O Perfume

4.737 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.737
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
48
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
52
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Perfume

  1. 1. O PerfumeDe Patrick Süskind Trabalho realizado por: Tatiana Mogas Nº 13 , 10ºA
  2. 2. •Patrick Süskind nasceu em Amsbach, na Baviera, Alemanha, a 26 de Março de 1949. •Das primeiras publicações destacam- se alguns contos, como “Uma Batalha” – incluído em uma antologia, A Pomba, em 1979. • Mas “O Perfume” lançado em 1985, seu primeiro livro de sucesso. •Seguiu-se “ A História do SR. Sommer” em 1991 e, em 1995, “Três Histórias”. • Outro trabalho que lhe deu fama foi o monólogo dramático “O Contrabaixo”. • Pouco se sabe acerca de Süskind, que se tornou um dos autores mais enigmáticos da literatura alemã. • “O Perfume” inspirou o filme de Tom Tykwer , com o mesmo nome em 2006. O Autor "O Perfume, história de um assassino"
  3. 3. Resumo da história: • A acção decorre na capital francesa, a Paris do século XVIII. • A personagem principal é Jean-Baptiste Grenouille (que nasce a 17 de Julho de 1738). • Primeira parte da acção decorre na zona mais pobre da cidade, nos arredores sujos e fedorentos. A mãe de Jean-Baptiste, vendedora de peixe, deu-o à luz e tal como muitos outros seus irmãos o seu destino seria a morte no meio do lixo. Mas este marcou desde logo a sua diferença libertando um grito bastante profundo. • A mãe foi condenada a morte e Jean-Baptiste foi entregue a várias amas que sucessivamente o rejeitavam. Esta era uma criança diferente, não libertava cheiro, e para além disso só tardiamente começou a falar. • A última das suas amas, Madame Gaillard que cuidava de crianças apenas por dinheiro, acabou por tratar dele. Na verdade, a diferença de Jean-Baptiste em relação aos outros seres humanos não era percebido por esta mulher. • As outras crianças adoptadas por Madame Gaillard também não gostavam da criança, pois a sua diferença tornava-o estranho e, portanto, indesejável. • Quando cresceu Madame Gaillard vendeu Jean-Baptiste ao mestre Grimal (um curtidor), porque a Igreja deixou de lhe pagar o devido pelo rapaz. "O Perfume, história de um assassino"
  4. 4. • Numa ida à cidade com o Grimal, Jean-Baptiste, que toda a sua vida tinha “armazenado” os cheiros que o rodeavam, foi surpreendido por uma nova e agradável fragrância. • Foi desta forma que matou a primeira rapariga. O seu odor era como que a sua alma e Jean-Baptiste queria-a só para si. • Numa certa noite Jean-Baptiste voltou a Paris, para fazer uma entrega a Baldini, um perfumista famoso em outros tempos. • Esta era a oportunidade de realizar o seu sonho, tornar-se o mais perfeito perfumista. Mas Baldini recusou-o. Então Jean-Baptiste oferece-se para “cozinhar” a receita de um famoso perfume do rival de Baldini, o “Amor e Psique”. • Estupefacto com o talento do jovem desconhecido, Baldini aceita-o tornando-se de novo um perfumista rico e famoso. "O Perfume, história de um assassino"
  5. 5. • Baldini torna-se assim o mestre de Jean-Baptiste ensinando-o a misturar fragrâncias, a usar os sentidos que o próprio mestre já tinha perdido. • Mas Jean-Baptiste tinha uma grande necessidade de se isolar, de se conhecer e abandonando tudo refugia-se numa gruta durante sete anos. • Será aí que devido a diversas causas toma consciência de que deixou de sentir cheiros, o que lhe restou foi o seu próprio cheiro. Esta perda causa-lhe um grande choque. • Parte então para Grasse, capital da produção de aromas, empregando-se de novo numa perfumaria. "O Perfume, história de um assassino"
  6. 6. • À medida que a acção aqui se desenrola a personagem principal vai assassinando jovens virgens com o fim único de lhes retirar o odor. Torna-se numa busca obsessiva pela fragrância perfeita. • Para alcançar odor mais perfeito de que alguma vez houve memória, faltava a Jean-Baptiste matar uma jovem, Laure, de cabelos ruivos, linda, inalcançável a este perfumista, filha de um vice-cônsul, que tinha o melhor odor. • Alcançado este último objectivo, mistura todas as fragrâncias, o que resulta num perfume. O melhor perfume de sempre. • Jean-Baptiste foi descoberto por ter assassinado vinte e quatro raparigas e condenado a morte. • Durante a audiência usa o seu perfume ,deixando a população a pensar que Jean-Baptiste é um celestial, permitindo-lhe que saia em liberdade. • Mas Jean-Baptiste que nunca teve a admiração de ninguém também não a quer agora. Procurando o ódio do povo parte para Paris. "O Perfume, história de um assassino"
  7. 7. • Chegado a Paris detém-se no Cemitério dos inocentes, onde apesar do cheiro nauseabundo a cadáver, todo o tipo de marginais e renegados da sociedade ali se reunia todas as noites em redor de fogueiras. • Jean-Baptiste desembrulha então, naquela noite, 25 de Julho de 1767, a garrafa que continha o seu precioso perfume e ensopa-se dos pés à cabeça. E de repente num fascínio incontrolável por aquele homem, os presentes caíram-lhes em cima arrancaram-lhes roupas e trincaram a sua carne como animais selvagens. • Em pouco tempo não sobrava qualquer vestígio de Jean-Baptiste. Embora estas pessoas parecessem ter consciência de que tinham comido um homem até à pouco vivo, estavam por outro lado bastante satisfeitos, porque se tinham alimentado, mas encontravam-se acima de tudo inundados por uma estranha alegria e felicidade. • “Nas suas almas tenebrosas surgiu um repentino palpitar de alegria…Era…esse o motivo por que receavam erguer os olhos…Contudo, quando se arriscaram a fazê- lo…não conseguiram reter um sorriso. Sentiam-se extraordinariamente orgulhosos. Era a primeira vez que faziam qualquer coisa por amor” (página 273) "O Perfume, história de um assassino"
  8. 8. • Relação titulo - livro: O titulo do livro chama-se “O Perfume” pois esta historia fala sobre Jean-Baptiste Grenouille que assassina raparigas para lhes extrair o seu perfume. • Transcrição de ideias/frases relevantes: “Encherei um terço da garrafa com amor e psique”. • Autor: Patrick Süskind • Editora: Editorial Presença • Lisboa • Ano da 1ª edição portuguesa: 1986 • 42ª Edição, Agosto 2008 "O Perfume, história de um assassino"

×