Crise? Consumo de vinhos no Brasil aumenta em 2015

238 visualizações

Publicada em

Não há um dia sequer que os principais jornais no país deixem de estampar em suas capas, seja em grandes manchetes, seja em pequenas notas, a crise econômica que assola o Brasil em 2015. Afora o desgoverno, o rebaixamento da nota pela agência de risco S&P e a projeção da inflação, há um setor no país que vai muito bem, como se a tal crise fosse apenas uma marola. Trata-se do vinho, produto que teve o seu consumo em alta, mais especificamente em 4,6%, no primeiro semestre do ano, comparando ao mesmo período de 2014.

Enquanto pesquisas apontam que a família brasileira reduziu as compras em 0,9%, no primeiro trimestre de 2015, o número divulgado pelo Instituto Brasileiro do Vinho (IBRAVIN) se torna ainda mais expressivo. Segundo a entidade, o destaque numérico citado fica por conta do vinho tinto, que chegou aos 9,1 milhões de litros, embora também há crescimento no consumo de outros tipos de vinhos, sucos, espumantes e outros derivados da uva, que totalizam 177,7 milhões de litros.

A uva apresentou crescimento de 24,8%, enquanto os espumantes, 22,7% (somente os moscatéis renderam 20,9%), chegando aos 4,9 milhões de litros. Ainda de acordo com o IBRAVIN, houve um crescimento de 10,2% no consumo de vinhos finos e espumantes, chegando a 14,1 milhões de litros. O índice negativo fica por conta das importações, que caíram 1,9%, devido a desvalorização do real em relação ao dólar.

Publicada em: Alimentos
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
238
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Crise? Consumo de vinhos no Brasil aumenta em 2015

  1. 1. Ettore Reginaldo Tedeschi Crise? Consumo de vinhos no Brasil aumenta em 2015
  2. 2. Não há um dia sequer que os principais jornais no país deixem de estampar em suas capas, seja em grandes manchetes, seja em pequenas notas, a crise econômica que assola o Brasil em 2015. Afora o desgoverno, o rebaixamento da nota pela agência de risco S&P e a projeção da inflação, há um setor no país que vai muito bem, como se a tal crise fosse apenas uma marola.
  3. 3. Trata-se do vinho, produto que teve o seu consumo em alta, mais especificamente em 4,6%, no primeiro semestre do ano, comparando ao mesmo período de 2014.
  4. 4. Enquanto pesquisas apontam que a família brasileira reduziu as compras em 0,9%, no primeiro trimestre de 2015, o número divulgado pelo Instituto Brasileiro do Vinho (IBRAVIN) se torna ainda mais expressivo.
  5. 5. Segundo a entidade, o destaque numérico citado fica por conta do vinho tinto, que chegou aos 9,1 milhões de litros, embora também há crescimento no consumo de outros tipos de vinhos, sucos, espumantes e outros derivados da uva, que totalizam 177,7 milhões de litros.
  6. 6. A uva apresentou crescimento de 24,8%, enquanto os espumantes, 22,7% (somente os moscatéis renderam 20,9%), chegando aos 4,9 milhões de litros. Ainda de acordo com o IBRAVIN, houve um crescimento de 10,2% no consumo de vinhos finos e espumantes, chegando a 14,1 milhões de litros. O índice negativo fica por conta das importações, que caíram 1,9%, devido a desvalorização do real em relação ao dólar.

×