A Menina mais triste do mundo

1.213 visualizações

Publicada em

Ficha de Leitura

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.213
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
264
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Menina mais triste do mundo

  1. 1. Ficha de Leitura Ficha Técnica do Livro : Autor:CathyGlass Editora: Editorial Presença Local de edição:Lisboa, Julho, 2010 Ano de edição: 2010 Ano de publicação: [S.D]
  2. 2. Relatório De Leitura Período de leitura: Uma semana 16/03/2010 até 23/03/2010 Apresentação geral do livro: Quando Cathy vê Donna pela primeira vez, considera-a a criança mais triste que alguma vez conheceu e pressente de imediato a dificuldade que irá ter, ao acolhê-la, em conquistar a sua confiança e entrar no seu mundo. Donna refugia-se num silêncio obstinado e numa postura retraída que expressam a ostracização que sofreu por parte da família. Com muita determinação Cathy, vai conseguindo penetrar a barreira defensiva de Donna, e quando esta começa finalmente a falar, Cathy compreende verdadeiramente a extensão e profundidade de feridas psicológicas que lhe foram infligidas. Nesta obra inspiradora, a autora foca-se sobretudo no processo de libertação e regeneração de Donna, e o leitor, embora profundamente envolvido no drama pessoal desta menina de dez anos, não deixa de se sentir também inspirado por uma forte mensagem de esperança. Citações preferidas:
  3. 3. - A Rita, a mãe da Donna, tem problemas com a bebida- continuou Edna, seguindo o meu olhar – possivelmente com consumo de drogas, embora não tenhamos a certeza. A casa está absolutamente imunda, um perigo para a saúde, e já mandei lá várias vezes os serviços de desinfecção. (…) - Mas o que podia eu fazer, Cathy ? A situação familiar estava a piorar, não a melhorar. Quando levei a Donna e os irmãos para acolhimento, todos tinham piolhos e pulgas, e os rapazes tinham lombrigas. Disse isso á mãe e ela encolheu os ombros. Parece que não consigo comunicar com a Rita. Reacção Pessoal ao Livro : Gostei bastante de ler este livro, não sou porque mostra o que muitas crianças passam e muitas vezes nem sequer nos apercebemos do que está por de trás destas crianças, mas também pela maneira como Cathy acolhe estas crianças e a maneira como as cativa. Aconselho vivamente a lerem este livro! Do Autor( a) :
  4. 4. Cathy Glass tem três filhos e há mais de vinte anos que acolhe na sua família crianças que foram vítimas de maus-tratos. Concilia a sua actividade enquanto, o profissional de acolhimento com a escrita, e é autora de obras onde relata os casos de algumas das crianças que acolheu. A Presença publicou da autora Infância Perdida, título que figurou no Top Tem de bestsellers do TheSunday Times.

×