O retrato de Dorian Gray

5.706 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.706
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
48
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
76
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O retrato de Dorian Gray

  1. 1. Trabalho realizado por: Marta Gonçalves, 10ºA Nº10
  2. 2. Ficha técnica  Título da obra: O retrato de Dorian Gray  Autor: Oscar Wilde  Editora: Abril Colecções  Ano de publicação:2010  Ano de edição: n.d
  3. 3. Oscar Wilde  Oscar Fingal O'Flahertie Wills Wilde (Dublin, 16 de Outubro de 1854 — Paris, 30 de Novembro de 1900) foi um escritor irlandês muito conceituado.  Criado numa família protestante, estudou na Portora Royal School de Enniskillen e no Trinity College de Dublin, onde sobressaiu como latinista e helenista. Ganhou depois uma bolsa de estudos para o Magdalen College de Oxford .  Saiu de Oxford em 1878, quando passou a morar em Londres começou a ter uma vida social bastante agitada, sendo logo caracterizado pelas atitudes extravagantes.  Foi convidado para ir aos Estados Unidos a fim de dar uma série de palestras sobre o movimento estético por ele fundado, o esteticismo, ou dandismo, que defendia, a partir de fundamentos históricos, o belo como antídoto para os horrores da sociedade industrial, sendo ele mesmo um dândi.  Em 1883, vai para Paris e entra para o mundo literário local, o que o leva a abandonar seu movimento estético.
  4. 4. Obras mais importantes do autor  1888- Publica O Príncipe Feliz e Outras Histórias,  1889- Publica O Retrato do Sr. W.H  1890- A primeira versão de O Retrato de Dorian Gray  1891- O ensaio A Alma do Homem sob o Socialismo, Lord Arthur Savile's Crime and Other Stories e A house of Pomegranates
  5. 5. Resumo da obra  Dorian Gray era um jovem de 20 anos pertencente à alta burguesia inglesa, de uma beleza física inimaginável, e foi retratado pelo pintor Basil Hallward, que se apaixonou pelo rapaz.  Conheceu Lorde Wotton, que era amigo de Basil e que se tornou muito próximo de Dorian.  Quando Dorian viu o retrato já terminado ficou revoltado pois não queria envelhecer.  Mais tarde acabou por conhecer Sibyl Vane, uma actriz de um pequeno clube de teatro e apaixona-se perdidamente por ela, pedindo-lhe em casamento. Os seus amigos Basil e Lorde Wotton não aprovaram a rapariga, deixando Dorian muito abatido.  Apesar de Sibyl jurara que só iria amar Dorian, ela acaba por se entregar inteiramente à representação. Dorian ficou destroçado e regressou a casa.  Quando e dirigiu ao seu quarto reparou que o rosto no seu quadro se tinha alterado, que o seu sorriso não era o mesmo. Viu que tinha uma expressão cínica e de maldade. Então verificou que o quadro reflectia o estado da sua alma.  Percebeu que tinha errado em relação a Sibyl e tenta voltar para a sua amada. Mas era demasiado tarde, pois Sibyl tinha-se suicidado.
  6. 6. Resumo da obra (cont.)  A partir daí ele começou a fazer tudo que era ou não permitido, manipulando pessoas e assassinando Basil às facadas quando este descobre o que está a acontecer.  Leva um químico, seu amigo ao suicídio depois de o ajudar a livrar-se do corpo de Basil.  O quadro tinha sido amaldiçoado e Dorian Gray iria ficar jovem para sempre, só o quadro se ia alterando ao longo do tempo. E só o destruindo é que Dorian iria morrer.  O que mais lhe doía era a morte, em vida, da sua alma. Dorian havia escondido o quadro num quarto desocupado, que fora de seu avô. Sobe até o quarto, olha o quadro e grita de terror. Apesar de suas boas acções, o quadro não se alterara para melhor como supunha, continuava a gotejar sangue ainda mais vivo e estava mais horrendo. Então Dorian percebe claramente a verdade: por vaidade, ele poupara a camponesa e a hipocrisia pusera-lhe no rosto a máscara da bondade. A única prova de seu mau carácter, de sua consciência, era o quadro.  Então, resolveu destruí-lo. E, com a mesma faca com que matou Basil, trespassou o retrato. Ouviu-se um grito. Os criados acudiram. E, quando conseguiram entrar ao quarto, viram na parede o magnífico retrato, e, no chão, jazia o corpo de Dorian, com a faca cravada no peito, que só pôde ser reconhecido pelos anéis em seus dedos.
  7. 7. Citações  “Que tristeza ! Eu envelhecerei, ficarei horrível, medonho. Mas esse quadro sempre se manterá jovem. Nunca será mais velho do que esse dia de Junho … Se fosse o contrário ! Se fosse eu que me mantivesse jovem e o retrato que ficasse velho! Por isso, — por isso — Eu daria tudo ! Sim, não há nada no mundo todo que eu não daria por isso.”  “A inteligência é em si um modo de exagero e destrói a harmonia do rosto"  “Existem apenas dois tipos de pessoas que são realmente fascinantes: as que sabem absolutamente tudo e as que não sabem absolutamente nada”
  8. 8. Adaptações  Foram feitas várias versões cinematográficas dessa obra, mas a mais conhecida foi o filme “O retrato de Dorian Gray” em 2009, dirigido por Oliver Parker e tendo Ben Barnes e Colin Firth nos papéis principais. Bem Barnes faz de Dorian Gray e Colin Firth desempenha o papel de Lorde Henry Wotton.

×