Atentado em Paris: a sexta-feira
13 por Ettore Tedeschi
Ettore Reginaldo Tedeschi
Uma sexta-feira 13 para filme de terror nenhum colocar
defeito. Assim podemos descrever o ocorrido em Paris,
na última sem...
Os ataques aconteceram em seis lugares, entre bares,
restaurantes e que só não foi maior porque a polícia
impediu a entrad...
No Bar La Belle Equipe foram cerca de 19 mortos, enquanto
no Bar Le Carillon e no restaurante Le Petit Cambodge
foram 14 m...
Opinião - a sexta-feira 13 por Ettore Tedeschi: a gravidade
do problema pode ser representada pela decisão do
presidente f...
Atentado em Paris: a sexta-feira 13 por Ettore Tedeschi
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Atentado em Paris: a sexta-feira 13 por Ettore Tedeschi

267 visualizações

Publicada em

Uma sexta-feira 13 para filme de terror nenhum colocar defeito. Assim podemos descrever o ocorrido em Paris, na última semana, 13/11, após uma série de atentados coordenados abalarem a cidade mais visitada do mundo. A noite sangrenta na cidade luz terminou com mais de 120 mortos e cerca de 200 feridos, 80 destes em estado grave em ações devastadoras e estratégicas, posteriormente assumidas por membros do Estado Islâmico, segundo informações da agência Reuters.

Os ataques aconteceram em seis lugares, entre bares, restaurantes e que só não foi maior porque a polícia impediu a entrada de terroristas no Stade de France, onde acontecia o duelo amistoso entre França e Alemanha. O pior deles aconteceu na casa de show Bataclan com, ao menos, 80 mortos no teatro fundado no século 19 e que, mais de 200 anos após iniciar suas atividades culturais, presenciou um drama real, na fatídica noite que chocou o mundo.

No Bar La Belle Equipe foram cerca de 19 mortos, enquanto no Bar Le Carillon e no restaurante Le Petit Cambodge foram 14 mortos. O Restaurante La Casa Nostra teve, ao menos, cinco mortos. Na tentativa frustrada no estádio de futebol, no norte de Paris, três terroristas foram mortos pela polícia, antes que realizassem o ataque. De acordo com a agência de notícias francesa AFP, no total, oito terroristas morreram, mas sete deles conseguiram detonar as bombas que traziam junto ao corpo antes da ação da polícia.

Opinião - a sexta-feira 13 por Ettore Tedeschi: a gravidade do problema pode ser representada pela decisão do presidente francês, François Hollande, decretar situação de emergência em todo o país e fechar as fronteiras, classificando a ação como "um ataque sem precedentes". Não é por menos, já que trata-se do ataque mais mortal nos últimos 40 anos, na Europa. Espero estar enganado, mas esta guerra está longe de chegar ao fim.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
267
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Atentado em Paris: a sexta-feira 13 por Ettore Tedeschi

  1. 1. Atentado em Paris: a sexta-feira 13 por Ettore Tedeschi Ettore Reginaldo Tedeschi
  2. 2. Uma sexta-feira 13 para filme de terror nenhum colocar defeito. Assim podemos descrever o ocorrido em Paris, na última semana, 13/11, após uma série de atentados coordenados abalarem a cidade mais visitada do mundo. A noite sangrenta na cidade luz terminou com mais de 120 mortos e cerca de 200 feridos, 80 destes em estado grave em ações devastadoras e estratégicas, posteriormente assumidas por membros do Estado Islâmico, segundo informações da agência Reuters.
  3. 3. Os ataques aconteceram em seis lugares, entre bares, restaurantes e que só não foi maior porque a polícia impediu a entrada de terroristas no Stade de France, onde acontecia o duelo amistoso entre França e Alemanha. O pior deles aconteceu na casa de show Bataclan com, ao menos, 80 mortos no teatro fundado no século 19 e que, mais de 200 anos após iniciar suas atividades culturais, presenciou um drama real, na fatídica noite que chocou o mundo.
  4. 4. No Bar La Belle Equipe foram cerca de 19 mortos, enquanto no Bar Le Carillon e no restaurante Le Petit Cambodge foram 14 mortos. O Restaurante La Casa Nostra teve, ao menos, cinco mortos. Na tentativa frustrada no estádio de futebol, no norte de Paris, três terroristas foram mortos pela polícia, antes que realizassem o ataque. De acordo com a agência de notícias francesa AFP, no total, oito terroristas morreram, mas sete deles conseguiram detonar as bombas que traziam junto ao corpo antes da ação da polícia.
  5. 5. Opinião - a sexta-feira 13 por Ettore Tedeschi: a gravidade do problema pode ser representada pela decisão do presidente francês, François Hollande, decretar situação de emergência em todo o país e fechar as fronteiras, classificando a ação como "um ataque sem precedentes". Não é por menos, já que trata-se do ataque mais mortal nos últimos 40 anos, na Europa. Espero estar enganado, mas esta guerra está longe de chegar ao fim.

×