico. - O trabalho humano. - As relações entre trabalho e paisagem, - Atividades: capítulos - 1 e 2 Lugares interessantes; O Parque Nacional das Nascentes do Rio Parnaíba. Orientação no espaço geográfico - A orientação, - A orientação pelo Sol, - A orientação pela Lua, - A orientação pela bússola, - Os modernos instrumentos de orientação, - Saiba mais A invasão do GPS. Localização no espaço geográfico. - Os paralelos e os meridianos, - A latitude e a longitude, - Atividades; capítulos 03 e 04. Representações gráficas: Representações do espaço geográfico - Identificar a geografia como ciência, sua finalidade e sua contribuição para formação da cidadania; - Observar o espaço geográfico onde a vida se instala e formação do lugar de vivência relacionando-o a diferentes tempos; - Analisar o espaço geográfico estabelecendo relações com fenômenos sociais e naturais, por meio de observações de como sua comunidade lida com as transformações desses fenômenos; - Distinguir paisagem de espaço geográfico; Interpretação de textos; Bingo; Arguição - oral; Aulas expositivas; Prova relâmpago, Prova Escrita; Trabalhos em classe e extra classe; Interpretação de charges, mapas, Gráficos, tabelas A avaliação processual e contínua, deverá ser realizada em todas as etapas do ano letivo envolvendo a observação, participação, realização de atividades, interesse dos alunos e análise reflexiva constante das tarefas desenvolvidas em sala de aula para que assim o professor possa perceber os avanços, necessidades e dificuldades dos alunos e fazer as intervenções
  8. 8. Compreender um texto: Um espaço de fantasia. O PLANETA TERRA Apresentando o planeta Terra - A Terra: características gerais, - Os movimentos da Terra, - Os fusos horários, - Os fusos horários no Brasil. Como se formaram os continentes da Terra. - A deriva continental. - A Terra em movimento: as placas tectônicas. - A teoria das placas tectônicas. - A formação das montanhas e a expansão dos oceanos. - Os vulcões. - Os terremotos. Atividades: capítulos 7 e 8. Representações gráficas: Representação do tempo geológico Compreender um texto: Habitantes da Pré-História do Brasil SEGUNDO BIMESTRE. OS CONTINENTES, AS ILHAS E OS OCEANOS. - Os continentes - A divisão política das terras emersas, - A América. - A África, - A Europa. - A Ásia. - A Oceania. - A Antártida. - As ilhas - As ilhas e os arquipélagos. Lugares interessantes: Atol das Rocas - Os oceanos e os mares. - Os oceanos. - Os mares. - A exploração econômica dos oceanos. A água nos continentes - A distribuição da água doce nos continentes. - O ciclo da água. - Onde está a água doce? Saiba mais: O Aquífero Guarani Representações gráficas: Elementos do mapa Compreender um texto: As aventuras de Robinson Crusoé perdido em uma ilha RELEVO E HIDROGRAFIA - Valorizar as diferentes formas de trabalho reconhecendo sua importância, estabelecendo comparações relacionadas a ele em diferentes épocas e transformações espaciais, bem como a ação do homem como agente transformador; - Analisar como sua comunidade lida com as transformações naturais, econômicas e sociais; - Reconhecer as transformações temporais e espaciais na sua realidade; - Valorizar o espaço do seu município respeitando os aspectos naturais, sociais e econômicos possibilitando o conhecimento do necessárias. - Diagnosticar os conhecimentos prévios dos alunos, para planejar incutindo o conhecimento anterior de cada um. - formativa que preza controlar verificando se os alunos estão atingindo os objetivos propostos anteriormente auxiliando o professor na identificação de deficiências. - Somativa que tem como objetivo a somas das atividades oferecidas pela disciplina de acordo com o rendimento de cada aluno.
  9. 9. As principais formas do relevo terrestre - As formas do relevo. Os processos de formação e transformação do relevo - Agentes internos ou endógenos. - Agentes externos. - Atividades dos capítulos 13 e 14. Texto - Lugares interessantes: Monte Everest: o topo do mundo O relevo brasileiro - As principais formas de relevo no Brasil. Os rios e as bacias hidrográficas do Brasil. A importância dos rios. Principais bacias hidrográficas do Brasil. Saiba mais: Como se produz energia hidrelétrica Atividades dos capítulos 15 e 16. • Representações gráficas: Principais tipos de mapa • Compreender um texto: Visão das profundezas espaço de vivência.
  10. 10. As principais formas do relevo terrestre - As formas do relevo. Os processos de formação e transformação do relevo - Agentes internos ou endógenos. - Agentes externos. - Atividades dos capítulos 13 e 14. Texto - Lugares interessantes: Monte Everest: o topo do mundo O relevo brasileiro - As principais formas de relevo no Brasil. Os rios e as bacias hidrográficas do Brasil. A importância dos rios. Principais bacias hidrográficas do Brasil. Saiba mais: Como se produz energia hidrelétrica Atividades dos capítulos 15 e 16. • Representações gráficas: Principais tipos de mapa • Compreender um texto: Visão das profundezas espaço de vivência.

×