Paulo Fleury

4.847 visualizações

Publicada em

Palestra do presidente do Instituto de Logística e Supply Chain (ILOS), Paulo Fleury, sobre estrutura logística no Brasil.

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.847
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
231
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Paulo Fleury

  1. 1. Custos Logísticos e Competitividade Internacional Paulo Fernando Fleury, PhD
  2. 2. Fatores que vem Influenciando as Práticas de Logística e Supply Chain NOVAS TECNOLOGIAS NOVAS EXIGÊNCIAS COMPETITIVAS NOVAS FERRAMENTAS MAIOR COMPLEXIDADE- Tecnologias de informação; - Globalização (Soft e hard; coleta, proces. - Proliferação de produtos e transmissão) - Incerteza econômica - Armazenagem -Maior exigência de serviços - Transporte - JIT, ECR, QRPermitem o gerenciamento Transformam a atividade Integrado dos diversos logísticas, de centro de custo, componentes da gerador de despesas, em arma Cadeia de Abastecimento competitiva que adiciona valor GESTÃO MODERNA DO SUPPLY CHAIN
  3. 3. A Logística no Brasil • É um negócio de grandes proporções... – Movimenta cerca de R$ 344 bilhões por ano – Gastos logísticos representam 8,3% do faturamento (média) • E tem evoluído muito rapidamente... – Em termos de importância dentro das empresas – Em termos da indústria de Prestadores de Serviços LogísticosFonte: Instituto ILOS
  4. 4. Como as Empresas Enxergam a Logística? Logística como Vantagem Competitiva (% de concordância) 94% 91% 90% 86% Ásia Brasil Europa América Pacífico do NorteFonte: Pesquisa Terceirização Logística 2009 – CEL/COPPEAD; Langley 2007
  5. 5. Crescente Importância Organizacional Nível hierárquico do Principal Executivo de Logística Dados 2003 49% 42% 9% 0% 0% Presidencia/Vice Diretoria Gerência Sênior Gerência Interm. Gerência Pres OperacionalFonte: Pesquisa Terceirização Logística 2003 – CEL/COPPEAD
  6. 6. Crescente Importância Organizacional Nível hierárquico do Principal Executivo de Logística Dados 37% 2009 28% 23% 7% 5% Presidencia/Vice Diretoria Gerência Sênior Gerência Interm. Gerência Pres OperacionalFonte: Pesquisa Perfil do Executivo de Logística - ILOS
  7. 7. Forte Participação dos Operadores Logísticos em Várias Regiões Para os embarcadores os gastos com prestadores de serviço logístico representam em média 63% do custo logístico. 47%América 65% do Norte Europa 62% Ásia e Pacífico 63% BrasilFonte Brasil: Instituto ILOS, Fonte Internacional: 2008 Third Party Study
  8. 8. Receita Total dos Operadores x Quantidade 165 18 16 133 136 130 124 122 128 14 107 114 112 118 12 98 10 80 60 35 R$ 39 R$ 34 R$ 39bi R$ 27 40 R$ 21 R$ 22 R$ 6 R$ 10 R$ 16 20 R$ 1 R$ 2 R$ 3 R$ 5 0 1997 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 Qtd de Operadores Logísticos Soma da Receita (bilhões de R$) Fonte: Revista Tecnologística (Março/2011). Análise: Instituto ILOS*Dados de 2009 e 2010 sujeitos a alterações.
  9. 9. Custos logísticos em relação ao PIB Brasil x EUA 14% 11.6% % dos custos logísticos em relação ao PIB 12% 0.4% 0.7% 8.7% % dos custos em relação ao PIB 10% 3.5% 0.4% 8% 0.8% 6% 2.1% 4% 6.9% 5.4% 2% 0% Brasil Brasil EUA Transporte Transporte Estoque Estoque Armazenagem Armazenagem Administrativo AdministrativoFontes:Brasil: instituto ILOSEUA: CSCMPs 20th Annual State of Logistics Report (Rosalyn Wilson) – Somente custos domésticos
  10. 10. Composição dos Custos Logísticos nas Empresas Relação entre os custos de transporte, estoque e armazenagem com a Receita Líquida das empresas 1,7% 8,3% 2,2% 4,4% % de custos com % de custos com % de custos com % de custo TRANSPORTE ESTOQUE ARMAZENAGEM TOTAL Fonte: Pesquisa Custos Logísticos no Brasil – Instituto ILOS
  11. 11. Matriz de Transporte e Custo Brasil x EUA Brasil - 2008 Estados Unidos - 2008 Modal % TKU US$ / Mil TKU % TKU US$ / Mil TKU Rodoviário 62,7 % US$ 117 27,7 % US$ 323 Ferroviário 21,7 % US$ 27 41,5 % US$ 20 Aquaviário 11,7 % US$ 34 11,5 % US$ 7 Dutoviário 3,8 % US$ 42 19,0 % US$ 7 Aéreo 0,1 % US$ 1624 0,3 % US$ 945Se aplicássemos a proporção da matriz americana no Brasil, mantendo os custos brasileiros a economia seria de R$ 58 bi (2% do PIB). Além de uma redução de emissões de 35%. Fonte: Estimativa Instituto ILOS
  12. 12. Custo Transporte Ferroviário Exemplos 26,97 19,96 US$mil/TKU 8,75 China EUA Brasil 2008 2008 2008Fonte: ANTT, AAR, National Bureau of Statistics of ChinaAnálises: Instituto ILOS
  13. 13. Velocidade Média de Percurso Ferrovias 47 (km por hora) 39 29 China EUA Brasil 2008 2009 2009Fonte: ANTT, DOT, National Bureau of Statistics of ChinaAnálises: Instituto ILOS
  14. 14. Custos de Transporte e Portuário de Soja Preço da Soja em Sorriso (11/01/11) = Sorriso Santos R$ 700 / ton (A) Distância 2.049 km Fonte: IMEA (B) Frete Rodoviário R$ 210 / ton (C) Custo Portuário R$ 18,14 / ton (D) Custo Logístico R$ 228,14 (E) Custos Logísticos/Preço Soja 33% Santarém Sorriso Paranaguá (A) Distância 2.154 km (B) Frete Rodoviário R$ 160 / ton Sorriso (C) Custo Portuário R$ 14,00 / ton (D) Custo Logístico R$ 174,00 (E) Custos Logísticos/Preço Soja 25% Sorriso Santarém Santos (A) Distância 1.310 km Paranaguá (B) Frete Rodoviário R$ 130 / ton (C) Custo Portuário R$ 12,75 / ton (D) Custo Logístico R$ 142,75 (E) Custos Logísticos/Preço Soja 20%Fonte: Instituto ILOS
  15. 15. Custo logístico e custo operacional total do Etanol destinado à exportação Custo Total* em R$/m3 Exportação de 233 828 Álcool: BrasilÁsia 28% 194 401 23% 48% Ásia Custo de Custo de Custo Custo Total Produção e CCT Produção do Logístico da Cana Álcool Custo Logístico* Teodoro Brasil em R$/m3 138 233 Sampaio(SP) 59% Porto Santos 21 71 3 9% 30% 1% Inbound Transferência Frete Op. Portuária Custo Rodoviário Rodoviária Internacional Logístico* Valores de referência coletados entre set 2007 e mar 2008Fonte: Instituto ILOS
  16. 16. Custos para exportar um contêiner (em US$) Rússia $700 $1.150 Brasil $690 $1.100 Índia $530 $525 Estados Unidos $250 $800 Burocracia (Preparação de documentos e despacho aduaneiro) Bur Alemanha $172 $700 Operação (Transporte interno no Ope país e no porto e manuseio no Dinamarca $278 $466 país/porto) Estônia $225 $500 China $320 $180 Cingapura $136 $32016 Fonte: Banco Mundial; Análise: Instituto ILOS
  17. 17. Custos para exportar um contêiner Burocracia (em US$) Preparação de documentos Cingapura $105 Alemanha $142 Estados Unidos $190 Estônia $200 Rússia $200 Dinamarca $203 China $250 Índia $400 Brasil $490 Despacho aduaneiro e controle técnico Fonte: Banco Mundial; Análise: Instituto ILOS
  18. 18. Dinamarca $203Custos para exportar um contêiner China $250 Índia Burocracia $400 Brasil $490 (em US$) Despacho aduaneiro e controle técnico Estônia $25 Alemanha $30 Cingapura $31 Estados Unidos $60 China $70 Dinamarca $75 Índia $130 Brasil $200 Rússia $500 Fonte: Banco Mundial; Análise: Instituto ILOS
  19. 19. Custos para exportar um contêiner Operação (em US$) Transporte interno e manuseio China $95 Cingapura $140 Dinamarca $275 Índia $350 Estônia $325 Estados Unidos $400 Alemanha $450 $400 Brasil $850 $490 Rússia $900cnico Manuseio do porto e terminal Fonte: Banco Mundial; Análise: Instituto ILOS
  20. 20. Estados Unidos $400 Custos para exportar um$450 Alemanha contêiner $400 Brasil Operação $850 $490 Rússia $900 (em US$)nico Manuseio do porto e terminal China $85 Índia $175 Estônia $175 Cingapura $180 Dinamarca $191 Brasil $250 Rússia $250 Alemanha $250 $500 Estados Unidos $400 Fonte: Banco Mundial; Análise: Instituto ILOS
  21. 21. Participação dos itens no custos de exportação do Brasil 27% Preparação de documentos Despacho aduaneiro 47% Manuseio portuário 11% Transporte interno 14% Fonte: Banco Mundial; Análise: Instituto ILOS
  22. 22. Sumario• A logística vem ganhando cada vez mais importância nas empresas brasileiras.• O custo logístico no Brasil é 27% superior ao dos EUA (11,6% do PIB, contra 8,7%. nos EUA)• Se aplicássemos a proporção da matriz americana no Brasil, mantendo os custos brasileiros a economia seria de R$ 58 bi além de 35% de redução nas emissões.• A péssima infraestrutura assim como o excesso de burocracia impactam diretamente os custos logísticos e consequentemente afetam a rentabilidade das empresas.• Os custos logísticos consomem na média 8,3% da receita liquida das empresas no Brasil. Só o transporte representa 4,4%.
  23. 23. OBRIGADO !!!

×