Um pai em nascimento

1.793 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.793
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
76
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Um pai em nascimento

  1. 1. Um Pai em Nascimento
  2. 2. José Eduardo Agualusa José Eduardo Agualusa nasceu na cidade do Huambo, em Angola, a 13 de dezembro de 1960. Estudou Agronomia e Silvicultura em Lisboa. Vive presentemente entre Luanda e Lisboa. Publicou várias obras oito romances [A Conjura (1988), Estação de chuvas (1997), Nação Crioula (1998), Um Estranho em Goa (2000), O Ano em que Zumbi Tomou o Rio (2002), O Vendedor de Passados (2004), As Mulheres do Meu Pai (2007) e Barroco Tropical (2009)], três recolhas de contos [Fronteiras Perdidas (1999), Catálogo das Sombras (2003) e Passageiros em Trânsito (2006)], um volume de poesia [Coração dos Bosques (1980)] e três livros para crianças [Estranhões e Bizarrocos (2000), A Girafa que Comia Estrelas (2005) e O Filho do Vento (2006)].
  3. 3.  Neste livro o autor relata a sua experiência como pai e partilha-a com o leitor relatando excertos de entrevistas, conversas e situações que lhe aconteceram. Segundo o autor, ter um filho é como voltar à infância porque estes chamam-nos a atenção para as pequenas fendas nos muros e para a quantidade de seres vivos que ai existem. Revela também como deu nome ao filho e como ultrapassou os obstáculos que aparecem na educação do seu filho.
  4. 4. Citações Favoritas “(…) há vinte e tantos anos olhei-me ao espelho, no quarto amplo de um hotel decadente, e vi-me com quarenta e poucos.”-Página 23 “Quando eu próprio nasci, era de tal forma feio que a minha mãe me escondia das visitas, e depois disso pouco melhorei.”-Página 45
  5. 5.  “Antigamente, eu falava sobre livros, viagens, filmes, música, trocava receitas exóticas (…) Agora, discuto fraldas, marcas de leite em pó, brinquedos e brincadeiras, ou sobre como enfrentar a meio da noite uma crise de cólicas.”-Página 46 “(…) as crianças inauguram o mundo em cada dia e ao fazê-lo ensinam-nos a vê-lo, novinho em folha, como se também nós voltássemos a ser recém-nascidos.”-Página 51

×