CRIAÇÃO DA UNICAFES
 UNICAFES NACIONAL – 22 de junho de 2005
 UNICAFES do Rio Grande do Sul - 27 de julho
de 2006
Quadro...
COMPOSIÇÃO DA UNICAFES/RS
27 cooperativas de crédito
2 cooperativas de energia/eletrificação
2 cooperativas de habitação
1...
 Representação política das cooperativas da agricultura
familiar e de economia solidaria nos ramos: crédito,
infraestrutu...
 Acompanhar a evolução tecnológica, os rumos e as
perspectivas da sociedade para aperfeiçoar a atuação das
cooperativas;
...
PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DAS
COOPERATIVAS AGROPECUÁRIAS
VINCULADAS A UNICAFES/RS
 Cooperativas recentes, criadas após o...
PARTICIPAÇÃO DAS COOPERATIVAS NO
MERCADO INSTITUCIONAL
 Programa de Aquisição de Alimentos – PAA
(Lei 10.696/2003 e 12.51...
PARTICIPAÇÃO DAS COOPERATIVAS NO
MERCADO INSTITUCIONAL
 Na legislação do PAA e PNAE está garantida a preferência
de venda...
MODALIDADES DO PAA
P
A
A
Doação
Simultânea
PAA Leite
Compra
Direta
Formação de
Estoque
Aquisição de
Sementes
Compra
instit...
CENTRAIS DE COMERCIALIZAÇÃO
Frutas, legumes,
verduras, arroz,
feijão, mel de
abelha, suco.
UNICENTRAL
5 cooperativas
UNICO...
CENTRAIS DE COMERCIALIZAÇÃO (um exemplo)
 Operações de comercialização da CECAFES
17 cooperativas filiadas, somando 5,5 m...
CENTRAIS DE COMERCIALIZAÇÃO (um exemplo)
 Operações de comercialização da CECAFES
17 cooperativas filiadas, somando 5,5 m...
COMERCIALIZAÇÃO DE UMA COOPERATIVA
INDIVIDUAL (um exemplo)
 Operações de comercialização da COOPEAGRI
(em torno de 800 as...
COMERCIALIZAÇÃO DE UMA COOPERATIVA
INDIVIDUAL (um exemplo)
 Operações de comercialização da COOPEAGRI
(em torno de 800 as...
Principais desafios e limites à inserção das
cooperativas no mercado institucional
Relacionados ao setor público
 Resistê...
Principais desafios e limies à participação das
cooperativas em mercados fora do Brasil
Relacionados ao setor cooperativo
...
Contatos
Gervásio Plucinski (Presidente da UNICAFES/RS)
inicafesrs@st.com.br
0(00) 54- 3522.3912
Lecian Gilberto Conrad (C...
União Nacional das Cooperativas de Agricultura Familiar e Economia Solidária (Brasil)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

União Nacional das Cooperativas de Agricultura Familiar e Economia Solidária (Brasil)

527 visualizações

Publicada em

Presentación de UNICAFES (Brasil), en el marco del “Primer Diálogo Regional sobre oportunidades y desafíos de colaboración entre la agricultura familiar y los sistemas públicos de abastecimiento de alimentos en América Latina y el Caribe”, realizado el 28 y 29 de octubre de 2015, en Brasilia.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
527
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

União Nacional das Cooperativas de Agricultura Familiar e Economia Solidária (Brasil)

  1. 1. CRIAÇÃO DA UNICAFES  UNICAFES NACIONAL – 22 de junho de 2005  UNICAFES do Rio Grande do Sul - 27 de julho de 2006 Quadro atual de organização da UNICAFES
  2. 2. COMPOSIÇÃO DA UNICAFES/RS 27 cooperativas de crédito 2 cooperativas de energia/eletrificação 2 cooperativas de habitação 1 cooperativa de assistência técnica 38 cooperativas agropecuárias Total de 70 cooperativas, em torno de 130 mil associados.
  3. 3.  Representação política das cooperativas da agricultura familiar e de economia solidaria nos ramos: crédito, infraestrutura, habitação, ater e agropecuário (em especial os mercados institucionais);  Articulação de políticas públicas, programas, projetos e ações que beneficiam as cooperativas solidárias, associadas, respondendo as demandas comuns internas das cooperativas e externas da sociedade;  Interlocução entre as cooperativas e os governos;  Prospecção de planos de negócios, com uma visão macro e organização em centrais e redes de comercialização, preservando a autonomia das cooperativas vinculadas; O PAPEL DA UNICAFES/RS
  4. 4.  Acompanhar a evolução tecnológica, os rumos e as perspectivas da sociedade para aperfeiçoar a atuação das cooperativas;  Recuperar, programar e implementar a educação cooperativista com base em um novo conceito de cooperativismo articulado com uma visão de gestão participativa, democrática e transparente;  Orientar as cooperativas para ocuparem espaços, fóruns e conselhos públicos nos municípios com objetivo de direcionar os recursos públicos Federais, Estaduais e Municipais para o desenvolvimento do cooperativismo da agricultura familiar e economia solidária. O PAPEL DA UNICAFES/RS
  5. 5. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DAS COOPERATIVAS AGROPECUÁRIAS VINCULADAS A UNICAFES/RS  Cooperativas recentes, criadas após o período da ditadura militar (1980);  Maioria dos associados são pequenos agricultores;  Diversificação na produção: leite, carnes, grãos, frutas, legumes, verduras;  Acessam os diversos mercados de varejo, atacado, feiras e mercado institucional.
  6. 6. PARTICIPAÇÃO DAS COOPERATIVAS NO MERCADO INSTITUCIONAL  Programa de Aquisição de Alimentos – PAA (Lei 10.696/2003 e 12.512/2011) Algumas cooperativas comercializam desde o ano de 2004.  Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE (Lei 11.947/2009) Comercialização iniciou em 2010.
  7. 7. PARTICIPAÇÃO DAS COOPERATIVAS NO MERCADO INSTITUCIONAL  Na legislação do PAA e PNAE está garantida a preferência de venda para as cooperativas. PNAE: Art 1º da Resolução CD/FNDE nº 04/2015. PAA: Art 7º do Decreto 7.775/2012.  A inserção das cooperativas neste mercado acontece de duas formas: 1. Cada cooperativa comercializa individualmente 2. Um determinado grupo de cooperativas se organizam em uma CENTRAIS DE COMERCIALIZAÇÃO
  8. 8. MODALIDADES DO PAA P A A Doação Simultânea PAA Leite Compra Direta Formação de Estoque Aquisição de Sementes Compra institucional Modalidades mais utilizadas pelas cooperativas
  9. 9. CENTRAIS DE COMERCIALIZAÇÃO Frutas, legumes, verduras, arroz, feijão, mel de abelha, suco. UNICENTRAL 5 cooperativas UNICOOPER 8 cooperativas Frutas, legumes, verduras, carnes e farinha de trigo e milho CECAF 17 cooperativas AGRICOOP 3 cooperativas Leite, Feijão, farinha de trigo e milho, mel de abelha Frutas, legumes, verduras, farinhas, panaficados e carnes Mercados:  Feiras  Varejo e Atacado  Mercado institucional (PAA e PNAE) 2 mil associados 5,5 mil associados 2 mil associados 2 mil associados
  10. 10. CENTRAIS DE COMERCIALIZAÇÃO (um exemplo)  Operações de comercialização da CECAFES 17 cooperativas filiadas, somando 5,5 mil associados Vendas através do PAA , modalidade Compra Institucional(2015) 2 Institutos Federais de Educação 4 Unidades Penitenciárias Estaduais 1 Hospital Municipal Faturamento previsto para 2015 com o PAA: R$ 3,25 milhões de reais
  11. 11. CENTRAIS DE COMERCIALIZAÇÃO (um exemplo)  Operações de comercialização da CECAFES 17 cooperativas filiadas, somando 5,5 mil associados Vendas através do PNAE (2015) 250 escolas em 18 municípios, 4 mil alunos Faturamento previsto para 2015 com o PNAE: R$ 1,25 milhões de reais 100% do faturamento da cooperativa é oriundo do mercado institucional
  12. 12. COMERCIALIZAÇÃO DE UMA COOPERATIVA INDIVIDUAL (um exemplo)  Operações de comercialização da COOPEAGRI (em torno de 800 associados) Vendas através do PNAE (2015) 15 escolas municipais e 5 escolas estaduais, 2 mil alunos Principais itens comercializados: Aipim, alface, batata doce, beterraba, bergamota, bolachas, brócolis, cenoura, chuchu, cuca colonial, doce de fruta, feijão, laranja, massa, morango, pão, repolho, tempero verde e tomate. Faturamento previsto em 2015: R$ 100 mil reais
  13. 13. COMERCIALIZAÇÃO DE UMA COOPERATIVA INDIVIDUAL (um exemplo)  Operações de comercialização da COOPEAGRI (em torno de 800 associados) Vendas através do PAA , modalidade Compra Direta(2015) Item comercializado: Leite em Pó Venda realizada para a CONAB,destinada à famílias em situação de insegurança alimentar (recurso do MDS) Valor da venda: R$ 500 mil reais Mercado institucional representa 5% do faturamento total
  14. 14. Principais desafios e limites à inserção das cooperativas no mercado institucional Relacionados ao setor público  Resistência as novas formas de aquisição de gêneros alimentícios (Lei 8.666- licitações);  Falta de qualificação/capacitação de profissionais para atuarem com as compras da agricultura familiar;  Estrutura física inadequada e recursos humanos insuficientes para comsumo de alimentos oriundos diretamente da agricultura familiar.
  15. 15. Principais desafios e limies à participação das cooperativas em mercados fora do Brasil Relacionados ao setor cooperativo  Necessidade de aperfeiçoamento das relações comerciais;  Planejamento da produção (Ater);  Necessidade de estruturação/adequação de estrutura física de processamento e logística de distribuição;  Aperfeiçoamento da gestão.
  16. 16. Contatos Gervásio Plucinski (Presidente da UNICAFES/RS) inicafesrs@st.com.br 0(00) 54- 3522.3912 Lecian Gilberto Conrad (Conselho de Adminisração da Unicafes/RS) direcao@coopeagri.com.br 0(xx) 54- 3324.6573

×