Memorial do Convento - Cap. v

12.087 visualizações

Publicada em

João Castelo

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12.087
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3.872
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
53
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Memorial do Convento - Cap. v

  1. 1. Memoria do Convento De José Saramago
  2. 2. No capítulo anterior: Apresentação de Baltasar Sete-Sóis e narração da sua viagem para Lisboa e dos primeiros momentos na capital. Caderno de Apoio ao Exame Porto Editora
  3. 3. Personagens: Blimunda Sete-Luas Baltazar Sete-Sóis Padre Bartolomeu Lourenço
  4. 4. Capítulo V o É dia de auto de fé em Lisboa e, além de D. Maria Ana se encontrar de luto pelo seu irmão que falecera, não estará presente devido a sangramentos que têm ocorrido durante a sua gravidez. o Apresentação de Sebastiana de Jesus (mãe de Blimunda) e sua condenação devido a feitiçaria. o Blimunda assiste, na companhia do padre Bartolomeu Lourenço de Gusmão ao auto de fé.
  5. 5. Capítulo V (cont.) o Durante a condenação de Sebastiana de Jesus, Blimunda conhece Baltazar e estes, unem-se simbolicamente. A união é abençoada pelo padre Bartolomeu Lourenço de Gusmão. o Apresentação de Blimunda como vidente (quando está em jejum vê as pessoas “por dentro”). o Blimunda promete nunca olhar para o interior de Sete-Sóis.
  6. 6. “E estando já passados quase dois anos que se queimam pessoas em Lisboa, está o Rossio cheio de povo, duas vezes em festa por ser domingo e haver auto de fé, nunca se chegará a saber de que mais gostam os moradores, se disto, se das touradas, mesmo quando só estas se usarem.” Pág. 65 “Quando, de manhã, Baltazar acordou, viu Blimunda deitada ao seu lado, a comer pão, de olhos fechados. Só os abriu, cinzentos àquela hora, depois de ter acabado de comer, e disse, Nunca te olharei por dentro.” Pág. 74

×