As Aventuras de Tom Sawyer

2.531 visualizações

Publicada em

Ficha de Leitura

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.531
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
249
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

As Aventuras de Tom Sawyer

  1. 1. Editora: Nelson de Matos : biblioteca juvenil Local de edição: [S.L.] Ano de edição: Junho de 2009 Ano de publicação: 1876 Período de leitura: Duas semanas Apresentação geral do livro: Tom Sawyer era um menino brincalhão e traquina que vivia em S. Petersburgo uma pequena aldeia. Este era um grande amante de aventuras. A escola não o cativava muito pois achava que estudar era uma grande perda tempo. Mas tudo estava para mudar. Numa segunda-feira quando Tom estava a chegar a casa viu uma linda menina de olhos azuis e com umas grandes e belas tranças, era a Becky Tatcher,filha do juiz Tatcher, Tom ficou impressionado, encantado com a menina. Durante a aula conheçeu-a e disse-lhe que gostava dela e por seu espanto recebeu uma resposta muito agradável. Há hora de almoço ficaram juntos, mas Tom acidentalmente fala na sua ex-namorada e Becky fica zangada e cheia de ciúmes... No fim da discussão Tom decidiu que um dia queria ser um grande e maravilhoso pirata, para ser admirado e invejado por todos, então foi ter com o Huck, um amigo inseparável, odiado por toda as mães de S.Petersburgo por ser rebelde e desobediente. Como Huck não tinha pais vivia uns dias num sítio e os outros dias noutros, logo era livre e assim admirado por todos os outros rapazes À note foram os dois passear ao cemitério mas nunca pensaram que iriam assistir a um homicídio, o Dr.Robison tinha sido morto por Joe, o índio que estava acompanhado por Muff Potter. Então os dois Tom e Huck decidiram fazer um juramento de sangue em como não iam contar nada a ninguém do que se tinha passado e do que tinham visto, pois se Joe não fosse condenado à morte, iria com certeza matá-los. No dia seguinte, quando os populares encontraram o corpo, acusaram imediatamente Potter, pois havia sido visto nas redondezas a noite passada e este foi imediatamente preso, mas Tom de consciência pesada, levava-lhe alimentos e outras coisas para o prisioneiro se entreter. Relatório de leitura Ficha técnica do livro
  2. 2. Quando Tom chegou à escola viu Becky e fez tudo para chamar a atenção da rapariga mas não obteve sucesso. Visto que ela não lhe ligava nenhuma, Tom decidiu fugir juntamente com Joe Harper, que tinha levado um estalo da mãe, que o acusou de ter comido as natas todas. Então estes encontraram-se com Huck que aceitou logo de imediato a aventura. Fugiram numa jangada e foram para uma ilha próxima. Passados alguns dias de diversão, Joe e Huck quiseram regressar, pois ja tinham saudades de casa mas Tom dissera-lhes que tinha um plano que iriam regressar no dia dos seus serviços fúnebres, pois este havia visitado a tia às escondidas e viu-a num pranto a falar dos seus funerais. Então assim foi quando apareceram na Igreja foram abraçados e acarinhados por toda a gente, que apesar das suas traquinices, os adoravam. Tom e Becky ainda não haviam feito as pazes. Então certo dia esta quis fazer ciúmes a Tom, usando o seu próprio inimigo, Alfred. Quando este, Alfred, percebeu o porquê da atenção de Becky quis vingar-se de Tom e entornou tinta no seu livro de leitura sem saber que esta estava a ver tudo. Quando o professor viu o livro do rapaz castigou-o e Becky nem abriu a boca. Quis vê-lo sofrer. Pelo contrário, Tom agiu gentilmente ao acusar-se de algo que a rapariga tinha feito. Esta rasgara um livro do professor, mas não queria acusar-se. Tom e Becky fizeram as pazes. Chegadas as férias, chegou também o julgamento de Muff Potter, que deixou Tom e Huck nervosos. Passavam as noites em branco, a ter pesadelos. Decidiram ir visitar Potter à cadeia, e este fê-los lembrar de como sempre foi boa pessoa, como ajudava os rapazes a ir à pesca e de como era humilde. Todos se tinham esquecido dele menos estes dois rapazes. Estas palavras fizeram Tom reflectir na injustiça que estava prestes a ser cometida. Assim, no dia do julgamento, Tom contou toda a verdade. Com isto, Joe fugira e ninguém o conseguia encontrar, o que deixou Tom e Huck desconfortáveis, pois agora temiam pelas suas vidas. Ser pirata implicava ter um tesouro. E por isso, Tom e Huck foram procurar numa casa assombrada. Ao início estavam assustados, mas rapidamente largaram as ferramentas e foram explorar a casa. Momentos depois chegam dois homens, e os rapazes, escondidos no andar de cima, reconhecem a voz de um deles. Era Joe, o índio, que vinha enterrar 600 dólares em prata que havia roubado. Os rapazes ficaram radiantes, pois assim que os bandidos saíssem, eles saberiam onde procurar. Quando Joe lançou a picareta dos rapazes à terra, bateu em algo duro. Era uma caixa de ferro cheia de moedas de ouro. Mas a picareta e a pá levaram o índio a suspeitar que alguém estaria ali e, por isso, levaram os tesouros para o esconderijo número dois. Após uma vigilância nocturna, Tom e Huck descobriram tratar-se de um quarto numa estalagem. A mãe de Becky organizara um piquenique para a pequenada no ferry-boat que os levaria para o outro lado do rio. As crianças entraram numa gruta escura, onde Tom e a rapariga se perderam. Depois de caminharem, acharam uma saída e regressaram a casa. Duas semanas depois, o juiz Tatcher informou Tom de que havia selado a entrada da gruta com uma porta de ferro, assim, mais ninguém se perderia por lá, ao que o miúdo o informou de que tinha visto Joe na gruta quando lá esteve. Quase toda a população de S. Petersburgo se dirigira para lá, e quando abriram a porta encontraram o índio morto. No funeral deste, Tom disse a Huck que sabia onde estava o tesouro, e
  3. 3. que não era na estalagem, mas sim na gruta. Assim, os dois rapazes ficaram ricos e foram considerados heróis locais. Mark Twain, pseudónimo de Samuel Langhorne Clemens (1835-1910) Foi um importante escritor americano, jornalista e humorista, recordado sobretudo pelas suas observações críticas, e como criador dos imortais Tom Sawyer e Huckleberry Finn. Nasceu na Florida, em Missourl, e ainda em bebé mudou-se para a cidade ribeirinha sw Hannibal, no mesmo estado. Foi baseado nesse local que mais tarde viria a inspirar-se para algumas das suas obras mais conhecidas, em especial As aventura de Tom Sawyer. Após a morte do pai que deixa a família com pesadas dívidas, junta-se ao jornal que o irmão mais velho tinha fundado e inicia a sua carreira de jornalista. Demasiado tentado pela proximidade de Mississípi, acaba por enveredar pela carreira de piloto de barcos a vapor, mas o início da Guerra da Secessão termina com o tráfego comercial fluvial e decide então tentar outro modo de vida. Chega a ser voluntário do exército, procura ouro no Nevada, torna-se lenhador e é jornalista antes de iniciar a carreira de literária. Acaba por se instalar no Connecticut e é ai que escreverá a sua obra-prima As aventuras de Huckleberry Finn. Nesse local reside durante dezassete anos como um autor popular e bem-sucedido. Permanecendo uma figura conhecida até á sua morte, em 1910, torna-se famoso não apenas pelas suas obras mas também pelo seu habitual fato branco, farto bigode e enorme cabeleira branca. Nas palavras de William Faulkner, «O primeiro escritor verdadeiramente americano, e todos nós os seus herdeiros.» Autor
  4. 4. Daniela Pombo 10ºA nº1

×