Amor de perdição

1.702 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.702
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
35
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
26
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Amor de perdição

  1. 1. Amor de Amor de Amor de Amor de Perdição Perdição Perdição Amor de Amor de Perdição Amor de Perdição Perdição PerdiçãoAmor de Amor dePerdição Amor de Amor de Perdição Perdição de Camilo Castelo Branco Amor de Perdição Amor de Perdição Perdição Amor de Amor de Perdição Amor de Perdição Perdição Amor de Amor de Perdição Perdição Amor deAmor de PerdiçãoPerdição Amor Realizado por: Joana Rodrigues de
  2. 2.  Simão Botelho; Teresa Albuquerque; Mariana; Baltasar; Domingos Botelho; Tadeu Albuquerque; João da Cruz.
  3. 3. Camilo Ferreira Botelho Castelo Branco nasceu em Lisboa a 16 de Março de 1825, no Bairro Alto.Filho de Manuel Castelo Branco e de Jacinta Ferreira, foi registado como filho de mãe incógnitaporque o pai e a avó paterna não queriam que o nome de Castelo Branco se associasse a outro deorigem tão humilde. Casou aos 16 anos com Joaquina Pereira, mas cedo abandonou a esposa para se envolver comoutras mulheres. Para sobreviver, escrevia para jornais, embora as suas irreverentes crónicas lhetrouxessem, de vez em quando, dissabores, inclusivamente agressões físicas. Ainda tentou cursarmedicina no Porto mas, a partir de 1848, entregou-se à vida boémia e passou a repartir o seutempo entre os cafés, os salões burgueses e a escrita. Na sequência do casamento de Ana Plácido, por quem estava apaixonado, Camilo sofreu – entre1850 e 1852 – uma crise de misticismo, cursando o seminário. Acabou por mudar deideias, abandonou os estudos teológicos, seduziu e raptou Ana Plácido mas foram capturadospelas autoridades, julgados e presos na cadeia da relação do Porto. Absolvidos do crime de adultério, Camilo e Ana Plácido foram viver juntos. Camilo foi o primeiroescritor de língua portuguesa a viver exclusivamente dos seus escritos.Em 1885, Camilo obteve o título de visconde e três anos depois casou oficialmente com AnaPlácido. Incapaz de se manter emocionalmente estável , sempre preocupado com os filhos (Nunoera um vadio, Jorge era deficiente mental), e perante uma cegueira progressiva, Camilo acabou porsucumbir ao desespero, suicidando-se a 1 de Junho de 1890, aos 65 anos.
  4. 4.  “Anátema” (1851); “Mistérios de Lisboa” (1854); “Livro Negro de Padre Dinis” (1855); “A Neta do Arcediago” (1856); “Onde Está a Felicidade?” (1856); “Um Homem de Brios” (1856); “O Que Fazem Mulheres” (1858); “Doze Casamentos Felizes” (1861); “O Romance de um Homem Rico” (1861); “As Três Irmãs” (1862); “Amor de Perdição” (1862); “A Brasileira de Prazins” (1882); …  “Agostinho de Ceuta”; “O Marquês de Torres Novas”; “Poesia ou Dinheiro?”,  “Purgatório e Paraíso”;  “Entre a Flauta e a Viola”; …
  5. 5. Simão é um jovem estudante em Coimbra que está constantemente envolvidoem confusões acabando mesmo por ser preso. Aquando a sua libertação voltapara casa, em Viseu.Simão apaixona-se pela sua vizinha, Teresa Albuquerque, uma jovem de quinzeanos, amor que o transforma completamente, torna-oestudioso, responsável, com princípios…Teresa e Simão começam a namorar às escondidas porque as suas famílias sãoinimigas e nunca concordariam com aquele namoro.Mas, um dia, são descobertos e o corregedor, pai de Simão, manda-o paraCoimbra. Tadeu Albuquerque, pai de Teresa, obriga a filha a casar com o seuprimo Baltasar. Enquanto isso, Teresa e Simão continuam a comunicar porcartas, com a ajuda de uma mendiga e de Mariana, filha do ferreiro João daCruz, que se apaixona por Simão.Depois de muitas ameaças Teresa recusa casar com Baltasar, e o seu pai coloca-anum convento.
  6. 6. Simão ao saber do sucedido tenta raptar a sua amada, mas não correu comoesperado e acaba por matar Baltasar. Entrega-se depois às autoridades sendo presoe condenado à forca. Teresa é transferida para o convento de Monchique, noPorto, cidade para onde também Simão é enviado, acompanhado porMariana, como criada. Simão e Teresa juram amor eterno.Tadeu procura transferir a filha do Porto para Viseu, mas Teresa opõe-se devido aoseu estado de saúde. Porém recupera quando sabe que Simão não vai ser enforcadopois o tribunal mudara a sua pena para 10 anos de degredo na Índia.Quando Simão está de partida, Teresa, acena ao ver o navio que leva o seu amado.Após a despedida Teresa morre.Ao saber da morte de Teresa, Simão fica gravemente doente e morre também sendoo seu corpo lançado ao mar.Mariana, com o desgosto da morte do seu amado, atira-se também ao marmorrendo abraçada ao corpo de Simão.
  7. 7. • “O amor aos quinze anos é uma brincadeira; é a última manifestação do amor às bonecas; é tentativa de avezinha que ensaia o voo fora do ninho, sempre com os olhos fitos na ave-mãe, que a está de fronte próxima chamando: tanto sabe a primeira o que é amar muito como a segunda o que é voar para longe.”• "A submissão é uma ignomínia quando o poder paternal é uma afronta“• “A tua pobre Teresa, à hora em que leres esta carta, se Deus não me engana, está em descanso”.• “Amou, perdeu-se e morreu amando”

×